1. Spirit Fanfics >
  2. Somos Amigos? -Imagine Han Jisung >
  3. Casal novo

História Somos Amigos? -Imagine Han Jisung - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


Irra irra

Capítulo 8 - Casal novo


Fanfic / Fanfiction Somos Amigos? -Imagine Han Jisung - Capítulo 8 - Casal novo

JG×S/N: O QUE!? -perguntamos com os olhos esbugalhados e todos começaram a rir

JH: Desafio é Desafio, escolheu porque quis!

S/N: E o que acontece se eu não cumprir? -disse pausadamente

SM: Se você não cumprir, eu levo todos os doces que a gente comprou embora -disse sorrindo

S/N: ATA Seungmin, ATA que alguém vai tocar nos meus doces

SM: Experimenta pra você ver, lembre que eu sou mais alto

NY: É só um beijinho besta, S/N -disse e a garota morreu os lábios nervosa, olhando em minha direção

S/N: Ok então... -disse a garota respirando fundo e vindo até mim. Nesta hora meu coração já tinha parado de funcionar. A mesma se ajoelhou na minha frente e sussurrou em meu ouvido

S/N: Eu estou fazendo isso porque é um verdade ou Desafio, mas aproveita e vê se uma das garotas fica com ciúme. Se alguma delas ficar, provavelmente gosta de você. Vai que é a garota que você gosta? -disse e sorriu. Em questão de segundos, nossos lábios se tocaram e meu coração começou a acelerar. O pessoal só sabia gritar e rir de emoção. Em poucos segundos, ela se afastou e percebi que estava corada, e como ela fica fofa corada.

SM: ISSO NÃO É UM BEIJO! BEIJA DE NOVO!

S/N: Se quer tanto, beija você então! -disse e as meninas começaram a rir. O jogo continua, a garrafa gira e para em Jihyo e Nayeon.

NY: Verdade ou desafio gatona?

JH: Verdade, é claro

NY: É verdade que na época do fundamental, você ficou com o Jeongin no acampamento?

JH: Claro que não anta!

NY: ENTÃO PORQUE VOCÊS ESTAVAM NAQUELE QUARTINHO SOZINHOS?

JH: Estávamos...conversando -respondeu olhando para mim.

NY: Ok, alguém aqui acredita?

S/N×SM: Eu não

JH: Mas é verdade!

S/N: Conta outra, gracinha

JH: Aff! Gira logo essa garrafa! -disse com o um biquinho no rosto

-No nosso 9° ano, teve um acampamento com a turma. Um dia, a Jihyo começou a desconfiar que eu gostava da S/N e me perguntou sobre, então eu chamei ela para o tal quartinho para conversarmos de forma privada. Porém, os professores nos viram sozinhos lá dentro e desde aquela época, toda nossa turma pensa que eu e a Jihyo ficamos. Ou seja, a Jihyo também sabe que eu gosto da S/N, ela nunca deixa passar nada.

A garrafa girou e agora é a minha vez de perguntar a Nayeon.

JG: Verdade ou Desafio, Nayeon??

NY: Eu escolho Verdade.

JG: É verdade que você gosta ou tem uma quedinha pelo Seungmin? - percebi que ela ficou vermelha com a pergunta. Ficamos um tempo em silêncio até que a mesma resolve se pronunciar.

NY: Ér, É meio que verdade…

JH: Não pode mentir no jogo, Nayeon

JG: Por que seria mentira?

S/N: Se ela gostasse teria nos dito, coisa que ela não fez

NY: Na verdade… eu gosto dele, mas sempre tive vergonha de comentar isso com vcs, meninas. Vocês me desculpam, certo? - disse se encolhendo e as meninas ficaram sem expressão. Achei muito fofo o que ela disse e eu sabia que o Seungmin sentia alguma coisa indecifrável (ainda) por ela.

SG: Nayeon, precisamos conversar. Vamos até o quarto da S/N. - disse e a mesma assentiu. Eles subiram para conversar e todos ficaram sérios lá na sala. Logo a Jihyo se pronuncia.

JH: Ainda não acredito que ela gosta dele

S/N: Não acredito que ela não nos contou

JG: Pensem no lado positivo: quando começarem a namorar, ela vai ter outro companheiro para levar às compras- disse e as meninas riram

JY: S/N, Pq você não chama o Jisung para vir aqui?

