História Sobre-VIVER!! - Capítulo 25


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ação, Adolescente, Adulto, Albino, Aventura, Branco, Criança, Fuga, Grisalho, Laboratório, Luta, Poderes, Preto, Rato, Super Poderes, Telecinese, Violencia, Viver, Voar
Visualizações 0
Palavras 1.252
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, Ficção Científica, Luta, Magia, Mistério, Policial, Romance e Novela, Sobrenatural, Survival, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 25 - Depois


Seus olhos vermelhos se abriam lentamente e com dificuldade, já via um teto que nunca havia visto

Ele levanta sua coluna para olhar melhor ao redor, vê um lugar cheio de coisas, telas enormes com teclados e Mouses, estava deitado numa cama super confortável 

Ele olha e vê alguém dormindo no pé da cama, já havia visto aquele menino antes, eles se encontraram naquela escurçao, para ser honesto, ele não gostava do maior, pois não gostava de humanos, um preconceito que havia criado com o tempo e vivencia

Ele se levanta lentamente e sai da cama, seus pés doíam, mais nem ligava para isso, não fazia a menor ideia onde estava, como fazia para sair dali, 

Primeiro vai a porta, mais estava trancada, odeia portas trancadas, ele bate na porta, mais aquilo faz com que quem estava dormindo resmungasse, e ele não queria que o maior acordasse 

Ele vai e se escora na porta, seu coração estava acelerado, 

ALEX!!! VEM JANTAR, VOCE JA ACORDOU SUA IRMA QUE EU PEDI!!

538 leva um grande susto, ele se levanta e anda para trás, batendo na mesa de madeira e derrubando um compartimento com lápis, com isso ele acorda Alex, abrindo os olhos lentamente mais logo se agita e olha para 538, que pega um abajur a ponta para o mesmo 

Alex?!?! Você está aí?? A maçaneta e girada, ele ignora o menino e destrancado a porta, botando somente a cabeça para fora 

Oi mãe, já tô indo, eu esqueçi de chamar ela eu tava estudando

Ata, ok então eu vou chamar ela e você vai para a mesa

Obrigado linda, desculpa aí 

Ok ok

Ele fecha a porta e se vira devagar, 538 estava abaixado se protegendo ainda com aquele abajur azul com bordas pretas, sua cara de nervoso com as sobrancelhas para baixo e saindo de leve uma lágrima deixou Alex preoucupado, tanto em como vai fazer para sair daquela cituaçao, tanto como vai fazer para acalmar o menino antes que sua febre volte 

Calma, calma  mostra as duas mãos ao pequeno eu não vou te machucar, aqui, minhas mãos estão vazias como vc pode ver 

NAO SE APROXIME 538 fala gritando, mais sua boca e tampada, Alex era bem mais forte e alto, consegui vencer o pequeno, que não usava seus poderes, não porque não podia, mais sim por falta de costume 

Shhhhh , alex bota a um dedo sobre os lábios sinalizando o silêncio, tudo o que 538 podia fazer agora era obedecer, até porque não sabe o que lhe aconteceria se desobedecesse

Alex percebe que o pequeno para de se mexer e vai tirando sua mão lentamente da sua boca 

Não há som nenhum, 538 faz uma careta mais não solta nenhum barulho 

Alex então faz um sinal em que manda 538 ficar no lugar que está, parado, e ele então sai 

Ele vai saindo do quarto e tranca a porta 

Vai até a cozinha, sua irmã já está lá com um enorme cara de ressaca, além do mais, ela tem 5 anos e muito sono 

Oi mana, Oi mãe

Oi mano

Vamos Alex sente-se antes que a sopa esfrie 

Certo

Todos se sentar e começa o a comer, aquilo dura por um bom tempo, a sopa estava deliciosa com pão de queijo e café 

Mae

Oi

Bom... O que a senhora acha dos meninos que vivem em laboratórios que passam na TV

Porque a pergunta?

Ehmm.. para um trabalho da escola, nada de mais

Ata, bom, eu não gosto muito pois há boatos que eles causam um grande destruição há populaçao

Certo mais... E se um menino, bem mais novo que eu menor e mais magrinho, fraco e indefeso, tivesse que ficar aqui em casa?

