História Só Mais Um Clichê - Jikook - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Colegial, Gay Fanfic, Jikook, Lemon, Namjin, Taeyoonseok, Yaoi
Visualizações 122
Palavras 1.509
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Festa, Ficção Adolescente, LGBT, Romance e Novela, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi, Oi meus amores, tudo bem? Eu tô muito feliz em postar esse bebezinho meu aqui no Spirit Fanfics, enfim, eu não vou enrrolar muito até as notas finais, xuxu

Capítulo 1 - Prólogo



- olha Jimin você precisa crescer sabe -o unicórnio rosa que eu dei o nome de Pinkie me aconcelhou-- nem sempre eu vou estar aqui então... 

- do que você tá falando? -perguntei dando uma mordida no meu bolinho 

- estou falando que eu preciso ir, você já tem dezessete anos. Não faz mais sentido eu estar aqui - eu comecei a ficar triste e sentir que iria chorar a qualquer momento 

- NÃO NÃO PINKIE - gritei com força abraçando o unicórnio começando a escutar a voz da minha madrasta... Estranho.

                             [...]

- Jimin? JIMIN! - senti que eu caí do chão e meio desnorteado me virei para minha madrasta que me olhava como se eu fosse um louco. Eu não a culpo

- O que... O que que aconteceu? - levantei do chão recolhendo as cobertas

- Você estava sonhando com...- ela pareceu pensar- não sei mas você ficava repetindo um nome, Pinkie, eu acho 

Assenti com a cabeça. Realmente eu ando sonhando demais com animais fictícios. Tenho que parar de ver desenhos é isso.
Minha madrasta perguntou se eu estava bem e se eu queria ir para a escola [como se ela fosse deixar eu ficar em casa. Só te observo dona Summi] eu disse que sim e é AI que meu desepero matinal começa. Levantar da minha amada cama escovar  os dentes e ver se eu consigo dar um jeito nos fios negros que eu chamo de cabelo, sangue de Cristo, tô me sentindo o Sasuke com esse cabelo de emo.
Procurei a camisa do colégio [ que era nada mais nada menos que uma blusa branca com o símbolo do colégio. Tinha duas, uma de manga longa e outra curta mas eu amo a de manga longa FAZER O QUE] estava frio então eu peguei um casaco vermelho e um alstar preto e uma calça rasgada. Tô feio? Tô, mas ninguém se arruma pra ir ao colégio. Procurei meus óculos redondos e me olhei de novo no espelho abri a boca vendo meu aparelho vermelho... Hum, da próxima vou por um preto. É.

Olhei no relógio e vi que eu 'tava putamente atrasado. Desci as escadas afobado e nem tomei café.

Sabe qual é o lado bom de ser filho de gente rica? É que você tem um carro e não precisa pegar um ônibus [por mais que eu goste]. Comecei a dirigir até o Coreia High School. Nada mais nada menos que uma das melhores escolas de Seul de não até da Coreia do sul inteira. 

Como o tempo estava frio, os alunos que já estavam no colégio preferem ficar dentro do colégio. E alguns chegariam mais tarde. Bando de patricinhas e mauricinhos que só pensam em grana, sexo, drogas, festas e mais sexo.
Entrei no colégio e logo tratei de procurar Hyuna e Namjoon meus melhores amigos [ e por acaso gêmeos ] fui achar eles onde? Na cantina com Hyuna comendo, essa menina come tanto que nem sei como ela consegue ser magra. Só pode ser macumba.

- Jimin amor da minha vida - ela disse e Namjoon e eu  reviramos  os olhos. 

- O que você quer de mim pobre mortal indefesa?

- Assim você me ofende. Ela colocou a mão no peito dramaticamente.
Mas já que você tocou no assunto, eu queria que você fosse a uma boate na quinta com o Namjoon eu -e não disse que ela queria alguma coisa?

- Hyu você sabe que eu te amo, mas porém barra todavia, eu ainda tenho que estudar para tirar notas boas e dar orgulho pro meu pai 

- Olha Jimin você sabe que eu também não gosto dessas festas que a Hyuna me obriga a ir -Namjoon disse mandando um olhar mortal para a irmã - mas você precisa se distrair um pouco, Harvard não vai sair do lugar.- porra NamJoon! - e você 'tá em segundo lugar dos mais inteligentes da escola - ele começou a rir - você mente muito mal Chin

- Puta que pariu Namjoon, até tu 'tá contra mim é?! Que porra foi que tu colocou na bebida dele Hyuna?! 

- Nada ué - a vadia que chamo de amiga começou a rir - é que o Seokjin deve estar lá 

Agora eu entendi, mas vocês não devem estar entendo então eu vou explicar, Seokjin é o crush do meu caro amigo Nam. Quem disse que gênios também não amam?

