1. Spirit Fanfics >
  2. Something About You (Vmin) >
  3. O fanboy

História Something About You (Vmin) - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Hey! (つ≧▽≦)つ
Aqui é o Emílio!

Já que estamos de quarentena por conta do "Corouna Vairus", resolvi escrever algumas fanfics quentinhas pra todos vocês.

Estou muito ansioso pra ver no que vai dar com essa fic, assim como a minha outra fanfic que é do SuperM.

Não pense que está fanfic vai ser razoável e sem drama e tristeza, como a outra porque você está completamente errado.

Porém, grande parte dos momentos serão apenas comédia (ou uma tentativa disso), e coisas fofas.

Espero que gostem, e não me matem.

Beijos de um Vmin / Namjin shipper muito b0I0L4 (☞ ಠ_ಠ)☞

Capítulo 1 - O fanboy


Naquele dia o céu estava aberto, e o clima estava caloroso. Jimin se encontrava sentado em sua cama, se espreguiçando depois de ter tido uma ótima noite de sono.

No dia anterior, o mesmo havia conseguido um ingresso para assistir a mais um concerto de V Kim, um de seus cantores favoritos, concluindo, o seu favorito.

Para ele, Kim tinha características únicas, e que não deviam passar despercebidas por ninguém. Seu jeito de tocar cantar também era único, e especial. Era a melhor coisa que poderia escutar, e nunca se decepcionava quando assistia suas performances.

Sorriu nostálgico ao lembrar de quando ouviu pela primeira vez uma música de V. Estava pra baixo pois sua namorada havia terminado consigo, e pra piorar tinha perdido o emprego, oh como ele era azarado, não? Pois é, mas felizmente quando se mudou pra Londres, conseguiu um emprego numa cafeteria conhecida no centro da cidade.

Quando escutava as músicas do moreno, sentirá que estava nos céus. Era como um anjo que havia descido na terra apenas para o consolar, ou algo assim. Ele não sabia o que era aquele sentimento, só sabia que era bom. Bom até demais.

Encarou o relógio acima da cômoda, e suspirou. Tinha que ir trabalhar, e ele não queria de jeito nenhum. Só queria passar o dia inteiro na cama, apenas escutando V cantar.

Se levantou da cama sem vontade alguma, indo ao banheiro e retirando suas roupas, logo entrando na ducha. Gostava bastante de tomar banho frio em plena sexta-feira pela manhã. Sentia que o seu dia seria bom.

Foi ao armário pegando sua típica roupa de trabalho, uma calça preta, blusa social branca, e um sapato marrom simples do tipo Oxford, seu predileto.

Ao fim, ele escovou seus dentes e terminou de arrumar os fios cor de rosa. Quando foi para a sala, fez apenas pegar sua bolsa, qual já deixava arrumada toda noite com o que precisava, e se retirou, trancando a porta e descendo as escadinhas.

O de cabelos rosa sempre pegava um metro que era alguns quilômetros perto de sua casa, gostava dos metrôs porque eram mais rápidos que ônibus, e conseguia chegar em seu destino no horário certo.

Pegou o metrô que iria de encontro ao centro da cidade, e chegou lá tranquilamente. Ao chegar na cafeteria qual trabalhava, a Taylor St Baristas Roastery, cumprimentou os colegas de trabalho e deixou sua bolsa em seu armário.

Jimin era garçom, e por incrível que pareça, ganhava bem estando neste posto. Segundo seus colegas, ele era bonito e charmoso, o que chamava atenção de várias pessoas ao redor. Ele não achava que aquilo era mesmo verdade, por isso resolveu ignorar.

Com sua caderneta em mãos, passou a atender os clientes como sempre fazia, com um sorriso no rosto e muito simpático, até mesmo quando seus dias não estavam sendo os melhores.

Fazia parte de sua personalidade, e ele se orgulhava disso, até quando o chamavam pra algo que não tinha nada haver para o que era designado. Tinha o prazer de ajudar qualquer um, mesmo estando em uma situação ruim.

No fim de seu expediente, que terminava as três da tarde, costumava ir andar de bicicleta pelas ruas. Grande parte das pessoas da região o conheciam e gostavam muito dele, era um ótimo amigo, na opinião de seus vizinhos.

