História Someone To Need You - Capítulo 16


Escrita por: ~

Postado
Categorias Justin Bieber, Kendall Jenner, Kim Kardashian, Kristen Jenner, Kylie Jenner, Pattie Mallette
Personagens Alfredo Flores, Jaxon Bieber, Jazmyn Bieber, Jeremy Bieber
Tags Jylie
Visualizações 121
Palavras 1.725
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Luta, Policial, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Drogas, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


eu imagino a Amélia como a Yovanna snjfkjsdbkjf

Capítulo 16 - She's going to be ok


Fanfic / Fanfiction Someone To Need You - Capítulo 16 - She's going to be ok

 

Justin Bieber's Point of View.

- Amélia chegou! -Ryan disse passando rápido pela porta de meu escritório.
Respirei fundo.

" - Podemos fechar em mais uma periferia, com venda de armas, mas essa eles geralmente gostam de armas. - Amélia disse e atirou seus cabelos longos e pretos por cima de seu ombro.

Ela estava incrivelmente bonita, sua pele dourada, caia bem em sua roupa branca, um macacão tomara que caia. Ela se esquivou para mais perto de mim, enquanto eu a observava.

- Não sei, não. - eu disse calmo. - Talvez só armas com eles, se der tudo certo podemos colocar drogas no meio, mas ainda não. 
Amélia puxou uma cadeira e se sentou em minha frente, cruzou as pernas e chegou mais perto de mim. Cruzei meus braços e me encostei em minha cadeira.

- Ouvi dizer que você está reformando sua boate. - Amélia disse.

- Estou. 

- Ótimo, quem sabe um dia desses eu possa te mostrar algumas habilidades que eu tenho. - Amélia disse baixo e tocou suas mãos em minha coxa.
Eu sorri malicioso.

- E que habilidades seriam essas? - eu questionei me inclinando em sua direção.
Ela aproximou sua boca da minha.

- Só posso falar se eu te mostrar. - Amélia disse sussurrando em minha boca."

Levantei-me da cadeira e sai do escritório, minha mãe me olhou da cozinha com um olhar inexpressivo. Eu estava fodido com todo mundo por aqui? Meu deus do céu, era só o que me faltava neste dia.
Assim que cheguei na varanda vi Amélia estacionando se dodge suv, e descendo do carro, logo Ryan e Chris pegaram uns malotes de seu porta malas, Amélia vestia calça jeans e uma camiseta e tenis, seus óculos escuros eram enomes, e alguns hematomas em seu rosto, assim como uma fita de ponto em sua bochecha e boca.

- Espero que aquela louca não esteja por perto. - Amélia disse assim que me viu.
Eu ri fraco.

- Não se preocupe. - Ryan disse passando por ela, seu tom de voz foi tão frio e áspero que ate Amélia o encarou.
Ela apontou pra Ryan que havia atravessado a porta de casa.

- Parece que eu não estou muito bem querida aqui, não é mesmo? - ela disse retirando os óculos escuros, revelando seu olho roxo. Kylie havia descontado sua raiva nela.

- Eu também, no momento. - disse e a puxei para um abraço. - Sinta-se á vontade. - disse e a dirigi para porta de casa.
Ouvi uma buzina no portão, uma Mercedes cinza, e logo aqueles cabelos loiros, os guardas logo abriram o portão para ela. Ela estacionou com estilo, e assim desceu me surpreendeu, os cabelos presos, tenis, moletom, e um copo de café na mão junto com seu celular, tipíco de Hailey.

- Que diabos acontece que quando eu decido estudar e ir pra faculdade eu tenho que voltar pra casa, porque a casa caiu? - ela disse sorridente e alto caminhando em minha direção.

- Mãe, a Hailey chegou! - eu gritei na porta de casa e caminhei em direção a ela. - Até parece que você estuda. - eu disse a pegando em meus braços e a abraçando forte. - Senti sua falta. 

- É só eu ficar longe que você resolve arriscar vidas, Justin Drew Bieber? - ela disse me olhando e sorriu. - Eu também senti sua falta.

- Filha! - minha mãe exclamou vindo em nossa direção, ela apertou Hailey em seus braços e a beijou. - Eu senti tanto a sua falta! Como você está linda! - mamãe disse admirada com Hailey.

- Ah mãe, para. - ela disse envergonhada. - Você que continua linda, eu senti sua falta.
Minha mãe abraçou Hailey de novo apertado.

- Cade aqueles moleques sem vergonha? - Hailey perguntou assim que se desfez do abraço de minha mãe.

- Estão lá dentro. - eu disse e ela correu pra dentro de casa.

- Ela parece uma criança. - mamãe disse a admirando.

- Você sempre a achou criança, mãe. - eu disse baixo.

-Porque ela sempre foi a minha criança. - mamãe respondeu calma. - Assim como você, meu filho. - ela disse e deu um tapinha em minhas costas.
eu suspirei a vendo entrar em casa.

- Mãe. - eu a chamei, fazendo-a me olhar. - Amélia está ai, vê se trata ela bem. - eu disse.
minha mãe bufou e continuou seu caminho para dentro de casa. Segui Hailey a distancia para o escritório.

- Tão contando a bufunfa? - Hailey disse e os meninos começaram a falar juntos.
Eles pararam o que estavam fazendo para abraça-lá. Era bom ter ela de volta.

- E aí, quem vai me interar das fofocas? - Hailey perguntou.
(...)
 

Kylie Jenner's Point of View.

