1. Spirit Fanfics >
  2. Sobre as estrelas >
  3. Deidei, o que faz aqui?

História Sobre as estrelas - Capítulo 4


Escrita por:


Capítulo 4 - Deidei, o que faz aqui?


(Narrador)

Itachi penetrava Deidara com dois dedos, enquanto chupava seus mamilos.

–Itachi, por favor, me come. –Deidara dizia em meio ao gemidos. —Itachi!?

Para continuar provocando o loiro, Itachi continuou penetrando o loiro com seus dedos, ele ia cada vez mais fundo e com mais força. 

—Mestre, por favor. —Deidara implorou. 

—Como posso dizer não a você? 

Itachi retirou seus dedos, levantou-se, retirou sua calça e sua cueca, deixando seu membro ereto já exposto. Foi até o menor, colocou o pau no labios de Deidara e disse: 

—Sua vez de brincar. 

(Deidara)

Logo percebi o que estava em minha boca, e ansiosamente comecei a devolver o favor. Era minha vez de brincar com o Itachi. Comecei provocando ele, passando minha língua por toda sua glande, ao escutar seus gemidos abafados e roucos, não aguentei e coloquei ele inteiro na boca. Escutei ele gemendo, se deliciando com meus movimentos precisos, me senti totalmente no controle, até ele me enforcar, tirando seu pau de dentro da minha boca, para logo após me virar bruscalmente. Ele veio até meu ouvido e sussurrou: 

—Fique de quatro. 

Sua respiração estava ofegante, o que deixava sua voz extremamente sexy, me arrepiei com seu ato e obedeci seu comando. Fiquei de quatro, certificando que meu bumbum estivesse bem empinado, para que eu pudesse sentir bem Itachi me penetrando.

(Itachi)

Odeio confessar, mas Deidara chupa muito bem, se continuar assim, ele poderá ficar no controle, não posso permitir isso. Após vira-lo, mandei que ficasse de quatro, me surpreendi ao ver o quão ele estava empinado, ele realmente queria aquilo, e isso me deixa louco. 

Me posicionei em sua entrada, já molhada. Queria penetra-lo com força e de uma vez, mas não posso ser apressado, tenho que ir devagar, senão ele não aguentará até o fim, e se isso acontecer, será uma merda. 

Comecei devagar, colocando a cabecinha, e já percebi o quão ele é apertado, parece até que é virgem. Continuei colocando, o mais devagar possível, para não machuca-lo. 

Já estava praticamente tudo dentro dele, resolvi parar, para ele se acostumar com a dor e o tamanho. Levei minha mão ate seus longos cabelos, soltando‐os. Me surpreendi com o tamanho, talvez seja maior que o meu, e também é bem hidratado. Será que é mais hidratado que o meu? 

—Pode continuar. —Deidara disse. 

Comecei a me movimentar, ainda devagar. Segurei a cintura dele com as mãos, e comecei a aumentar a velocidade das estocadas. Quanto mais fundo, mais alto ele gemia. Ah, ele gemendo é a melhor coisa que já escutei, supera qualquer outra pessoa, é tão doce e sensível, principalmente quando ele geme meu nome ou me chama de mestre. Me faz querer mais, e mais. 

(Deidara)

Itachi estava penetrando com fortes estocadas, estava doendo, mas o prazer era muito maior que a dor. Estava ótimo, mas ele parou, não entendi bem o motivo até ele me virar, me deixando de barriga para cima, para logo em seguida retirar a venda, me dando a visão do paraíso. Ali em minha frente, se encontrava um moreno extremamente sexy, um pouco suado e com os cabelos bagunçado, mas ainda sim, perfeito. Apreciei cada detalhe de seu rosto, até o mínimo possível, ele é realmente encantador.

Fui descendo com os olhos para seu pescoço, ombros, barriga, até chega no... okay, podemos dizer que é muito bonito, a cabeça é bem rosinha, não tenho palavras para descrever. Gente, esse homem é perfeito, que crime. 

Estava perdido em meus pensamentos, quando sinto Itachi colocando novamente, não consigo conter meus gemidos, é impossível. Sinto cada centímetro entrando e saindo, nossos corpos então em uma sincronia tão boa, os movimentos se encaixam tão bem, chega a ser poético. 

Ele pegou minha perna esquerda e a colocou sobre seu ombro, e continuou os movimentos, ah, tão fundo, tão bom, é muito gostoso ser fodido pelo Itachi. 

~Quebra de tempo~

(Sábado 13:48)

Acordei desnorteado, minha cabeça está doendo muito, possivelmente por causa da festa de ontem. Ah, a festa, não consigo me lembrar de muitas coisas, apenas deslumbres, só me lembro de estar brincando e depois subir para o quarto de alguém. Quem era? 

—ITACHII. — Estava perdido em meus pensamentos, quando escutei gritos vindo do andar de baixo. 

Ei, pera aí, esse nome me soa familiar. 

Vesti minhas roupas, que estavam jogadas pelo quarto, não nego, com certa dificuldades –Pois meus pulsos estão doendo, e minha bunda também, não me lembro o que aconteceu, mas deve ter sido muito divertido.— após vestir minhas roupas, abri a porta e comecei a descer as escadas. 

Tive uma grande surpresa ao chegar no último degrau, pois eu esperava ver todo mundo, menos meu irmão caçula. 

—Deidei, o que faz aqui? 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...