1. Spirit Fanfics >
  2. Something Missing >
  3. Chapter nine

História Something Missing - Capítulo 9


Escrita por:


Notas do Autor


Pessoal KKKKKK No capítulo anterior eu coloquei o link errado, e o que deveria ser uma foto da pulseirinha da Hina, foi parar em um troço NADA HAVER, então me perdoem, please KKKKK

Ai ai... Agora, aproveitem ;3

Capítulo 9 - Chapter nine



Os demais alunos se erguiam de seus assentos e seguiam em direção a porta da sala para o recreio. Naruto riu baixo, vendo seu professor sofrer para sair da sala com o amontoado de alunas em cima de sí, praticamente disputando a sua atenção, entendia o sofrimento do tal.

— Caaara, essas gurias parecem que nunca viram homem na vida. Coitado do professor Ashura.  —  disse Gaara, se espreguiçando.

Todos concordaram, e seguiram fora da sala, rindo e rumando o refeitório.

[...]

— Alguém pensou em uma nova coreografia? Algo que possa ser... inovador?  — a morena perguntou, mirando cada uma de suas amigas.

— Eu pensei em um ritmo latino, que ficasse lento e acelarasse conforme nossa dança e a batida.  — sugeriu Ino, e Hinata anotou em seu bloco de anotações.

— Já eu pensei em um ritmo pop, bem agitado pra levantar a auto-estima dos rapazes durante o jogo.  —  disse Sakura, e Hinata também anotou, nenhuma ideia poderia ser descartada.

— Eu sugiro um hip-hop.  — falou Temari, e uma discussão se iniciou entre as garotas, por conta das opiniões divididas.

Hinata massageou as têmporas em busca de se acalmar, eram todas sugestões muito boas, mas só uma podia ser escolhida.

— Garotas, acalmem-se!  —  bradou mais alto do queria.

Todas pararam para ouvir Hinata.

— Vamos testar cada ritmo com calma, ainda temos tempo até o fim do mês e o jogo.  — todas concordaram e sorriram.

— Isso! Vamos dar nosso melhor nessa apresentação!   — comemorou Tenten, estendendo o punho no ar.

Hinata, Sakura, Temari, Ino e Tenten, não eram apenas simples líderes de torcida da escola, com a única função de motivar os jogadores do colégio nos campeonatos, não. Desde sua primeira apresentação pública em um campeonato, já haviam chamado muito a atenção do público, sendo destaque por seu gingado e energia contagiante. Eram incríveis. Eram as Kunoichis, nome bolado por Hinata, e que logo se popularizou por todo canto. Tinham um título a zelar, e se orgulhavam disso, tanto que tinham como sonho um dia se tornarem um grupo famoso de dança, respeitado por todo o continente; e tudo isso graças a Hinata, que nunca as deixou se desmotivarem e sempre valorizou o talento de cada uma delas.

— Não vejo a hora de sairmos dos simples campos colegiais, e subirmos aos palcos como as melhores dançarinas que esse mundo já conheceu.  — dizia Ino com um ar sonhador.

Risadas debochadas foram escutadas por todas elas, seguidas palmas estridentes que soavam pelo ginásio que usavam para treinar.

— Hahahaha! É um sonho grande, Ino. Pena que vocês não tem um pingo de vocação para alcançar o sucesso.  

Todas se viraram, vendo Yugito Nii entrar no local, as encarando com aquele mesmo olhar superior e prepotente que somente ela tinha. O som de seus sapatos ecoavam contra o piso, enquanto seus passos lentos paravam, ficando a centímetros do grupo, ou melhor, de Hinata, a quem encarava com todo seu ódio.

— Você dá sonhos impossíveis a essas garotas; acredita em suas próprias ilusões e as faz acreditar também.  – Yugito dizia com tamanha convicção, que quem visse de fora acharia que estava com toda a razão.

Hinata trincou os dentes, querendo fazer a loira engolir cada palavra só com a força de seus punhos, mas se segurou, e no lugar da careta, abriu um sorriso debochado.

— Você é realmente irritante, Yugito. Adora vir aqui zombar de nós sabendo que seus xingamentos para nós não vale um centavo sequer.

— Quem falou em xingamentos? Eu não faço nada mais do que críticas construtivas para as madames que acham que um dia vão deixar de serem meras filhinhas de papai e alcançar algo por sí mesmas, sendo que não conseguem nem decidir o ritmo de uma música sozinhas.  — riu alto, e Hinata alargou o sorriso.

— Então você estava nós observando? Que feio, Yugito! Nunca te ensinaram que inveja é pecado?

— Inveja de que?

— Inveja do grupo que agora tem muito mais vocação sem uma líder egoísta que nunca se deu ao trabalho de programar uma apresentação decente, e perdeu o cargo em menos de uma semana para uma "novata incompetente"  — falava enquanto observava  com gosto a careta de raiva se formar no rosto de Yugito.

A loira fervia por dentro como um caldeirão em chamas, e podia jurar que seus órgão cozinhavam por dentro só pela força de sua ira.

— Cala essa boca, maldita! Eu nunca perdi nada, você quem robou ele de m-

— Oee, Yugito!

Todas olharam para trás, vendo Naruto parado na porta do estágio acompanhado dos outros garotos, acenando para Yugito com um sorriso, como se a chamasse. Instantamente a carranca de raiva da outra se desfez, dando lugar a um sorriso calmo.

