História SomeBody To Love - Capítulo 10


Escrita por:

Postado
Categorias Glee
Tags Achele, Cherioos, Diannaagron, Faberry, Glee, Leamichele
Visualizações 29
Palavras 1.182
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, LGBT, Policial, Romance e Novela, Survival, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Álcool, Bissexualidade, Drogas, Heterossexualidade, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Mas Um Capitulo Leitores !!!!

Capítulo 10 - Nine


Ela rir dando um beijo em minha testa saindo do carro indo para entrada da sua casa. Volto para casa, amanhã será sexta e faz uns dias que não falo com Patrick, não sei se vai querer falar comigo.

 

Vamos para um pool party amanhã? Podemos fazer diferente essa semana – Patrick

 

Com certeza, passe na minha casa para irmos – mandou um emoji de festa enviando a mensagem.

 

Acordo já na sexta animada, iria cedo para a festa afinal iria lotar, me levanto indo para banho, quando saio visto meu biquíni preto liso básico e um short jeans, vou para cozinhar tomar café, ouço a campainha tocar, vou até a porta rodando a chave para abri-la, era Patrick que me cumprimenta com um selinho.

 

Tome café antes de irmos – sorrio me sentando na cadeira de frente para balcão.

 

Estou com muita fome, só vou levar uma sunga, toalha e vou com essa bermuda – ele fala servindo do café.

 

Está ótimo, vamos voltar tarde – termino de comer vou escovar os dentes, depois de uns minutos, partimos para casa aonde seria a festa que é de uns amigos dele.

Formos em seu carro, não demorou muito chegamos na festa, que ainda havia poucas pessoas, cumprimentamos todos, Patrick foi no banheiro se trocar, então fui conversa com algumas amigas, que me serviram bebida, peguei o copo de sua mão tomando.

Algumas horas depois, já estava no entardecer a festa está superlotada, muitas pessoas sentadas nas cadeiras de praia, eu e Patrick estávamos na piscina, mas no canto aos beijos, o álcool já consumia minha mente de uma forma que não tinha, mas controle dos meus atos, o som alto me fazia ter que falar gritando mesmo perto dele.

 

Vou no banheiro- falo rindo me afastando dele, saindo com cuidado da piscina.

 

Chego no banheiro com um pouco de dificuldade, tentando abrir a porta que não conseguia, dou alguns toques, percebi que alguém usava, então encosto uma mão na porta e a outra termino de beber o resto da bebida que havia no copo. Quando a porta é aberta me desequilibro caindo em cima da pessoa que saia.

 

Me desculpa – falo sem graça me escorando na porta.

DIANNA…. – Arregalo os olhos vendo que era Lea, puta que pariu, penso empurrando para fora do banheiro, fechando a porta, sento na privada pouco alguns minutos, saio logo após usar, voltando para área da piscina procurando Patrick, mas era muitas pessoas não o achei então 

Vou para a mesa de bebida me servindo de outra dose, o que estou fazendo, rio com meu pensamento vou para uma parede de pedra me encostando enquanto bebo, começa a tocar uma música animada, não sei identificá-la, apenas balanço meu corpo, algumas pessoas que estavam no mesmo canto conversavam comigo, me lembro de ter escorregado no piso da piscina batendo meu joelho caindo dentro da mesma, sou tirada da agua me deito no chão olhando o céu estrelado rindo à toa. Aonde está Patrick será que ele foi abduzido por ets, cadê meu short? Olho para meu corpo não vendo a peça de roupa.

 

Estou com sede- falo me virando, levantando indo em direção a mesa, procurando água, acho um copo com liquido transparente então pego o bebendo, mas percebo que não foi uma boa ideia, não era agua, aparecia álcool puro, faço uma careta, sinto alguém puxar o copo de minha mão.

 

Que porra você está bebendo? – Uma morena de biquíni listrado me puxa pela cintura.

 

Me larga, a sei lá, vai procurar sua bebida – rio jogando o copo vazio na mesa, indo para dentro da casa, que está, mas lotado que a área da piscina.

 

Com quem você veio? Está muito bêbada, isso chega a ser engraçado – a morena me Perse guia.

 

Vim com o Patrick ele foi abduzido, te conheço a final?  Me viro para ela, que ao me ouvir deu uma gargalhada tão alta.

Faz tempo que não te vejo bêbada, essa vai entrar para história – sou puxada pelo braço pela garota até o sofá me obrigando sentar e falou para esperar que buscaria agua.

Encosto minha cabeça no sofá, fechando os olhos, sinto alguém a beijar meus lábios, arregalo os olhos empurrando. Era Patrick me acalmei, mas.

Aonde você estava, eles te soltaram? – Com minhas mãos em seu rosto conferindo se ninguém havia o machucado.

Meus Deus, como esta bêbada, te deixo sozinha só algumas horas – Patrick ria de minha cara, que leva um tapa no braço de minha pessoa, então a morena chega com o copo de agua.

 

Você também está na festa baixinha – Patrick parecia conhecer a morena.

 

Estou, como você deixa ela sozinha nessa situação – bebo a agua olhando os dois.

 

Calma lea, fui comprar bebida com o pessoal, ela é grandinha – Patrick abraçava minha cintura, ao ouvir o nome da morena cuspo toda agua que estava em minha boca, os dois no mesmo lugar, o que fazer agora.

 

Eu vou leva-la para casa, precisa descansar já aproveitou a festa – diz lea de frente para nos dois.

Não, eu a trouxe então eu levo – Patrick se levantava do sofá me ajudando.

 

Da para calarem a boca, só me levem para casa – grito rindo andando cambaleando para saída.

 

Lea e Patrick me seguiram, logo os dois estavam de meu lado com nossos braços cruzados. A morena me ajuda a entrar no carro e ficamos nos bancos dos passageiros, já loiro dirigia.

 

Ela está muito gelada, tem algum casaco? – lea se aproximava de mim me abraçando.

 

Pega dentro dessa mochila do seu lado – fico em silencio, sorrio admirando os dois juntos para me ajudar, Lea pegou o casaco, me fazendo o colocá-lo.

 

Durmo durante o caminho, quando acordo já estou deitada em meu sofá, tento me levantar não consigo meu joelho doía.

 

Fique deitada, precisamos cuida do seu joelho – a morena vinha em minha direção com um saco de gelo colocando sobre o inchaço.

 

Estou com fome, eu vou matar o Patrick quando acha-lo – lea rio.

 

Calma ele me ajudou a te trazer, está na cozinha preparando algo para você comer, vamos para o banho, antes que fique doente – me levanto e vou caminhando devagar até o banheiro, a morena me acompanhava se encostou na pia me olhando.

 

Tiro o casaco entregando a ela, então começo a desamarrar a parte de cima do biquíni com um pouco de dificuldade mas consigo, olho para ela que mantinha o olhar sobre meu corpo, não vou negar que sinto meu corpo queimar com seus olhares, dou um sorriso.

 

Me ajude a tirar a parte de baixo – mordo os lábios, a provocando, vejo ela engolir em seco, se aproximando pegando no laço do biquíni o puxando com cuidado – já disse o quanto é linda de perto – ela sorrir, revirando os olhos, seguro em sua cintura a mantendo em minha frente, deposito um beijo em seus lábios logo pedindo passagem que é concedida, mas a mesma encerra o beijo.

 

Dianna para, você precisa tomar seu banho – a morena tira minha parte de baixo do biquíni.

 

Toma comigo – faço bico, mas ela não caiu, logo me colocando dentro da ducha com a agua morna.

 

 

 


Notas Finais


se estão gostando deixem no comentários


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...