História Solangelo para sempre - Capítulo 28


Escrita por: ~

Postado
Categorias As Provações de Apolo (The Trials of Apollo), Percy Jackson & os Olimpianos
Personagens Personagens Originais
Tags Solangelo
Visualizações 203
Palavras 1.406
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Aventura, Crossover, Fantasia, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Fala meus amores! É, as coisas não estão nada bem, mas temos que seguir em frente.

Capítulo 28 - Treino


Fanfic / Fanfiction Solangelo para sempre - Capítulo 28 - Treino

Pov. Will


A semana estava bem agitada por aqui, os semideuses voltaram agitados do final de semana. Hoje seria o dia de Nico dar aula de esgrima as crianças menores, por incrível que pareça ele se dava muito bem com os pirralhos e os mesmo o amam. Quem diria, Nico Di Ângelo, rei dos fantasmas, filho de Hades, dando aulas de esgrima para crianças. Eu nem precisava dizer que Harley ficava na cola dele enciumado com os outros alunos, certo?

Sherman caiu do seu pégaso quando o assustou ao espetá-lo, sem querer, segundo ele, com a ponta da sua adaga e eu estava agora finalizando a imobilização.

– Pronto Sherman, tome os remédios que indiquei nos horários certos e venha daqui a quinze dias retirar a tala.

– Quinze dias? – Ele gritou com sua voz de troglodita.

– Isso mesmo e sem reclamar! – Encerrei o assunto empurrando minha bandeja rolante que estava repleta de ataduras, gesso e tesouras.

Joguei as sobras no lixo e lavei as mãos na pia para ir encontrar Nico. Desde aquela dor que senti ao voltarmos do fim de semana na casa da minha mãe tenho tentado me manter força e esconder de Nico qualquer resquício de dor, mas confesso que estou preocupado, a genética é minha inimiga, minha mãe é propensa a ter tumores, assim como sua mãe era. Não quero preocupar Nico, mas estou com medo. Sei que Apolo poderia me curar e eu estrou pedindo isso a ele todos os dias, mas parece que não é o suficiente. Estou pesquisando uma cura, mas parece que está além das minhas forças afinal eu também sou mortal.

Sai da enfermaria sentindo o sol queimar a minha pele, era uma sensação boa, como um abraço de pai. Vi Austin passar de mãos dadas com Karen e os dois sorrindo cúmplices, vi meus amigos todos treinando e ficando mais fortes e pensei em como eu quero que todos aqui tenham uma vida feliz e consigam envelhecer sem ser morto por um monstro aleatório, por uma guerra ou por uma doença idiota.

Cheguei a arena de esgrima e fiquei no canto observando Nico ensinando as crianças, a pele branca não estava mais tão pálida, os cabelos negros e longos passando dos ombros estavam presos num rabo de cavalo dando a ele um ar mais maduro. Nico estava mais maduro, não só fisicamente, mas mentalmente. Suas bochechas estavam vermelhas e seu rosto e corpo estavam molhados pelo suor. Ele vestia uma regata preta e um short de corrida cinza escuro que iam até acima dos joelhos. Estava lindo de causar um infarto a qualquer um que olhasse.

– É melhor parar de babar. – Kayla provocou passando por mim com o arco nas costas, ele cumprimentou Nico com um aceno e eu a vi encará-la com que ela o lembra-se Bianca. Seu rosto não pareceu triste ao observar Kayla sorrindo com o arco enquanto conversava com outra campista, pelo contrário ele sorriu e desviou o olhar finalmente encontrando o meu.

Azul e preto. As orbes negras dele brilharem em excitação e ele sorriu para mim me fazendo agradecer a todos os deuses por tê-lo comigo.

– Will! – Harley gritou ao me ver e se jogou nos meus braços.

– Por Zeus garoto, você não é mais tão pequeno. – Reclamei tentando não cair com o peso dele.

– Will você é um fracote, Nico nunca reclama do meu peso. – Ele insultou.

– Deixe Will em paz e volte ao treinamento Harley. – Nico falou sério e ele obedeceu o que me deixou chocado.

Nico piscou pra mim e eu sentei num tronco de árvore vendo Jason e Percy chegar.

– Oi Will. – Percy me cumprimentou.

– Oi oi ! – Agora Jason.

– Oi meninos! – respondi aos dois.

– E aí rei dos fantasmas, com está a sua turma? – Jason perguntou brincando.

– Estão muito bem, vão se tornar ótimos guerreiros.

– Sabe o que eu tava pensando. – Percy comentou e Jason e Nico se entreolharam segurando o riso. – Não tem graça seus idiotas. – Percy resmungou quando percebeu. – Pensei que poderíamos organizar uma competição entre as três turmas, organizaríamos em categorias por idade ou peso, não tenho certeza ainda. – ele falou me surpreendendo.

