1. Spirit Fanfics >
  2. Sob Mundos (imagine Jeon Jungkook) >
  3. Capítulo I

História Sob Mundos (imagine Jeon Jungkook) - Capítulo 23


Escrita por:


Capítulo 23 - Capítulo I


Fanfic / Fanfiction Sob Mundos (imagine Jeon Jungkook) - Capítulo 23 - Capítulo I

Sinto o raio de sol entrar pela cortina de seda e ir direto ao meu rosto me forçando a abrir os olhos. Olho para o lado e Taehyung ainda dormia, sorrio e me viro ficando de frente ao mesmo e apenas o observando.

Algumas pessoas nos causam dores, e outras são nossas curas. Taehyung era a minha cura. Ele era perfeito, já estávamos a três anos juntos, e estavamos noivos. E não teve um dia desse em que ele não me fez sentir gratidão por tê-lo, e poder chama-lo de meu. Porém eu não o amava, ainda não. O que eu sentia por ele era paixão, o que era de momento, nada mais que isso. Eu simplismente não conseguia. Mas eu estava disposta a aprender a sentir isso com o tempo. 

E também, não teve um dia desses do qual eu não pensei em Jungkook. Eu não queria, eu realmente não queria. Porem era inevitável. Jungkook de uma forma que mesmo que passem décadas eu não irei conseguir esquece-lo. Mas é melhor assim, agora eu estou com uma pessoa que é 100% verdadeira comigo, e tenho certeza que ele também. Já que o mesmo irá se casar em breve. 

A última notícia que eu tive dele foi uma carta escrita a mão, enviada a dois anos atrás que eu tenho guardada sem que Taehyung descubra. Já que Taehyung tem um ciúme inimaginável de tal, e não suporta mais nem ouvir seu nome. Me lembro perfeitamente do conteúdo da carta.

_______________________________________

"Oi! Espero que você esteja bem, e segura agora.

Já se passaram um ano desde que eu me mudei, e que perdemos nosso total contato. Mas achei que seria uma boa ideia escrever uma carta, sem necessidade de ser respondida. Apenas para você saber algumas coisas.

Eu quero que você saiba que minha vida não é mais a mesma, e que eu sinto muito sua falta todos os santos dias, que eu ainda não me perdoei pelo que eu fiz, e ter te ajudado a entregar meu pai não foi o suficiente pra te mostrar o quão arrependido eu estava, e ainda estou, ter vivido 25 anos sofrendo abuso psicológico do meu pai de certa forma me afetou muito. Porém graças a você eu sei que sou capaz de tudo. Sempre. E é por isso que eu decidi recomeçar aqui, no meu canto, vivendo como um novo Jungkook, ou se você preferir, como um novo JK! Só quero que saiba que independente do que aconteça eu sempre terei orgulho de você S/N, e orgulho da mulher que você se tornou. Espero muito que um dia você encontre alguém que realmente saiba valorizar você. 

Enfim, se um dia quiser respirar novos ares, sinta se a vontade para me visitar. Aqui tem as melhores comidas e bebidas, e também tem os melhores pãozinhos doces..tenho certeza que você irá gostar! 

Com amor, JK"

_______________________________________

Suas palavras de vez em quando ainda ecoavam pela minha mente, mas eu estava extremamente feliz por ele ter recomeçado a vida dele, e torcia muito para que desse certo. E pelo jeito já estava dando.

Taehyung me puxa pra mais perto dele - Vai ficar me olhando por quanto tempo? Ele pergunta sem abrir os olhos e acariciando minhas costas nuas.

- Tentando entender o porquê eu me apaixonei por você rio leve e me conforto em seu peito - Temos que trabalhar.. suspiro fundo 

- Ah já?! Ele resmunga abrindo os olhos e me fitando - Mas nós dormimos a pouco tempo..nem consegui descansar direito ele suspira fundo - Não deveria ter vestido aquela lingerie ontem..se não fosse por ela nós teriamos tido uma noite de sono totalmente tranquila ele ri 

- Agora a culpa é da minha lingerie?! O fito e rio junto - Bom saber, irei vesti - la mais vezes..sorrio maliciosa e dou um selar em seus lábios me levantando e me enrolando no lençol. - Assim que eu sair do banho você entra. Não podemos nos atrasar para essa reunião.

