História Sob Seu Domínio - Capítulo 2


Escrita por: ~

Postado
Categorias Originais
Personagens Personagens Originais
Visualizações 22
Palavras 1.946
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Drama (Tragédia), Ficção Adolescente, Hentai, Mistério, Romance e Novela, Saga, Shoujo (Romântico)
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


Eai pessoal, tudo bom?
Só queria dizer que tentarei enviar um cap por semana. Como não tenho muito tempo durante a semana tentarei enviar nos fins.
Aproveitem o próximo cap ^-^

Capítulo 2 - Fantasma?


Fanfic / Fanfiction Sob Seu Domínio - Capítulo 2 - Fantasma?

Comecei a correr, o mais rápido possível,  não parei nem mesmo para respirar, e a cada passo ia mais rápido. Corri,  corri, corri, queria ir o mais longe que podia, queria que nunca tivesse subido aquelas malditas escadas. Afinal o que acontecerá?  Como pude permitir que alguém se aproximasse de mim assim? Depois de um longo tempo correndo, parei apenas porque meus pulmões estavam prestes a explodir, havia uma mureta ao meu lado, sentei-me ali, tentando controlar minha respiração, tomando uma grande lufada de ar toda vez como se não fosse o suficiente.  Deppis de um momento,  consegui me controlar,  ah droga, o que iria fazer agora? O que exatamente tinha acontecido?  E como de repente o tempo mudou? Era impressão minha ou o tempo estava mais quente? Será que era por causa da corrida? Porque meus pulmões estavam prestes a explodirem? Ou será que foi por causa da maldita corrente elétrica que aquele ser passou pra mim? Ou talvez, o motivo seja, que eu acabará de perder o meu precioso BV ?




Pela milionésima vez Ethan se revirou na cama na fracassada tentativa de ficar em uma posição agradável para dormir, fechou os olhos, porém a imagem retornou a sua mente. Furioso se levantou e deu um soco no travesseiro, só podia ser brincadeira! Qual era a dificuldade de fechar os olhos e ir dormir? No momento estava encontrando todas, deitou-se mais uma vez, fechou os olhos e a imagem retornouDessa vez deixou que a imagem tomasse conta de sua mente e desfrutou dela. A imagem que estava vindo e dominado seus pensamentos até a 1 fucking hora da manhã eram os olhos de mel da garota que beijara.

Ela sairá correndo sem mais sem menos, e antes que pudesse olhar para seu rosto. Ethan apenas viu suas costas, o que acabava frustrando seus planos de procura-la amanhã, ou no caso hoje mais tarde. Suspirou e começou a se revirar novamente, só conseguiu dormir apenas quando eram 6:00 da manhã. 


-Ethan!!!

Sua mãe,  Margaret, estava gritando e empurrando  Ethan pra que acordasse. Este sentia sua mente um mar de confusão, seu rosto na região em baixo dos olhos estava doendo e seu corpo também estava pesado, sem contar seu braço que estava dormente, devia ter dormido em cima dele. Ethan se levantou com relutância e olhou seu relógio,  eram 8:00 da manhã.....8 merda. Ethan saiu correndo da cama indo para o banheiro quase derrubando sua mãe no caminho, pode notar que ela estava brava com o garoto.

-Mas eu não acredito nisso, deixo você sozinho e é isso que acontece- disse Margaret- Acha que pode dormir até a hora que quiser e foda-se o mundo?

Ethan ignorou, não queria brigar de novo, preferiu perder tempo se arrumando e também sabia que estava errado, mas ele não tinha culpa, ontem passará a noite tentando dormir e não conseguia por mais que tentasse.

-Arrume-se, eu vou preparar algo pra você levar e comer já que está atrasado e não poderá comer aqui.

Agradeceu mentalmente sua mãe por mais que ela tentasse não conseguua fazer o papel da mãe ruim, Ethan amava aquilo nela. 

Terminou de se arruma  e desceu até a cozinha,  Margaret esperava pelo filho com uma sacola na mão. 

-Quer que eu te leve?- perguntou preocupada

-Adoraria-respondeu Ethan, pegando a sacola e indo para o carro.

-Posso saber o que aconteceu? 

-Não aconteceu nada

-Não minta para mim, sou sua mãe e  eu te conheço muito bem.

