História Sofrimento ou Privilégio? (J-Hope) - Capítulo 16


Escrita por: e ParkPimentel

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Bangtan Boys (bts), J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Rapmonster, Suga
Visualizações 24
Palavras 2.313
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Fantasia, Magia, Mistério, Romance e Novela, Sobrenatural, Suspense, Violência
Avisos: Álcool, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi gente!!
Desculpem a demora. Vou tentar postar com mais frequência.
Enfim... Aí está mais um capítulo para vocês. Espero que gostem.
Ah... Minha prima está fazendo uma fanfic também. O nome é The Vampire's Crown e o user dela é Choon-Vampira. Dêem uma olhada. A história é muito boa! Bjos Lua 😘💕
Agradecimentos: JoyParkPimentel
Boa leitura!

Capítulo 16 - O que é o amor?


Fanfic / Fanfiction Sofrimento ou Privilégio? (J-Hope) - Capítulo 16 - O que é o amor?

(KR) Bon Hwa - Nem depois de ser humilhado voc... - Ele parou de falar assim que viu eu andando em direção aos dois, que foram empurrados para trás, sem eu ao menos tocar neles. Eles pareciam estar com medo.

(KR) Eu - Vocês são os piores seres da espécie humana que eu já tive o desprazer de conhecer!

(KR) Bon Hwa - Mate-os, SeokJin! - Dei um sorriso de lado após escutar o que ele disse.

(KR) Eu - Eu poderia seguir o conselho do meu pai e acabar com vocês. - Virei-me para o lado e vi Bon Hwa-Young com um sorriso no rosto. Então, virei-me de costas para os dois e disse - Mas se eu fizesse isso, eu estaria mentindo pra igualando ao meu pai. Vocês tem sorte que eu sou melhor que ele.

Fui em direção a Hoon, que estava me olhando assustado, e abaixei-me. O levantei e depois disse:

(KR) Eu - Vamos Hoon.

Peguei nossas bolsas e depois, saímos dali. Quando chegamos na sala, que estava vazia, sentei-me em uma das mesas do fundo, junto com Hoon, e abaixei a cabeça. Na sala haviam oito mesas redondas grandes, porém não altas, e em cada uma delas havia espaço para cinco alunos. Não haviam cadeiras, pois todos se sentavam no tapete.

(KR) Hoon - J-Jin... - Ele ainda parecia estar um pouco assustado - Aquilo...

(KR) Eu - Eu sei - Disse me encolhendo mais ainda - Você deve achar que eu sou um monstro...

(KR) Hoon - Não! Você não é um monstro! - Ele segurou meu rosto, me fazendo olhar para ele - Você é meu amigo!

(KR) Eu - O-Obrigado - Disse quase chorando. Ele soltou meu rosto e depois perguntou:

(KR) Hoon - Mas... Você não tem outra lente? - Eu havia esquecido desse detalhe.

(KR) Eu - Ah, tenho sim. - Abri minha mochila e peguei um par de lentes reserva. Não eram da cor marrom. Essas eram no tom verde escuro. - Eu vou no banheiro e já volto.

(KR) Hoon - Coloca aqui mesmo. Não tem ninguém na sala ainda.

(KR) Eu - Ok. - coloquei as lentes e depois perguntei - Está melhor? 

(KR) Hoon - Elas são verdes, mas servem. - Disse com um sorriso no rosto. - Mas... Desde quando você é assim?

(KR) Eu - Bem... Desde... - Os alunos começaram a entrar na sala. In Ha e Ha Nim, que eram nossas amigas, se sentaram na mesa onde nós estávamos:

(KR) In Ha, Ha Nim - Oi meninos - Disseram as duas ao mesmo tempo. Eu e Hoon acenamos para as duas com um sorriso no rosto.

(KR) Ha Nim - Tudo bem com vocês? - Olhamos um para o outro e depois, Hoon respondeu:

(KR) Hoon - Tudo sim.