Quando chegava em casa, tomava banho e pedia comida por aplicativo quando não tinha vontade de cozinhar. Era uma vida clássica de homem solteiro, nada de muito interessante.

Chegava a olhar as redes sociais de V Kim pra ver se haviam atualizações do mesmo, mas nem sempre tinha. Ele raramente aparecia, e quando aparecia, seja com transmissões ao vivo, ou com "Q&A's", Jimin não via a tempo, e se amaldiçoava por isso.

Ele parecia ser aqueles fãs de ídolo pop obcecadas, que tinham toda aquela coisa de amor extremo ao ídolo. Não gostava muito desse sentimento porque as pessoas viam isso de forma estranha, e ele concordava com aquilo, amava demais Kim, porém tinha medo daquilo se tornar obsessão.

Estava deitado em seu sofá olhando para o teto, pensando no que poderia fazer no momento. Já havia olhado as redes sociais de V, e atualizado seu fã clube com uma foto de seu ingresso para o concerto de sábado mas agora, o que faria?

Ainda era sete da noite, não queria ir dormir tão cedo. Poderia tentar assistir séries, mas não tinha pagado sua Netflix no prazo. Frustrante, já que era a sua única opção no momento.

Olhou para o lado, e viu que seu celular qual estava na mesa de centro, vibrar. Era uma mensagem de seu melhor amigo, Seokjin.

Ele havia viajado consigo para a Inglaterra, os dois sempre quiseram muito viajar pra lá. Com isso, juntaram bastante dinheiro, e no fim conseguiram realizar suas tão sonhadas viagens.

진니:

Park!

Tenho uma notícia boa pra te dar.

(19:20)

Me:

E qual é?

(19:20)

진니:

Sabe o meu namorado, o Namjoon?

(19:21)

Me:

O que você teve que namorar a distância por causa da nossa viagem? Sim, eu lembro. O que quê tem ele?

(19:21)

진니:

ELE ESTÁ AQUI EM LONDRES COMIGOㅠㅠㅠㅠㅠ

(19:22)

Me:

:OOOOO mesmo??? Que bom, Jinnie!!!

(19:22)

진니:

Estou tão felizㅠㅠㅠㅠㅠㅠㅠㅠ

Ele disse que quer ver você tambémㅎㅎ

(19:22)

Me:

Oh!

Também quero vê-lo, e parabenizá-lo por ser um namorado tão esforçado. Sério, Jin, eu pensei que ele estava brincando quando disse que iria se esforçar pra te ver de novo. Pra mim ele estava só te enrolando... 😐

(19:23)

지니:

O Nam nunca faria isso.

(19:23)

Me:

Eu sei, só disse o que eu pensava antes. Sabe que gosto de ser sincero, e se eu quisesse eu falava isso na cara dele.

(19:23)

진니:

Mas então, você pode vir aqui hoje pra nos ver?

(19:24)

Me:

Claro, não tenho nada melhor pra fazer mesmo.

(19:24)

진니:

Certo, certo. Nos vemos depois.

(19:24)

Jimin desligou o celular, e o pós no bolso após levantar do sofá. Fazia um tempo que não via Jin, e já que agora moravam separados era ainda mais difícil disso acontecer.

Estava feliz pelo mais velho, ele amava muito o tal do Namjoon, e o Park apoiava muito sua relação com o mesmo.

(...)

Andou por alguns minutos até o apartamento de Jin, que não era tão longe do seu. Jimin tinha perguntado a ele se ele não gostaria de ficar no mesmo apartamento que o dele, mas Jin acabou negando por já ter brigado com várias pessoas quando morava com Jimin.

O local era perto de um restaurante qual Jimin gostava muito, e as vezes ia com Jin quando não queria comer comida congelada, mesmo que o mais velho soubesse cozinhar muito bem. Na portaria, lhe perguntaram se era morador, e Jimin apenas negou com a cabeça, e respondeu:

ー Vim visitar um amigo. Ele se chama Kim Seokjin

O porteiro assentiu, e lhe deixou passar. Jimin foi ao elevador, esperando que as portas se abrissem. Quando se abriram, o de fios cor de rosa entrou, apertando o botão do quinto andar, qual Jin morava.