- Ok, isso é tudo, Kylie? - Adam disse.

- Sim, dei para vocês muito mais do que vocês tinham em investigação, huh? - disse sorrindo e pegando minha bolsa.

- Certamente, nós não esperavámos por isso. - Adam disse sorrindo. - Vamos fazer a prisão dos mesmo de madrugada como foi dito por você, sabe que vamos prender todos os que estiverem no cenário estabelecidos? 

- Sim, e não me importo. - disse saindo da sala de conferencia do FBI.

Caminhei pelo longo corredor, chamando alguns olhares, alguns cochichos, parei em frente ao elevador aberto e entrei apertando o botão do térreo, uma música clássica tocava no elevador, o FBI chegava a ser patético quando o termo era ser "certinho". Senti uma pressão forte em minha barriga, levei minha mão até ela, minhas pernas bambearam um pouco mas me mantive firme. As portas se abriram e eu dei minha identidade na saída, eles entregaram minha arma de volta, e eu a coloquei na cintura. Sai do prédio do FBI e senti o vento quente bater em meu rosto. Meus homens estavam me esperando do outro lado da rua.

- Chefe. - um dos seguranças me cumprimentou e abriu a porta trasseira para eu entrar. - Para onde vamos agora? 

- Para a casa de Justin. - eu disse fraco, sentindo uma dor em minha barriga.
peguei meu celular discando o numero de Kourt

- Alô.

- Oi, já está feito, estou indo pra casa de Justin. - disse.

- Ok, acabamos de chegar aqui. - ela respondeu.
desliguei o celular e gemi devido a dor se agravando.

- A senhora, está bem chefe? - o segurança perguntou e eu acenei que sim com a cabeça.

- Só vai mais rápido por favor. - eu disse e deitei no banco sentindo minha visão ficando cada vez mais pesada e embaçada.

(...)
Justin Bieber's Point of View.

Assim que as irmãs de Kylie chegaram, elas se dispersaram para longe de mim, era como se elas estivessem me evitando, caminhei até a sala.

- Está tudo certo pro encontro hoje, Justin. De madrugada na rota 88, a propina já caiu no bolso dos policiais que ficam na rodovia. - Chris disse e eu assenti. 

- Ok, não esquece de avisar o John, vamos acabar com isso de uma vez por todas. - eu disse e Chris assentiu.
a noite havia caído, e todos ali estavam comendo a janta ou beliscando algo, a tv ficava ligada em um desenho para as crianças e os adultos alguns fumando do lado de fora, ou bebendo, mas todos quietos, era de se esperar.

Amélia, bebia algo em uma xícara, enquanto checava seu celular, Ryan e Kendall estavam em um emaranhado no sofa com coberta, o resto dos meninos estava com Hailey e minha mãe conversando e eu sentei no balcão me servindo café em uma caneca.

- Então você e a Kylie...? - Hailey disse se aproximando e puxando uma cadeira para se sentar ao meu lado.
Eu suspirei.

- Ela disse que acabou tudo entre nós. - eu disse olhando para minha xícara de café.

- Você conseguiu ser muito burro mesmo, huh? - ela disse olhando para Amélia. - Ela é linda, mas não é a Kylie, você sabe disso. 
Eu assenti.

- Eu cometi um erro enorme, Hales. - disse sincero. - Não posso perder ela. 

- E se você já a perdeu, Justin? - Hailey disse calma. - Você precisa pegar ela de volta.

- Eu vou. - eu disse.

Logo o portão foi aberto, com o carro de Kylie buzinando até entrar, Kourt saiu correndo seguido de suas irmãs, Hailey, eu, os meninos e minha mãe. Os seguranças tiraram a Kylie de seu carro desmaiada. 

- Liga para o Daniel - eu disse alto correndo em direção de Kylie.

- O que aconteceu? - minha mãe perguntou a um dos seguranças enquanto eu tomava Kylie em meus braços, ela estava pálida.

- Ela desmaiou no banco do carro. - um deles respondeu. - Ela gemeu de dor.

- Precisamos levar ela ao hospital. - eu disse com ela em meu colo.
a coloquei de volta em seu carro e logo Kendall entrou com ela atras. Sentei no banco do motorista.

- Quero um comboio comigo! - eu gritei saindo com o carro dali.

- Vocês ligaram para o Daniel? - eu perguntei para Kendall.

- Sim, ele vai estar esperando a gente na emergencia do hospital, anda logo Justin.

- Estou indo o mais rápido que posso.
Eu cortava os faróis assim como os carros, eu nunca havia dirigido como estava naquela situação, era incrivel como o hospital era 15 minutos de distancia e eu estava fazendo em 5 minutos, assim que parei o carro em frente a emergencia do hospital, Kendall saiu a procura de Daniel e eu peguei Kylie no colo. Eles me encontraram na entrada com uma maca em que eu coloquei a Kylie nela e seguimos correndo por um corredor. Vi sangue sair do meio de suas pernas.

- Ela ta... - eu disse nervoso 

- Eu já vi, vamos cuidar dela. - Daniel disse e uma enfermeira me puxou.

- Senhor você só pode ir até aqui. - ela me disse 

- Está tudo bem, ela está em boas mãos. - Daniel disse e eu assenti.

Ela vai ficar bem, está tudo bem, ela vai ficar bem. Kendall parou ao meu lado vendo uma porta se fechar e Kylie desaparecer com uns medicos correndo atrás de sua maca.

CONTINUA...



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...