1. Spirit Fanfics >
  2. "So i'm going too!" >
  3. Capítulo único

História "So i'm going too!" - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Minha primeira Thorki. Espero que gostem.

Só pra constar, eu não revisei, então, desculpe qualquer erro...

Boa leitura.

Capítulo 1 - Capítulo único


E em um momento de raiva que parecia incontrolável, Thor virou a mesa. Se dando conta do próprio ato, levou as mãos a cabeça, respirando fundo e se sentou na escada, bufando. Ouviu passos, e sequer precisou se virar para saber quem era. O doce perfume era inconfundível. 

- É imprudência estar em minha companhia agora, pequeno.- disse sem se virar. Loki, trajando suas costumeiras vestes pretas, verde e dourado se sentou ao seu lado na escada.

- Já disse pra' não me chamar assim. - O ômega respondeu, mantendo sempre a elegância e delicadeza. Loki o olhava com serenidade, calmo como sempre fora, bem diferente de Thor, que apenas suspirou.

- Era pra ter sido meu dia de triunfo...- O alfa tentava manter a calma, mas era visível sua dificuldade. Loki sorriu terno, levando a pequena não até o rosto do irmão, fazendo carinho. Este, que fez o alfa fechar os olhos para apreciar.

-Ele chegará...- respondeu doce -no momento certo.

- O que é isso?!- Volstagg entrou, sendo acompanhado de Sif, Fundral e Hogus, que apenas observaram o monte de comida no chão, ao lado da mesa virada.

-Concordo com você...- Loki começou, recebendo toda a atenção do alfa para si, mesmo que já a tivesse.- Mas sabe que não a nada a fazer sem confrontar nosso pai...- iria continuar falando, mas Thor se levantou, o rosto radiante, como quem acaba de ter uma ideia a estúpida- Não, não, não, Thor, eu conheço essa cara...- foi interrompido.

- É o único jeito de proteger nossas fronteiras! - pontoou, recebendo do ômega  um olhar de reprovação. 

- Mas isso é loucura!- rebateu, esperando soar convincente. 

-Loucura? Que tipo de loucura?- Volstagg perguntou, com uma bandeja  de sanduíches que havia pegada em outra mesa.

- Nós vamos a Jotunheim! - Thor repondeu convicto, com um sorriso animado. Recebendo de todos, olhares cerrados.

- O que?- Fundral o perguntou incrédulo- Isso não é uma viajem a terra, onde você invoca trovões e os mortais o cotoam como um deus. - riu soprado - estamos falando de Jotunheim.

- Meu pai conseguiu entrar em Jotunheim...- Loki, que apenas ouvia e observava, levou a mão própria testa, balançando a cabeça negativamente. - Derrotou seus exércitos e pegou a caixa- sorriu mais- só estaríamos atrás de respostas.

- É proibido.- Sif, que se manteve quieta, se pronunciou já irritada.

-Amigos...- o alfa se levantou, parando na frente dos quatro, com os braços abertos- já se esqueceram de tudo o que fizemos juntos?- foi em direção a Hogun, parando em sua frente com a mão em seu ombro.- Quem os levou as mais gloriosas batalhas?- intercalada o olhar entre Fundral e Hogun. 

- Foi você.- Hogun respondeu sorrindo.

- E Volstagg...- se virou para o mesmo, que devorava o 15° sanduíche de atum com alface.- Quem o fez provar iguarias tão suculentas, que você pensou ter morrido de ido para Valhalla?- continuava com um sorriso vitorioso.

- Foi você...- Volstagg respondeu, com a boca cheia, logo colocando mais um sanduíche , agora de patê de frango e tomate.

- E quem provou estar errado aquele que acreditavam que uma bela ômega não poderia se tornar a mais forte dos cavalheiros?- Sif arqueou uma sombraceilha, Loki apenas revirou os olhos.

- Ela nem é tudo isso...- sussurrou baixinho, apenas para si, fazendo um biquinho fofo.

- Fui eu... - Sif respondeu, com a voz arrastada.

- Verdade...- Thor concordou- Mas eu te apoiei, Sif.- Voltou a sorrir- meus amigos, nós vamos a Jotunheim! 

