História Sobrevivendo em Hogwarts - Quinta Temporada - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Harry Potter
Personagens Alvo Potter, Argo Filch, Arthur Weasley, Astoria Greengrass, Cho Chang, Dominique Weasley, Draco Malfoy, Fílio Flitwick, Fleur Delacour, Fred Weasley Ii, Gina Weasley, Gui Weasley, Harry Potter, Horácio Slughorn, Hugo Weasley, Lílian L. Potter, Lorcan Scamander, Louis Weasley, Lucy Weasley, Lysander Scamander, Minerva Mcgonagall, Molly Weasley, Molly Weasley II, Neville Longbottom, Percy Weasley, Personagens Originais, Pirraça, Ronald Weasley, Rose Weasley, Roxanne Weasley, Scorpius Malfoy, Tiago S. Potter
Tags Harry Potter, Hogwarts, Scorbus, Scorlily, Sonserina
Visualizações 43
Palavras 1.928
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Comédia, Esporte, Fantasia, FemmeSlash, Ficção Adolescente, Hentai, LGBT, Magia, Romance e Novela, Saga, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Shoujo-Ai, Slash
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


... a Harper teve o que mereceu!
E também outras coisas (boas e não tão boas) aconteceram na vida da Lizzie

Capítulo 8 - Finalmente...


Fanfic / Fanfiction Sobrevivendo em Hogwarts - Quinta Temporada - Capítulo 8 - Finalmente...

Eu saí da diretoria mais feliz do que tudo na vida. Não por causa dos dez pontos que eu perdi pela Sonserina, muito menos pela nova detenção que eu peguei por ter petrificado a Madame Pince acidentalmente. Mas sim por que finalmente a Harper foi punida.

Sua perseguição implacável à minha pessoa fez com que fossem descontados 40 pontos da Sonserina. Dez por me atacar, mais dez por ter azarado um monitor, outros dez por ter colocado vários colegas em perigo e mais dez por ter questionado a diretora:

- ISSO É INJUSTO, EU NÃO FIZ NADA DE ERRADO!!!

- É meu último aviso, Srta. Harper, esta é a primeira detenção que você recebe, se você pegar mais duas, perderá o distintivo e o título de Monitora Suprema!

- Que notícia maravilhosa – disse Cameron, devidamente descongelado – é claro que é ruim pra Sonserina perder cinquenta pontos de uma vez, mas o que é um peido pra quem já tá todo cagado, não é mesmo?

Pelo menos, isso serviu pra Harper abaixar um pouco a crista. Claro que ela tá bem mais brava comigo do que antes, mas não pode fazer nada contra mim, porque eu tomo cuidado de estar sempre perto de outros professores quando ela está me rondando por aí.

No dia do jogo da Lufa-Lufa com a Corvinal, descobri quem era o novo narrador: Hugo Granger-Weasley. Eu o vi outro dia com vários livros grossos sobre o esporte. Ben, que é da casa dele, comentou que Hugo está bem ansioso.

- Ele fala que vai agir da forma mais imparcial possível e que vai abordar todos os aspectos técnicos do quadribol.

- Já vi que vai ser uma grande chatice.

- Ainda está chateada por ter sido excluída da narração?

- Eu não, nem queria mesmo...

- Ah, que bom. Então isso quer dizer que você não vai assistir o jogo de hoje.

- Quem disse isso?

- Ué, mas que motivos você teria para ver esta partida? – sei muito bem onde ele queria chegar. Ele quer que eu não veja o Louis em campo.

- Se está fazendo isso pra eu não ver o Louis jogar, tá perdendo o seu tempo. Eu vou ver o jogo, se eu quiser ver, é claro, pra ver os times em campo, não pra ficar olhando pra cara do Louis, tá legal?

- Sim, Lizzie, mas não é isso que eu tô querendo dizer, e sim que esses jogos entre as casas são uma perda de tempo pra nós, que vamos prestar exames importantíssimos neste ano. Fora que podem ser bem perigosos, eu mesmo fui atingido por um Tentaclifors e perdi várias horas preciosas de estudo.

- Ah, então era você ali?

- Era sim. Então, entende onde quero chegar? Fora que você correu muitos riscos naquele jogo também, o que aquela Harper fez mesmo, se ela tivesse te acertado, você estaria em maus lençóis.

Acabei nem indo. A Lufa-Lufa ganhou, claro, muito por causa do Louis, que foi o melhor jogador em campo.

