História Somente a noite era testemunha - Capítulo 14


Postado
Categorias Super Junior, TVXQ (DBSK) (Tohoshinki)
Personagens Choi Siwon, Han Geng, Henry Lau, Hero Jaejoong, Kangin, Kim Heechul, Kim Kibum, Lee Donghae, Max Changmin, Micky Yoochun, Park Jungsu, U-know Yunho, Xiah Junsu
Tags Amante, Casamento De Aparências, Dbsk, Homin, Jaechun, Jaesu, Prostituto, Tvxq, Yunjae
Visualizações 17
Palavras 1.067
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Bishounen, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Shounen, Slash, Universo Alternativo, Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Adultério, Álcool, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Gente, voltei com um capítulo incrível e cheio de reviravoltas, muita coisa vai acontecer, vão se preparando.
As coisas não vão ser fáceis e novos rumos serão tomados.
Bom, vou parar de falar e deixar que vocês vão logo pra leitura da fic.

Capítulo 14 - Um novo plano


Fanfic / Fanfiction Somente a noite era testemunha - Capítulo 14 - Um novo plano

Na  ONG  Magic  Castle...

 

Hangeng (sorridente): sensibilidade, sei. Confesso  que  a  história  desse  homem  me  interessou, queria  saber  mais  sobre  ele.

 

Siwon (desconfiado): por  quê?

 

Hangeng: não  sei, algo  nele  me  chamou  a  atenção.

 

Siwon: não  sei  por  que, ele  é  só  um  homem  comum, um  empresário  como  tantos  outros.

 

Hangeng (com  um  sorriso  obsessivo): talvez  tenha  razão, mas  quem  sabe  um  dia  eu  descubro  mais  coisas  sobre  ele  e  ainda  poderei  encontrá-lo, será  melhor  ainda.

 

Siwon  olhava  para  o  chinês  desconfiado, mas  nada  dizia.

 

 

 

 

No  caminho  para  a  ONG, Yunho  e  Jaejoong  caminhavam  de  mãos  dadas.

 

Yunho (olhando  para  Jaejoong): obrigado, Jae.

 

Jaejoong (sem  entender): pelo  quê?

 

Yunho: por  hoje, foi  a  melhor  noite  da  minha  vida.

 

Jaejoong (meio  desapontado): a  melhor? Pensei  que  a  melhor  foi  quando   nós  transamos  pela  primeira  vez.

 

Yunho (colocando  a  mão  no  rosto  dele): aquela  foi  a  melhor  sim, mas  essa  de  hoje  foi  a  melhor  dessa  nova  vida  que  estamos  começando.

 

Jaejoong  se  sentiu  emocionado  e  abraçou  Yunho, que  tratou  de  retribuir  o  abraço, os  dois  permaneceram  com  seus  corpos  colados  por  alguns  minutos, um  podia  ouvir  as  palpitações  do  coração  do  outro, além  das  respirações  deles  estarem  bem  audíveis.

 

Yunho (apaixonado): ah... Jae, como  eu  estava  com  saudades  de  sentir  seu  corpo  junto  ao  meu.

 

Jaejoong (apaixonado): eu  também, Yunnie.

 

Yunho: você  é  único...como  eu  te  amo.

 

Jaejoong: também  te  amo, Yunnie.

 

Os  dois  começaram  a  trocar  carícias. Yunho  acariciava  o  rosto  de  Jaejoong, que  afagava  a  nuca  do  moreno, os  dois  permaneceram  juntinhos, aproximaram  os  lábios  bem  devagar  e  trocaram  selinhos.

 

Jaejoong (entrecortando  os  selinhos): vamos  lá  pro  meu  apartamento?

 

Yunho (entrecortando  os  selinhos): hoje  não, outro  dia  marcamos, preciso  mesmo  voltar.

 

Os  dois  se  soltaram  do  abraço.

