1. Spirit Fanfics >
  2. Solangelo- Professor >
  3. Como beijar seu aluno

História Solangelo- Professor - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


esse capitulo não ficou muito bom, mas espero que gostem! Alias, quando tiver lemon, eu vou avisar nas notas para quem ficar incomodado poder pular ;)

Capítulo 2 - Como beijar seu aluno


POV Nico

 

    - Como assim você ficou o professor? – Piper sussurrou ao meu lado

    - Eu estava bêbado e aliás, como eu iria saber que ele seria o professor?

    O professor se posicionou no meio das duas fileiras do canto, onde nós estávamos, dizendo:

    - Como eu disse, gostaria de saber seus nomes! Não precisam me falar o motivo da falta de ontem, isso é particular de vocês, mas o nome preciso saber. E como na aula passada eu pedi para todos os alunos dizerem seus planos depois da escola, e seus hobbies... Seria injusto não pedir a vocês!

    Um silencio pairou sobre a sala, Will, o professor, deu olhadas rápidas em mim. Claramente ele se lembrava -mais do que eu, suponho.

Annabeth foi a primeira a quebrar o silencio:

     - Meu nome é Annabeth Chase, e quero fazer arquitetura... Meu hobbie é desenhar e ler...

     Depois dela se apresentou Piper, Percy, Leo, até parar em mim. Sabe aquele frio na barriga, em que parece que seu estômago está se revirando por dentro? Eu mal pergunto o nome das pessoas que eu fico, e agora eu vou ter que constantemente esbarrar com um caso de uma noite que tive.

    - Meu nome é Nico di Angelo. Eu não sei o que quero fazer depois daqui. Talvez letras com um mestrado em literatura, mas nada certo. Eu não tenho hobbies.

    - Todos temos um hobbie, sr. diAngelo. – ele me olhou sorrindo

    - Eu não tenho.

    Jason começou a se apresentar, mas ele ainda me olhava um pouco. Thalia, atrás de mim, sussurrou:

    - É incrível isso tudo, de tantos professores por ai, o nosso teve que ser justo um que você pegou.

     Essa situação é até um pouco cômica. Digo, é triste, para mim, porém não posso falar que essas coisas acontecem com qualquer um, pelo menos eu terei uma coisa boa nisso tudo: um motivo para matar aula.

    Não que pegar meu professor seja uma experiencia boa (na verdade, pelo pouco que me lembro, foi uma experiencia mais do que boa), mesmo que nesse caso, eu não estou pegando meu professor, eu já peguei ele. E faz nem 24 horas – as dores ainda estão presentes.

    Nem me dei conta de quando a aula acabou, o professor se arrumou sala, apagando o quadro e organizando a mesa, e quando eu iria sair para minha outra aula, meus amigos se juntaram em volta da minha cadeira. Pelo menos não eramos os únicos na sala, isso sim seria constrangedor.

    - Nico, por quê ele estava te olhando daquele jeito? – perguntou Annie sussurrando, para ele não ouvir, me fazendo revirar os olhos

    - Verdade, parecia que já se conheciam... – questionou Clarisse

    - Nós temos que ir para a próxima aula, quase todo já saiu da sala. – disse alto, para o professor não pensar que estávamos falando necessariamente dele, mas estávamos. Eu só queria sair dali.

    - Nico transou com ele ontem – disse Thalia mexendo os lábios, olhei para o professor Will e ele, graças a divindade lá em cima, não percebeu o que ela disse, mesmo me lançando alguns olhares as vezes.

    Após Thalia contar, Leo quase deu um grito e todos ficaram chocados, exceto por Jason a gargalhar alto da minha situação, fazendo o professor olhar para nós. Quase fiquei vermelho por termos chamado sua atenção, mas além isso, comecei a rir junto com o Jason. Só que de desespero. 

     - Nico como você pode rir disso? Sabe os problemas que isso pode ter pra você? – Annie deu um sermão alto, que o professor que já nos observada, deveria estar se perguntando porque ainda estávamos em sua sala. Ou por que estávamos rindo tão alto.

    Após a bronca de Annabeth, Percy começou a rir também, dizendo entre as gargalhadas:

    - Que sorte que esse tipo de coisa não acontece comigo. Mas serio, temos aula agora!

