1. Spirit Fanfics >
  2. Softcore - Nessian >
  3. Aquele da biblioteca

História Softcore - Nessian - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Hi guys!❤
Fazia tempo que eu não postava uma fic aqui, sorry.
É que eu tava passando um tempo na Europa....mentira, só falta de criatividade mesmo kkkkkkkkkkkk

Eu li Acotar e simplesmente me apaixonei, então trouxe pra vocês uma fanfic de um casal que eu shippo muito! Espero que gostem. Boa leitura! ❤💫

Capítulo 1 - Aquele da biblioteca


Não era novidade alguma que Cassian e Nestha viviam em pé de guerra.

   Desde que seus olhos se encontraram pela primeira vez, se estranharam. Devia ser pelo fato do moreno ser muito brincalhão... e pelo fato da Archeron mais velha não o aturar.

   Já não bastasse para Nestha ter que aguentar as piadas dele na sala de aula, a cereja do bolo era que Cassian era cunhado de sua irmã mais nova, Feyre.

  Cassian, Azriel e Rhysand eram irmãos, chegaram na escola no primeiro ano, arrancando suspiros da maioria das alunas. Não demorou muito para Feyre e Rhys começarem a namorar, visto que assim que chegou na escola ele não tirava os olhos da Archeron caçula.

  O problema real começou quando todos começaram a sair juntos. A única pessoa que Nestha realmente detestava daquele círculo era ele.

   Cassian.

  Parecia que a meta de vida do moreno era encher o saco até vê-la atingindo o ápice do ódio. Assim seguiram por 2 anos. Aos olhos de todos eles eram como gato e rato, viviam se alfinetando por aí.

  - O que você acha, Nestha? - Alguém falou tirando a jovem de seus pensamentos.

  Nestha piscou, finalmente saindo de seus devaneios dando de cara com Amren e mais cinco pares de olhos a encarando.

  - Acho o quê? - Realmente não tinha prestado atenção até então na conversa que rolava ali, estava muito ocupada pensando em algo. Alguém.

 Amren revirou os olhos em sinal de impaciência.

  - Peguntei se quer ir pra' o Velaris hoje com a gente depois da aula - A de olhos prateados respondeu.

  Velaris era um bar que ficava perto da escola, vários alunos se reuniam ali depois da aula, inclusive Rhys e todo o seu grupo.

  - Não posso hoje, tenho que devolver alguns livros na biblioteca e pegar uns novos. Podem ir sem mim - Respondeu Nestha olhando pra o grupo.

   - Também não vai dar pra eu ir, gente, tenho que ir ver algumas coisas relacionadas ao time  - Cassian falou atraindo a atenção do grupo para si.

   - Então tá - Dessa vez foi Feyre que falou dando de ombros - Nós vamos, mas da próxima vez vocês dois vem junto.

     Todos assentiram.


     O resto do dia passou normal para Nestha, no final da aula se dirigiu à biblioteca da escola que naquele horário era praticamente vazia. A própria bibliotecária aproveitava aquele momento para sair rumo à sala dos professores.

    Nestha passou com rapidez pelas estantes até sentir alguém a segurando por trás e beijando seu pescoço.

    Ela sabia quem era, reconhecia aquelas mãos, aquele cheiro. Cassian.

   - Tava com saudades - Ele disse a virando e beijando seu pescoço exposto.

     O ponto fraco dela. Filho da mãe.

  - A gente se vê todo dia, não acho que sinta tantas saudades assim - Ela respondeu se deixando levar por aqueles beijos.

  - Sabe bem do que estou falando, Archeron - Cassian falou mordendo o lóbulo de sua orelha - Temos quanto tempo até Alis voltar?

  - 15 minutos - Ela respondeu com dificuldade enquanto abria os botões da camisa dele - Precisamos ser rápidos.

    - Como quiser, Nestha...

   O beijo foi frenético, desesperado e excitante, estavam com saudades do calor, da fricção, do contato...

    Cassian sabia o que fazer, foi desabotoando a camisa de Nestha às pressas, abaixando o sutiã e liberando os seios fartos enquanto ela desafivelava seu cinto, abaixando a calça e a cueca do moreno no processo.