Havia uma pessoa no elevador, um homem, qual parecia ser mais velho que o mesmo. Se sentia desconfortável quando ficava com mais uma pessoa no elevador, ainda mais quando era mais velha.

O garoto respirou fundo e tentou se manter calmo, pensando que não faria nada consigo, e que conseguiria sair ileso.

Ele sentia um olhar encarando-o fortemente, e com certeza era do outro homem presente. Começou a suar frio, e a querer fugir dali imediatamente, mas ainda estava no segundo andar.

Sentiu uma mão tocar sua cintura, e deu um salto no mesmo instante se afastando rapidamente. A mão pertencia ao homem mais velho, que o encarou e sorriu, logo levando seu olhar pra baixo e lambendo os lábios. Com esses simples gestos Jimin entendeu o que estava se passando, e quis chorar naquele momento, mas tinha que ser forte e aguentar.

Virou pra frente, tentando mostrar que não estava intimidado com aquele homem. O mesmo passou a encarar novamente o mais novo, e dessa vez parecia estar olhando para seu traseiro, que era um tanto avantajado. Desejava profundamente que alguém entrasse no elevador, queria muito que alguém viesse pra poder não se sentir sozinho.

Seu coração errava as batidas algumas vezes, já tinha visto muitos casos de abuso e assédio que eram em situações parecidas, fosse com homem, ou mulher. Sentia muito medo de algum dia acontecer consigo, mas pelo andar da carroagem, naquele dia o que tanto temia, poderia acontecer.

ー Ei, garotinho.ー O homem chamou, com sua voz rouca.

Jimin permaneceu intacto, ainda olhando pra frente, e piscando freneticamente.

ー Vai me ignorar, é? ー O homem continuava insistindo, mordendo o lábio inferior em seguida.

O Park olhou para os botões do elevador, e ainda se encontravam no terceiro andar. Ninguém havia entrado, e amaldiçoou aquilo mentalmente. O mesmo fechou os olhos, respirando lentamente, novamente tentando manter a calma. Porém, não conseguiu por muito tempo.

Uma mão passou a acariciar seu traseiro, e aquilo foi o pior. Continuava gesticulando os dedos sobre suas curvas, e com isso, Jimin não pôde mais segurar as lágrimas, e as deixou descerem.

O dono da mão, assistia tudo aquilo sorrindo fechado, e se aproximando mais do coreano. Se encostou em sua parte de trás, e passou as mãos sobre o torso do garoto. Ele chorava cada vez mais a cada minuto que passava.

Queria muito fugir, mas não tinha forças para aquilo. E continuou lá, esperando que o homem parasse, calado, com medo do que ele poderia fazer.

Ao chegar ao quarto andar, o que não demorou menos de quatro minutos, o homem o soltou, e saiu como se nada tivesse acontecido. Naquele momento, ele estava finalmente sozinho, mas já não adiantava mais. Apesar do homem não ter chegado a entrar dentro de si, sentia como se suas mãos estivessem marcadas em seu corpo e odiou aquela sensação.

Passou alguns minutos tentando se recompor, limpando as lágrimas que haviam descido, e respirando fundo. Não queria preocupar Seokjin com aquilo, o mais velho já se preocupava demais todo dia, com o trabalho e consigo, não queria que se preocupasse mais.

Chegando finalmente ao quinto andar, Jimin sentia que estava um pouco melhor, porém não sabia se teria coragem de encarar o seu melhor amigo. Andou pelos corredores, até a última porta, qual era do apartamento de Jin. Bateu na porta algumas vezes, logo sendo recebido por Namjoon.

ー Oh, olá Jimin. Quanto tempo, ein? Estávamos esperando por você. ー Namjoon o cumprimentou, dando um sorriso aberto após.

ー Uh, olá. Imagino... ー Jimin disse sorrindo forçado, logo desviando o olhar. Namjoon o encarou, e estranhou o porque de seu rosto parecer tão abatido.

ー Jimin, aconteceu algo com você? Seu rosto parece meio abatido. ー Namjoon perguntou, reparando em como seus olhos pareciam estar levemente vermelhos.

