História Someday we'll be together - 2yeon - Capítulo 6


Escrita por:

Postado
Categorias TWICE
Personagens Jungyeon, Nayeon, Personagens Originais, Tzuyu
Tags 2yeon, Im Nayeon, Kpop, Twice, Yoo Jeongyeon
Visualizações 105
Palavras 1.039
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Fantasia, Ficção, Ficção Adolescente, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yuri (Lésbica)
Avisos: Homossexualidade
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


ai mores desculpa a demora mas só hoje fiquei sozinha em casakkkkkkkkkkkk[

Capítulo 6 - Capítulo 6


cap 6

.

Eu sempre me perguntei como os galos conseguem acordar sempre no mesmo horário e cantar todos os dias. Certamente eu não conseguiria. Eu admiro muitos os animais, eles são tão graciosos, lindos e tão puros! Animais é tudo que de bom no mundo! Uma pena mesmo eles não poderem se comunicar com a gente, mas converso com eles mesmo assim, não gosto nem um pouco que eles se sintam sozinhos.

Eu arrumei o meu cabelo para ir á escola e pus o arco florido que tinha feito no dia anterior, e por algum motivo, me achei bonita com ele.

Mesmo sabendo que ela não iria aceitar, e que não teria tamanha coragem, levei outro arco para escola. Eu pretendia dar a Nayeon. Eu tenho certeza que não terei forças para falar com ela, e a pior, ela não irá aceitar, o que me fará entrar nas profundezas do desespero.

Estar nas profundezas do desespero é o pior sentimento do mundo! As vezes quando entro em tal situação, só quero fugir do mundo e me esconder das pessoas para que ninguém possa perceber o quão estou desesperada.

Bom, finalmente terminei de me ajeitar e fui para a escola.

Despedi-me da Eugene com um beijo em sua bochecha e ela me deu uma maçã, cujo fui comendo no caminho.

Uma simples semente pode dar essa linda fruta com uma cor tão viva! O mundo é tão incrível! Cada coisa dele é especial, eu amo muito o mundo.

Assim que chego à escola encontro a Nayeon sentada numa pedra perto do córrego. Aproveitei que iria colocar meu leite, e fui trocar palavras com ela.

- Olá Nayeon, o dia não está belo? – falei animada.

- Está sim Nayeon. – ela olhava pra mim e suspirava feliz. – Como você vai?

- Vou muito bem! Obrigada por perguntar. Bem, trouxe uma coisa para você. – fiquei impressionada com minha atitude. – Tome, eu fiz esse arco especialmente para você, igualzinho ao meu.

- Meu Deus, muito obrigada Jeongyeon. – sorriu. – Mas não fico bem com isso. – entristeceu. – Por mais que eu queira usar, não sou bela o bastante para usar.

- Não Nayeon! – peguei em seu rosto. – Você é...

Fui interrompida por sentir olhares fortes voltados para mim. Era os irmãos Minatozaki.

- É... Desculpa. – corri dali imediatamente.

O sinal bate e todos entram na sala, como de costume, sou a ultima por ser meio desatenciosa.

- Olha só, a órfã ta cheio de flores na cabeça.

Um coro de risos começou.

- Não poderia ser mais ridícula. Tinha que ser você não é ratinha? – Sana disse cruzando os braços e rindo.

Tzuyu chega do meu lado e me abraça, tentando me ajudar.

As risadas continuavam, todos apontavam para mim.

NAYEON ON

Eu não poderia acreditar no que estava acontecendo. Por que as pessoas são assim? A Jeongyeon estava tão bela.

Eu não pensei duas vezes em colocar o arco que ela me deu mais cedo na minha cabeça. Eu superei a timidez. Eu sei que praticamente metade dos garotos gostam de mim, então se eu colocasse, eles não iriam mais rir dela.

- Qual o motivo da risada? – gritei de longe, da minha carteira.

Todos se viraram para mim e ficaram boquiabertos. Provavelmente ficaram impressionados por finalmente eu ter falado algo e por estar usado o mesmo arco que ela.

- Andem! O que tem de tão engraçado em usar um simples arco tão lindo com este. Algo que mostrar como a Jeongyeon é extremamente estilosa e criativa, e também talentosa!

O silêncio continuou.

- Você está tão bonita Nayeon, como sempre na verdade. – disse Shen vindo em minha direção com intenção de pegar em minhas mãos.

 Assim que ele chegou, fui em direção a Jeongyeon, que estava perplexa.

Percebi que ele ficou irritado e confesso que gostei.

Peguei em sua mão e virei para todos.

- Muito obrigado por me achar bonita, Shen. Mas se eu estou bonita, agradeçam a Jeongyeon, que me deu este lindo arco. Além do mais, estamos com arcos semelhantes, então ela está bonita assim como eu.

- Sentem-se alunos. A aula irá começar.

O professor Seok chega acabando com toda a confusão.

...

Assim que a aula acabou, fui falar com a Jeongyeon, hoje eu tinha perdido toda a timidez que fazia parte de mim.

- Jeongyeon, posso ir para casa com você? Nós seguimos o mesmo caminho então...

- Pode sim. – sorriu.

Pegamos nossas coisas e saímos da escola.

No começo um silêncio se instalou no local, mas logo a Jeongyeon quebrou.

- Muito obrigada por hoje Nay, de verdade.

Ela me chamou de Nay?

- Não foi nada. – segurei em suas mãos. – O pessoal da escola é realmente sem noção. Eu não sei por que implicam tanto com você. Talvez por que você seja incrível. – disse um pouco nervosa.

Seus olhos brilhavam e era percebível,

- Sério? Você me acha incrível?

- A mais de todas.

Nós ficamos nos encarando por um bom tempo, até que ela retira suas mãos das minhas e ajeita seu vestido.

- È melhor nós irmos. Não posso me atrasar. – ela disse um tanto nervosa.

- Claro, vamos sim. – franzi a testa enquanto dei um leve sorriso.

Andamos em silêncio até nosso ultimo caminho em comum.

- Mais uma vez, obrigada por hoje.

- Não é nada. Eu sempre vou te proteger.

O que eu falei? Hoje eu estava perdendo a noção da vida.

Despedimos-nos e segui meu caminho. Hoje foi mais incrível do que imaginei. Quem diria! Yoo Jeongyeon falando comigo e ainda me chamando de Nay! Ah! Aquele Nay não sai da minha cabeça. Não entendo por que me animei tanto com esse Nay.

Bom, tenho que seguir meu caminho. Espero que amanhã seja tão bom quanto hoje e que eu fale novamente com ela. Na verdade não quero só falar, quero conversar com ela. Ela é muito boa com as palavras, mesmo não sendo assim comigo.

Sempre que posso escuto a conversa dela com as outras meninas. Sei que é errado, mas sua voz é tão doce e boa de ouvir, e como ela não fala comigo direito, esse é um único jeito de poder ouvir essa voz tão maravilhosa que a dela.

Essa garota estava mexendo comigo.


Notas Finais


bj


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...