   Ajoelhando-se no chão frio, Nestha segurou seu pênis e lambeu provocadoramente a cabeça. Ela demorou, arrastando-se apenas naquela área, nunca se aventurando em outro lugar. A impaciência de Cassian ficou clara quando ele empurrou dentro dela, fazendo-a engasgar com o comprimento em sua boca. Ela rolou sua língua em torno de sua totalidade e usando a outra mão para segurar suas bolas. Os gemidos dele ecoaram na biblioteca. Malvadamente, Nestha raspou os dentes ao longo de seu comprimento e recebeu um uivo de Cassian. Ele puxou o cabelo para trás para olhar para ela.

  Ela gostava daquilo, da provocação, da sensação de levá-lo à loucura.

   Mesmo depois de meses, Cassian não conseguia acreditar em seus olhos, Nestha Archeron deu-lhe um boquete e estava ajoelhada diante dele com os peitos - que ele amava tanto - para fora. Deuses, quantas vezes ele já se pegou admirando aquele corpo?

    - Levante-se, é minha vez, Archeron. - Falou autoritário

     Desgraçado. Desgraçado. Desgraçado.

  Ela nunca admitiria para ele, mas adorava quando ele falava cheio de autoridade. Isso só a fazia molhar mais e mais...

  Ela se levantou, percebendo que a todo momento ele a encarava sedento, não se incomodou em esconder o sorriso.

   - Temos apenas alguns minutos, mas é melhor você me comer bem, Cassian - Ela exigiu, sentando-se em cima de uma mesa próxima ainda sorrindo. Nestha acariciou seus seios e ele observou logo antes de sair do transe.

  - Fique tranquila, querida, vou te dar um pau para senhorita Archeron se deliciar - Eles deram um beijo casto, em seguida, Cassian subiu sua saia enquanto chupava um de seus mamilos, deixando-a apenas com uma calcinha branca. - Como amo quando você usa essas saias, Nestha, você me deixa louco... - Ele a deitou de costas pra ele, contra a mesa, se ajoelhando e dando um chupão em uma de suas nádegas.

  Nestha ajustou-se na mesa e deixou Cassian separar as pernas. Ela fechou os olhos e deixou seus sentidos apenas sentirem e não verem. Lentamente, ele tirou sua calcinha e agarrou seus tornozelos até que suas coxas estivessem na metade da borda da mesa.

  Ele sorriu maliciosamente quando viu a umidade de sua vagina e separou a pele que cobria seu clitóris  e lambeu. Nestha sacudiu em resposta. Ele a lambeu novamente.

   Intensamente, Nestha se concentrava nos seus sentidos e naquela língua maravilhosa trabalhando.

  - Como eu amo seu gosto - Disse ele penetrando um dedo dentro dela voltando a lambê-la.

   - C-Cala a boca - Ela proferiu, respirando pesadamente enquanto o dedo dele a estimulava constantemente.

    - Cuidado com o que fala, querida, posso parar aqui mesmo... - Ele parou suas ações e ela quase gemeu - Você quer que eu pare?

     - Não pare - Nesta abriu os olhos, a voz quase falha -  Não pare, não pare, não pare...

   - Boa menina - Cassian chupou seu clitóris com força. - Gosta disso, Nestha? Quer mais?

   - Oh sim! - Nestha o olhou com um olhar intenso, quase implorando "me fode logo,  porra!".

      Cassian sorriu, lambendo toda a sua fenda e voltando com os dedos, dessa vez adicionando dois, fez isso uma e outra vez, seu ritmo ficando mais rápido a cada segundo e apenas para conduzi-la ao limite, ele lambeu seu clitóris com a mesma velocidade que seus dedos. Ela estava perto e ele sabia disso. Abruptamente, Cassian parou de empurrar por segundos.

  - Cassian....- Nestha choramingou pela perda de prazer, Cassian se inclinou para beijá-la novamente e ela não teve nenhum problema com isso. Eles não podiam ter o suficiente dos lábios um do outro. Ela podia senti-lo sorrir contra seus lábios.

      Filho da puta.

