1. Spirit Fanfics >
  2. Solistas - Em busca do solo perfeito. >
  3. ENTREVISTA - Lee Yoo-bin

História Solistas - Em busca do solo perfeito. - Capítulo 2


Escrita por:


Notas do Autor


Oiee de novo!!!

Capítulo 2 - ENTREVISTA - Lee Yoo-bin


Fanfic / Fanfiction Solistas - Em busca do solo perfeito. - Capítulo 2 - ENTREVISTA - Lee Yoo-bin

 SEUL 

As ruas  movimentadas de Seul  deixavam   Lee Yoo-bin ainda  mais  ansiosa do que já estava.  Fazia tempo que esperava por uma vaga em alguma empresa para solista. Ela tentava todos os anos, mas nunca era aceita.  

Chegou à pensar que o mundo tinha algo contra à garota seguir carreira musical. Mesmo sabendo que tinha potencial para tal, Yoo-bin não conseguia parar de se sentir insegura.

O comunicado que recebeu, dizendo que passou para a prova final era pra ser um alívio,  mas acabou se tornando um peso em suas costas.  

A mensagem de que teria que fazer uma entrevista deixou tudo pior.  Todos que a conhecem  sabem que o quanto ela odeia entrevistas, pois nunca sabe o que falar e acaba deixando bobagens escaparem.

Suas mãos suadas mostravam facilmente a dificuldade de apenas bater naquela porta e entrar sem pestanejar.

O celular marca 09:59 da manhã. Mais um minuto lhe resta para decidir se quer ou não fazer a entrevista.  Agora, se demorasse um segundo, estaria desclassificada.

10:00 em ponto.

Encheu os pulmões de ar soltou lentamente pela boca, tomando coragem para adentrar o cômodo é se sentar na cadeira, de frente para a câmera. 

-- Bom dia! 

Exclamou um homem jovem e de cabelos castanho-escuro.  Trajava um terno de cor azul-cobalto, delineando os ombros largos e o tórax bem definido.

A garota demora à responder,  corrigindo cada palavrinha da frase que estava prestes à dizer para ver se não havia nada de errado em sua fala.

-- Bom dia!

Por fim, conseguiu o cumprimentar de volta sem gaguejar.  

Ver quem estava bem alí, lhe desejando bom dia, é surreal para alguém que é tão fã da boyband BTS. 

Seu entrevistador, era na verdade, ninguém menos do que Min Yoongi.

Ele segurava várias folhas impressas, que Yoo supõe ser as perguntas decididas pela empresa para serem feitas durante a conversa.

Na cabeça dela, algumas daquelas regras não faziam sentido. Por quê diabos alguém faria um escândalo na BigHit? 

Estando cara a cara com Yoongi esclarece a dúvida da garota.  

Tudo o que queria agora era gritar de tanto entusiasmo ou até mesmo desmaiar, mas caso o fizesse, estaria desclassificada. Por isso, teria que agir civilizadamente  para não assustá-lo e também para não perder a vaga de solista.

-- Podemos começar? 

Perguntou formalmente e com pressa para terminarem logo. 

A expressão em seus olhos eram tediosas e frias, como se quisesse manter apenas o lado profissional ligado enquanto o emocional permanecia desligado.

O moreno não sabia o motivo de terem o escolhido para entrevistá-la, mas já não gostou do fato de ter sido de manhã. 

Ele cansou de avisar que fica acordado a madrugada inteira e só consegue dormir às 06:00 da manhã, quando finalmente termina de compor a música em que está trabalhando. 

Se até os membros reclamam de seu mal-humor no dia a dia, imagina agora, conseguindo colocar em prática  apenas quatro horas de sono.

Seu rosto estava horrível, olheiras enormes,  olhos cansados e bochechas meio inchadas e avermelhas.  Mas não há nada que  maquiagem não resolva. Um pouco de pó,  base, corretivo,  sombra e um gloss melhoraram  sua aparência rapidinho.  

A  única coisa que não conseguiram mudar foi a cara de mal-humor.  Porém,  como um bom trabalhador,  se contentou com as poucas horas de sono e deixou ligado o lado profissional, ficando com uma expressão um tanto fria. 

