História Sob obsidia... (imagine Min Yoongi) - Capítulo 2


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jeongguk (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Visualizações 12
Palavras 2.117
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Luta, Mistério, Misticismo, Romance e Novela, Suspense, Terror e Horror, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 2 - Pulinhos de gazela


Fanfic / Fanfiction Sob obsidia... (imagine Min Yoongi) - Capítulo 2 - Pulinhos de gazela

P.O.V Suga

Estávamos gritando (lê-se berrando), brincando, e rindo na vãn. O motorista permanecia olhando na direção da estrada e ao seu lado o nosso diretor se preparava para filmar um take de depois do nosso último show. Ele ligou a câmera e tudo começou a passar em câmera lenta (sabe aquelas cenas de filmes que você sabe que vai dar merda, então é isso mesmo que está acontecendo), o motorista olhou pra trás e por segundos vi uma moto chegar perto de nós em uma velocidade altíssima, e quase nós alcançando (eu não dirijo mais sei que nossa vãn está indo bem rápido), a mesma tenta nós ultrapassar, mas o nosso motorista virou para frente de uma vez e a vãn perdeu o controle.

Me segurei na janela por instinto e me preparei para o impacto e todos fizeram o mesmo, a vãn pegou a moto em cheio e ainda andou mais um pouco até parar, fazendo todos nós irmos para frente e eu claro consegui me segurar, mas o Nan e o Jin não tiveram tanta sorte e caíram um sobre o outro no chão (N/a: Eu acho, só acho que talvez tenha sido de proposito). 

Me levantei meio zonzo. Pera... TINHA ALGUÉM NAQUELA MOTO!?  Abro a porta da vãn e vejo que não havia nenhum carro, caminhão, nem nada naquele lugar. A visto de longe a moto toda estraçalhada, mas por sorte (ou não) não havia ninguém nela. AQUELA MOTO TAVA ANDANDO SOZINHA? Olho em volta, mas não vejo nada, sinto uma mão pequena puxar me ombro. Me viro me deparando com uma garota baixinha (S/n: olha quem fala), com uma pele tão clara que quase era mais branca que eu, cabelos negros com as pontas mais claras, olhos verdes, e vestida com uma jaqueta de couro preta, uma regata da mesma cor, uma jeans rasgada, um converse preto e branco e no pescoço um colar de cristal transparente. Ela tinha um corte superfical na bochecha e alguns arranhões.

- Ahh oi. - digo para a menor

- Quem é você e porque bateu na minha moto?! - ela diz com um olhar que me deixou um tanto intimidado. Aigo ela é a motorista da moto. - Oii! Ficou mudo garoto!?

- Meu nome é Min Yoongi ou suga como preferir. - ela me olha com uma cara de tipo: foda-se - Em primeiro lugar você que estava em alta velocidade.

- Mais por acaso fui eu quem bateu!? - ela disse mais estressada, mas e meio difícil levar a serio tendo que olha pra baixo.

- Não não foi você - ela dá um sorriso vitorioso - e também não fui eu então vai cata coquinho porque eu não tenho culpa de você estar dirigindo em alta velocidade e ultrapassando os limites. Além do mais você nem tem tamanho para dirigir e acredite se eu ligar pra policia a coisa vai ficar seria pro seu lado. E para de me olhar com essa cara de cú porque eu não te dei o direito de olhar pra mim. - Caralhas! merda! Agora eu to fudido!

- Yoongi! - escuto uma voz atrás de mim. Obrigado senhor por mandar a Omma Jin pra me tirar dessa. - Desculpa ele é assim mesmo, prazer Kim Seokjin, mas pode me chamar de Jin. - a omma Jin diz simpatico pegando a mão da garota e dando nela um selar. Que nojo Omma! - Você é a dona da moto?

P.O.V S/n

Não eu acabei de roubar ela sabe nada de estranho.

Logico que eu não posso responder isso né.

- Sou. - digo seca sou muito boa em mentir - Prazer Jin sou a S/n, mas pode me chamar de S/a. - Mano esse garoto é um Deus coreano loiro. Claro que o banquelo ainda é mais bonito, mas né fazer o que, to preferindo esse mesmo. 

