História Sobrevivendo em Hogwarts - Quinta Temporada - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alvo Potter, Argo Filch, Arthur Weasley, Astoria Greengrass, Cho Chang, Dominique Weasley, Draco Malfoy, Fílio Flitwick, Fleur Delacour, Fred Weasley Ii, Gina Weasley, Gui Weasley, Harry Potter, Horácio Slughorn, Hugo Weasley, Lílian L. Potter, Lorcan Scamander, Louis Weasley, Lucy Weasley, Lysander Scamander, Minerva Mcgonagall, Molly Weasley, Molly Weasley II, Neville Longbottom, Percy Weasley, Personagens Originais, Pirraça, Ronald Weasley, Rose Weasley, Roxanne Weasley, Scorpius Malfoy, Tiago S. Potter
Tags Harry Potter, Hogwarts, Scorbus, Scorlily, Sonserina
Visualizações 45
Palavras 2.069
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Esporte, Fantasia, FemmeSlash, Ficção Adolescente, Hentai, LGBT, Magia, Romance e Novela, Saga, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Slash
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Ano Novo chegando!
As coisas estão ficando quentes... Em todos os sentidos!

Capítulo 10 - Novidades quentíssimas


Fanfic / Fanfiction Sobrevivendo em Hogwarts - Quinta Temporada - Capítulo 10 - Novidades quentíssimas

Acabei voltando pra Hogwarts mais cedo que o previsto, porque eu não podia mais suportar a vergonha de olhar pra cara do Ben e me lembrar da minha gafe na nossa última transa. Também não quis mais olhar pra cara do pai do Ben, que sempre sorria de forma estranha pra mim, parecia um velho tarado...

Ben voltou também, antes do Ano Novo.

- Olha, Lizzie... Vamos esquecer aquele dia, sim?

- Tá...

Ele tentou transar comigo de novo, mas pra minha sorte, a minha menstruação deu o ar da graça e eu aproveitei pra exagerar nas cólicas e ficar o dia inteiro no quarto. Estava completamente sozinha no dormitório, já que Kendra e as najas preferiram passar o Natal em casa. De amigos meus, só tinha o Cameron.

- A Harper era pra ter ficado também, ela estava na lista dos monitores que deviam ficar durante os festejos de fim de ano, mas ela disse que a mãe dela tava muito doente e por isso conseguiu a liberação – tratando-se da Harper, podia ser uma grande mentira.

- Bom, pelo menos não tem tanta gente aqui no colégio, os três pestinhas também foram pras suas casas...

- É, mas o trabalho continua. Nós ajudamos na decoração da festa de Natal e vamos ajudar na do Ano Novo também.

Eu não estava muito a fim de contar ao Cameron o que aconteceu na casa do Ben, queria esperar a Kendra voltar pra contar aos dois juntos pessoalmente, mas ele desconfiou da minha cara de preocupação.

- Lizzie, tem alguma coisa errada?

Acabei me abrindo com ele. Cameron ficou chocado, depois deu um sorrisinho quando disse que tinha deixado escapar o nome do Louis no meio da transa e então se pronunciou:

- Bem, Lizzie... Você e o Ben já estão juntos há um tempinho, né? Uma hora ia acabar acontecendo.

- Sim, mas eu sinto que fiz tudo errado...

- É normal. Eu também, eu... Olha, vou te contar um negócio, você não é a única ex-virgem da turma.

- Cameron? Você...

- Foi no último dia antes das férias de Natal. Alex voltava do treino, ele estava totalmente sexy com corpo suado e o cabelo desgrenhado, aí eu comecei a imaginar nós dois transando loucamente e então aconteceu.

É um pouco estranho imaginar dois garotos transando, ainda mais se um deles é o seu melhor amigo. Supus que Alex fosse o ativo e Cameron o passivo, porque Cameron sempre me pareceu ser o mais afeminado, se bem que o Alex é magrinho demais e tem uns traços meio delicados no rosto...

- Eu não vou dizer que foi perfeito porque eu senti muita dor quando ele... Você sabe, né, mas com o tempo foi ficando bom, aí depois trocamos e ficou ainda melhor!

Agora eu estava vermelha de vergonha ao imaginar Cameron fazendo essas coisas.

- Desculpa pela minha franqueza, é que eu estava louco pra falar com alguém sobre isso, e então eu achei que...

- Eu entendo, Cameron! Estamos juntos nessa.

Aí o novo ano chegou, a Kendra e o resto do povo voltou pra Hogwarts e com eles, as aulas. Acho que os professores devem ter prometido torturar ainda mais os alunos, porque eles resolveram passar uns 300 deveres de casa por dia! Juro por Deus! Todo dia era um trabalho maluco diferente, desde fazer textos gigantescos sobre as contra maldições a tomar conta de uma planta bizarra, um gerânio dentuço, que não sabe fazer outra coisa além de morder os dedos das pessoas.