-Tive dificuldade para dormir- disse Ethan , não ia se safar tão cedo então decidiu falar de uma vez-Eu beijei uma garota ontem. Mas não vi o rosto dela apenas os olhos.

-Serio? Por que fez isso? E como foi beijar uma garota sem saber ou ver quem é? 

-Foi um acidente-omitiu - E não vai acontecer de novo.

-O problema não é esse,  o problema e o que isso tem haver com o fato de não conseguir dormir!

-Eu não sei. 

Ele realmente não sabia, sua mãe mesmo preocupada desistiu de falar e começou a dirigir mais rápido.  Não demorou pra sair do carro e entrar no colégio,  Margaret o acompanhou, pois ele precisava da autorização para entrar na aula. Só de pensar no colégio e no que aconteceu ficou com uma leve dor de cabeça,  sabia que teria de explicar para Garrett o motivo de ter se atrasado, sem contar que havia decidido que iria procurar a garota do dia anterior.  

Ao entrar na sala e ir na direção de sua carteira, Garrett que se sentava ao seu lado, olhou torto para Ethan que apenas murmurou um "falo com você depois". É concerteza o dia ia ser perfeito. 

O sinal do intervalo tocou e quem disse que Garrett iria perder tempo? Este pulou em cima do amigo já interrogando-o.


-Pode falar e é melhor não me esconder nada.

Ethan contou tudo o que houve, os sonhos (imagens), quando levantou, sua conversa com a mãe,  tudo.  No final tudo que Garrett fez foi rir da cara do amigo.

-Qual é a graça?- perguntou Ethan irritado.

-A graça é que você ta paixonado.

-Vai se fuder.

Garrett riu mais ainda, o que irritou Ethan, mas não demorou muito para que ele ignorasse o amigo e começase a procurar a garota.  Olhou em todos os lugares do refeitório,  ela devia estudar no colégio e como todos deveria estar ali. Ethan ficou decepcionado, pois não a encontrou.  Garrett percebeu logo o que Ethan queria. 

- Ah qual é!  Sei o que você está fazendo e pode para por aí. 

-Eu não estou fazendo nada.

-Está sim. Está procurando por ela, ta parecendo um filme de romance, e você sabe muito bem que eu não gosto disso.

-Eu sei, e não se preocupa, não é um filme romântico. 

Garrett não se convenceu, porém preferiu mudar de assunto. Garrett não admitia mas tinha problemas em gostar de alguém,  ele tinha muito medo de acontecer o que houve com o pai. Isso era bem triste, quando as garotas se aproximavam ele era cortês brincalhão até,  dependendo da garota, mas quando esta começava a ter sentimentos ele se afastava, ou recusava, bem triste.

Ethan parou de pensr na garota dos olhos de mel pelo amigo, pelo menos naquele dia.



Uma semana se passou, uma fucking semana e Ethan não tinha encontrado a garota dos olhos de mel. Começava a pensar que talvez tinha sonhado, até mesmo Garrett parará de se preocupar e zuava Ethan quando podia, dizendo que ele tinha beijado uma garota "fantasma", haha que idiota Ethan não ia se enganar sbia muito bem que ela , a garota dos olhos de mel era real, porém durante a semana, procurou a pelo colégio todo e nada. Sem contar que durante esta última semana, Ethan tinha muita dificuldade para dormir, o que o irritava muito. 

-Já chega! - disse Garrett- Que para de ficar olhandk e encarando as pessoas!

-Eu não consigo acreditar que ela não exista, eu tenho certeza de que ela é real!

- Ta pode até ser, mas talvez ela não estude aqui, talvez seja alguma parente da bibliotecaria e você tenha pegado ela numa visita ou sei la.

-Pode ser.

-Desiste cara, você tem que para de pensar nela. Era bonita? Era. Ou melhor "talvez" ja que você nem se quer viu o rosto dela.

Garrett tinha razão,  eu devia parar de me preocupar com isso. Suspirou e começou a andar, então decidiu acabar com isso logo.

-Ei Ethan,  aonde está indo?

-Não se preocupe Garrett,  você tem razão, vou acabar com isso.

Ethan não sabia ao certo o que faria, mas precisava ir a biblioteca,  sentia que se fosse resolveria seu problema. Não sabia se sonhara com a garota dos olhos de mel, nem se era um fantasma, porém tinha que fazer algo a respeito.  Para chegar a biblioteca teria de passar pelo refeitório,  pegar o corredor B e ir pro corredor C, que levava até as escadas que iam dar na porta da biblioteca.  

