História Soldados da Terra - Capítulo 16


Escrita por:

Postado
Categorias Histórias Originais
Personagens Personagens Originais
Tags Ficção Cientifica, Originais, Universo Alternativo, Violencia
Visualizações 1
Palavras 639
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 12 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Fantasia, Ficção Científica, Luta, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Tortura, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Capítulo 16 - Nível máximo


Fanfic / Fanfiction Soldados da Terra - Capítulo 16 - Nível máximo

Joe e Gárgula haviam despertado todo o poder que tinham escondido para poderem lutar. Os que estavam assistindo estavam surpresos a verem Joe alcançar esse nível. 

- Espero que nesse nível, ele consiga vencer esse monstro. - disse General Li. 

Todos estavam quietos. O único que parecia estar calmo era Alejandro, que apenas observava e parecia estudar Gárgula. Era como se ele estivesse se preparando para algo que estaria perto de acontecer. 

- Agora sim, a verdadeira luta está para começar. - disse Gárgula. 

- Digo o mesmo. - disse Joe. 

Eles partem para cima um do outro. Estavam mais rápidos e fortes. A cada soco ou chute que um dava no outro, ouviasse um estrondo forte. 

- Nossa. Mas que nível de batalha é esse? - indaga Otávio. 

- Digamos que um nível que nem um humano consegue compreender. - disse Alejandro. - Minha parte humana não compreende, mas minha parte alienígena sim. 

Eles olharam para Alejandro. 

- E o que está compreendendo? - indaga Rosa. 

- Não sei como explicar de um modo que entendam. - disse o híbrido. 

Joe e Gárgula estavam lutando de igual para igual. Todos estavam surpresos com a façanha de luta que Joe apresentara. 

- Mas é incrível mesmo. - disse Otávio. - Esse poder da cicatriz que ele tem... Parece ser sem limites. 

Todos concordaram. 

Joe é chutado e Gárgula lança um raio cinzento. 

- MORRAAAA!!! - Gritava enquanto lançava. 

Joe aumenta seu poder e desfaz o ataque do monstro. Ele contra ataca lançando um raio nele, que se defende com as asas. Eles voltam a lutar de igual para igual. 

Alejandro apenas observava e dizia:

- Parece que Joe não vai aguentar por muito tempo. 

- Por que diz isso? - indaga Rosa. 

- Mesmo que ele treine o suficiente, ainda não está a um nível adequado para controlar seu poder. Eu diria que a qualquer momento o poder da cicatriz de Joe pode acabar. 

Não demorou muito. Assim que Joe lança um poderoso raio em Gárgula, que o parte em mil pedaços, seu poder some e ele desmaia. 

Todos olhavam para ele e Rosa corria para ajudá-lo. 

- Pelo menos Gárgula foi derrotado. - disse Otávio. 

- Eu acho que não. - deduzia Alejandro. 

E o híbrido estava certo. O corpo de Gárgula, que se despedaçou estava se juntando e eles olharam para o monstro com medo. 

- Não acredito. Do que esse monstro é feito? - indaga Li. 

- Realmente foi uma boa luta. - dizia Gárgula. - Mas parece que eu venci, já que meu adversário está inapto a continuar. 

- Não faz mal. Eu posso te vencer. - disse Alejandro. 

- Você?! GWAHAHAHAHA e como irá fazer isso? - indaga Gárgula. 

Alejandro o estava hipnotizando e dizia:

- Você agora irá deixar este planeta e a todos que aqui habitam. 

- Eu vou deixar esse planeta e a todos que aqui habitam. - repetia Gárgula. 

- Você já lutou com Joe. Agora vai sair. 

- Eu já lutei com Joe. Agora eu vou sair. 

Gárgula voava e aos poucos sumia do céu. 

Todos olhavam para Alejandro, que dizia:

- Não se preocupem. Ele não vai mais aparecer. Ele segue o intuito de que já lutou com Joe.

- Que bruxaria foi essa? - indaga Otávio. 

Alejandro ri e responde:

- Era hipnose. Eu apenas orientei Gárgula do que ele deve fazer. Ele apenas irá voar pelo espaço afora ou irá criar um novo planeta. Daí é ele que sabe. 

- Ou destruir outro planeta. - disse Rosa. 

- Nesse caso vamos ficar de olho nele. - disse Li. 

Alejandro sorri e fala:

- Bem, agora que o afastamos da Terra, vamos para casa. 

O híbrido caminhava tranquilamente saindo do local e os outros decidiram acompanhá-lo. Rosa levava Joe nas costas e assim estava se seguindo mais um momento de paz na Terra. 


Notas Finais


Mil desculpas pela falta de ideia é que hoje tive que fazer às pressas. Prometo que nos próximos capítulos, conteúdos mais elaborados


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...