(KR) In Ha - E vo... - Ela parou e olhou fixamente em meus olhos - Jin... Por que seus olhos estão verdes? - Fiquei meio envergonhado com a pergunta e acabei ficando vermelho. Usar lentes na minha idade era um pouco estranho.

(KR) Ha Nim - Verdes? - Exclamou puxando meu rosto para ver mais de perto - Seus olhos não eram castanhos?

(KR) Jin - S-Sim... É-É que eu estou de lentes... - Respondi meio sem jeito, me soltando de Ha Nim e abaixando a cabeça.

(KR) In Ha - Uaaaauu! - Elas pareciam estar impressionadas.

(KR) Ha Nim - PESSOAL, VEM VER! - Gritou. Ha Nim sempre foi muito animada - O JIN ESTÁ DE LENTE!

(KR) Eu - Ha Nim! - Exclamei baixo.

(KR) Quase todos os alunos - O QUE? - Todos vieram em direção à nossa mesa, exceto Cheol e Ha Myung.

Essas pessoas nunca viram lentes na vida? Certo que na época era raro alguém usar lentes, principalmente uma criança. Mas mesmo assim, não havia motivo para todo esse alvoroço. Parecia que eles estavam vendo algo de outro mundo! Fiquei sem graça com aquela situação. Eu não sabia o que fazer.

De repente, Hoon segura meu braço e me leva até o banheiro.

(KR) Eu - O-Obrigado Hoon... - Disse cabisbaixo.

(KR) Hoon - Não foi nada... - disse olhando para mim. Depois, ele começou a rir e disse - Preparado para ficar popular?

(KR) Eu - Quê? Está louco? - Exclamei - E-Eu não quero ser popular!

(KR) Hoon - Mas vai ter que ser. Sempre que uma pessoa tem algo que as outras não têm, ela acaba ficando popular - Disse encostando na parede com os braços cruzados - Agora aguenta.

(KR) Eu - Aish! Eu já sei que sou lindo, mas não quero ser popular! - Hoon ri de minha frase.

(KR) Hoon - Sempre quem diz esse tipo de frase fica famoso. Você vai ver! Vai virar um idol. Sabe até cantar!

(KR) Eu - O QUE? NUNCA! - Fiquei mais vermelho do que já estava quando ele disse isso. - E-Eu não nasci pra isso! Eu quero ser dono de uma loja de frango frito! - Ele riu novamente.

(KR) Hoon - Ai ai, Jin! - O olhei sério e perguntei:

(KR) Eu - Por que você sempre ri do que eu falo? Eu tenho cara de palhaço?

(KR) Hoon - Na verdade, não... - Fez uma pausa. Depois, voltou a rir e disse - Mas tem jeito!

(KR) Eu - Hoon!

(KR) Hoon - Desculpa. - Disse ainda rindo. - Vamos voltar pra sala.

(KR) Eu - Temos mesmo que voltar? - perguntei desanimado

(KR) Hoon - É claro que temos - Ele segurou em meu braço e, enquanto caminhava até a porta do banheiro, continuou - A professora já deve ter chegado.

Quando estávamos quase chegando na sala, vimos a professora chegando do outro lado do corredor. Acabamos entrando nós três juntos. Nos sentamos novamente.

Após o término da aula, eu, Hoon, In Ha e Ha Nim fomos para o refeitório. Ha Myung e Cheol também estavam ali.

(KR) Cheol - O monstro ainda tem coragem de chamar atenção? - Disse ele vindo em nossa direção, acompanhado do amigo. Hoon foi em direção à eles.

(KR) Hoon - Cala a boc...

(KR) Eu - Hoon... - Disse abaixando a cabeça, enquanto segurava em seu braço, o impedindo de avançar. - Está tudo bem.

(KR) Hoon - Mas...

(KR) Eu - Está tudo bem. Vamos. - Nos viramos para sair do local, quando meu pai diz:

(KR) Bon Hwa - Você realmente prefere dar uma de fracote? - Parei de caminhar no meio do caminho - Eu deveria tomar a forma humana para te mostrar como as coisas devem ser?

