História Somos Casados - Jikook - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens J-hope, Jimin, Jin, Jungkook, Personagens Originais, Rap Monster, Suga, V
Tags Jikook
Visualizações 193
Palavras 3.246
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Ficção, Lemon, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - 3


Na manhã seguinte

Jungkook

Acordei e sorri ao sentir o cheiro bom do cabelo de Jimin, ele é tão pequeno, tão bom de se abraçar enquanto dorme, tão bom de apertar

Pensando nisso acabei apertando o abraço ouvindo apenas um murmúrio de Jimin mas o pequeno não acordou

Aquele beijo de ontem foi tão bom... Não consegui me conter com aqueles lábios avermelhados me chamando

Com cuidado, desfiz o abraço e levei uma de minhas mãos á nuca de Jimin

Eu precisava pelo menos sentir seus lábios nos meus

Exclui a distância de nossos lábios ficando satisfeito apenas com aquele roçar de lábios

Tão macios, tão cheinhos

Passei minha mão por seu peitoral sentindo a maciez daquela região e não contive a vontade de levar a mão para sua coxa a apertando

Saí de meu transe ao sentir um empurrão no meu ombro nu

Olhei para frente e vi Jimin indo até o guarda-roupa procurando algo em um ato de desespero

Se virou enquanto abotoava uma camisa social larga que cobria até metade se suas coxas de mangas longas e após terminar me lançou um olhar de... Medo?

- Eu realmente esperava qualquer coisa de você... Menos me tocar enquanto eu dormia. - notei que falava bem sério e Suspirei levando uma das minhas mãos aos meus olhos os esfregando

- Não ouviu o que eu disse ontem?

- Eu não te provoquei Jeon! - levantou seu tom de voz e até me assustei por ele ter me chamado de Jeon, nem sequer no primeiro dia que nos vimos ele havia me chamado assim - Eu...

- Desculpe. eu realmente não queria ter esses tipos de pensamentos com você que nem sequer queria estar aqui hoje

- T-tudo bem, mas... Prometa-me não fazer mais isso por favor - estendeu sua mão e notei a mesma estar tremendo, a apertei em símbolo de promessa e ele sorriu pequeno - Não beba mais

- Eu não bebo Jimin, estava perfeitamente sóbrio ontem assim como estou agora - falei com o cenho franzido

- E-então... O-o que disse ontem foi... Verdade? - Notei ele massageando suas próprias mãos em sinal de nervosismo e ao olhar para o seu rosto estava vermelho

É uma cena fofa? Muito, Meu Deus, ele é muito fofo

- Você não sabe o quão bonito acho que você é, E se me permite dizer, da cabeça aos pés, Voce tem um corpo muito bonito também, posso dizer até que dei sorte em ter me casado com você, é um menino muito bom. - Jimin havia virado uma estátua, ri de leve e o olhei novamente - Desculpe te encher de elogios assim, eu queria ter te falado isso desde que nos conhecemos no cartório - Jimin sorriu e assentiu antes de se virar e ir para o banheiro

Tive que notar suas coxas tão lindas, Até com uma simples camisa larga ele fica incrivelmente bonito

Suspirei aliviado deitando Minha cabeça no travesseiro

Por um momento eu achei que iria ter um conflito dos grandes com Jimin, e isso é a última coisa que quero no mundo

Mas diz Jungkook, você precisava encher o garoto de elogios?! Achei que ele iria explodir de vergonha

Me levantei indo até o banheiro e bati três vezes antes de entrar

- Posso entrar? - Perguntei após três batidas e abri levemente a porta vendo o corpinho de Jimin - uau... - Saí de meu transe quando Jimin entrou na banheira e me permiti entrar no banheiro

Escovei meus dentes olhando pelo espelho Jimin se banhando, sua pele é tão branquinha...

- Você... - Sequei meu rosto e me virei pra si me apoiando na pia, Parece que Jimin se acostumou a me ver sem camisa, não fica mais com vergonha - Foi ver o seu professor ontem?

