História Somos um segredo - Capítulo 8


Escrita por:

Postado
Categorias Apink, SHINee
Personagens Jinki Lee (Onew), Jonghyun Kim, Jung Eun-ji, KiBum "Key" Kim, Kim Nam-joo, Minho Choi, Oh Ha-young, Park Cho-rong, Personagens Originais, Son Na-eun, Taemin Lee, Yoon Bo-mi
Tags Apink, Drama, Exo, Gravidez, Idols, Naeun, Romance, Shinee, Taemin, Taeun
Visualizações 25
Palavras 1.058
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Hentai, Romance e Novela, Shoujo (Romântico)
Avisos: Adultério, Álcool, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 8 - Jongin-ssi


Fanfic / Fanfiction Somos um segredo - Capítulo 8 - Jongin-ssi

Depois de uma cansativa semana de promoções, Naeun finalmente estava em casa. Taehyun estava mais espertinho e até mesmo era capaz de pular de seu berço. 
Sua mãe aproveitou a vinda da filha para passar o final de semana na praia com seu marido. Naeun não quis ir, já incomodava demais seus pais os fazendo cuidar de seu filho, os dois mereciam um momento a sós. 
Não passava das duas da tarde quando ela arrumou seu filho e o levou para passear. 
Naquele horário haviam poucas pessoas na pracinha do condomínio de seus pais.

-Está fazendo frio hoje não é bebê? Eu deveria ter te agasalhado mais? Sem problemas, a omma vai te abraçar forte.

Dizia ela enquanto caminhava pela pracinha com seu bebê. 
Algumas crianças brincavam do outro lado, no parquinho. 
Naeun sorriu ao imaginar Taehyun correndo ali, daqui a alguns anos.

-Vamos sentar?

O bebê estava agitado olhando para os lados como se entendesse as coisas ao seu redor, tudo lhe era novidade.
Naeun sentou-se em um banco e fico um tempo olhando as crianças brincavam no parque até que alguém sentou-se ao seu lado.

-Jongin-ssi...

Disse surpresa ao vê-lo ali.
Kai por sua vez, estava saindo da casa de sua tia quando viu aquela garota extremamente igual a Naeun, com um bebê nos braços. 

-Não é perigoso expor o bebê em um lugar público? 

Suas expressões eram de preocupado e Naeun sorriu agradecida pela preocupação. 

-Meus pais pagam uma taxa alta para que jornalistas e repórteres não entrem aqui.

Kai desviou sua atenção para o bebê, parecia muito com Taemin, mas ele não queria pensar em Taemin no momento não estavam nada bem.

-Mas o que faz aqui?

Perguntou Naeun o olhando. 

-Minha tia mora aqui, estava saindo de sua casa quando vi você e o bebê aqui.

-Ah.

Os dois ficaram em silêncio por alguns minutos, Kai estava estupidamente nervoso.
Queria ter assuntos em comum com Naeun, mas mal a conhecia e não sabia do que falar.
Já Naeun estava tranquila, gostava da companhia de Jongin, desde antes de serem próximos ele sempre foi gentil e até a ajudou.

-Você está bem? 

Novamente Naeun o olhou, dessa vez Kai manteve seus olhos nela também. 

-Cansada dos shows, mas muito bem.

Mentirosa.

-Fiquei sabendo do que aconteceu na última quarta. 

Naeun desviou sua atenção para a manta que cobria seu filho enquanto ouvia Jongin falar sobre o desagradável acontecimento.

-E eu sei que você só deu aquele tapa na Krystal porque ela mereceu.

Surpresa Naeun olhou para ele. 

-Eu conheço muito bem aquela garota, você deve ter cuidado com ela Naeun.

E de repente lembrou de como Taemin ficou do lado dela, a defendeu e nem quis saber da outra versão da história. Acreditou de primeira no que Krystal disse.

-Contanto que não chegue perto do meu filho. 

