1. Spirit Fanfics >
  2. Solium-03 >
  3. Como eu poderia esquecer?

História Solium-03 - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Acordei inspirado e como num vislumbre eu sabia que tinha que escrever algo sobre o meu shipp preferido. Sheith é vida e para os que discordam, ok faz parte. Espero que curtam a leitura, é pra ser curtinha mesmo e reflexiva. ^-^

Capítulo 1 - Como eu poderia esquecer?


POV Shiro

Mais uma madrugada, sem dormir. Ao meu lado, Josh dormia como o anjo que ele é, tão confortável com as pernas jogadas sobre as minhas e as mãos acima do meu travesseiro demonstrando como todas as noites antes de dormir ele afagava meus cabelos. Da forma mais silenciosa possível retirei suas pernas das minhas e sentei na beirada da cama.

Remédios não funcionavam. Terapia tampouco. O que me fazia perder o sono quase todas as noites? A pergunta não é o que, mas quem? E eu sabia muito bem a resposta. Aquele dilema me consumia. Levantei e abri as portas que davam pra varanda, bem devagar. O vento que incidia pela madrugada era revigorante.

Lá em cima o céu estrelado só deixava claro a insignificância que sempre fomos para o universo. Algumas lembranças de quando liderava os paladinos do Voltron vieram à tona naquele momento. E a pessoa que estava fazendo isso comigo também estavam nessas lembranças. Voltei minha atenção às estrelas e ao jeito como a lua pairava sozinha roubando toda a cena.

— Quando você vai voltar, Keith? – sussurrei.

Aquela não era a primeira nem a última vez que me perguntaria sobre o paradeiro dele. Algumas vezes gravei mensagens. Enviei sinais de linha direta. Tentei até mesmo nossa antiga conexão com os leões. Mas no fim de todas essas tentativas falhas eu me conformava com a ideia de que ele estava fazendo a coisa certa ajudando a galáxia com a Lâmina de Marmora.

A tecnologia Altheana sempre foi um mistério pra mim e de tempos em tempos descobria novas funcionalidades para o meu braço direito como se fosse um quebra-cabeças. Por aqueles dias descobri que todas as vezes que sentia saudades do Keith, a aura de luz que conecta o braço brilhava com mais intensidade. Está conectada a tudo que sinto.

Verifiquei se o Josh ainda estava dormindo, e sim, ele abraçava meu travesseiro preenchendo meu vazio na cama. Fechei devagar as portas de vidro pois não queria que o frio invadisse o quarto ou que ele ouvisse alguns de meus devaneios. Aquele era o momento que eu assistia minha última mensagem holograma e refletia se era hora de finalmente enviar.

Encostei nos vidros que limitavam a varanda e acionei o holograma mais uma vez, mas daquela vez eu sentia que ia ser diferente. Eu estava decidido a finalmente enviar. E só por precaução ia assistí-lo uma última vez:

Oi Keith. Talvez esteja sem tempo ou esteja fazendo algo muito importante agora, mas eu só queria dizer como sinto sua falta. Como todos os dias lembro de quando estávamos juntos e éramos um só. Lembra do nosso primeiro encontro nas águas termais de Solium-03? Aquele planeta é incrível, mas sua presença era o mais importante. Entendo como parecia impossível pra você nos assumir por motivos que eu mais do que ninguém entendia-os plenamente. Você se afastou. E aí eu conheci o Josh. O casamento está de pé, o Josh é ótimo, cozinha divinamente bem, não melhor do que o Hunk, mas não é justo compará-lo com o melhor chefe da galáxia; ele é inteligente, me dá atenção...

— Ele me ama.

— Eu o amo?

— Sim.

Mas o fato é que às vezes, na calada da noite eu levanto, vou na varanda aqui de casa e fico por horas observando as estrelas esperando o momento que você, Keith, retorna pra casa. Sinto falta do seu toque, do seu cheiro e principalmente do seu sorriso. Se ouvir essa mensagem, faça o que seu coração desejar. Talvez nos vejamos em breve.

Respirei fundo depois que revivi mais uma vez o turbilhão de emoções que estava sentindo àquele dia. Olhei uma última vez para a tristeza estampada em meu rosto no fim da gravação e apertei no maldito botão de enviar. Agora estava feito, não tinha como cancelar ou fugir. Por instantes pensei no Josh e em como aquilo tudo podia magoá-lo. Pensei na pessoa péssima que eu era por preencher brechas da minha vida.

Sem mais efeito olhei para o céu que por sua vez, destacava o Cinturão de Órion enquanto numa ventania rápida meus cabelos esvoaçavam sem direção. Sem direção. Era assim como me sentia agora. O vento podia me levar ali e agora. Talvez a imensidão do vácuo no espaço fosse o bastante. E como já havia dito, aquele braço não parava de me impressionar.

Em instantes minha palma da mão começou a brilhar e constelações me rodearam como se estivesse no planetário do castelo. Era lindo, elas me envolviam e estranhamente o cinturão de Órion brilhava com mais intensidade, assim como no céu. Talvez o Keith estivesse naquela direção. Todas as constelações retornaram para a palma da mão e consigo notei que havia uma mensagem.

— É do Keith. – sussurrei mais uma vez.

Meu coração batia forte, meus olhos brilhavam, a luz do braço brilhava forte. A mensagem dizia:

— Como posso esquecer de Solium-03?

Eu sorri. Aquela simples pergunta era o suficiente. Ele não esqueceu, afinal. De fato, como podia esquecer?

Solium-03. – disse com o brilho nos olhos de todas aquelas constelações que saíram do braço e do céu.


Notas Finais


É isto, não posso garantir que vocês tenham curtido, só agradeço a leitura!♥️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...