- Sim, ele queria perguntar quando vou voltar, ele queria que eu posasse nu pra ele me pintar - naquele momento engasguei com minha própria saliva - o que foi?

- Você não vai posar pra esse cara. mesmo sem ver a cara dele já vejo que é um safado

- Eu sei disso, ele é muito estranho, ele é meio que obsecado por mim

- Ele já tentou alguma coisa?! - Sem querer aumentei o tom de voz e Jimin me olhou assustado - T-tipo ele já... Tentou te tocar ou algo assim?

- B-bom, em um certo momento sim mas...

- O que!?

- Estávamos sozinhos, hoje me certifico de me encontrar com ele em lugares públicos - Me olhou com um cenho franzido - Aish... Está agindo estranho - Falou com a boca meio fechada e me recompus após ter jogado meus cabelos pra trás

Notei Jimin estar fazendo tentativas falhas de ensaboar suas costas e me aproximei lentamente o ajudando de forma um tanto... Repentina talvez?

Mas Jimin não protestou, e isso me deixou feliz, isso quer dizer que estamos nos tornando mais próximos!

- O-obrigado... - falou depois de um tempo e sorri me afastando

- De nada - Saí do banheiro e olhei para a cama que estava com os lençóis bagunçados

Saí de meu transe ao ouvir o som da campainha invadir meus ouvidos

Ao abrir a porta meu corpo foi empurrado contra a parede e suspirei ao notar que era minha mãe e minha sogra que haviam entrado me empurrando e antes que eu fechasse a porta novamente uns cinco homens de uniformes entraram carregando maletas e caixas

- O que estão fazendo? - Perguntei usando meu tom de altoridade e notei chamar atenção de uma das duas, no caso, minha mãe

- Filho, vamos instalar câmeras pela casa, desculpe mas precisamos saber como é a vida de casados de vocês dois

- Por que?!

- Somos mulheres - Deu os ombros e se virou começando a dar orientações para os homens enquanto me deixou ali com os olhos arregalados e com os braços pra cima

- Se o Jimin saber disso ele vai embora daqui e se instalar em um hotel! Eu sei disso!

- Mas! - Olhei pra ela assustado - você - encostou no meu peito nu - não vai contar nada pra ele né? Vai querer que ele vá se instalar em um hotel ou... Na casa de um amigo? ou até mesmo... Na casa do amante? - Cerrei meus punhos e dentes encarando minha mãe com raiva

- O que está tentando fazer? Não é como se eu me importasse - tentei fingir que não ligava mas ter a informação que seu marido vai dormir com outra pessoa incomoda e muito

- Eu sei que se importa filho, Afinal você é meu filho, Reconheço exatamente quando está com ciume - Empurrei minha bochechas com a língua super incomodado por a informação de Jimin ter a possibilidade de ter um amante, sinto raiva!

- Acabaram?! - A senhora park perguntou e todos os homens assentiram como soldados - Ok, podem ir - ela veio até mim sorrindo e me curvei em forma de comprimento - Só não colocamos nos banheiros ok? Não se preocupe com o quarto, se sentirmos que estão para se pegarem vamos parar de assistir imediatamente - Suspirei derrotado

Iríamos ser vigiados o tempo todo? O que essas mulheres têm na cabeça?!

- Aliás, vejo que está tendo intimidade com meu filho, Acabaram de acordar? - Assenti - então... Dormiu exatamente como está agora? - assenti de novo e ela sorriu de canto - Sem camisa?

- Isso não quer dizer nada, passei a dormir assim quando Jimin se acostumou - As duas sorriram de forma maliciosa e Bufei sem paciência para aquilo

- Jungkookie, eu ouvi... - Olhei de imediato para Jimin que descia as escadas, Ele havia me chamado de Jungkookie! Que fofinho! - Omma? O que a senhora faz aqui? - perguntou sorrindo descendo as escadas mais de pressa

Usava uma calça jeans rasgada nos joelhos e uma blusa branca folgada por dentro da calça, notei também estar com uma blusa social preta nas mãos

Abraçou a senhora Park e se curvou de leve para minha mãe que insistiu em abraça-lo em forma de comprimento

- Ei, você está muito bonito - Comentou ao separar o abraço deixando Jimin um pouco sem graça pelo elogio

Agora que estou notando que elogios deixam ele assim facilmente

- Ainda não respondeu omma, O que estão fazendo aqui?