Apertou o bebê em sua braços e Jongin assentiu.
Naeun continuava triste por tudo o que Taemin vinha fazendo, mas não iria pensar em mais ninguém além do seu filho.

-Foi bom vê-la Naeun, até logo.

Jongin levantou-se e ela fez o mesmo.

-Até logo.

Naeun viu Jongin sair até seu carro e voltou para casa, já era hora do bebê comer.

 

 

Depois de jantar sozinha, até os empregados haviam sido dispensados, ela deitou na cama com seu bebê que agora estava dormindo. 
Naeun gostava de olhá-lo, fotografar mentalmente cada traço único do seu pequeno corpo,  seu filho era perfeito e em momento nenhum se arrependeu de tudo que fez.

 

 

Deveria ser mais de meia noite quando seu celular começou a tocar.
Assustada Naeun levantou para atendê-lo e viu que era Taemin na chamada. 

-Alô? 

Disse ainda tentando abrir os olhos. 

-Onde está Taehyun? 

Imediatamente olhou para sua cama onde o bebê ainda dormia.

-Aqui comigo, porque?

-Nada. Boa noite. 

Ele desligou e Naeun nem pensou sobre aquilo, apenas voltou a dormir. 

 

 


No dormitório de SHINee...

-E então? 

Perguntou Kibum se pondo ao seu lado no sofá. 

-Ela tinha voz de sono, devo ter acordado ela.

Mas ainda assim estava empurrado. Key percebeu. 

-Mas meu querido, você não tem que ficar chateado se de qualquer modo ela estiver vendo outro homem. 

Taemin lhe lançou um olhar feio e apertou a almofada que estava em suas pernas.

-Naeun não está vendo outro!

Diz tentando se convencer. 

Minho ainda lia o artigo da revista que dizia com toda certeza que Son Naeun tinha um namorado secreto.

-Uma vez que não estão mais juntos você não tem como saber quem está ou não com ela.

Provoca o Choi.

-Ela estava em casa.

Repete. 
Key revira os olhos e Taemin o olha esperando que fale o que está pensando.

-E se por acaso o tal cara estivesse com ela?

-Dormindo? Você acha que Naeun, a minha Naeun está dormindo com um cara?

Era meio ridículo, mas Taemin estava surpreso. 

-Você acha que ela vai virar santa ou o que?

Taemin não disse nada, Kibum sabia que não era de sua conta, mas perguntou se Eunji sabia de algo e sabendo que era para dizer dizer a Taemin resolveu fazer suspense e não dizer que sim e nem que não. 


-Vamos dormir.

Diz Key após verificar o celular. 

-Dormir? Sem chance, eu vou sair com a Sulli.

Diz Minho animado. 
Taemin ignora suas brincadeiras e vai para seu quarto.


No dia seguinte logo pela manhã decidiu ir até a casa dos pais de Naeun.
Estacionou o carro em baixo da uma árvore e seguiu a pé até o portão. 
Ouviu duas senhoras conversarem na calçada ao lado.

-Esse é o pai da criança? 

Disse uma delas.

-Não, o pai deve ser o que veio ontem.

O que veio ontem?
Então realmente havia um homem vendo Naeun?

Não quis pensar sobre aquilo, Minho e Key tinham razão e ele não podia cobrar nada dela.

 

-Chegou cedo.

Diz Naeun ao abrir a porta.

-Quero aproveitar com meu filho.

Taemin pega o bebê que estava no carrinho e o beija.
Prometeu não tocar no assunto, não consegui e assim que Naeun fechou a porta lhe perguntou.

-Quem era o cara que estava com você ontem, Naeun?

Ela pensou um pouco. Não havia cara nenhum, mas então lembrou de Jongin.

-Encontrei seu amigo por acaso no parque.

Deu de ombros e seguiu para cozinha.
Taemin foi atrás. 

-Meu amigo? Que amigo?

-Jongin-ssi. 

Kai, era sempre ele.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...