 

Jaejoong (parando  de  beijar  Yunho): não  é   por  causa  de  dinheiro, não  é? Já  disse  que  não  precisa  disso.

 

Yunho (calmo): não, Jae, eu  entendi, é  que  se  eu  passar  a  noite  com  você  hoje, meu  amigo  que  cuida  lá  da  ONG  vai  ficar  preocupado, ele  está  me  ajudando  depois  que  eu  saí  de  casa.

 

Jaejoong (entristecido): ah  claro, seu  amigo, te  ajudando, entendi, Yunnie.

 

Yunho (calmo): o  Siwon  é  só  meu  amigo  mesmo, não  precisa  ficar  assim.

 

Jaejoong (se  contendo): eu  estou  bem, Yunnie, profissionais  como  eu  sabem  lidar  com  essas  coisas.

 

Yunho  respirou  fundo, agarrou  Jaejoong  pela  cintura, tomou  os  lábios  dele  e  os  beijou  cheio  de  desejo, o  prostituto  se  sentiu  tão  envolvido  que  acabou  retribuindo, o  beijo  foi  se  tornando  intenso  como  se  eles  estivessem  buscando  água  no  deserto, mas  alguns  segundos  depois  o  ar  lhes  faltou, eles  pararam  o  beijo  e  respiraram  descompassados.

 

Jaejoong (abismado): nossa!

 

Yunho (animado): Jae, pensei  melhor, vamos  passar  essa  noite  juntos  sim.

 

Jaejoong (querendo  sorrir): vamos  mesmo?

 

Yunho (animado): sim, vamos  lá  para  a  ONG, a  gente  pode  dormir  juntos  no  meu  quarto, o  Siwon  não  vai  se  importar.

 

Jaejoong (sorridente): eu  vou  para  onde  você  quiser, Yunho.

 

Os  dois  deram  outro  beijo  e  voltaram  a  caminhar  de  mãos  dadas, até  que  chegaram  à  ONG, eles  abriram  a  fechadura  e  assim  que  entraram, usaram  o  sistema  fechar  a  entrada.

Eles  iam  passando  para  a  parte  dos  quartos  quando  ouviram  vozes  e  acabaram  ficando parados  no  corredor.

 

Siwon (sério): acho  que  o  senhor  já  pesquisou  muito  por  hoje, volte  outro  dia.

 

Hangeng: voltarei  sim, quero  saber  mais  sobre  esse  Yunho.

 

 

Nessa  hora, Yunho  sentiu  o  sangue  gelar  e  por  pouco  não  derrubou  um  quadro  que  estava  na  parede.   Jaejoong  cuidadosamente  o  ajudou.

 

Yunho (sorridente): obrigado, Jae.

 

Jaejoong (todo  amável): não  foi  nada, Yunnie.

 

Yunho (desconfiado): agora  fiquei  intrigado. Quem  será  esse  sujeito  que  está  falando  com  o  Siwon?

 

Jaejoong (calmo): não  sei, mas  posso  descobrir.

 

Yunho (sem  entender): como?

 

Jaejoong (sorrindo): Yunnie, esqueceu  que  eu  sou  um  bom  profissional?

 

Yunho (sério): ah  não, Jae, você  não  vai  se  vender  para  esse  sujeito  só  para  saber  o  que  ele  quer, é  muito  perigoso.

 

Jaejoong  (sério): perigoso  é  ele  andar  atrás  de  você  sem  a  gente  saber  por  quê.

 

Yunho (sério): o  Changmin  pode  estar  pagando  ele.

 

Jaejoong (sério): pode  ser, Yunnie, mas  se  for  isso, precisaremos  eliminar  essa  última  ameaça  das  nossas  vidas.

 

Yunho (entristecido): sempre  teremos  ameaças, Jae, você  tem  o  seu  trabalho, os  seus  clientes.