Vejo vários garotos saindo da vãn pelo que contei eram cinco garotos saindo da parte de trás do veiculo e dois mais velhos da frente. Isso tá até parecendo aquelas cenas de estrupo. Um poste chega perto de nós.

- Esse aqui é o Nanjoom. - ou poste, olhei pra cima para enxergar o rosto do garoto.

Ele é até bem bonito, um pouco mais moreno que os outros, cabelos morenos com as pontas mais claras em um tom loiro e com covinhas bem fofas. Ele sorri e estende a mão pra mim e eu pra não deixar ele no vacuo o comprimento, a mão dele era quase duas da minha, sem zueira.

- Prazer S/a 

Os outros vem em minha direção, exceto os dois mais velhos que estavam conversando.

- Gente essa é a S/a, S/a esse são o Jimin, - o Nan diz e aponta para um garoto baixinho, o menor deles  que possuí um cabelo loiro meio puxado para um dourado - Taehyung ou V, - ele aponta para um garoto com olhos um tanto destacados pelo himel e cabelos loiros - J-hope ou Hobi - ele aponta para um ser fofíssimo de cabelos castanhos - e o Kook. - ele aponta para um dos seres divinos (tinham tana beleza que os deuses ficaram com inveja e os mandaram para a terra), o único que não havia se apresentado, o mesmo possuí um cabelo também loiro 

- E aí?

- Own você é tão fofinha e pequininha!

- Olha só gente ela não cresce!

- Oii.

Eles dizem quase ao mesmo tempo e eu sorrio. E eu CRESÇO SIM! Agora que prestei atenção a maioria deles tem um cabelo mais claro, mas o mais idiota é o que mais se destaca por possuir um cabelo castanho escuro e ser branco feito um papel, no caso muito parecido comigo.

- Olá - diz um dos homens que estavam conversando - A senhorita é a dona da moto?

- Sim, porque?

- Gostaríamos de saber se gostaria de trabalhar conosco? Vi sua habilidade na hora que pulou da moto, e trabalho em uma empresa que apreciaria muito isso, inclusive os garotos também.

Agora fiquei curiosa. Onde eles trabalham? Tipo deve ser em algum tipo de empresa de grupos ao julgar pela aparencia dos garotos e por as cores dos cabelos combinarem. Deve ser por isso que estão bem vestidos desse jeito, em um estilo bem esquisito né.

- Trabalhar com dança? Não obrigada. - tenho um trauma a dança e tudo que tem haver com essas coisas de criancinha mimada

- Como sabe que trabalhamos com dança? - o ser mais fofo do mundo (Hobi) pergunta 

- Palpite, tipo as roupas e o cabelo meio que entregam. 

- Porque? - meu Deus que bicho lerdo e o Kook ainda consegue ser fofo com aquela cara confusa e aqueles dentes de coelinho.

- Tipo esse visual meio que entrega. - digo totalmente sem paciência

- Bem... Nós não trabalhamos só com dança, também trabalhamos com música, e habilidades especiais como agilidade, delicadeza e... - Kirildo eu sou uma assassina não acho que você  vai querer esse tipo de delicadeza. Pera... Impressão minha ou ele tá querendo me comprar com essas propostinhas de emprego baratas?!

- Bem... - pensando bem talvez eu possa usar isso para procurar a família do meu pai - Que tipo de vagas vocês tem?

- Dançarina, Treiner, Rapper, Catora, Secretaria, acompanhante...

- Acompanhante de que?

- De um grupo especifico, mas no caso seria o Bagtan Boys... - eu o interrompo novamente

- Que grupo é esse?

- Nossa ofendeu agora! - o Tae põe a mão no peito e se finge de ofendido. Agora eu me perdi aqui!

- Nós somos a Bagtan Boys ou BTS como preferir chamar.  - o Jin diz docemente - Então... O que acha de morar conosco?

Que merda eu to fazendo? 

Nem eu sei, mas de algum jeito meu raciocínio me diz que assim ele não vai me achar, mas tipo não sei como morar com esses coreanos vai me ajudar. Tipo: eles não tem uma agencia secreta pra eu poder hackear, muito menos vão poder me ajudar a achar meu pai.

Mas eu sei lá meu instinto me diz para ir com eles e como eu sempre sigo meu instinto.

- Aceito!