ー Não, não. É que... ー Jimin deu uma leve pausa, pensando no que falar, logo continuando. ー Eu estava tomando banho, e acabei ficando tempo demais debaixo d'água, aí você sabe como é né... ー o mais novo dizia tentando descontrair.

ー Ah, sim. Mas você sabe que se algo acontecer, pode contar comigo pra qualquer coisa, afinal quem é amigo do meu Jin, é meu amigo também. ー Namjoon disse tentando encorajar o mais novo, que apenas assentiu.

ー Eu posso entrar?

ー Claro, claro! ー o acinzentado disse, dando uma leve risada, e logo dando espaço para o mesmo passar.

Namjoon fechou a porta, e o seguiu até a sala onde Seokjin estava. O mesmo se encontrava sentado no sofá, assistindo TV. Ao perceber a presença de Jimin, levantou para cumprimentá-lo.

ー Minnie! ー exclamou alegre, antes de dar um abraço apertado no mais novo.

Jimin retribuiu e suspirou pesado, apertando um pouco mais o abraço.

ー Senti sua falta. Está tudo bem? ー perguntou sugestivamente. Se preocupava muito com o Park, era como seu irmãozinho mais novo. Queria sempre o proteger de tudo, e todos.

ー Um... Está. ー respondeu cabisbaixo.

ー Mesmo, Min? ー perguntou mais uma vez, querendo ter certeza de que o Park falava a verdade.

O menor não sabia o que responder, e por isso permaneceu calado, arrancando um suspiro de Jin.

ー Jimin, me diga. Algo aconteceu? ー Jin insistiu em perguntar.

ー Não, nada aconteceu. ー soltou olhando diretamente para o mais velho.

ー Se nada aconteceu então por quê seus olhos estão vermelhos, Jimin? ー Jin perguntou novamente, ficando sem paciência.

Namjoon que apenas assistia a cena, não queria intervir, mas acabou intervindo.

ー Eu perguntei isso a ele, e ele disse que foi apenas porque ficou muito tempo no banho. ー Namjoon respondeu. ー Eu vou me retirar se vocês quiserem conversar a sós.

Jin suspirou novamente, e assentiu. Com isso, Namjoon resolveu ir para o quarto do namorado pra poder lhes dar privacidade.

Quanto a Jimin, o mesmo permaneceu quieto e olhando para o nada, tendo aquelas cenas do elevador passando por sua cabeça como um flash. Ainda sentia os toques do homem em seu corpo, e só conseguia se arrepiar, e abraçar seu próprio corpo. Seus olhos começaram a lacrimejar, assustando Seokjin que só o observava sem entender.

ー Jimin, o que foi? ー Jin perguntou preocupado, segurando os ombros do mais novo. ー Por que está assim, o que houve?

ー Eu...

ー Você o que? ー Jin perguntou mais uma vez, com a voz começando a ficar embargada e enxugando as lágrimas do Park.

ー Foi horrível, Jinnie... ー Jimin respondeu, abraçando Seokjin em um abraço forte e apertado, que logo foi retribuído pelo Kim.

ー O que foi horrível, Chim Chim? Fala comigo! ー o mais velho pedia. Queria saber o que havia acontecido.

ー Eu não quero falar sobre isso, Jin... ー Jimin disse, pondo a cabeça sobre o ombro direito do mais velho.

Jin apenas assentiu, e por alguns minutos acariciou os fios do mais novo. Namjoon via tudo entre a porta do quarto, se sentindo um fofoqueiro por estar ouvindo e vendo algo que era íntimo dos dois, mas achava a cena a coisa mais fofa, mesmo também sentindo um tanto de ciúme.

ー Está tudo bem, não vamos falar sobre isso, hm? ー Jin tentou acalmar o menor. ー Quer dormir aqui hoje?

ー Mas eu não vou estar invadindo o seu espaço e o do Namjoon? Vocês estão a tanto tempo sem se ver e... Você sabe.

ー Nah~, o Joonie não vai ligar. Não é Joonie? ー Jin perguntou, encarando a porta de seu quarto.

ー Ah, mas é claro. A casa é sua, meu bolinho. ー Namjoon gritou após fechar a porta rapidamente. Não queria que Jin percebesse que ele estava espionando os dois.