Como será que tudo foi para até chegar a esse  ponto? E o que iria fazer caso a encontrasse? Ou se não?  Ahh que raiva, uma garota não deveria ter esse tipo de efeito em um garoto e ridículo,  simplesmente.  Mas tinha que confessar, embora teve dor de cabeça essa semana toda, jamais antes sentiu algo como isso, era um sentimento meio frustrante mas ao mesmo tempo, energético, como quando beijou a garota. A energia que passou por seus corpos foi algo maravilhoso,  tinha de admitir,  mas queria saber pelo menos o nome desse sentimento.  Não podia ser uma "paixonite" como Garrett dissera, disso Ethan tinha certeza, mas, então,  o que era? 

Estava tão perdido, pensando, que enquanto passava pelo corredor C, próximo as escadas, que não percebeu que alguém havia esbarrado nele. Só podia ser brincadeira!  De novo não. 

Olhou pra baixo e viu uma garota caída no chão,  com um monte de papéis em volta na qual ela devia estar carregando. Espera..... uma garota! Ela estava com os olhos fechados, o que fez com que Ethan se irritasse, queria muito que aquilo não fosse nenhuma trolagem. A garota era baixinha, porém um pouco maior pra quem seria de sua idade, que deveria ser no mínimo 13, seu rosto era bem jovial, seus cabelos eram curtos, era morena, sua pele era muito branca, como se não visse o sol por um bom tempo e embaixo dos seus olhos percebeu olheiras.  E então ela abriu os olhos.

Ethan não sabia se ficava aliviado ou não,  seus olhos eram verdes, então ela não era a minha garota dos olhos de mel. Ajudei ela a se levantar.

-Desculpa e obrigada. -disee, sua voz era de sino, baixa e fina como uma pequena fada, que fofa.

-Não tem problema,  você está bem?

-Estou sim! Desculpa mais uma vez, e que eu estou com pressa e não aprestei atenção no meu caminho. 

-Sem problemas- disse Ethan,  ajudando a pegar os papéis derrubados, organizando-os e entregando a garota.

- Hãm.... Obrigada.

-Quer ajuda com mais alguma coisa? Eu poderia ajuda-la com os papéis, tem bastante pra você carregar sozinha.

-Ahn so pra você saber, não sou fraca e se meus braços não estivessem tão doloridos não aceitaria sua ajuda.

-E claro, desculpa não quis ofende-la.

-Ah deixa de ser bobo não tem que ser formal, meu nome e Clary.

-Ok! Eu sou o Ethan. 

Clary era uma garota bastante interessante,  ela participava do clube de música,  era cantora e aqueles papéis eram suas notas e do seu grupo, eles iriam fazer uma apresentação no final do ano para os formandos do 3° ano. Ethan acompanhou  Clary até a sala de músicas onde se encontrava o resto do pessoal. 

Todo o encontro e a conversa com Clary fez com que Ethan esquecece o que tinha de fazer, ao se lembrar decidiu deixar pra lá,  talvez ela fosse mesmo um fantasma ou Ethan tinha simplesmente imaginado tudo aquilo, ou sonhado.... de qualquer jeito devia esquecer. Por que insistir em algo que se fosse "verdade" daria certo? A garota seja quem for não daria atenção a Ethan e se o conhecece teria mais um motivo para isso,então era isso, desisto.

Ethan focou sua atenção em Clary, ela falava alegremente sobre seu grupo e sobre o que cada um fazia,  pelo jeito havia um pianista, violinista, e uma garota que tocava violão que entro no grupo só pela Clary, parece que essa garota era uma amiga muito especial, assim como Garrett era pra mim. Estava tão absorto em sua conversa que quando chegamosa sala de música,  a porta estava aberta e depois de passar por ela, Ethan parou congelado.  Se eu estivesse com uma arma na mão agora concerteza teria me matado, pois estava cansado dessa brincadeira.  Uma garota de 1,57 m de altura estava parada na minha frente e seus olhos eram da cor do caramelo, mas não um qualquer,  eram olhos do mel.


Notas Finais


Gostaram?? Espero que sim haha.
Até o próximo cap.
Próxima data possível:
19/08 ^-^


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...