Digo indo em direção ao banheiro e me fitando no espelho, fito meu pescoço que tinha apenas a minha marca do pecado, já que eu havia removido a tatuagem falsa tanto do pescoço, como a que escondia minha virtude. Eu não tinha mais nada a esconder.

Entro na banheira e fico lá por alguns minutos logo saindo. 

Entro no meu closet e visto uma roupa formal, diferentemente do que eu vestia quando fazia parte dos Soligia, meu guarda roupa não era formado apenas por vermelho e preto. Haviam cores claras e que representavam minha virtude, assim como eu tinha a alguns anos atrás. 

Assim que termino de me arrumar desço para a cozinha, a Sra. Irene já estava fazendo o café da manhã, ela sempre foi a governanta e cozinheira de Tae. Então quando nos mudados ela veio junto. Ela é a pessoa mais doce e engraçada que eu já conheci, e me lembrava muito a minha mãe.

- Bom dia Sra. Irene sorrio e me aproximo da mesma dando um celar em sua cabeça já que a senhora era bem baixinha - que cheirinho bom.. o que a senhora tá fazendo?! Pergunto colocando algumas coisas na mesa para ajudá-la.

- Bom dia criança ela sorri ao me ver e ao sentir meu celar. - Tô fazendo as coisas que você mais gosta ela diz animada tirando do forno as torradinhas com queijo que eu era apaixonada - Onde está o Teteco?! Era assim que ela o chamava desde criança 

- Já vai descer digo me sentando a mesa - Ele só está terminado de se arrumar suspiro leve e coloco um pouco de café na minha xícara 

- Já estou pronto Tae diz descendo as escadas e indo até nós duas, o mesmo abraça a senhora carinhosamente - Bom dia Sra. Irene ele sorri e vai em direção a mesa se sentando na ponta da mesma - Hmmmm e esse cheiro bom?! Ele diz pegando uma torrada

- Vem comer com a gente Sra. Irene, sabe que nosso café sem a sua presença não é o mesmo digo fitando a senhora que se senta na minha frente.

- Como está os preparativos para o casamento criança?! Ela me fita colocando um pouco de café para ela.

- Bom..estão indo bem, porém bem estressantes rio leve - Hoje irei fazer a prova de alguns vestidos, depois tenho que confirmar bufê, fotógrafo, local, roupa das minhas madrinhas..suspiro fundo - as vezes acho que não irá dar tempo, mesmo que falte seis meses, passam tão depressa! 

- Ah criança ela solta um riso leve - Você está ansiosa demais! Precisa ficar mais tranquila, se você ficar dessa forma vai acabar com os cabelos brancos antes da hora ela bebe um pouco de café - E além do mais, Teteco irá te ajudar em tudo, não é mesmo?! Ela o fita 

- C-claro ele se sente intimidado por ela e me fita - Vai dar tudo certo pequena, em breve estaremos vivendo o dia dos nossos sonhos ele sorri e segura minha mão a acariciando - E depois..e só começar a planejar o nome dos nossos cinco filhos! Ele diz animado me fazendo engasgar

- Taehyung! Tento recuperar o ar - Já conversamos sobre isso..sem filhos agora, lembra?! O fito o mesmo suspira fundo e faz uma cara de piedade.

- É..eu sei, mas não custa tentar ele ri.

Ficamos conversando por mais um tempo e assim que terminamos de tomar café seguimos em direção a empresa, já que teríamos uma reunião em breve.



POV'S JUNGKOOK

As vezes precisamos errar muito, para chegarmos na nossa melhor versão, e fico feliz de estar caminhando para a minha.

Já faziam 3 anos que eu me mudei pra cá e deixei toda a minha antiga vida para trás. Foi algo extremamente doloroso, porém libertador. 

Eu criei minha própria empresa que pelos meus dons administrativos chegou ao topo em menos de um ano. Estava noivo e me casaria daqui a seis meses. O nome dela é Jennie, a mesma era herdeira da Suit's, e nos dávamos muito bem. 

Porém todos os dias eu pensava nela, no seu sorriso, nos seus gritos, e na forma como ela pediu pra eu sumir de sua vida. S/N me fazia muita falta, e dizer que eu já a superei seria a maior mentira que eu poderia dizer na minha vida inteira. Porém meu sentimento não é mais o mesmo, o antigo sentimento que eu tinha por ela eu fiz questão de trançar em uma porta aqui dentro e queima-lo, e talvez tivesse sido melhor assim.