- Obrigado, obrigado, Lizzie, mas na verdade eu nem fui tão bem assim, aquilo foi só 10% do meu potencial.

- Dessa sua modéstia eu não me lembrava... – rimos, o Ben parecia que ia se aproximar pra me tirar dali, mas aconteceu alguma coisa que o fez sair correndo com as mãos no rosto.

- O que foi, Lizzie?

- Nada, só o Ben, parece que ele se machucou, vou ver o que ele tem, sim?

- Ah, tá bom... – Louis respondeu, num tom meio triste, eu saí com pena dele, mas tinha que ver como o meu namorado estava. No caminho, acabei trombando com os Scamanders, que ficaram falando:

- Ei, você fez falta ontem!

- O Huguinho foi um mané, seus comentários eram bem mais maneiros!

- Obrigada, Scamanders, mas eu tenho que ir.

Ben estava deitado na cama da ala hospitalar, a Sra. Longbottom aplicou alguma pasta em seus olhos.

- Conjunctivitis – disse ele – me acertaram justo quando eu estava indo te chamar pra estudar na biblioteca.

- Ah, Ben, sinto muito...

- E você, o que tanto falava com aquele Louis Weasley?

- Ah, Ben, não vamos começar com isso de novo...

- Começar? Quem tá fazendo isso é você, você tá comigo, não tem nada que ficar de conversa com outro cara, ainda mais um ex.

- Você sabe muito bem que o Louis é muito mais do que um ex para mim.

- Sei. Sei até demais. Sei também que eu e ele estávamos próximos na hora em que fui azarado...

- Você está insinuando o quê? Que foi Louis que te azarou?

- Não. Mas isso é no mínimo suspeito, não concorda?

Depois dali nem conversamos mais. Acho que demos um tempo, não foi nada muito explícito, mas eu passei a evitar o Ben ainda mais do que antes. Também não tive coragem de perguntar ao Louis se foi ele mesmo que azarou o Ben, na verdade, acabei me afastando um pouco dele também, depois que a Dominique veio pra cima de mim com indiretas.

- Então é assim, né? Namora com um e fica de papo com outro...

Na hora eu não entendi nada. Dominique não falava comigo há tempos, desde aquele duelo que a gente teve ano passado.

- Tá falando comigo, demônia?

- Não sei, tem outra vagabunda aqui presente?

- Estou olhando pra uma.

Ah, ali ela não aguentou não. A sorte é que ouvimos passos perto dali, assim Dominique preferiu encerrar logo a conversa, mas não sem antes me fazer as últimas ameaças:

- Deixe o meu irmão em paz, estou te avisando, não quero ver você empatando a vida dele, se eu souber que vocês dois ainda andam de papinho, você vai se arrepender...

- Ora, ora, ora... – ai não, tô com muito azar hoje, a Harper apareceu pra encher o saco – Dominique Weasley, posso saber o que você pensa que tá fazendo intimidando gente da MINHA casa?

Bom, talvez eu não tivesse com tanto azar assim, porque a Dominique me deixou pra lá e foi pra cima da Harper.

- Nada que seja da sua conta, sua piranha lixosa!

- Repete!

- P-I-R-A-N...

- Menos dez pontos para a Grifinória por essa atitude insolente, Weasley. Já passou da hora de você aprender a respeitar quem está acima de você nesta escola.

É tão divertido ver duas pessoas que você odeia brigando entre si!

- HA-HA-HA-HA-HA! Acima de mim? Você pirou, garota? Tá se achando só porque ganhou esse distintivozinho brega aí, mas você só tá aí porque é daquele clubinho do bode velho do Slughorn, por que senão...

- É, mas eu estou nele, né? Já você, queridinha, soube que nem entrou porque é uma perdedora que só sabe usar esse mesmo cabelo lambido e essas roupas dos anos 2000...

- Ah, para, criatura! Já se olhou no espelho hoje? Porque esse penteado aí que você tá usando, nem a minha avó usa mais! E outra, meu modelito é um Sharpay legítimo, já o seu, garota... Só de ver o péssimo caimento qualquer um percebe que é FALSO! Tão falso quanto esse seu bracelete de serpente, ele tá enferrujando, sabia?

Saí antes que sobrasse pra mim. Até porque eu tinha uma detenção pra pagar. Pra mim, era ainda pior que a do Hagrid: eu tinha que ajudar o professor Longbottom a podar uns tentáculos venenosos, coisa chata.

- Tome cuidado, Daniels, qualquer distração, eles podem te morder ou mesmo te estrangular até a morte!