S/N: É, pode ser - não gostei dessa ideia, mas a casa não é minha então nao posso opinar.- aish, esqueci que estou sem celular. Algum de vocês têm o número? -perguntou e negamos com a cabeça- Então não será possível

JG: Ainda bem! -pensei alto e logo me censurei 

S/N: Como assim "ainda bem" ?

JG: Ér-é.... preciso ir ao banheiro! - disse e sumi dali rapidamente, antes de me fazerem perguntas

POV'S Nayeon On

Fiquei muito nervosa ao escutar a pergunta do Jeongin, mas não poderia esconder mais o que sinto pelo Seungmin. Sabia que me arrependeria então dei rapidamente a minha resposta. O que eu não esperava é que ele me chamasse pra conversar em seguida... Não sei o que fazer com a vergonha agora 

O Seungmin sempre foi um mistério e mesmo sendo amigos por tanto tempo, sempre foi mais próximo da S/N então ela o conhecia melhor que eu, ou seja, é difícil dizer o q ele sente. Porém sempre fui boa em perceber quando alguém gosta de outro alguém e acho que seu sorriso de canto que eu percebi é um ponto positivo -esse pensamento me faz sorrir também. Enquanto estávamos subindo não falamos nada. Entrei no quarto e ele fechou a porta, meu coração já estava saindo pela boca. Sentei na cama e comecei a olhar para ele, que ainda encostado na porta, me olhava. Peguei meu celular e vi que eram 20:00, faltavam apenas duas horas para a mãe de S/N chegar.

NY: Seungmin, temos pouco tempo para conversar antes de irmos embora daqui.

SM: Okay

NY: Então...

SM: Vc gosta mesmo de mim?

NY: Sim -respondi diretamente. Não tinha nada a perder mesmo

SM: Vc é bem direta -disse com a mão na nuca e sentou-se ao meu lado

NY: Você gosta de mim?

SM: Vc é realmente BEM direta -disse rindo

NY: Agora não dá mais pra reverter a situação. Se eu disser que não gosto ou ficar enrolando, eu vou me arrepender depois.

SM: Faz quanto tempo que você gosta de mim?

NY: Acho que...-falei pensando- Desde o início desse ano. Estamos em abril, então... Lá pro mês de fevereiro, eu acho

SM: Por que você começou a gostar de mim?

NY: Eu não sei. Você é meu amigo, é legal, bonito, carinhoso, atraente...-disse E vi ele sorrir- Calma que a vergonha chegou

SM: Olha ela corada! -disse apertando minhas bochechas

NY: Sai menino -disse dando tapinhas nas mãos do mesmo

SM: Não precisa ter vergonha -disse rindo

NY: É porque não é você que está "se declarando" 

SM: Pq vc nunca me contou? -perguntou se aproximando

NY: Eu tinha medo de ser rejeitada, mesmo não entendendo pq vc rejeitaria alguém como eu

SM: E pq vc babava tanto no esquilo?

NY: Não é pq eu gosto de vc que eu vou negar qur o Han Jisung é um gostoso -disse e ele começou a rir

SM: Nunca imaginei ouvir vc falar isso

NY: Se está assustado com o que eu falo, imagina se vc soubesse o que eu penso -disse fazendo uma cara maliciosa

SM: E o que você pensa sobre mim? -Perguntou se aproximando ainda mais, me fazendo ficar nervosa

NY: V-você até agora nem respondeu minha pergunta! -falei tentando mudar de assunto

SM: Qual pergunta?

NY: Você gosta de mim? Responda a verdade, não precisa ter pena ou...-disse quando fui interrompida por um beijo. Um selinho demorado, pra ser exata

SM: Isso responde sua pergunta? -disse se afastando, mas ainda muito perto

NY: Acho que não entendi o que você quis dizer, dá pra me responder de novo? - disse arrancando um sorriso do mesmo

SM: Antes eu preciso que vc me responda uma coisa

NY: Diz

SM: Qual boca é melhor: a minha ou a do Jis... -Interrompi o mesmo com outro selinho

NY: Isso responde sua pergunta?

