1. Spirit Fanfics >
  2. Somente Amigos. >
  3. Jogo.

História Somente Amigos. - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Então galera, essa fic é uma one que eu tinha prometido pra um leitor há muito tempo, mas só consegui postar ela agora hehehehe...

Bem, a fic é sobre o casal mais fofo de Nanatsu, BANLAINE! Não tem o hentai, mas quase que tem kkkkk

Ah, quem aí gosta de Kiane? Se vc gosta de Kiane, não perca amanhã talvez nesse mesmo horário a minha fic com um hot quentíssimo para vc!

Boa leitura!

Capítulo 1 - Jogo.


Fanfic / Fanfiction Somente Amigos. - Capítulo 1 - Jogo.

Jogo.


Elaine.

E lá estavam os oito amigos, todos sentados em uma grande roda na sala de Meliodas. Haviam se reunido para mais uma das inúmeras "festas do pijama" deles.

Nossa gente, falando assim até parece que eu sou uma narradora!

Desculpa aí, deixa eu só me apresentar rapidinho. Olá, me chamo Elaine Fairy, sou a típica loli de anime, sabe? Loirinha dos olhos cor de mel, baixinha, sem peitos ou bunda e muito fofa. Realmente odeio minha aparência.

Bem, voltando ao assunto principal, agora eu estou aqui reunida com mais sete idiotas na sala de estar do trouxa do Meliodas. É a típica festa do pijama daqueles adolescentes desocupados de filme, sabe?

Todos de pijaminhas, sentados em roda, "comidinhas" inocentes pelo chão e essas merdas todas. Mas na realidade, de adolescentes normais essa turma qui não tem é nada, tem desde viado à vadia, e eu não tô falando da boca pra fora não.

-Bem, seus putos.- a geek falsificada, vulgo, Elizabeth começou a falar.- Eu e o Mely temos aqui um jogo pra vocês.- ela e o loiro de farmácia se olharam cúmplices. Vadios, estão tramando alguma coisa.

-E o que seria esse "jogo"?- Ban, barra, meu namorado, perguntou.

-Então, girafa albina, esse jogo se chama: "Somente Amigos." e foi criado por mim e pela Ellie.- O anão encapetado explicou. O que? Eu também sou baixinha, então posso falar.

-Somente Amigos?- geral perguntou confuso, inclusive eu. Afinal, o que caralhos era esse jogo?

-Calma galera, esse daí é facinho.- debochou Elizabeth.- Vocês só vão ter que fingir serem somente amigos.

-É isso mesmo, vocês vão agir com só amigos por um mês, ou seja, sem sexo ou beijos.- o loiro sorriu faceiro. Só quero saber onde isso vai dar.

-E o que a gente ganha jogando?- Desta vez foi King, meu irmão que perguntou.

-Simples, a pessoa que ganhar, vai ser bancada por todos durante um mês.- Elizabeth respondeu.

-E quem perder?- perguntei.

- Quem perder vai bancar todo mundo.- sorriu maldosa.

-Mas tipo, a gente vai ficar sem transar mesmo?- Mael, namorado/gado da Elizabeth perguntou.

-Vocês vão ficar sem transar, já que só eu e o Mely sabemos como pode transar sem sair da base dos amigos.- se o Mael não fosse um completo idiota, perceberia o que está mais claro que água. É lógico que o loiro e a platinada tão tendo um caso! Mas não vou me meter, afinal é isso que, segundo a Elizabeth, é gostoso realmente.

-E como a gente vai poder transar sem quebrar a regra do somente amigos?- Ban perguntou sorrindo competitivo.

- Isso vocês terão que descobrir por si sós.

Agora era só o que me faltava, um jogo idiota onde a gente não pode nem transar.

(...)

Estávamos no intervalo da nossa faculdade, mesmo fazendo cursos diferentes, tentávamos nos encontrar pelo menos no intervalo. Já haviam se passado duas semanas desde o maldito dia em que aceitei participar daquele jogo.