- Bem vinda a família. - o V diz

O V vem na minha direção e me abraça bagunçando meus cabelos (se é que  é possível os bagunçar mais do que já estão bagunçados), ele me solta. O J-Hope vem até mim e me abraça de um jeitinho fofo tipo praticamente pondo minha cabeça em seu peito, ele para de me abraçar. o Jimin vem até mim e também me dá um abraço demorado e um beijo na minha bochecha. O Jin vem até mim e me levanta me pondo em seu colo e me girando, depois o mesmo me põe no chão porque estava aparentemente tonto, mas eu não estava nem um pouco. O Nan passa a mão na nuca nervoso e eu vou até ele, eu abraço e o mesmo retribui só que com muita força me tirando do chão, depois ele me solta de uma vez e eu tive que abrir meus braços para conseguir equilíbrio e evitar uma queda. O homen que me fez a proposta apertou minha mão.

- Prazer eu sou o novo diretor da BTS entrei a pouco tempo, me chamo Dong-Hae Lee - Que coincidência. É só uma coincidência... É só uma coincidência... Tenho que investigar esse cara! - Seja bem vinda a equipe!

- Obrigado.

- Vamos eu to com fome! - o Jin diz me puxando para dentro da vãn

- Novidade! - escuto a voz do Yoongi atrás de mim. Que ódio eu nem respondi ele!

- Parem de reclamar e vamos! - O Nan diz entrando

Aos poucos todos entraram e nós fomos conversando, o Yoongi até tentou se enturmar, mas eu não deixei porque sou vingativa e a partir de agora vou tornar a vida dele um inferno (N/a: Ei! Coitadinho dele)

Quebra de tempo, quando paramos a vãn depois de meia hora de viajem.

Os meninos são divertidos eu sinceramente gostei deles, ele foram os únicos que realmente me fizeram sorrir e não ter que fingir nada, isso prova que eu tenho que ficar atenta a eles e me preparar para tudo, e me manter o mais atenta e afastada possível.

A viajem nem foi tão chata como eu esperava, mas agora eu dei aleluia por a vãn parar porque não sou acostumada a viajar em lugar apertados e com muita gente falando, não estou reclamando nem nada ó não sou acostumada. No caminho falamos até sobre ele comprarem uma nova moto para a minha pessoa.

Descemos todos da vãn e adentramos em uma casa, Era simples, mas moderna, cheia de coisas jogadas por todos os lados. O Jin pareceu ficar com vergonha, provavelmente pela situação da casa e por eu estar ali.

- Quer tomar um banho enquanto eu arrumo seu novo quarto? - o JIn pergunta 

- Claro! - tento pegar minha mochila. Caralhas cadê minha mochila? - Não vai dar.

- Por que? - o Kook pergunta 

- Porque eu vou ter que ir no shoping já que minha mochila deve ter ido de volta para o Brasil com a batida! - digo cínica 

- Vai pro Brasil então. - escuto a o irritante o Min atrás de mim (trocadilho mó sem noção esse meu)

- Vamos brincar de vida? A brincadeira é assim: Eu cuido da minha e você da sua. 

- Owwwww mano eu não deixava - todos dizem, até mesmo o Jin estava no meio

- Vão pra puta que pariu! - ele grita

- Não obrigada, não quero ter que ficar mais tempo com você não.

Ele me olha com raiva e sai.

- Olha já chegou assim miga! - o V vem até mim e nós tocamos as mãos

- Fazer o que miga se não for pra causar eu nem vou. - O QUE TA ACONTECENDO COMIGO?!

- Vamos parar com isso e focar aqui! - todos olhamos para o Jin

- S/n, você o V, o Hobi e o Kook vão para o shoping e eu, o Nam, o Dong e o Suga (que nem vai ajudar) ficamos aqui e arrumamos seu quarto.

- Okay.

Eu saio da casa acompanhada pelo Junkook, já que o J-Hope passou por nós dando pulinhos feito uma gazela destrambelhada, o Kook me levou até um carro e o Hobi já se encontrava ao lado do mesmo dando pulinhos de felicidade. Esse garoto é bem animado! O Kook destrava o carro e se senta no banco do motrista, o Hobi no do passageiro e eu atrás.

Continua?



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...