ー Viu? ー Jin voltou seu olhar ao mais novo. ー Está tudo bem, não se preocupe. Amanhã eu te levo de volta pra casa.

ー Se não vai incomodar, então está bem...

Os dois permaneceram abraçados por um bom tempo. O menor se sentia acolhido nos braços de Jin, era como se ele fosse realmente seu irmão mais velho.

(...)

A noite para Jimin após aquele momento desconfortável foi bem melhor. Conversou bastante com Namjoon sobre como ele estava no tempo que Seokjin estava longe de si, e como, e quando chegou a Londres.

Para alegrar um pouco mais Jimin, o melhor amigo propôs assistirem um filme, enquanto comiam pipoca com chocolate, e também bebiam refrigerante. Jimin adorou a ideia, e agradeceu muito a Seokjin.

Eles assistiram o filme "Todo Mundo em Pânico 3", que é baseado em filmes de terror, porém é comédia. Era uma das franquias favoritas de Jimin, e por conhecidencia de Namjoon também, e os dois riram assistindo o filme inteiro. Seokjin só ficou observando, e acabou por começar a rir também.

As duas da manhã, os três finalmente resolveram dormir. Seokjin perguntou se Jimin não gostaria de dormir em sua cama com Namjoon, e o mesmo negou.

ー Por que não, Chim? É melhor pra você, vai ter sonhos melhores. ー Jin tentava o convencer.

ー Está tudo bem, Jinnie. Eu posso dormir no colchão aqui em baixo mesmo. ー Jimin declarou, sentando se no colchão, e logo após deitando sua cabeça no travesseiro.

Jin suspirou, e sorriu para o menor, logo pegando um cobertor em seu guarda roupa e o enrolando, como fazia quando Jimin dormia em sua casa e o mesmo tinha onze anos.

ー Bons sonhos, Min. ー Jin disse, logo após depositando um selar em sua testa.

Com isso, Jimin fechou os olhos e tentou pensar em coisas boas pra ter um bom sono. E enquanto isso, Namjoon que estava deitado na cama de Jin, encarava o mesmo com um bico formado nos lábios grossos.

ー Mas e eu, ein? ー Namjoon sussurrou, tentando não interromper o sono de Jimin.

ー Se enrole você mesmo, Jimin é meu bebêzinho e passou por um momento ruim, ele precisa do maior carinho e atenção do mundo agora.

ー Poxa... ー Namjoon soltou cabisbaixo.

Jin riu baixo, e se levantou, pondo seu cobertor cor de rosa no namorado, que logo sorriu aberto.

ー Obrigado, meu bolinho. Eu te amo.

ー Também amo você. ー Jin sussurrou, sentando novamente na cama e desligando o abajur.

Seokjin ficou um tempo parado encarando Jimin, e logo se deitou ao lado de Namjoon, que fez questão de o abraçar por trás, e o enrolar com o cobertor.

ー Você não perde tempo, não? ー Jin perguntou sem esperar uma resposta, e virou o rosto para Namjoon, depositando um breve selar em seus lábios. ー Fico feliz por te ter aqui, Joon...

ー Eu também fico feliz por estar com você, finalmente.

ー Amanhã, eu prometo te fazer matar a saudade. Vou te deixar me tocar o tempo que quiser, e onde você quiser. ー Jin disse sorrindo malicioso.

ー Ótimo! ー o maior disse, depositando breves selares nos lábios de Jin. ー Boa noite, meu Jin.

ー Boa noite, Joonie.

(...)

O ar estava com um bom cheiro, e o céu estava totalmente azul, sem nuvem alguma. Era sábado, e dia do concerto de V Kim no Wembley Stadium.

Havia passado mais ou menos cinco dias desde o incidente no elevador, e Jimin ainda estava traumatizado, porém não havia deixado de sair normalmente nas ruas.

Na terça feira, não foi trabalhar, e ficou em casa descansando. Jin resolveu acompanha-lo até sua casa na manhã daquele dia, e enquanto conversavam, acabou por explicar a Jin o que ocorreu, e o mesmo ficou horrorizado, com isso, resolveu acionar os vigilantes de seu prédio e a polícia, mesmo Jimin não querendo.