— Você também é líder de torcida, Yugito?  — indagou o loiro, entrando no ginásio.

— Eu? Ah não! Acho isso meio brega, só vim dar um oi para as meninas.  — fingiu, pondo uma mecha de cabelo atrás da orelha.

— O quê? Essa garota- Ino já estava pronta para armar um barraco e partir para cima de Yugito, mas foi impedida por Temari, que pôs um braço em sua frente.

— Calma, não vale a pena.

— Entendi, quer andar comigo e o pessoal? Você parece sozinha.  — sugeriu Naruto.

— Claro! Estou mesmo sem companhia hoje. Até depois, meninas!   —  mandou um beijinho para elas, saindo da quadra junto do outros.

— Eca, o Naruto mal chegou e já tá fazendo más amizades.  — comentou Sakura, se referindo a Yugito.

— É... Garoto idiota.  —  falou Hinata, dando de costas e voltando ao centro do ginásio.

Estava sentindo um aperto assim que viu Naruto chamar Yugito, porém sabia que era só um mal pressentimento besta, pois sabia o que acontecia com quem caía na lábia da garota. Revirou os olhos e bufou, Naruto era mesmo o garoto mais idiota que já havia tido o desprazer de conhecer.

[...]

— Eh... Cara, vamos no refeitório comer algo, vem também?  — falou Sasuke.

— Não, talvez depois, por enquanto vou andar de bobeira por ai.

— Eu te acompanho, Naruto.  — falou Yugito.

Todos assentiram e saíram, não deixando Naruto perceber que só estavam indo, porque ninguém ali estava confortável na presença de Yugito.

Sem notar, o loiro seguiu até o patio com a garota, onde se sentaram em um banco, e ficaram em silêncio por algum tempo.

— Sabe, seus amigos não quiseram falar, mas eu sei que eles saíram por não quererem a minha presença.  — Yugito falou baixo, olhando para o chão de cabeça baixa.

— Hum? Que isso, cara. Nada haver! Eles é que são um bando de esfomiados mesmo.  — respondeu, pondos os braços por detrás da nuca.

A loira, porém, negou com a cabeça, dando um sorriso triste para Naruto.

— Não. Para você pode ser isso, mas eu sei que não é, afinal, as pessoas daqui não gostam muito de mim, por isso não tenho muitos amigos... Quer dizer, nenhum amigo.  —  sussurrou a última parte. Lágrimas finas brotavam no canto de seus olhos.

— Como assim? Porque as pessoas não gostam de você? Você é tão gentil...  — disse Naruto, compadecido com a tristeza da moça. 

— Eu... Sabe quando você me viu no ginásio?  — indagou, e o loiro assentiu.  — E-eu não estava conversando com as meninas, eu estava sendo humilhada, pelas meninas!  

Yugito caiu em um choro profundo, a ponto de soluçar, o que desesperou Naruto.

— Mas, por que? Elas não tem cara de quem fariam isso com alguém.  —  respondeu desacreditado, e Yugito riu anasalado.

— Porque você é novato, não conhece elas como eu conheço. Elas são as populares, humilham a mim o tempo todo, zombam, e no final, ninguém faz nada, porque todos estão enfeitiçados por ela.

— Ela?

— Sim,  Hinata Hyuuga, o motivo de todo o meu sofrimento! Ela tirou tudo de mim, virou todos contra mim, e me deixou as traças!  —  praguejava.

— Mas... 

— Naruto, você é novo aqui, e conheceu elas primeiro, óbvio que não acredita em mim.  

— Não é isso! Eu só tô confuso.  

— Olha, eu sei que eu disse que achava ser líder de torcida brega... Mas é porque, antes eu era a líder de torcida das meninas! Até a Hinata chegar!  — parou por alguns intantes, como de tomasse fôlego.  — Ela me pediu para entrar como líder, mas não tinha espaço para mais uma. Então, com raiva, ela espalhou por toda a escola que eu a havia humilhado e dito coisas horríveis a ela... E como todos são ingênuos, acreditaram nela, e por vigança, me tiraram do time, e a colocaram em meu lugar. — fungou, segurando o choro. — Hinata continua espalhando calúnias sobre mim, e todos acreditam cegamente nela, por isso não tenho amigos.

Ao fim do relato de Yugito, Naruto estava desacreditado, olhando incrédulo para a garota que se derramava em lágrimas de dor e tristeza em sua frente. Por impulso, abraçou Yugito, na intenção de reconforta-la ao menos um pouco.

— E-eu... —  engoliu em seco, sentindo a garota tremer em seus braços.   — Acredito em você, Yugito.

O choro da loira cessou quase que de imediato, enquanto mirava admirada o Uzumaki.

— S-sério?

— Claro! E de agora em diante serei seu amigo.  — abriu um sorriso caloroso, que logo foi correspondido por Yugito.

Se abraçaram, e Yugito voltou a chorar, mas de emoção. Naruto acariciava seus cabelos e sussurrava palavras doces em seu ouvido para acalma-la. No ápice da sua inocência e piedade, Naruto não tinha noção de com quem estava se unindo, e na mentira que havia acabado de acreditar. Por trás, Yugito o abraçava e apertava com força, sorrindo malíciosa.


"Esse garoto, é uma coisa, que eu não vou permitir que você tire de mim, Hinata Hyuuga."




Notas Finais


Tô postando domingo meixmo UwU

Gostaram? Me inspirei na Cobra Conká pra fazer esse capítulo ksksks


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...