    - Bora para a quadra, é educação física. – disse Jason

    Tirando nós só tinha uma garota na sala, que já estava saindo. Pegamos nossas coisas e fomos em direção a porta, Jason e Percy decidiram apostar corrida e foram na frente, Thalia me abraçou por trás e saiu correndo pra disputar com eles. Eu era o ultimo a passar pela porta.

     - Sr. di Angelo, podemos conversar? – disse Will, me assustando

     - Anh... Claro. – tentei ser o mais natural possível perto dele

      Ele olhou para a porta e a fechou, se posicionando na frente dela e me encarando. Seus olhos eram realmente bonitos, pareciam mil ondas do mar se balançando em uma manha de sol. Ele era lindo.  Me dei bem ontem, pensei.

    – Bem, eu gostaria de pedir desculpas pelo ocorrido de ontem, e... Não foi correto de minha parte, como seu educador.

    - Desculpas pelo o quê? Não é como se você soubesse que era meu professor, além do mais, essa situação é mais cômica do que preocupante... mas enfim. Não há problemas com isso, relaxa. Não irei de denunciar nem nada do tipo...

    Eu sorri para ele, que pareceu tirar um peso das costas, como se aliviasse. Mas logo ficou tenso novamente e olhou para minha boca.

   - Que bom que pensa dessa forma, fiquei com medo de ser demitido ou algo do gênero.

   - Não precisa se preocupar com isso, de verdade.

   - Gostaria de ter uma relação entre professor e alunos saudável com minhas turmas... Me desculpe por colocar esse clima estranho para você.

   - Eu já disse que ‘ta tudo bem, só vamos fingir que nada aconteceu, professor. –suspirei fundo – Se serve de consolo, eu não me lembro de muita coisa... Tenho que parar de aceitar a bebida dos meus amigos!

Ele começou a gargalhar, dizendo que servia de consolo sim, com irônia na voz

  Estava prestes a sair da sala, quando ele me puxou pelo braço e perguntou:

   - Só para saber... Quantos anos você tem?

   Eu ri com a pergunta antes de responder

   - Dezessete.

   - Caramba eu posso ser preso – ele riu de nervoso

   - Não se ninguém souber... – eu disse sorrindo, era estranho ficar tão perto dele, causava um frio na barriga, que já estava me dando raiva – Bem, eu já vou...

 

 

POV  Will

- Bem, eu já vou...

 Seria estranho admitir que passei grande parte a minha manhã procurando ele em alguma rede social, mas não achei nada. Ver ele aqui na minha frente foi um grande choque, principalmente pelo fato dele estar no colegial.

    Apesar da minha certeza sobre tudo isso ser errado, seria mentira afirmar que não queria ele de novo... Vocês devem me imaginar como um pedófilo, ou um maluco, mas não me julguem. Tenho 24 anos, nem seria uma enorme diferença de idade parando para pensar.

    Eu não sei o que deu em mim, mas quando ele foi sair, o puxei pelo braço e fechei a porta, ele fez uma cara de estranhamento, antes que questionasse eu o prensei na porta e o beijei, apertei sua cintura até me tocar do que estava fazendo.

    - Me desculpa! - disse culpado-  E-eu não devia fazer isso... Sou seu professor e...

    Ele deu uma risadinha, Nico era lindo. Mas não é só porque eu transei com ele uma vez, que eu tenha direito de repetir isso. Eu não tinha como saber que ele seria meu aluno, ou se ele queria de novo. Mas antes de que eu pudesse me afastar, ele me beijou

    -Eu sinceramente estou pouco me fudendo se você é meu professor.

    Sorri e voltei a prensá-lo na parede, passando a mão por debaixo da sua camisa, acabei perguntando:

     - Você tem aula de que mesmo?

     - Educação física.

     - Tudo bem. Ninguém liga pra essa aula mesmo! – voltei à beija-lo

 Gostaria de pedir para vocês não me julgarem, essa situação seria mais estranha se nós não tivéssemos ficado antes... Esqueça o que eu disse, isso torna as coisas mais estranhas ainda, mas eu tive um bom motivo para beija-lo, pelo menos: já sabia que seria bom, apesar de eu não me lembrar de todos os detalhes.

 Acabei beijando ele –não passamos muito disso, só fiz um chupão em seu pescoço, que com certeza marcou-, até o sinal bater, ele teria uma aula importante para ir. Eu iria mandar a escola se fuder se ela não bancasse meu salário.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...