- Viemos saber sobre os votos do casamento - A senhora park Respondeu dando permissão para que eu e Jimin ficassemos estáticos - o casamento é depois de amanhã, já deviam ter feito isso

- Precisa mesmo dos votos? - Eu e Jimin nos entreolhamos pela fala ter sido em coro

- Sim, precisa, nós sabemos que é um casamento arranjado mas... - suspirou - Os que vão ao casamento não sabem, Precisam acreditar que vocês dois se amam - Falou e eu e Jimin suspiramos juntos relaxando nossos ombros

- Isso é mentir, não gosto disso - Falou e notei me entregar a camisa e logo a vesti

- Vocês não precisam falar que se amam, só digam as qualidades que gostam um no outro de forma carinhosa. - eu e Jimin assentimos, eu um pouco receoso

Depois de nos despedirmos das duas fomos preparar um café da manhã

Juntos

- Ei, use o avental - Falei para Jimin e ele deu um riso curto, o que soou arrogante aos meus olhos

- Não preciso disso - ao se virar puxei seu pulso com força fazendo com que nossos peitorais quase se batessem um contra o outro assim como nossos rostos

Coloquei o avental por seu pescoço e enquanto amarrava as cordas em sua cintura, pude notar o quão fina era a mesma e... A respiração calma de Jimin em meu pescoço, quase contra meu ouvido

- Você tem uma cintura bem fina

- Obrigado - Se afastou assim que terminei de dar o laço - mas não vai poder colocar os nos votos de casamento, nem de como eu sou "muito bonito" como me disse essa manhã - rimos - O que elas querem? Nos conhecemos a apenas cinco dias, não nos conhecemos tão bem e nenhum de nós dois temos "habilidade de poeta" - fez aspas com os dedos

- Eu sei... Que você gosta de cozinhar! - Falei como se eu fosse ganhar dez pontos na escola e Jimin riu da minha infantilidade

- Eu sei... Que você... Não transa desde os seus desenove anos - Senti minhas bochechas se esquentarem e Jimin parecia tentar conter o riso mas falhou no ato

- E-ei! Eu sei que...

- O que? O que mais você sabe sobre mim? - Sorriu de forma sapeca - Viu? Precisamos nos conhecer melhor - Falou enquanto cortava... uma Maçã?

Desde que conheci Jimin no cartório, Ele só come coisas saudáveis, ontem mesmo no restaurante foi o único dia que vi ele comendo fritura e carne de churrasco, está que mesmo sendo uma carne comum, ganhou muitos elogios de Jimin, como se ele não tivesse comido aquilo a muito tempo

- Eu gosto de desenhar porquê posso me expressar pelas pinturas, Fico bobo quando me elogiam e... O que mais? Ah, Eu não sou ciumento, me assusto facil, tenho certo medo de trovões, não ligo muito para o que visto, gosto quando as pessoas são gentis e... Acho que é só isso mesmo, ah e eu gosto de climas frios - sorriu

- Você já teve anorexia - Falei sério e Jimin me olhou sério é um tanto surpreso - Não ia me contar isso?