Estava muito ansioso para ver V de perto mais uma vez, faziam dois meses que Jimin não ia em seus concertos, nem em seus encontros de fãs. O Park sentia saudades do moreno.

O concerto começava as cinco, e já eram quatro e meia. Jimin estava se arrumando muito ansioso, não parava de sorrir de jeito nenhum.

Com tanta ansiedade, pegou seu celular na bancada do banheiro pra ver se haviam atualizações de Kim, mas não tinha nada por enquanto. Resolveu tirar uma foto no espelho com o ingresso em mãos, após isso, ele editou a foto tampando seu rosto e pondo alguns efeitos. Ele postou a foto em suas fanpages do Instagram, e do Twitter com a legenda:

"Concerto de @kimkimv, aí vou eu!"

Alguns minutos depois, viu que algumas pessoas, aparentemente meninas começaram a comentar, perguntando se era um garoto ou uma garota, e estranhou um pouco estarem perguntando. Em todos os seus dois anos de fanpage, ninguém tinha perguntado seu gênero, e por isso não se incomodava tanto.

Sem se importar muito, Jimin publicou em seu twitter, e stories do Instagram:

"Aos que estão me perguntando por conta da minha foto recente, eu sou menino! :)"

Após isso, várias mensagens começaram a aparecer em sua tela, questionando se realmente era um garoto, já que era raro aparecerem fãs de V que não fossem mulheres.

Jimin riu com a mão na boca, e ficou lendo vários dos comentários em seu post do Twitter, mas logo ficou paralisado com um comentário em destaque.

"@portalkimv Nossa, não imaginava que o criador de uma das minhas maiores fanpages fosse um garoto. Que surpreendente!"

ー V Kim, @kimkimv

Ao ler o comentário, Jimin achou que ia desmaiar. Quase deixou o celular cair, mas por pouco isso não aconteceu, já que segurou com as duas mãos. Porém, a situação ficou ainda mais louca quando leu uma nova notificação do Instagram, e do Twitter.

"V Kim começou a seguir você."

Jimin começou a saltitar de alegria, enquanto gritava, porém não tão alto pra não incomodar os vizinhos. Depositou a mão direita em seu peito e sentiu seu coração bater muito rápido, estava muito feliz com aquilo.

E do outro lado da tela, estava um V sorridente e de coração aquecido. Encarava a tela do celular como um bobo, e ainda não acreditava que era um garoto. Para ele, era só aquelas garotas jovens e baixinhas que queriam sua atenção, mas daquela vez parecia que não.

A "Portal V Kim" era sua fanpage favorita, e adorava as postagens da página, tanto no Instagram, como no Twitter. Ele via todas as postagens através de uma conta privada qual tinha um nome bem aleatório, já que não queria que ninguém soubesse que era ele mesmo.

Kim sempre comentava coisas do que achava nos comentários por essa conta, mas de uma maneira discreta. Porém, como não tinha foto e o nome era bem nada ver, ninguém se importava muito em olhar, o que era bom até demais pra si.

O cabeleireiro que já terminava de ajeitar seu cabelo, fez questão de perguntar o porquê dele estar tão alegre. V não ligava muito, até porque todos de sua equipe eram como amigos pra ele.

ー Acabei de descobrir que uma das minhas fanpages favoritas sobre mim foi criada por um garoto. ー V disse sorrindo internamente.

ー Ah, é? Mas o que isso tem de especial, Kimzinho?

ー É que pela primeira vez, é um cara. Todas as fanpages que eu conhecia sobre mim eram feitas por garotas, e eu pensava que ele também era uma menina, mas ele não é.

ー Hum, entendi. Então por isso que é especial pra você?

ー Isso. ー o moreno disse assentindo com a cabeça. O cabeleireiro apenas riu, e continuou fazendo seu trabalho.

E V, continuou olhando pra tela do celular com sua expressão boba, e um tanto apaixonada?

Não sabia, nem conhecia o garoto direito, mas poderia conhecer.

ー Mal posso esperar pra te conhecer, meu querido fã.


Notas Finais


Espero que tenham gostado.
Nós vemos na próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...