- Então eu também vou!- Loki se levantou decidido, fazendo todos o olharem.

- Não. - Thor disse firme, o olhando desafiador.

- Por que, não?- Loki desceu os degraus da escada, parando na frente do loiro. A diferença de altura era explícita. 

Loki, por ser um ômega, era bem mais delicado. A pele clara entrava em contraste com os cabelos negros e olhos verdes, os lábios eram pequenos e rosados, bastante convidativos por sinal. A aparência frágil apenas resaltava toda a beleza. Já Thor, por ser um alfa genuíno, vindo de uma família real, era maior, mais forte e visivelmente mais másculo. Pois convenhamos, além de pênis Loki não tem nada de masculino. Fazendo assim, todos que conhecessem o alfa, o temessem. 

Mas se tinha uma criatura ridícula a qual Loki não temia, era Thor. Sabia que o maior nunca seria capaz de fazer algo contra si. E como ele sabia disso? Simples. Thor o ama.

É uma história complicada, contando que eles são irmãos, Thor sempre foi treinado pelo pai, Rei de Asgard, para um dia herdar o trono. E Loki, como ômega, foi treinado pela mãe, pois mesmo que não se tornasse rei ou rainha, ainda era um príncipe. Thor e Loki sempre foram muito próximos na infância, e a aproximação dele s apenas aumentou com o passar dos anos. Anos e anos que se passavam, Thor ficava cada vez mais idiota pelo irmão, sorria bobo apenas de pensar no ômega. E mesmo assim, nunca permitiram consciência de seus pais. Pois caso soubessem, Loki seria deserdado, e Thor, obrigado a se casar com uma princesa qualquer para juntar seus reinos.

Lembra que Thor era um idiota apaixonado? Pois então. Ele não conseguia resistir a aqueles olhinhos verde brilhantes. Sif, percebendo a tensão se formar, puxou os outros três idiotas para fora, mesmo que Volstagg levasse uma bandeja repleta de frutas e sanduíches de diversos patês. 

Thor suspirou, não queria discutir com seu ômega, mas o mesmo parecia não  pensar o mesmo. Já que ele estava com os braços cruzados e batia o pé, sustentando uma expressão fofamente raivosa.

- Amor, entenda...- Thor começou calmo, logo sendo interrompido.

- Ah, claro, eu não posso ir por que sou uma donzela em perigo, é isso?- perguntou sarcástico,  com os olhos marejados. Thor o olhou incrédulo, desafiando sua própria mente a achar que realmente ouviu uma asneira dessa. - Como eu pensei...- Uma lágrima caiu, e antes de se virar para ir embora, Thor o puxou pelo pulso, o prendendo em um abraço. Passou os braços fortes pela cintura fina do ômega, enterrando seu rosto no pescoço do mesmo, inspirando o maravilhoso aroma de lavanda e jasmins. Loki ficou na ponta dos pés, apenas para poder passar seus braços pelo pescoço do alfa, se inebriado com o frescor de menta do mesmo.

- Não é isso, pequeno...- Loki resmungo algo, Thor apenas riu soprado, adorava provoca-lo.- É só que...- parou, procurando as palvras certas - Eu nao quero te colocar em risco, sabe...- suspirou,  apertando mais o ômega em seu braços, com medo que ele fugisse.- Eu não quero...- se repreendeu, a ideia é absurda. Inspirou mais um pouco o perfume de lavanda e jasmins. - Céus, Loki, se você sofresse um arranhão superficial eu me culparia pra sempre, se você se machucar...- foi cortado.

- E se você se machucar?- Loki se afastou minimamente, apenas para encarar os olhos cor céu - E se você se ferir eu não estiver lá pra te proteger, hm?- Thor suspirou derrotado. O puxou novamente, plantando um beijinho nas madeixas negras e lisas, levemente onduladas nas pontas, para depois apoiar o queixo encima destes, sorrindo abobado. Mais uma vez estava cedendo.

- Tudo bem...- Loki sorriu, ainda com a bochecha no peito do maior - Mas promete que não não vai sair do meu lado.

- Eu prometo...




Notas Finais


É isso.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...