História Sobrenatural - Capítulo 30


Escrita por: ~ e ~ingrydlouise7

Postado
Categorias Amor Doce
Personagens Alexy, Armin, Castiel, Charlotte, Debrah, Leigh, Lysandre, Nina, Personagens Originais, Rosalya
Tags Amor Doce, Arkyos Angel
Visualizações 127
Palavras 677
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Ficção Adolescente, Hentai, Luta, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense
Avisos: Álcool, Heterossexualidade, Homossexualidade, Linguagem Imprópria, Spoilers, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Capítulo 30 - Prazer (Sim é hentai)


Fanfic / Fanfiction Sobrenatural - Capítulo 30 - Prazer (Sim é hentai)

**Ingryd escrevendo sapoha de madrugada pra acabar de dia**

Castiel me pega no colo me levando até sua cama ele se deita ficando por cima do meu corpo, não consigo me importar com nada, nem conseguia fazer algo, só sentir seus beijos e suas mãos viajando sob meu corpo causando arrepios e suspiros

Castiel- Mérida... É isso que você quer?

Eu- Cassy... Eu... A algum tempo senti algo que não pude entender, era como se meu corpo queimasse desejando você, eu sinto isso de novo agora e... Bom não quero que seja com outra pessoa

Castiel passa a mão em meu rosto e me beija devagar, sem pressa aquilo me trazia uma sensação tão boa... Sua pele tocando na minha, podia sentir seu corpo tão quente quanto o meu, estávamos em uma sincronia perfeita. Ele separa o beijo e me olha nos olhos com cara de quem me conhece o suficiente pra saber que não sei o que devo fazer

Castiel- Fica tranquila, eu te ensino... (ele beija meu pescoço e mordo os lábios) É só irmos com calma... (ele vira meu rosto fazendo olha-lo os olhos) Você vai gostar

Ele tira sua camisa e volta a me beijar, aos poucos fui relaxando e todo aquele clima de aflição que dava por não saber o que fazer passou... Com toda a calma do mundo Castiel tira meu vestido me sinto constrangida quanto a meu corpo, sempre tive que cobri-lo, e deixar alguém vê-lo é bem constrangedor aos meu olhos

Castiel tira meu sutiã enquanto me fazia sentar em seu colo sinto um arrepio quando sinto seus lábios darem chupões em meu seio e acabo arranhado suas costas soltando leves gemidos os quais eu tentava evitar mas no momento seria impossível, sinto a mão de Castiel passar por dentro da minha calcinha e começar a massagear minha intimidade enquanto a outra apertava um de meus seios mas sem parar de chupar o outro, meus gemidos eram altos e por mais que tentasse contê-los parecia cada vez mais difícil

Sinto todas as minhas força desaparecerem enquanto um líquido abandonava meu corpo, mordo os lábios um pouco tonta escuto uma gargalhada de Castiel

Castiel- É tão bom vê-la assim...

Ele tira minha calcinha e me deita na cama depois se despir e colocar seu corpo sob o meu, me dá vários beijos da minha barriga até a boca me sinto envergonhada pelo que estou fazendo mas não posso parar, não quero. Castiel coloca uma camisinha que estava em sua cômoda e me olha

Castiel- Se doer me avisa (ele me beija por uma última vez antes de me penetrar)

Sinto uma dor forte enquanto ele me invade, solto um gemido alto tentando dizer seu nome, aquilo parece ser excitante pra ele. Suas envestidas eram lentas e de tempo em tempo a dor passou e tudo o que sentia era prazer, um prazer que jamais pensei que seria possível sentir

Eu- C-Castiel... (Eu tentava completar frases mas parecia impossível em meio a meus gemidos)

Castiel se divertia com isso, mas ainda assim demonstrava sentir prazer, ambos estávamos suados, mordendo os lábios e revirando os olhos sentíamos o mais puro prazer e desejo. Não me sinto "errada" por ter feito isso, muito pelo contrário, sinto que foi uma das melhores decisões da minha vida.

Ficamos assim por algum tempo, e aquela sensação toma conta de meu corpo e tombo a cabeça pra trás arranhando as costas do Castiel, que logo em seguida fez o mesmo enquanto puxava meu cabelo

Castiel e eu nos deitamos e ficamos abraçados enquanto eu tentava recuperar o fôlego

Castiel- Mérida (Ele me faz olha-lo nos olhos) Eu... Acho que estou me apaixonando por você... Mas... Eu não sei como é isso, nunca amei ninguém e nunca fui amado... Você... Pode... Me ensinar?

Mérida- Olha só, parece que o "Garoto das trevas" agora tem um coração...

Castiel- Bobona

Mérida- Babaca, prometo te amar como ninguém nunca te amou, e você me amará como nunca amou ninguém...

Castiel- Acho que te amo, estúpida...

Ele beija meu pescoço e costas, nos cobrimos com o edredom que estava bagunçando e acabei adormecendo

Continua 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...