– É uma excelente ideia – Jason falou impressionado.

– Até que nessa sua cabeça não tem só algas Percy, é uma ótima ideia mesmo. Annabeth está abrindo sua mente, isso é ótimo. – Nico zoou sarcástico.

– Ora essa, eu tenho a capacidade de pensar sozinho seu filho de Hera. – Ele respondeu zangado.

– Hei, sem pegar pesado! Meus alunos estão aqui. – Nico fingiu raiva e os três riram.

– Por que vocês três não fazem uma demonstração de luta? – Harley incentivou. – Nico é muito forte vocês precisam ver!

– Parece que você tem um fã. – Jason brincou.

– Não podemos fazer isso, eu poderia da rum surra nos dois facilmente. – Percy se gabou brincando.

– Até parece! – Nico resmungou baixo e me olhou como se me pedisse pra ficar e ver o show.

– Não banque o fortão na frente de Will! – Jason caçoou.

– Tudo bem então vamos lutar os três, apenas como demonstração. Atenção uma demonstração de combate corpo a corpo com dois oponentes. Eu contra os dois.

– Isso vai ser épico! – Harley falou passando as mãos uma na outra e sentando ao redor da arena com os demais.

– Tudo bem – eu disse me aproximando – eu vou ser o juiz e médico do campo de batalha, mas por favor, sem lesões graves, sem mutilações e principalmente, sem mortes. – Avisei aos três. – Comecem a luta! – Gritei e sai da arena.

Me arrependi depois de ter concordar com aquilo, os três se olhavam como se fossem se matar, eu sabia o que era aquilo, a rivalidade dos três grandes, seus filhos também sentiam isso. De repente o sol pareceu esfriar e eu reconheci o poder de Nico, ele avançou não dando a chance aos outros dois e atacou dando um golpe de espada contra Jason e bloqueando Percy. Jason e Percy pareceram despertar do susto e e atacaram Nico. Percy deu um golpe com contracorrente e ele seria certeiro se Nico não o tivesse encarado e revelado seus medos, ele possuía o poder de atiçar o medo de alguém quando encarava seus olhos negros, assim como seu pai. Percy caiu de joelhos com as mãos no rosto e Jason ficou atordoado por um segundo, Nico aproveitou a chance que teve e lançou sua espada negra de ferro estigiano sobre Jason golpeando sua cabeça com pouca força e Jason se afastou com a mão no lugar da dor. Percy se recuperou e parecia sedento por... vingança? Ele usou seus poderes e fez uma onda surgir no nada banhando Nico e quase o tirando do chão com um mini furacão, Jason recobrou os sentindos e invocou um raio...

– Parem vocês vão eletrocutá-lo! – Gritei entrando na arena e por um segundo Percy e Jason pareciam enxergar o que estava fazendo.

– Saia da arena Will, eu vou terminar isso logo. – Nico falou com o olhar sombrio.

– Eu não vou dar um choque nele ia ser perto dele, apenas. – Jason explicou.

– E eu não vou afogá-lo, estou apenas desequilibrando ele. – Percy também explicou.

– Arrrrrrrrrrrrrrrrg! Nico berrou invocando mãos esqueleticas que o empurrou e ele se lançou para fora do furacão de Percy caindo atrás de Jason.

Ele golpeou acertando a nuca do loiro que caiu desacordado. Percy encarou Nico e correu para golpeá-lo e Nico fez o mesmo, mas foi mais esperto no momento exato ele parou fazendo Percy se chocar com ele em surpresa e meu Anjo deu um golpe de judô jogando Percy de costas no chão fincando a espada no peito dele sem apertar.

– Acho que venci. – Ele disse respirando pesado em busca de ar e os seus alunos gritaram e pularam em comemoração.

– Venceu e deixou Jason desmaiado. – Percy disse se levantando com a ajuda de Nico.

– Nada que uma onda não resolva, acorde-o, eu não o machuquei. – Nico disse se divertindo.

Percy convocou água, pouca água e molhou o rosto de Jason que despertou desorientado, mas logo se situou e esculhambou Nico por desacordá-lo.

– A aula está encerrado turma, você estão dispensados. – Nico se despediu dos alunos. – E vocês dois parem de se achar demais, sempre há técnicas de luta que nós não conhecemos. Parem de subestimar o adversário. – Ele disse para Percy e Jason.

– Tudo bem, aprendemos mais uma hoje. – Percy assumiu.

– Obrigado pirralho. – Jason disse e Nico trincou os dentes.

– Eu sou mais velho que todos vocês juntos! – ele se vangloriou. – Agora saiam daqui, eu preciso ver meu namorado em paz. – Ele disse me fazendo derreter de amor.



Notas Finais


Espero muito que vcs gostem de mais esse cap. Obrigada por tudo ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...