A dois anos atrás eu mandei uma carta para ela, dizendo sobre como eu estava, e como eu sentia falta dela, e como o esperado ela apenas ignorou e continuou seguindo sua vida. Da última vez que eu falei com Jimin, ele disse que ela estava com outro e que estava feliz. Foi por isso que eu pedi Jennie em casamento, porque se ela conseguiu seguir a vida dela, porque eu não conseguiria?!


- Kookie! Jennie diz me balançando delicadamente na cama para me acordar, abro os olhos assustado 

-Hã?! O- oque foi?! Digo tentando entender o que estava acontecendo, porém logo percebo que não era nada 

- Ei..calma a menor ri - Você provavelmente estava tendo um pesadelo ela suspira fundo e coloca sua mão sobre meu rosto acariciando o local - Com o que você sonhou?!

- Nada demais..suspiro fundo abrindo os olhos lentamente fitando a bela mulher deitada na minha frente - Bom dia..sorrio e aproximo meu rosto ao seu selando nossos lábios em um beijo rápido.

- Hoje é o dia daquela reunião, que você estava tão apreensivo a mesma diz me fitando - Está pronto

- Sim..estou suspiro fundo e me sento na cama, logo me levantando e indo ao banheiro, tomo um banho rápido e logo saio começando a me arrumar, Jennie ainda estava deitada me fitando.

- Tem certeza que não quer que eu vá com você?! Ela diz me fitando - Eu posso ser seu amuleto da sorte! Ela diz tentando me acalmar

- Não tem necessidade meu bem digo terminando de ajeitar a gravata e a fitando - Você é meu amuleto da sorte mesmo sem estar presente ergo minha mão e mostro minha aliança a ela - Sempre te levarei comigo sorrio e me aproximo da mesma dando um selar em sua testa - Não se esqueça da sua entrevista mais tarde. Digo saindo do quarto, vou em direção a cozinha e como algumas coisas logo saindo de casa seguindo para a empresa.

Eu e meus sócios havíamos decidido que iríamos fazer ligações internacionais, e eu deixei na mão deles o local, e quem iria. Já que eu tinha muitas outras coisas pra decidir, porém por algum motivo eu sentia uma ansiedade fora do normal. 

Assim que chego já subo direto a sala de reuniões, todos estavam me aguardando

- Senhores..digo entrando e me sentando na minha cadeira - Desculpem o atraso, o trânsito estava péssimo digo organizando minhas coisas - Porém já podemos iniciar a nossa reunião, quem irá começar

- Eu irei Sr. Jungkook um senhor de meia idade diz indo até o local da sala que ele iria se apresentar - Bom, como estamos perdendo, a Blod está tendo um crescimento fora do normal! Em quase três anos ela nunca teve um baixo orçamento se quer, e sempre teve os melhores feedbacks possíveis! Ele sorri animado - Então, chegou a hora de aproveitarmos e fazermos nossas ligações e negociações internacionais. E depois de muito tempo de reunião, todos chegamos ao seguinte pensamento: Sr. Jeon Jungkook é o fundador da Blod, ele merece mais do que ninguém ser o primeiro a fazer isso. E o local é extremamente conhecido por ele, já que ele cresceu lá. Com a queda da Soligia, aquele local finalmente conseguiu criar várias microempresas e empresas grandes! Ele diz animado - Porém a uma que cresceu mais do que todas juntas, a Peixe comandada por: Sr. Park Jimin, Sr. Kim Taehyung e a Srta. Frances. Com esses três no comado a peixe subiu rapidamente. É uma ótima oportunidade o mesmo me fita - Além de que o Sr. Já conhece os líderes de lá, o que facilitará muito. Ele fecha os slides - O que me diz?!

Todos me fitam aguardando uma resposta minha, e eu simplesmente não sabia.


Notas Finais


Obrigada por lerem 💖 comentem o que estão achando e até mais ✨

(Tem o cronograma de postagem no meu perfil! Se quiserem ir lá para conferirem quando irá sair o próximo episódio fiquem a vontê)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...