Tal feição a assustou um pouco, já que não estava acostumada com tanta frieza.  

As pessoas à sua volta sempre foram muito calorosas e carinhosas, pois era assim que ela gostava de ser tratada e fazia questão de deixar isso claro.

-- Sim, senhor ! 

Concordou, querendo evitar tomar muito o tempo do garoto. 

Senhor

A palavra arrancou um sorriso ladino de Min Yoongi. Não era costume  chamarem-no desse jeito... tão formal !

Os meninos geralmente o chamavam pelo apelido Suga ou por Hyung. Só usavam senhor quando queriam irritá-lo, uma tarefa difícil e demorada. 

Lembrou do que o manager havia dito antes de entrarem em cena e agiu de acordo com o que escutou.

-- Pode se apresentar. 

Pediu de forma educada,  tentando ao máximo não assustá-la. 

O silêncio pairava sob o local e isso deixava ambos impacientes. 

Que diabos ele quis dizer com me apresentar?

Lee não conseguia decifrar o rosto do homem à sua frente, sem saber se sua confusão estava tão visível ao ponto de Yoongi perceber,  já que o mesmo não tinha nenhuma reação a não ser a cara fechada.

Deduziu que o pedido era pra dizer as informações básicas sobre si mesma e assim fez, parando algumas vezes para formular a próxima frase.

-- Me chamo Lee Yoo-bin e tenho 21 anos.  Sou de Seul e atualmente estou cursando música.  Sou fluente em coreano e sei um pouco de inglês.   Fiz o ensino médio na Jinseon, uma escola particular e  feminina.  Eu gostaria de seguir carreira solo como rapper. 

Antes de continuar, a garota engoliu em seco, mas voltou à falar ao ver o rosto as sobrancelhas arquiadas do entrevistador. 

-- Atualmente,  moro com meus pais e não possuo emprego. 

Suga se respirou fundo e se ajeitou na cadeira. Uma adulta que mora com os pais e ainda por cima não trabalha mostra o quão irresponsável esta participante é.  

Enquanto ele teve que trabalhar em vários empregos de meio período para se sustentar, ela pode apenas ficar em casa fazendo seja lá o que.        Esse tipo de coisa o deixava extremamente irritado. Há milhões de pessoas que merecem muito mais essa entrevista do que a que  está aqui agora. 

Afastou tais pensamentos de sua mente e correu o dedo indicador pelo papel,  prosseguindo com a próxima pergunta. 

-- Por quê quer entrar para a BigHit?

Perguntou,  de saco cheio com tudo isso.

Por quê quero entrar para a BigHit?

Repetiu em um tom baixo, murmurando para si mesma.

A resposta é que ela não fazia ideia.  A BigHit foi a única empresa a qual não tinha feito o teste e no momento, é a única que ainda não a rejeitou. 

Com medo de ser sincera demais, novamente encheu os pulmões de ar e respondeu, olhando no fundo dos olhos daquele garoto pálido,  que a olhava com tédio.

-- Porque é a minha última esperança !

A frase ficou se repetindo na cabeça do moreno, dando destaque para a palavra esperança. 

Sem entender aonde a coreana quis chegar com àquilo,  ele indagou de novo.

-- Perdão,  não entendi.  

Arrumou a postura, mostrando que um certo interesse havia despertado dentro de si e ajeitou os óculos de grau, que estavam caindo de seu rosto para logo esclarecer o assunto.

-- Poderia me explicar?

Explicações.  

Ele queria uma explicação,  mas para que ela a fizesse, teria de contar sobre suas outras experiências nas tantas entrevistas que fez e elas são embaraçosas. 

Lee Yoo-bin prefere guardá-las para seu próprio coração, trancado à sete chaves, às quais fez questão de perder.

Não importava quem lhe havia perguntado,   a garota não contava de jeito nenhum,  mas agora era diferente.  

Se  quisesse ao menos ter uma chance de ser aceita,  teria que deixar de lado a vergonha e finalmente responder de forma clara.