Comecei a suar frio. Quando meu pai se transformava, coisas horríveis podiam acontecer. Ele só não fazia isso porque queria que eu ficasse do lado dele antes. 

(KR) Eu - Não... - Disse para mim mesmo, em voz baixa.

(KR) In Ha - Está tudo bem, Jin? Você parou do nada... - Disse colocando sua mão em meu ombro. Continuei em silêncio - Jin?

(KR) Eu - E-Estou s... - Senti aquela energia denovo. Uma energia que não era nada boa. A energia de um karumi. Eu não sabia se as outras pessoas conseguiam vê-la. Era como uma fumaça roxa que me rodeava. Parecia que eu estava em um incêndio. Aquela energia me sufocava.

Comecei a tossir. Corri até o banheiro e lavei o rosto.

(KR) Hoon - Jin! - Disse Hoon entrando no banheiro. Ele abriu sua bolsa e tirou uma garrafinha de água - Aqui. - Peguei a garrafinha e bebi um pouco da água. Depois, a devolvi para Hoon.

(KR) Eu - Obrigado.

(KR) Hoon - O que está acontecendo, Jin? Está tudo bem?

(KR) Eu - Meu pai... - No momento em que eu ia começar a falar, sinto Bon Hwa tocar em meu ombro. - N-Não é n-nada...

(KR) Hoon - O que tem seu pai?

(KR) Bon Hwa - Você sabe o que eu quero, não é, Jin? - Eu sabia. Ele queria que eu destruísse aqueles garotos. Meus olhos começaram a lacrimejar. Apesar de não gostar nada dos dois, não iria fazer aquilo.

(KR) Hoon - Jin... - Abracei-o e comecei a chorar. Ele retribuiu o abraço e ficamos assim por um tempo, até que me separo do abraço. Hoon seca minhas lágrimas e pergunta - Está se sentindo melhor? 

(KR) Eu - Sim... Eu só preciso ficar sozinho... - Desviei o olhar e fui em direção à porta do banheiro. - Desculpa Hoon.

Quando saí dali, vi In Ha e Ha Nim. Passei reto, mas In Ha segurou meu braço.

(KR) In Ha - Jin... Pode contar comigo.

(KR) Eu - Obrigado... - As duas me abraçaram. Algum tempo depois, uma outra pessoa se juntou a nós: era Hoon. 

(KR) Eu - Pessoal... Eu posso fazer uma pergunta?

(KR) Ha Nim - Além dessa... - Disse rindo. Todos riram também, menos eu - Me desculpa... O que foi?

(KR) Eu - É que... - Respirei fundo - Por que vocês continuam comigo, mesmo com todos os meus defeitos?

(KR) In Ha - Porque nós te amamos. - Respondeu. 

(KR) Eu - E... Eu posso fazer outra pergunta?

(KR) Hoon - Claro! - Abaixei minha cabeça e depois perguntei:

(KR) Eu - O que é o amor? - Todos ficaram em silêncio por um momento. Foi tempo suficiente para eu perceber que aquela energia ainda estava me rodeando. Uma vez ou outra eu tossia, mas não me importei muito. Provavelmente as outras pessoas não conseguiam ver. Depois, Hoon disse:

(KR) Hoon - O amor é a coisa mais linda que existe. Está nas coisas mais simples.

(KR) Ha Nim - Pode estar em um abraço, em um sorriso... - Meus olhos começaram a lacrimejar. - É muito fácil escrever a palavra "amor". Porém descrevê-la é muito difícil.

(KR) In Ha - O amor está em todo ser humano. - Ela colocou o braço em volta do meu pescoço. - Você com certeza sabe o que é o amor. - Neguei com a cabeça.

(KR) Eu - Eu acho que não sei... - Hoon segurou em minha mão e depois disse:

(KR) Hoon - É claro que você sabe! - Dei um sorriso e Ha Nim me abraçou. 