- Eles param de morder quando damos comida a eles – disse Kendra, que tomou o cuidado de ler o livro “Cuidando de gerânios dentuços”, de Pomona Sprout.

- Tá, só nos resta saber o que eles comem – resmunguei, após levar uma bela dentada do meu gerânio (o meu tinha um prazer sádico em morder meus dedos, nunca vi!) – só espero que não sejam dedos, porque não tô a fim de fornecer os meus!

- Relaxa, aqui tá dizendo que eles se alimentam de pequenos insetos, como moscas, só temos que atrair algumas e pronto.

Falando nela, acabei contando sobre a minha primeira vez pra Kendra e ela ficou mega chocada.

- Você... Você falou mesmo o nome do Louis na hora H?

- Falei, Kendra...

- Nossa, Lizzie! Então, o Ben deve estar péssimo! Não vi mais vocês juntos, vocês deram um tempo de novo?

- Não sei dizer, acho que na verdade, sou eu que tô fugindo dele.

- Tá... Mas e o Louis?

- Que é que tem ele?

- Você vai contar pra ele?

Não tinha pensado nessa parte.

- Eu não sei...

- Ele te contou sobre as outras meninas que ele ficou, lembra? – claro que me lembrava, mas ele não me disse nada diretamente, preferiu escrever tudo no meu diário.

- Eu vou contar sim. Mas não agora.

Pra piorar as coisas, a minha varinha resolveu dar mais chiliques do que nunca. Ela já esquentava antes, mas agora nem o tal gel suavizante da loja do pai do Ben tava dando conta, ela estava tão quente que até queimou o bolso das minhas vestes.

- Caramba, Lizzie... – Kendra ficou impressionada com o buracão deixado pela varinha – Você falou com o Ben ou com o pai dele?

Falei, né? Mas ele sempre dizia que era exagero da minha parte, e que o tal buraco deixado pela varinha foi fruto de algum feitiço que eu fiz involuntariamente.

- Você podia deixar a varinha de molho num copo de água com gelo, pode ajudar – aconselhou Cameron.

Resolvi seguir a dica dele. De noite, no dormitório, coloquei a varinha dentro de um copo e depois enchendo com água, mas ela borbulhava.

- Tenho uma ideia melhor – Kendra sacou a varinha dela e fez o Feitiço do Congelamento na água.

- Deu certo! – comemorei, mas foi antes da hora, porque o gelo derreteu e a água ficou quente de novo.

- Vixe, Lizzie, o problema é grave mesmo!

Depois dessa, passei a evitar colocar a varinha no bolso do casaco. Quando tinha que usar na aula ou pra alguma coisa importante, eu calçava uma velha luva de couro de dragão que Cameron me arranjou. Era meio vergonhoso, todo mundo olhava pra mim e achava estranho, fora que teve gente que aproveitou pra me zoar:

- Ih, Daniels, vai pegar a varinha ou agarrar goles?

- Cala a boca, Fletcher!

Fora as aulas e os trabalhos, também tínhamos que fazer reuniões com os professores chefes das nossas casas pra fazer uma espécie de gerenciamento de carreira, escolhendo quais matérias iríamos focar pra tirar as melhores notas nos NOMs com base no que iríamos fazer quando saíssemos de Hogwarts.

O problema é que eu não tinha a menor ideia do que fazer depois de sair da escola.

- Você já tem em mente quais matérias pretende priorizar, Davies?

- Bom... Não.

- É... Então pelo menos me diga, menina, de quais matérias você gosta?

- Bom... Eu gosto de Estudos dos Trouxas

- Só?

- E... Adivinhação, é divertido!

- Adivinhação é divertida... Inusitado, geralmente os alunos abandonam essa matéria depois do quinto ano, ou pelo menos os mais sensatos... E as outras matérias? Defesa Contra as Artes das Trevas, Transfiguração, Poções...

- Dessas eu gosto mais ou menos. Na verdade, eu só pago por que sou obrigada mesmo, desculpa aí, professor, mas a sua matéria é bem complicada!

- Hum... Agradeço pela sinceridade, mas e as outras?

- Bom, eu sei que eu não gosto de Herbologia, DCAT eu só gosto das histórias do professor mesmo, História da Magia eu só vou pra dormir...

- Essa resposta me surpreende, ainda mais sabendo das suas notas fantásticas do ano passado, você poderia escolher o que quisesse, não existe nada do que você goste?

Bom, eu gostava de quadribol, mas tô fora do time. E com Scorpius lá de capitão, aí é que eu não volto mesmo.