Porque tantos adjetivos?

Por nada, só me fala 

Certo... Eu não ia concordar muito, mais se ele tivesse assim como você diz, eu acho que iria aceitar por um corto período de tempo 

Ata, certo

Alex conseguio deixar sua mãe um pouco desconfiada, mais ele gritava de alegria por dentro, viu ali uma chave para deixar seu hóspede livre e aos cuidados de sua mãe 

Ele janta rápido e volta ao seu quarto, sua mãe sempre deixa mais sopa para o outro dia, então quando ela sair da cozinha, ele bota a sopa em um prato e leva ao menino 

Quando abre a porta,entra e a tranca novamente, vê algo que o surpreendente, 538 estava exatamente no mesmo lugar em que ele havia o deixado antes de ir jantar 

Oi menininho, pelo visto você e bem obediente no final das contas não e ?

Eu quero ir embora

Desculpa mais eu não te entendo

A expressão do menino partiu imediatamente de uma de raiva para uma de tristeza, 

Ei, você está bem ? Alex se aproxima tentando botar a mão no rosto, mais recebe um tapa na mão 

Sai de perto de mim

Calma ... Só vou checar sua temperatura alex então pega o termômetro encima de sua mesa e mostra ao menor, só que 538 não faz a menor ideia do que seja um termometro, ele se encolhe mais no canto no quarto, entra a parede e a mesa 

538 estava sem camisa então seria mais fácil para Alex checar sua temperatura, ele pega na mão do menino e ergue seu braço

Me larga!!

Shhhhh!

538 vira a cara para o lado e fecha os olhos com força, sente algo jelado embaixo de sua axila, Alex coloca lá e segura seu braço prescionando o termômetro 

Depois de alguns momentos ele tira e verifica, 

NOSSA, você tá 32 grauss, como assim?!?!

Alex fica sem saber o que fazer naquele momento, o menino parecia normal , até que surge uma lâmpada acima de sua cabeça ja sei!!!

Alex corre até seu celular e liga para o professor

Alô professor?

Oi Alex

 sabia que era eu ?

Você já me ligou tantas vezes que ja reconheço sua voz 

Ata

Mas fale, o que foi?

Bom, mais agora como eu fasso para aumentar a temperatura de uma pessoa 

Mais como assim

Como aumento a temperatura de 32 graus 

Bom... Você aquece com o máximo de coisas quentes o corpo dessa pessoa, cobertores, lençoes com água quente, entre outros 

Certo obrigado e até amanhã 

Até 

Alex desliga o telefone e volta sua atenção até 538, que continuava olhando para o mesmo de uma forma confusa, como se não soubesse o que está acontecendo 

Ele então corre para o seu guarda roupa e paga todas as mantas e colchões que tem, 

Ele vai e paga no braço de 538, mais o outro se recusa a sair daquele canto, Alex o olha e então resolve jogar todos os cobertores por cima dele ali mesmo, eles deixavam 538 aquecido

Pronto, agora vamos ver se você melhora... Vou pegar sua sopa agora, acho que ela já saiu da cozinha 

Ele sai do quarto cautelosamente, passa pelo quartoda sua irmã, que estava escutando música então estava completamente fechada 

Vai e olha na sala, que fica ao lado da cozinha, sua mãe estava assistindo TV, ele se vira e vai na ponta do pé para a cozinha 

Abre a panela de sopa que estava no meio do fogão e bota em um prato, pega uma colher e um pão e volta 

Chega ao quarto e abre a porta que estava aberta com o cotovelo

538 continuava no mesmo lugar de antes 

Alex se aproxima e se agaicha na frente de 538, que se encolhe no canto 

Agora toma,

Ele entrega o prato de sopa com pão para 538, ele apenas segura desconfiado 

Alex balança as mãos mostrando para ele, dizendo que não há nada na sopa 

O pequeno pareceu entender o jogo de sinais e começa então a tomar a sopa 






















Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...