- E-eu ... I-isso não é tão... I-isso não seria útil... Para os votos - Desviou seu olhar para a maçã cortada em pequenas fatias - c-como soube? - Sua voz estava trêmula

- Sua mãe me contou, disse que se senti mal até hoje por ter tido aquela discussão com você - Falei com um tom carinhoso na voz

" - E-eu só queria protegê-lo, e... Acabei falando aquilo, que ninguém iria gostar dele se não ficasse com um corpo Bonito... Foi por impulso, eu... Realmente me arrependo, por minha culpa ele tem baixo estima até hoje "

- Não fique com raiva dela por ter contado, ela só estava me alertando para ser cuidadoso com você que... - Suspirei - É um menino sensível, mas Jimin, eu não entendo, ela também me mostrou fotos suas antigas e seu corpo era muito bonito, até mesmo mais bonito do que é hoje, Mas eu tô meio triste... Quando pretendia me contar por si mesmo? - Recebi seu silêncio em resposta - não ia me contar? Nem quando ficassemos mais íntimos? - Recebi seu silêncio novamente, suspirei sem paciência e bati na mesa notando ter assustado Jimin pelo mesmo ter soltado a faca no momento - Me responda.

- Pra que falar disso?! Foi uma época ruim pra mim! Não quero falar disso por favor - Ficou cabisbaixo e suspirei pousando minha mão em seus cabelos deixando um carinho ali e depois deixando minha mão em seu ombro- E-então sabendo disso, me encheu de elogios... Por pena?

- O que? Não. eu acordei... E-eu acordei querendo te tocar Jimin, Acho que qualquer um que dormisse ao seu lado iria te desejar dessa forma, porque você tem um corpo bonito - Eu sentia meu rosto esquentar e meu coração bater muito rápido, Eu nunca falei esse tipo de coisa pra alguém depois que completei minha idade adulta, me sinto um tarado

- Quando ela te contou?

- Antes de nós conhecermos, quando te vi no cartório eu tenho que confessar que fiquei surpreso, seus pais me disseram que você era muito bonito e eu dou de cara com a perfeição em pessoa - Jimin se encolheu e ficou desviando olhar várias vezes de foco - E você? Não me acha bonito nem nada disso? - Falei lhe arrancando um riso curto - Vai, eu sou bonitinho

- Voce... - me olhou com uma cara de pensativo e lancei um sorriso de canto - É bonitinho - Recuei um pouco quando se aproximou levando suas mãos ás minhas bochechas as apertando - e muito fofo

(..) a noite

Chegando do trabalho suspirei cansado e deixei meu corpo cair sobre o sofá

Olhando de canto pude notar Jimin descendo as escadas e ele estava... Muito arrumado

- Vai aonde? - perguntei me sentando no sofá e ele sorriu me olhando

- Visitar um amigo meu

- ah, aquele que veio aqui em casa?

- Não - arregalei meus olhos - é outro que está me ensinando a desenhar no computador, sou bom com o lápis mas não muito com o mouse - Riu de seu próprio comentário mas continuei sério, oras porque?

- Quero conhecer esse seu amigo.

- Hã? Por que?

Porque minha consciência tem a necessidade de conhecer qualquer pessoa que se aproxime de você talvez

- Por algum motivo, estou com vontade de conhecê-lo - falei me levantando e ficando a sua frente

- Tsc, já sei - Recuei um pouco quando ele apontou em meu peito com um sorriso de canto, o que ele já sabia? - Quer fazer amizade com pessoas mais jovens

- O que?

- Ou... Você quer saber mais sobre mim por outra pessoa mas... Não. vai. funcionar. - falou as últimas palavras separadas cada um com uma pontada de seu dedo indicador no meu peito - conheço esse cara só a alguns dias, e... Ele é mais velho, acho que um ano mais velho que você.

- Isso não me impede de nada, vamos, é bom que eu te levo de carro - Falei pegando meu casaco o vestindo enquanto ia até a porta, ouço a risadinha de Jimin atrás de mim e sorri de canto - Vamos!

- Sim senhor! - Brincou me fazendo rir - Podemos fazer alguma coisa até chegarmos? Tipo... Um jogo! - falou sorrindo entrando no carro após eu abrir a porta pra si

- Que coisa infantil - falei enquanto colocava meu cinto de segurança, respirei fundo impaciente e me curvei para colocar o cinto no Jimin - Sempre use o cinto de segurança, ele salva vidas

- Ah claro, Como se você fosse um homem descuidado e irresponsável - Falou em ironia me fazendo sorrir - e fazer um Jogo enquanto anda de carro não é infantil, só é melhor do que ficar no celular - Deu os ombros e comecei dirigir, vejo ele me entregar um papel e ali estava o endereço

- está bem, que jogo?