Concordei em ir naquela bagaça só pra Hyuna me deixar em paz. Depois eu fui pra minha sala particular, digo, sala de aula pra colocar alguma coisa na minha cabeça. Quando cheguei na sala 'tava a maior zona, isso quer dizer que o professor faltou *comemorando com confetes* mas felicidade de nerd dura pouco. Nós vamos ter aula de educação física. Os professores devem dizer 'vamo acabar com a vida daquele sedentários filhos da puta que nos chama de alunos e colocar eles pra dar 100 voltas no colégio. Não galera eu não odeio educação física. Aliás eu adoro, o motivo? A claro o motivo é um cara de 1,80, físico bonito, cabelos castanhos puramente gostoso chamado Jeon Jungkook. Meu crush que não sabe da minha existência, tô choroso, ninguém me toca.

                             [•••]

Nosso diretor quer fazer a gente de garotas de programa, só pode.
A roupa que usamos nas aulas de educação física consistia em um shorts colado um pouco curto azul e uma blusa branca meio transparente [ nosso diretor é americano por isso esse uniforme]. Tô me sentindo uma puta e minha bunda que já não é pequena parece que ficou maior *chorando de vergonha*. Mas por outro lado essa roupa fica muito bem no Jungkook, encarei o mesmo na maior cara de pau, o que é bonito tem que ser admirada 2bjs. Então o professor veio nos chamar me deixando triste por não poder ver mais aquela belezura. 

Logo que sai escutei um assobio e vi Hyuna me encarando, corei.

- Por que eu não posso ter esse teu corpo abençoado? Caralho tu fica lindo com essa roupa - ela disse me fazendo corar 

- eu to me sentindo um garoto de programa assim. 

Conversamos mais um tempo até Taemin nos chamar para a aula começar 

Taemin e nosso professor de Ed.fisica, ele é legal mas vive dizendo que somos adolescentes sedentários e que a tecnologia nos fez ficar preguisos e mais esse papo. A verdade é que ele nem é assim tão velho mas vive enchendo o saco como um pai de verdade. Eu ein. 

A aula começou entre nós meninos e as meninas iam ficar esperando nos terminarmos e depois elas iriam. Hyuna me mandou um beijo nobad e desejou boa sorte. Eu ri por porque da última vez que jogamos nem a sorte que Hyuna me desejou foi o suficiente para deixar uma bola me acertar na cara. 

- Vamos jogar queimado- poxa Taemim eu te considero tanto ai tu vem e fode a minha vida.

                         [•••] 

Dessa vez ninguém me acertou na cara [ graças ao Jin aquele garoto de Deus que desvio a bola de mim, eu amo ele. Namjoon tem que se casar com ele 'cabo ] mas me acertaram na coxa mas beleza a vida segue. Fiquei nas arquibancadas vendo o resto do pessoal jogando, meu time só não ganhou porque Sehun e Luhan ficaram num jogo de gato e rato, hum, tem amor nessa porra que eu sei. Depois foi a vez das meninas jogarem e eu fui para o vestiário me trocar.

Vesti minhas roupas e depois que eu fui sair adivinhem? Quem chutou que a porta estava trancada acertou.
Eu tentei abrir mas aquela merda não abria. Argh! Juro que mato o infeliz que tá fazendo isso. 

Depois de um tempo eu desisti aquela porta do demônio não queria abrir . Dei um chute nela como se fosse adiantar alguma coisa 

- Ai meu pé porra! - exclamei com raiva.

- Não acredito que escutei uma coisa desses saindo da boca de uma pessoa como você 

Paralisei, eu conhecia essa voz. Me virei de vagar vendo um Jungkook encostado na parede já vestido com outra roupa [de onde ele veio?] Meu crush. Alguém me ajuda  

- co-como você entrou aqui? - me amaldiçoei por ter gaguejando 

- Eu escutei uns barulhos e vim até aqui- ele sorrio e mas depois fingiu uma expressão triste- bem que você poderia me agradecer né? Eu te fiz um favor.

- O-obrigado?

Ele deu um sorriso e acentiu com a cabeça a me deu espaço para passar. Eu soltei um ar que nem sabia que estava prendendo, mas quando fui passar ele segurou meu braço me impedindo de continuar 

- Eu te fiz um favor - ele deu um sorriso de canto- mas não foi de graça.

Ele me soltou e eu saí daquele vestiário meio atordoado com o que aconteceu comigo. Sentei na arquibancada maio zonzo pelo que aconteceu. Ali em baixo eu vi Hyuna me olhando preocupada. Forcei um sorriso para acalmar minha amiga, acho que funcionou. 

Me encostei no banco para rever minha situação e minha conclusão foi apenas uma, caralho, eu tô muito fodido.


                         ∆Continu∆


                                 

               
    
                


Notas Finais


Fanfic também postada no Wattpad :3
https://my.w.tt/43iZmPJNZM
Era só isso :3 até o próximo capitalo

~ChuChu <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...