1. Spirit Fanfics >
  2. Sociedade do Poder >
  3. Notícia Desagradável

História Sociedade do Poder - Capítulo 3


Escrita por:


Notas do Autor


Oi gente. Bem vindos a mais um capítulo. Queria pedir uma coisinha pra vocês. Ao usarem o espaço de comentários; por favor evitem só falar “volta logo, continua logo, posta logo, atualiza logo, etc”. Não é legal só receber cobrança pra atualizar mais rápido. Tenham em mente que eu não escrevo uma história só. Os capítulos vão sair sim, de acordo com o meu tempo livre. Apesar da quarentena, eu vou ter aulas via internet a partir de segunda, então, não estou com tempo livre direto. Vamos usar o espaço que temos aqui pra falar coisas boas pros autores, e dar apoio. Caso queiram conhecer, estou com diversas novidades nas minhas histórias. Boa leitura.

Capítulo 3 - Notícia Desagradável


Notícia Desagradável 


  Na manhã seguinte, acordei bem cedo com uma batida na porta. Lana estava ali. Dessa vez, ela usava um vestido que realçava a cor dos olhos dela. Eu me sentei na cama, tendo em mente como deveria parecer, com o cabelo amassado de dormir de um lado só e a cara de sono. Ela sorriu para mim do mesmo jeito. 


  — Espero que não se importe. Achei que gostaria de ver um rosto familiar enquanto se arruma para o café da manhã de hoje. Todos nós somos esperados. Lorenzo tem notícias do reino de Cella. 


  — Notícias boas ou ruins? — Perguntei. Ainda tinha dificuldades em esquecer as coisas que Lorenzo me dissera. Eu era um obstáculo que Stella havia tirado do caminho. Poderia ser verdade, ou ele estava apenas tentando me convencer a oferecer meu apoio a ele em uma revolta contra o palácio?  Talvez essa notícia pudesse me ajudar a definir qual dos dois eu deveria apoiar de fato. 


  Sai da cama, sabendo que ali não teriam respostas para as minhas dúvidas. Com a ajuda de Lana, que entendia bastante de moda, diferente de mim, que sempre fui vestida por outras pessoas enquanto estava na corte, acabei escolhendo um vestido verde e longo. Haviam botas confortáveis ali, e acabei optando por elas. Não era como se alguém fosse conseguir ver meus pés, de qualquer forma. 


  — Eu achei impressionante o seu poder. — Comentou Lana, enquanto andávamos lado a lado pelo corredor. Ela estava me lavando para o café da manhã, já que eu não fazia a menor ideia de onde era. Era um sentimento bom poder me apoiar em alguém, ter uma amizade por ali. — Eu tenho o poder de curar as pessoas. Não consigo trazer ninguém de volta dos mortos, acho que ninguém conseguiria, aliás. Mas posso acabar com a dor. Uma perna quebrada, um corte de papel? Eu resolvo. 


  — Bom saber, vou pedir socorro sempre que me cortar com papel. — Respondi, e nós duas rimos. 


  — Perdi a piada? — Perguntou uma voz surgindo atrás de nós. Era Lorenzo. 


  — Eu estava contando a ela dos meus poderes. — Disse Lana. 


  Lorenzo se colocou ao nosso lado, e continuamos a andar. Estávamos quase chegando agora. Quando entraram, Sophie ficou espantada com o quão espaçoso era o lugar. Havia uma mesa que deveria caber cerca de 15 pessoas. Não haviam tantos deles. Natalie já estava ali, ao lado de dois jovens que eu não conhecia. Lana, eu e Lorenzo nos sentamos. Lana ao meu lado, e Lorenzo em uma cadeira grande e confortável. O café da manhã foi servido. Havia um pouco de tudo: diferentes pães, queijos, frutas, chocolates, manteiga, chá, café e leite. Me servi das coisas que mais gostava, subitamente reparando que estava com fome. Ninguém comentou nada sobre o tanto que comi, felizmente. Depois de todos terminarem de comer, Lorenzo pediu a atenção de todos e disse: 


  — As notícias, por favor. 


  Um dos jovens se levantou. Eu não sabia o nome dele, então, ele começou a falar: 


 — Meu nome é Akira, eu estava em Cella, em minha missão para recolher informações. Houve uma mudança no castelo. Na corte, para ser mais específico. Alexia Dovery agora ocupa o lugar que era seu, Sophie. Ela é agora a melhor amiga, conselheira, e principal dama da corte real de Cella. As coisas de Sophie que ainda estavam no quarto foram todas jogadas fora e queimadas. Tentei recuperar alguma coisa, mas infelizmente não consegui. Sinto muito, Sophie. Alexia terá plena liberdade para mudar o quarto todo. Adaptar tudo ali a vontade dela. Apagaram qualquer vestígio de que você algum dia esteve lá. 


  Aquilo inflou a raiva de Sophie. Alexia? Logo ela? Como Stella podia fazer aquilo com ela? Primeiro a expulsava do castelo e depois colocava a garota que antigamente fazia da vida de Sophie um inferno no lugar dela, e deixava que aquela usurpadora destruísse todo e qualquer vestígio da presença de Sophie? Como Stella podia ser tão cruel? Na mesa, os talheres tremeram e uma jarra cheia de suco que estava na beirada da mesa explodiu. Ninguém se machucou com os cacos. Lana se aproximou Sophie e a abraçou. Se recostando em Lana, Sophie olhou para Lorenzo e disse, finalmente controlando seu poder: 


  — Você estava certo. Nós fomos substituídos, jogados fora. O que quer que eu faça? 


  — Treine conosco. Aprenda a dominar seu poder. Mostre que é confiável. Me ajude a tirar Stella do trono. É isso o que quero. — Respondeu Lorenzo. 


  — Então será feito, ou morrerei tentando. — Respondi. 




Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...