(KR) Ha Nim - Eu sei que você ama seus pais... E eles te amam também. - Abaixei a cabeça novamente. - Jin?

(KR) Eu - É que... Eu... - Meus olhos voltaram a lacrimejar - Eu não quero amar como o meu pai... 

(KR) Ha Nim - D-Desculpa Jin... Eu não queria...

(KR) Eu - Está tudo bem. - Disse sorrindo. Sequei as lágrimas e depois continuei - Eu entendi o que você quis dizer. O meu pai não é um pai comum. Nem um pouco. - Ri do meu próprio comentário. Os outros riram também.

(KR) In Ha - Pessoal... Algum de vocês conhece aquele homem? - Disse apontando para o portão da escola, por onde passavam vários pais, indo buscar seus filhos.

(KR) Eu - Quem? - Perguntei olhando entre as pessoas.

(KR) In Ha - Aquele alí, de terno. - Ela apontou novamente. Quando consegui vê-lo, arregalei meus olhos: era meu pai. - Ele está vindo na nos...

(KR) Eu - A-Appa? - Corri em sua direção chorando. Quando cheguei perto dele, segurei em seu terno e disse - Por favor, appa! Não faça "aquilo"! 

(KR) Bon Hwa - Eu posso voltar atrás... - Disse com um sorriso no rosto - Mas você sabe o que eu quero.

(KR) Eu - Não appa. - Disse chorando - Não me obrigue a fazer isso! Por favor! - Ele abaixou-se e olhou em meus olhos;

(KR) Bon Hwa - Você tem um potencial incrível! Nem parece ser um mestiço. - Após dizer isso, ele segurou minha mão. No mesmo instante, senti calafrios por todo o corpo e aquela energia retornou, dessa vez, mas intensamente. Ele deu uma leve risada e depois disse - Eu queria poder ver esse potencial em ação.

(KR) Eu - Não! - Disse soltando nossas mãos - Eu não quero isso! Você não entende? - Me virei e saí dali. Não queria que ele continuasse insistindo.

(KR) Bon Hwa - SeokJin! - Gritou

(KR) Eu - Faça o que quiser! Eu não posso fazer nada para impedir mesmo! - Saí dali e fui para um lugar mais vazio.

Lá havia um banco. Me sentei e comecei a chorar.

(KR) Bon Hwa - Eu acho que deveria agir melhor como um pai... - Disse se sentando ao meu lado.

(KR) Eu - Por que você insiste tanto nessas coisas de matar pessoas?

(KR) Bon Hwa - Você não gosta disso, não é? - Neguei com a cabeça. - Me desculpe. Eu vou tentar parar com isso. 

(KR) Eu - Por que você vai parar do nada? - Eu já havia parado de chorar. Porém, meus olhos estavam lacrimejando. - Por que tão de repente?

(KR) Bon Hwa - Quando você saiu, me senti um completo idiota... Alguém desprezível!

(KR) Eu - Você é alguém desprezível desde que eu nasci! Não posso saber se você era assim antes ou não, mas acredito que sim.

(KR) Bon Hwa - Tenho que admitir que sou alguém horrível... Mas te ver daquela forma acabou comigo - Ele segurou minha cabeça e a trouxe para perto dele - Foi a primeira vez nesses sete anos que te vi daquela forma... Eu quero mudar.

(KR) Eu - Mesmo? - Perguntei olhando para ele, que sorriu e depois respondeu:

(KR) Bon Hwa - Mesmo. - Dei um sorriso também. - Eu... Posso te dar um abraço?

(KR) Eu - Pode. - Nós dois nos abraçamos. Eu estava extremamente feliz. Era a primeira vez em que recebi um abraço de meu pai. Porém... - Ahhgg!

Senti algo em minha cabeça, como se ela estivesse sendo perfurada. Depois disso, minha vista escurece.


Notas Finais


Então... É isso.
Bjos pessoal 😘💕
Agradecimentos: JoyParkPimentel (bjos filha 💕💕)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...