Dezembro chegou e com ele Lily Potter, que retornava do intercâmbio no Brasil. Estava diferente, meio estranha. E veio me procurar, algo que eu nunca imaginei.

- Olá, Lizzie. Tudo bom com você?

Estranhei tanta simpatia, ela sempre me tratou com tanta desconfiança. Mas na certa ela deve ter se dado bem no Brasil, talvez tenha feito amizade com a Mariana, como eu aconselhei.

- Eu? Tudo, e você, gostou de passar um tempo no Brasil?

- Sim, eu gostei. Essa viagem mudou a minha vida. E me fez perceber umas coisas.

Pensei logo: ela terminou com o Scorpius.

- Quais?

Ela não respondeu, pelo menos não verbalmente. Preferiu me agarrar e me dar um beijo na boca.

Essa foi a sensação mais estranha que eu já senti em toda a minha vida! Pensa comigo: Lily Potter, uma garota, eu falei GA-RO-TA, vir assim do nada pra me beijar? Será que é isso que as garotas fazem na Castelobruxo?

- Me solta! – gritei, empurrando-a pra um canto – O que você pensa que tá fazendo?

- Ué, eu achei que você gostasse de mim...

- Oi?

- Ah, você sempre foi tão legal comigo, me salvou naquele dia, me aconselhou a me afastar do Scorpius... No começo eu achei que era por ordens dos meus irmãos, ou por que você ainda gostava dele, mas aí eu comecei a achar que...

- Pois termine.

- Quer que eu termine? OK – ela vinha pra me agarrar de novo, acredita? A sorte é que Ben apareceu.

- Solte a minha namorada.

Aquela cena era surreal demais pra ser descrita. Lily ria feito uma maníaca, na certa tava achando tudo aquilo engraçado: o meu constrangimento após ter sido agarrada à força e a péssima reação do meu namorado, que veio correndo bufando de raiva e me puxou pelo braço com força pra longe dali.

- Quem era aquela garota?

- A Lily Potter, ela voltou de viagem, achei que você conhecesse...

Ben mordeu o lábio inferior com força. Acho que tava se controlando pra não dizer uma série de desaforos.

- Ela é sua amiga?

- Mais ou menos, na verdade ela é prima do... – quase que eu falo Louis, mas aí mudei de ideia de repente – James. Digo, Rose. Não, Fred.

- Olha, Lizzie... Eu não quero mais te ver com aquela menina, tudo bem?

- Tá... – saí atrás dele, ainda mais pasma do que antes.

Depois fiquei sabendo que Lily e Scorpius tiveram uma briga terrível que o mandou pra ala hospitalar, inconsciente e desfigurado. Na certa ela descobriu as traições dele, mas aquele beijo não fazia o menor sentido. Então, mandei mensagem perguntando à Mariana o que tinha acontecido naquela escola. Pra minha sorte, ela estava online.

- Ah, Lizzie, a Lili foi ótima, a melhor coisa que podia nos ter acontecido.

- Sério?

- E como! Se não fosse por ela, as Antas não teriam vencido a Gincana!

- É? Que bom, parabéns! Mas teve mais alguma coisinha que aconteceu, sei lá, alguma coisa diferente...

- Não... Ah, ela ajudou a Ísis, uma grande amiga minha daqui, a se livrar de um namorado babaca.

Ajudou, é? Será que ela usou os mesmos métodos que demonstrou comigo mais cedo?

- Ele era terrível, ele batia nela e tudo, Lili nos ensinou alguns lances sobre defesa pessoal e o colocamos pra correr daqui.

- Tá, mas teve mais alguma coisa, alguma coisa assim, estranha...

- Não! Mas eu te contei que tô namorando?

Vixe, será agora?

- Ai, Lizzie, ele é lindo! O nome dele é Nicolás, ele tem quinze anos, é argentino, no começo a gente não se entendia muito bem, mas aí...

Então não era da Lily que Mariana tava falando. Mas o mistério continua: de onde Lily tirou que eu estava a fim dela? E como será que ela descobriu as traições do Scorpius? Será que ela já sabe do caso que ele provavelmente tem (ou teve) com Albus, seu irmão? Em todo caso, eu é que não vou perguntar, vai que ela me ataca de novo...


Notas Finais


A Harper foi punida, êêêêêêê!!!
Faltam só duas...
Mas e a Lily, hein, voltou do Brasil ainda mais doidinha do que já era, o que será que aconteceu lá?
E o Ben... Vamos ver o quanto ele ainda pode aguentar


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...