     Não teve muito tempo para pensar em outros xingamentos quando o sentiu colocando as mãos em seus quadris, ele empurrou com força dentro dela. Mesmo que Nestha admitisse que Cassian era bom, ainda seria um eufemismo. O homem sabia muito bem o que fazer - que local atingir. Suas unhas arranharam a madeira da mesa com força. Cassian sorriu, segurando sua bunda com força e dando um tapa. Nestha estremeceu com a picada repentina

  Ele estava indo fundo dentro dela. E ela gostava disso. Ele sabia que ela amava algo mais hardcore.


   Com isso, Cassian puxou seu cabelo enquanto empurrava dentro dela. O sentimento de luxúria cresceu junto com o sentimento de romance que ele sentia pela mulher incrível diante dele. Ele a empurrou mais para perto dele. Ele beijou a nuca dela enquanto sua outra mão deslizava para seu clitóris e o esfregava em movimentos circulares. Os sons de sua carne se encontrando dominaram a biblioteca, seguidos pelos gemidos de Nestha.

   - Porra...Cassian - Ela choramingou quando se sentiu à beira do orgasmo.

     Cassian mordeu o lóbulo da orelha e foi mais rápido com os dedos e os quadris. Ele sentiu, estava perto do clímax. Ele se conteve em liberá-lo até que Nestha gozasse, sempre era assim. Com a quantidade certa de pressão e aspereza, ele continuou.

  Não demorou para o corpo de Nestha  estremecer com a sensação de liberação. Ela desabou na mesa, suada e exausta. Cassian puxou e gozou nas nádegas e pernas de Nestha. Depois de descarregar seu sêmen, o que demorou um pouco - não porque ele segurou, mas por causa da quantidade que ele sacudiu. Foi literalmente muito, ele se aproximou do rosto de Nestha, a beijando. Suas inspirações e expirações pesadas quase combinavam entre si.

    - Eu tenho que admitir, isso foi incrível - Ela disse entre respirações - Pega minha bolsa, por favor.

    Cassian olhou para ela enquanto ia até a bolsa e retirava uma caixa de lenços, indo até Nestha, ainda deitada e a limpando.

     - Não precisa fazer isso, você sabe - Ela disse calmamente enquanto se levantava.

   - É o mínimo que eu posso fazer, eu que fiz o estrago...desculpe por isso - Ele falou sincero enquanto levantava as calças e fechava a camisa.

  - Tá tudo bem, eu gosto - Ela respondeu  enquanto subia seu sutiã e vestia sua calcinha.

  Quando terminaram de se recompor, ficaram um tempo se encarando. Cassian foi até ela e lhe deu um beijo casto nos lábios, finalizando com vários selinhos, a fazendo rir.

    - Precisamos ir, a Alis já tá voltando - Ela disse arrumando sua bolsa e dando um último selinho em Cassian - Nos vemos amanhã?

   - Com certeza, Archeron - Ele respondeu safado dando um tapinha na bunda da Archeron mais velha.

  Estavam saindo da biblioteca quando encontraram com cinco pares de olhos os encarando.

  Os olhos de Azriel, Mor, Rhysand, Feyre e Amren estavam fixos no casal que acabara de sair da biblioteca. Cassian e Nestha arregalaram os olhos.

  - Eu não tô acreditando nessa porra! - Mor exclamou ainda encarando os dois - Quando pretendiam nos contar?

  Os dois começaram a ruborizar quando Azriel simplesmente falou:

     - Eu disse, agora podem me pagar.

  Cassian e Nestha franziram a testa quando viram Mor, Amren, Rhys e Feyre puxarem notas dos bolsos e entregarem a Azriel, que sorria satisfeito.

  - Vocês ainda tem muita coisa a explicar pra' gente, sabem disso né? - Rhys disse fixando os olhos em Cassian e Nestha.

  Eles apenas se encararam com um profundo olhar de "DROGA AZRIEL!".


Notas Finais


Então foi isso gente, espero que tenham gostado, perdoem se tiver algum erro de português💫

Momento desabafo: Terminei Acotar e tô lendo Trono de Vidro, tô obcecada! Passo 80% do meu tempo falando do universo da Sarah J. Maas e os outros 20% eu espero alguém falar pra eu falar mais! Kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Então é isso gente, kisses! 🌌💫


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...