Diane falava uma coisa qualquer, mas nem eu e nem Elizabeth prestávamos atenção. Eu por estar concentrada demais achando uma forma de poder transar sem perder no jogo. E a Elizabeth, bem, por ser a Elizabeth.

Como amigos transam sem sair da base de "só amigos"? Malditos sejam Elizabeth e Meliodas! Nunca odiei tanto um jogo como estou odiando esse!

Ontem mesmo perdi uma foda que seria espetacular! Eu e Ban estávamos pegando fogo naquela banheira, porém lembramos do maldito jogo. Ou seja, tivemos que mudar de assunto e tentar disfarçar nossa excitação, tudo isso para não ter que bancar aquele bando de filho da puta.

Espera, respira e relaxa. Você vai ter que achar uma maneira de transar sem quebrar as regras...

Bom, geralmente pessoas que estão nessa base não sentem atração sexual um pelo outro, pois como o nome diz, são só amigos.

Mas e se tivessem? Porém, se tivessem, a amizade não seria mais "normal", mas sim amizade colo...

-Já sei!-me levanto de supetão, atraindo alguns olhares dos alunos ao redor.

-Já sabe o que doida?- pergunta Elizabeth me encarando como se eu fosse um unicórnio deformado.

-Nada, Não. Vou ali e já volto, tchau!- digo saindo da mesa e correndo a procura de Ban.

É isso! Amigos coloridos podem transar sem quebrar o laço de amizade! A meu Deus, eu sou realmente um gênio.

Paro de correr bruscamente assim que vejo o meu platinado conversando com uma garota no corredor, aquela conversa estava íntima demais pro meu gosto.

Eles conversavam tão tranquila e íntimamente conversando que quem os visse e não conhecesse, pensaria que eram até namorados. Não gostei da ideia.

A alegria que eu sentia agora pouco já estava se transformando em raiva. Quem aquela vadia pensa que é para tratar o meu Ban daquele jeito?! Ah, mas isso não vai ficar assim mesmo!

Caminho a passos duros em direção dos dois, mas paro novamente ao ter uma ideia melhor, bem melhor...

(...)

Jogo o platinado no sofá e me sento em seu colo. Estamos na minha casa, já depois de todas as aulas.

Ban atacou meus lábios com fervor e urgência, adorava como ele me beijava intensamente, parecia até que seria o nosso ultimo beijo.

A colação de bocas e junção de saliva estava ficando cada vez mais maliciosa, quente e apaixonante. O mais alto segurava a minha bunda com certa força, me colando ainda mais em seu corpo, o que me fazia sentir muito mais a grande ereção que já se formava em baixo de sua calça. Gemi baixinho ao sentir o quanto ele estava duro. Tudo aquilo só pra mim.

Devo de admitir que amo o quanto o membro do meu namorado era firme, grande e grosso. Tudo só melhora por eu ser muito baixinha e ele muito alto, ou seja, quando transavamos eu me sentia literalmente completa.

Ele geme baixo quando rebolo bem lentamente sobre sua excitação. Sinto-me molhada. Droga, essa brincadeira está me excitando mais do que deveria.

Ele para o beijo me encarando maliciosamente, de um jeito pervertido que só ele tinha. Desceu seus beijos por todo o meu pescoço, onde deu pequenas mordidinhas, mordidinhas essas que faziam eu me agarrar em seus ombros largos e suspirar baixo.

Tudo aquilo estava muito gostoso, porém quando ele levou sua mão a barra de minha blusa, a parei. Sorri maldosa ao ver sua expressão confusa. É agora que a brincadeira começa.

Me aproximo de seu ouvido lentamente, mas sem retirar meu sorriso do rosto. Sussurro rouca e sensualmente:

- Somente Amigos.


Notas Finais


Gostaram? Lembrando que, primeira fic com o casal!

Quem não ler as notas iniciais não vai pro céu...

Ps: Desculpa aí o Cap pequeno rsrsrsrs

Até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...