-- Eu fiz várias entrevistas para várias empresas. Porém,  nunca fui aceita.  

Abaixou a cabeça,  seguidamente do olhar, que pairava sobre as mãos em seu colo. 

Esse assunto a deixava mais sensível do que já era. 

-- Quando vi o anúncio de solista, decidi tentar a única empresa que ainda  não me rejeitou. 

Terminou enfim de explicar, dando ênfase no ainda. 

Min Yoongi não sabia como reagir. Seria àquilo chantagem emocional? Ela estaria usando sua timidez  para deixá-lo emocionalmente instável?  Ou poderia ele estar errado sobre a garota? 

Acidentalmente, seus olhos pararam no relógio, que marcava exatamente 10:10

"Porra, parece que o tempo não passa!"

Yoongi queria apenas terminar com isso logo, para finalmente,  voltar pra casa e repor o sono perdido.

Seu indicador escorregou pela folha impressa e seguiu com o questionário feito.

-- Por quê escolheu se apresentar com Seesaw - Suga ?

Milhões de pensamentos dominaram a mente do moreno, que ficou surpreso por estar entrevistando uma participante que, de acordo com as informações escritas, cantou e tocou uma composição dele. 

No momento, estava sendo impossível de tirar seu olhar das bochechas vermelhas de Yoo-bin, que não sabia como encontrar um jeito em que ela não parecesse uma boba ao explicar, mas mesmo assim, resolveu tentar a sorte.

--- Porque gosto da forma que o cantor consegue transmitir seus sentimentos, além de ser uma melodia calma e de certa forma, fofa.  

Sem nem perceber,  um sorriso escapou por seus lábios ao lembrar de pequenos trechos da música.  Os ombros encolheram-se involuntariamente e os olhos se fecharam em uma meia lua.  

A expressão de surpresa no rosto de Yoongi a encorajou à continuar. A boca entreaberta e os olhinhos concentrados nos dela a deixou um pouco tímida no começo,  mas logo achou tudo àquilo muito fofo.

-- Ele conseguiu definir um relacionamento em uma simples comparação a uma gangorra.  É realmente incrível... Porque nós dois não queremos ser o cara mau, então há uma transmissão ambígua de responsabilidade.

Recitou um trechinho, deixando-o mais inacreditado do que já estava.

Ele sempre ficava sensível ao ver as interpretações de seus fãs  sobre suas músicas, mas agora, a mulher que estava em sua frente não poderia ser vista como uma.  Não seria nada profissional deixar transparecer seus pensamentos sobre ela. 

Abriu diversas vezes a boca para dizer algo, falhando miseravelmente.

O rapper riu de si mesmo, acompanhado pela menina, que não aguentou segurar o riso.

-- Bom, não posso tratá-la como minha fã durante a entrevista, mas fiquei contente por saber que gosta de uma das minhas músicas. 

Havia um brilho constante nos olhos de ambos. Finalmente estavam se entendendo. 

-- Sou fã de todas e não apenas uma.

Corrigiu,  mantendo àquele mesmo sorriso divertido de antes. Arrancando mais umas boas e gostosas risadas do idol.

Ao voltar para realidade, Suga coçou a garganta e pôs fim às perguntas:

-- Por quê quer seguir carreira musical? 

Aguardou a longa pausa de silêncio, observando o olhar indeciso da menor, possivelmente sem saber o que responder. 

Depois de pensar,  viu-a sustentar o contato visual e logo uma resposta saiu de sua boca.

-- Música foi a única profissão que fez meu coração acelerar.  

Min Yoongi nem teve tempo de pensar sobre  as palavras da mesma, pois foi atrapalhado pelo grito estridente do câmera, avisando de quê as filmagens chegaram ao fim.

-- CORTA!! 

 Exausto,  decidiu apenas se despedir formalmente de Lee Yoo-bin, que foi acompanhada por uma staff até a saída. 

O garoto se jogou imediatamente na cadeira,  dormindo por alguns segundos, mas ainda pensando no que  havia escutado a poucos minutos atrás. 

" música foi a única profissão que fez meu coração acelerar. " 









Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...