 

Jaejoong (olhando  para  Yunho  sorridente): meu  amor  por  você  é  muito  maior  do  que  tudo  isso, Yunnie  e  garanto  que  essa  será  a  última  vez, assim  que  resolvermos  tudo  e  você  for  um  homem  livre, abandonarei  essa  vida  e  arranjarei  outro  emprego.

 

Yunho (emocionado): você  vai  fazer  isso  por  mim, Jae?

 

Jaejoong (sorridente): e  muito  mais, Yunnie, seremos  muito  felizes  juntos.

 

Yunho  se  sentiu  mais  emocionado  do  que  nunca, agarrou  Jaejoong, o  prensou  na  parede  e  o  beijou.

 

 

O  barulho  da  parede  foi  ouvido  na  sala.

 

Hangeng (desconfiado): que  barulho  foi  esse?

 

Siwon (meio  agitado): devem  ser  os  animais  na  rua.

 

Hangeng: muito  estranho.

 

Siwon (disfarçando): nem  tanto, é  normal  animais  fazerem  barulho  a  essa  hora  da  noite.

 

Hangeng  o  olhou  desconfiado  e  resolveu  procurar  de  onde  vinha  o  barulho, Siwon  seguiu  atrás  dele.

 

 

No  corredor, Yunho  e  Jaejoong  continuavam  se  beijando, mas  assim  que  ouviram  passos, eles  pararam.

 

Yunho (apreensivo): ouço  passos.

 

Jaejoong (sério): melhor  se  esconder, Yunnie.

 

Yunho (preocupado): e  você, Jae?

 

Jaejoong (confiante): confie  em  mim.

 

Yunho  assentiu  com  a  cabeça, correu  para  um  dos  quartos  e  fechou  a  porta  por  dentro, enquanto  Jaejoong  pegou  a  mochila  dele  e  colocou  nas  costas, não  demorou  para  Hangeng  e  Siwon  encontrá-lo  no  corredor.

 

Jaejoong (fingido): desculpem, acabei  chamando  a  atenção, sou  tão  desajeitado.

 

Siwon  fez  cara  de  quem  não  entendeu  nada.

 

Hangeng (sério): quem  é  você?

 

Jaejoong (sorridente): Kim  Jaejoong, eu  trabalho  como  maid  lá  na  cafeteria  Mirotic  à  noite  e  ajudo  aqui  na  ONG  durante  o  dia, sei  que  é  tarde, por  isso  tentei  entrar  sem  fazer  barulho  mas  não  consegui.

 

Siwon  ficou  com  cara  de  espanto.

 

Hangeng  ficou  reparando  em  cada  detalhe  de  Jaejoong: cabelo, olhos, pele, boca  e  o  corpo  mesmo  coberto  por  roupas.

 

Jaejoong (olhando  para  Siwon): me  desculpe, Siwon, estraguei  sua  noite, se  tiver  um  jeito  de  reparar  isso.

 

Siwon (aturdido): está  tudo  bem.

 

Hangeng  percebeu  que  Jaejoong  podia  lhe  contar  algo  sobre  Yunho, então  se  aproximou  bem  dele  e  o  segurou  com  força  pelo  braço  direito.

 

Jaejoong (fingido): nossa, que  agressividade!

 

Hangeng (soltando  ele): desculpe, é  que  eu  queria  conversar  com  você.

 

Jaejoong (sorridente): tudo  bem, conversaremos  sim, sobre  qual  assunto?

 

Hangeng: sobre  um  homem  chamado  Yunho.

 


Notas Finais


Aiai, esse Hangeng é obsessivo mesmo hein, nossa.
Que conversa intensa do Yunho e do Jaejoong, mas mesmo com dificuldades o amor supera tudo.
Falando em dificuldades, que plano esse do Jae hein. será que vai dar certo?
E agora, o que o Jae vai falar do Yunho pro Hangeng?
Podem elaborar as teorias.

Nos vemos no próximo capítulo.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...