SM: Acho que não entendi o que você quis dizer, dá pra me responder de novo? -disse nos fazendo rir e nos beijamos novamente

Pov's Han on

Fins de semana costumam ser muito chatos pra mim. Na maioria das vezes eu tenho um ensaio fotográfico ou teste de maquiagem, roupa e essas coisas de modelo. Porém hoje, meu pai disse que minha agenda está vazia, então posso curtir o dia. Isso não é tão bom quanto parece, pensando bem. Sempre fui independente para muitas coisas, mas embora eu consiga me divertir sozinho, não é divertido. E é por isso que as pessoas têm amigo, compartilhar bons momentos e assim criar uma boa lembrança. Quando eu morava no Canadá, meu primo me fazia companhia e nos divertíamos juntos. Agora que eu estou aqui no Brasil, não tenho com quem me divertir. Pensei em marcar para sair com a S/N e os amigos dela, mas acho que eu seria um intruso no meio daquele grupinho de amigos, então preferi ficar em casa mesmo. Coloquei uma série para assistir e foi isso que eu fiz à tarde toda, até que alguém bate no meu quarto e abre a porta

Secretária: Seu pai pediu para você se arrumar bem, pois vão receber uma visita importante daqui a meia hora

JS: Ele disse quem era? -perguntei me sentando na cama

Secretária: Não, mas disse que quando chegarem, ele vem te chamar. -Disse e fechou a porta. Quem será? -pensei e comecei a me arrumar.


~Quebra de tempo

Olhei para o relógio que marcava 19 horas, horário fixo do jantar nessa casa. Pensei em descer para jantar, mas provavelmente meu pai estava esperando a visita então continuei no quarto e uns 10 minutos depois ouço alguém bater na porta.

J/P: A visita chegou. -Disse seco como sempre

JS: Tudo bem, estou indo. -falei me levantando e desligando a TV quando percebi que o mesmo continuava parado na porta, me olhando. -Eu disse que já vou -falei olhando para o mesmo

J/P: É uma visita importante, seria legal se fôssemos juntos -disse sorrindo fechado. Eu sei que meu pai é um babaca, mas qualquer demonstração de carinho da parte dele me deixava feliz.

JS: Então vamos! -disse sorrindo e ambos descemos as escadas

Chego na cozinha e me deparo com um casal e uma garota, sentados na mesa e olhando para nós. Suas roupas eram de marca, provavelmente era uma família rica. Meu pai apontou discretamente e eu sentei ao lado da garota.

???- Então você que é o Han Jisung? - perguntou o homem eu afirmei com a cabeça

???- Você é mais bonito pessoalmente do que em fotos! -disse a mulher sorrindo -Não é Mina?

Mina- Sim... -Disse a garota do meu lado sorrindo tímida

JS: Obrigado -disse sorrindo

J/P: Bom, vamos jantar! -disse meu pai enquanto as empregadas iam colocando a comida na mesa

???- Estávamos pensando em vocês dois saírem para se conhecerem melhor nesta quarta-feira -disse o homem e eu engasguei

???- Está tudo bem, querido? -perguntou a senhora

JS: Está tudo bem, só preciso de água- falei me recuperando e bebendo água. Como assim se conhecerem melhor? Um encontro? Eu acabei de saber da existência da garota!

J/P: Qual horário na quarta? -perguntou meu pai e eu olhei para o mesmo desentendido

???- Bom, a Mina estuda de manhã e estaremos resolvendo as coisas do casamento de tarde, então acho que à noite é o melhor horário. -Disse a senhora

Coisas do casamento? Ahh, entendi tudo. Não estou acreditando nisso...- pensei respirei fundo

JS: Pai, podemos conversar um instante? -perguntei e meu pai afirmou e pediu licença aos convidados. Fomos até a sala, perto da escada.- O senhor não fez oq eu estou pensando, ou fez?

J/P: Depende do que estás pensando

JS: Quem são aquelas pessoas ali na cozinha? -falei aumentando o tom de voz

J/P: Sua futura esposa e seus pais.

JS: o senhor não ouviu nada que eu disse na outra noite? -perguntei com as mãos na cabeça, tentando não matar alguém

J/P: pra falar a verdade não. -Disse indiferente

JS: Então deixe-me repetir para ver se o senhor ouve: Eu não vou casar com ninguém. Ficou claro agora? -disse quando percebi que minha bochecha ficou vermelha e quente. Ele realmente me bateu?

J/P: Você vai voltar para lá e vai casar com a garota. -falou tentando manter a calma- Enquanto você morar na minha casa, obedecerá minhas ordens! Fui claro?

JS: ENTÃO EU VOU EMBORA! -falei correndo para o meu quarto


Notas Finais


Se cuidem e aproveitem a história

-Ainda pensando em como terminar ela, mesmo já tendo +20 capítulos prontos-

Beijos de uma escritora iniciante ❤️


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...