- Deixe-me ver - Ficou olhando para o ar - Já sei, anteriormente É um jogo legal, perde com quem fica chocado com que o outro fez anteriormente em aproximadamente a dois dias

- ok...

- Eu começo - Ele pensou e sorri vendo seu reflexo no espelho, parecia estar usando maquiagem - anteriormente Eu... Não fiz nada

- Oh, estou chocado - pousei minha mão sobre meu peito fingindo estar chocado - Ok, anteriormente, naquele dia que eu ia tomar banho no box e você ficou envergonhado, enquanto você secava suas pernas com a outra toalha enquanto o roupão cobria seu corpo...

- uau, q-que explicação detalhada, já pensou em ser escritor? - ri de leve

- Enfim, enquanto você se secava com a toalha eu secava suas pernas com meus olhos, Tem pernas incrivelmente bonitas para um homem - Paramos em um sinal e olhei para o rosto de Jimin que tinha um avermelhado nas bochechas - O que foi? Você está bem?

- essa confissão foi desnecessária, minha vez - Respirou fundo e eu ri - antes, eu... Fiz um desenho seu - O olhei com meus olhos arregalados - O que? Você é bonito, eu só queria que esse desenho estivesse comigo pra mim finalizar, não sei o que houve com ele - Jimin parecia inconformado

Voltei a dirigir pensando na minha próxima confissão

- Anteriormente, eu roubei o seu desenho

- Ha! Eu sabia, seu ladrão de desenhos - Uma reação totalmente inesperada de Jimin - trate de me devolver

- Por que? É importante pra você?

- Poxa! Foi difícil de fazer. - Ri de leve

Aquilo era um elogio, Tudo que se é difícil de desenhar é bonito - e por que quer ficar com ele? É importante pra você?

Ao parar o carro nossos olhares se cruzaram

- Chegamos. - falei e ele olhou pela janela do carro para a casa do seu amigo

Era uma moradia bem simples mas dava um ar de elegância pela organização, A sala tinha uma iluminação branca, um sofá cinza, uma mesa de centro de vidro e uma teve de mais ou menos 38 polegadas ao meu ver

- Jiminnie! - a voz que se fez presente atraiu nossos olhares para a escada - Que bom que veio, mas... E seu companheiro quem é? - Por que ele tinha uma Áurea tão... Diferente?

Apenas a uns dois menor que eu e maior que Jimin, tinha seus cabelos loiros partidos ao meio, Pele pálida e olhos sem amostrar a pálpebra, trajava um terno com uma camisa social por baixo e aqueles óculos o completavam seu estilo de... Psicopata enquanto carregava uma taça de vinho em sua mão direita

- Yoongi, Esse é o Jungkook, meu... Marido - Completou a frase com um riso tímido

O silêncio predominou na sala me dando um certo nervosismo

O som de seu sapato contra a escada de madeira era presente e ao terminar de descer as escadas se aproximou ficando na minha frente

- Ora, ora, Jeon Jungkook, 28 anos, Empresário rico e... Algemou um garoto de 19 anos a si com um casamento arranjado - Arregalei meus olhos não só pelas informações que ele soube apenas olhando pra mim mas também pelo modo que se referiu ao meu casamento com Jimin, esse homem é muito estranho - Homens como você me dão nojo

- hã?

- Yoongi! - Ouço Jimin o repreender

- Sabe o que eu faço com safados como você?

- Yoongi! - A voz de Jimin se ecoou em meus ouvidos quando... Vinho foi derramado em minha cabeça enquanto o olhar frio de Yoongi focava em meu rosto

Quem é esse homem?


Notas Finais


💜💜💜


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...