1. Spirit Fanfics >
  2. Someone's Someone >
  3. Capítulo 5.

História Someone's Someone - Capítulo 5


Escrita por:


Capítulo 5 - Capítulo 5.


— Posso entrar?

Eu tentava ignorar as batidas na porta. Minha cabeça estava enterrada em meu travesseiro, e eu lutava contra meus próprios pensamentos. Estava tudo tão confuso. Eu não me entendia. Não entendia como todas as coisas tornaram-se uma competição onde já existia um vencedor, e não seria eu. Taehyung entrou no quarto. Senti um arrepio quando ele sentou-se bem perto de meu rosto, e todo o meu corpo congelou quando sua mão acariciou, lentamente, minhas costas. Aquilo era bom. Virei-me, e olhei seus olhos, ele se surpreendeu e sorriu.

    — Por que não me contou sobre Jimin?

Ah, Jimin. Taehyung puxou sua mão para seu colo, apoiando-a em seu joelho. Ele parecia tão esperançoso e ansioso, mas eu sabia que tudo não passava de hipóteses criadas pelo meu subconsciente para que eu não me sentisse tão mal. Eu não estava bem o suficiente para comentar o meu erro; apesar de Taehyung não sentir o mesmo que sinto por ele, meu coração doía por ter feito o que fiz. O beijo foi um grande erro. Um grande, grande erro. Mas era como se a dor induzisse ao erro, eu estava fraco. Lutar contra ela não era uma opção, nunca foi. Mas deveria ser.

   — Somos colegas, Taehyung. Colegas que vivem juntos. — Notei seus pulsos cerrados. Seus lábios, comprensados um ao outro. — você não é minha mãe, não tem necessidade de eu te contar tudo.

Seu rosto mudou completamente. Era uma expressão que eu nunca havia visto antes. Merda, Jeon. Ele levantou da cama e caminhou até a porta. Puxou-a, levemente e, antes de fechá-la, sorriu.

   — durma bem, Kook.
Não era um belo sorriso.
Taehyung fechou a porta.

[...]

Acordei assustado. Sentei-me na cama e minhas mãos se encharcaram com o colchão. O sonho não havia sido um pesadelo, mas não era bom. Taehyung corria de mim, eu o seguia, mas era lento demais para alcançá-lo. Se eu não fizesse alguma coisa, era o que iria acontecer. E eu não poderia perdê-lo de verdade. Saí do quarto. O corredor estava escuro e frio; caminhei descalço e facas afiadas rasgavam meus pés. Ultimamente, vivo em metáforas. Escorei na porta do quarto de Taehyung, eu ouvia ele chorando baixinho e aquilo fez eu me sentir horrível. Abri a porta e ele olhou, assustado.

   — o que faz aqui? — Perguntou, engasgando no meio das palavras. Ele me observou e olhou para o lado, envergonhado. — e vestido assim..

Ah! Eu deveria perceber que estava usando apenas a cueca.

   — D-desculpe! — Estendi minhas mãos sobre minha virilha, tentando tapar sua visão. — precisamos conversar...Tae.


Notas Finais


oi, oi♡

as coisas estão indo meio rápido, mas desde o início, minha intenção era ser uma short fic, mas mesmo assim, espero que gostem.

kiss <3


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...