- Professor Slughorn, pra quadribol exige NIEM em alguma matéria?

- É... Não muitas, bom, você tem que saber voar, é verdade. E também ser bom atleta, ter resistência física, saber as jogadas... Pra isso não precisa ser bom em nenhuma matéria da escola.

- Então já decidi, vou ser jogadora de quadribol quando sair daqui!

- Hum... É, não deixa de ser uma profissão importante, mas você tem que ter um desempenho razoável nos exames, pelo menos para poder se virar quando não estiver em campo. Você tem que cursar no mínimo três matérias a partir do sexto ano, mas três é um número muito pequeno para mim, sugiro que escolha pelo menos cinco. Estudos dos Trouxas e Adivinhação são as que você mais gosta, correto?

- Sim.

- Então escolha estas. Eu também aconselho estudar Feitiços, DCAT e Poções, a primeira é extremamente fundamental para se defender de eventuais torcedores raivosos, a segunda é crucialmente importante para reconhecer e evitar qualquer coisa ligada à Magia Negra e a terceira, bem, não é por ser minha matéria não, mas também é importante porque a partir do sexto ano, ensino poções mais avançadas, que podem até salvar a sua vida, fora algumas que podem até ser divertidas, não sei se você já ouviu falar da Felix Felicis...

- Não...?

- A Poção da Sorte! Ela dá um dia de sorte para o bebedor, e embora seja terminantemente proibida em competições e exames, pode te proporcionar um dia extremamente feliz.

Com esses argumentos, fica praticamente impossível abrir mão de Poções.

- Vou pensar no seu caso. E então, estou liberada?

- Sim, mas antes eu gostaria de avisar que se pretende escolher alguma das matérias optativas, deve procurar o monitor ou a monitora de sua casa para fazer um requerimento formal antes do fim do ano, eu acho que você ficará particularmente interessada em Voo Avançado, é a Madame Hooch que leciona e ela ensina várias técnicas de voo que são bem interessantes para pretensos jogadores de quadribol como a senhorita.

- Obrigada, Slughorn – fiquei com a língua coçando pra perguntar por que ele escolheu a Harper pra ser monitora e eu não, já que minhas notas foram tão boas assim, mas deixei passar.

Eu estava na boa. Não tinha mais a obrigação de ter as melhores notas da sala, nem precisaria me esforçar tanto. Mas os outros colegas do quinto ano não tiveram a mesma sorte.

- Eu não sei o que fazer... – resmungava a Rose, pouco antes das aulas de Poções começarem – Queria tanto ser Auror, mas só tenho Excede Expectaticas em Transfiguração, eu queria pelo menos um Ótimo.

- Que vida difícil a dela – Cameron cochichou pra mim e pra Kendra – Eu sempre tiro Excede Expectativas e fico satisfeito!

- Mas você quer ser estilista, não é, Cameron? Não precisa de notas tão altas.

- Eu não quero ser estilista, eu VOU ser estilista, as palavras têm poder, Kendrinha, e confiança é tudo!

- Gostei de ver! – essa eu tive que aplaudir – E eu vou ser jogadora de quadribol quando sair daqui, vou ser uma das melhores!

- Eu adoraria ter essa confiança de vocês, mas eu ainda não sei o que vou ser quando crescer.

Kendra estava meio desanimada, realmente, é bem chato não saber o que fazer da vida.

- Relaxa, Kendrinha – disse eu, pondo a minha mão por cima do ombro dela – Olha, você vai encontrar alguma coisa. Só precisa de tempo e paciência. Afinal, o fim do ano ainda tá longe, ainda temos todo o tempo do mundo.

Pena que meus colegas não pensavam da mesma forma. A Rose mesmo, até teve uma crise nervosa no meio da aula, precisou ficar internada na ala hospitalar. Albus também ficou mal, ele estava sempre com olheiras gigantes e andava meio disperso nas aulas. E o povo do sétimo ano, que ia fazer os NIEMs, então, tava ainda mais nervoso. Helena estava com uma cara péssima, com os cabelos sempre assanhados e olheiras ainda maiores que as do Albus. Molly, a namorada dela, não ficava muito atrás. Ben então, parecia que ia ter um treco a qualquer segundo.

- Não posso conversar com você agora, Lizzie, eu tenho que revisar Aritmancia – não vou mentir, estava adorando.

Mas a grande novidade foi um cartaz que apareceu pendurado no mural numa certa manhã de sábado:

“Você tem algum talento inusitado? Um dom especial? Mostre-o para toda a escola no inédito e inigualável Show de Talentos de Hogwarts!”


Notas Finais


Esse Show de Talentos reserva várias surpresas!
Será que a Lizzie vai entrar nessa?


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...