História Sonadow Boom! - Capítulo 8


Escrita por:


Notas do Autor


Voltei com mais um cap!
Espero que gostem e
Me desculpem qualquer erro!
Boa leitura ~

Capítulo 8 - O Desastre


Sonadow Boom!


Capítulo 8 : O Desastre


Estavam agora no quarto mês e Sonic percebeu coisas estranhas ultimamente. Sua barriga em pouco tempo estava um pouco mais acentuada, maior do que deveria. Isto criou suspeitas mas não decidiu ficar com isso na cabeça.

Shadow estava fora por causa da GUN mas as coisas entre eles estavam tranquilas. Sentia falta sim, mas sempre imaginava que quando seu bebê nascesse eles iriam ficar juntos durante seis meses diretos, sorria com isso.

Naquele momento estava curtindo o Sol junto à Amy na praia, enquanto isso ouvia Tails com suas máquinas e com ajuda de Knuckles e Sticks estavam finalizando a casa. A raposa falou ao casal que a casa estaria pronta no sétimo mês, mas o que faltava nela mesmo eram os móveis. Shadow até brincou dizendo que pegaria várias folgas possíveis para ajudar o azulado a comprar as coisas e selecionar.

Todos achavam que Sonic não iria resistir ficar quieto por muito tempo, mas na verdade, talvez os instintos maternos estejam bem apurados. Seus dias eram tranquilos e ele conseguiu se acostumar com tudo. Fazia várias práticas durante o dia, teve costume de arrumar a casa e acordar cedo. Percebeu que com isso tinha mais tempo de jogar. Shadow fez questão de lhe comprar um console e jogos novos para se divertir.

Enquanto isso, Shadow estava com Rouge e Ômega investigando um local que tinha avistamentos suspeitos de certo robô.

Ao chegarem na casa, estava toda bagunçada e vários eletrônicos jogados pelos lados.

- Hm! Não parece ter nada por aqui. – Rouge disse enquanto via algumas gavetas.

- Realmente. – Shadow olhou para máquinas destruídas. – Mas vamos confiscar. Parece que não tem nenhuma autorização para produzir máquinas e o barulho está incomodando os moradores locais.

- Realmente. – A morcega disse apenas.

Shadow suspirou. Só queria voltar para casa e ficar junto a Sonic.

Sonic observava o amigo finalizando uma parede que havia ali. Conseguia imaginar ter sua família ali, naquela casa.

Haviam parado para comer e relaxar nem que seja um pouco. Assim que todos terminaram, o azulado decidiu ir à varanda e apreciar a vista.

Enquanto fazia isso, se sentiu observado. Um arrepio soou em sua espinha. Olhou para os lados mas não viu nada.

Shadow suspirou pesadamente. O comandante o prendeu no trabalho, só iria voltar depois das 18h. Queria matar aquele overlander.

Rouge riu sozinha enquanto via o ouriço ébano irritado em sua mesa. Ele mudou bastante desde que conheceu Sonic.

A morcega percebia isso apenas de ver. Quando conheceu Shadow, ele sempre estava sério, bravo e sutilmente insensível. Lembrava que uma das primeiras missões com o ouriço acabou com uma criança chorando apenas porque o mais velho não tinha paciência para elas.

Ria bastante com a falta de prática e tato para se comunicar e acalmar a mesma. Rouge era maliciosa mas não tinha problemas com crianças.

Parou seus pensamentos quando o ouriço ébano a chamou para tomar café. Ora, já estavam na hora de uma pausa!


Eggman fazia alguns preparativos para capturar Sonic. Devem estar se perguntando o que o homem faria com o ouriço grávido...Simples, sequestraria o filho de seu inimigo. Era um parceiro incomparável. Possuía um pouco de Shadow e Sonic em si. Era o melhor plano! Iria irritar Shadow? Iria, mas havia um plano infalível para esconder ele e as crianças.

- Doutor, tem certeza disso? – Cubot pergunta inocentemente enquanto limpava o chão.

- É claro! É infalível! Eles vão ver! Vou criar meu grande império Eggman! Hahaha!


Tails terminou seu trabalho. Estava quase, mas viu que a casa do seu amigo estava quase pronta. Olhou em volta e percebeu que o azulado não estava por perto.

- Ei Tails! – Amy se aproxima. – Você viu o Sonic?

- Ue, ele estava comigo mas agora que percebi ele sumiu...

- Talvez esteja na vila vamos! – A rosada teve um péssimo pressentimento, mas decidiu ignorar.

Ao chegarem na vila tudo estava tranquilo mas sem sinal de Sonic.

- Ei! Sticks, Knuckles! – Os dois viram a texugo e o equidna comendo sorvete.

- Fala ae!

- Vocês viram o Sonic?

- Não estava com vocês? – Sticks perguntou com a cabeça pendendo um pouco para o lado.

- Bem não, parece até que sumiu.

- Ele deve ter ido para casa do Shadow. Vamos! – O equidna se levantou terminando seu sorvete.

Mas ao chegarem na casa, tudo estava vazio e além disso, a porta estava trancada.

- Mas onde será que ele foi? – Amy encarava tudo com nervosismo. Aquele sentimento apareceu de novo.

- Esperem, vou usar o localizador do meu pulso e-

Antes que terminasse de falar, um sinal começou a apitar alto de seu pulso.

- Ei é o Sonic!

Os amigos correram o mais rápido para aquela coordenada.

Ao se aproximarem cada vez mais ao local, Tails viu que seu localizador parou de apitar. Ao chegarem, virão uma grande bagunça de máquinas e uma cabana abandonada. Parece que na verdade, alguém... Sequestrou Sonic?

- Ah não!

- O Shadow vai ficar puto com a gente!

- Esperem! – Tails disse. – Vamos ver e procurar por ele! Não vamos nos desesperar!

Assim os quatros correram em todos os cantos possíveis para achar o companheiro.

Havia ficado de noite e nem sinal de Sonic. Não sabiam o que fazer, onde será que o azulado foi?

Viram Shadow se aproximando da casa em construção... O que iriam falar para ele?

- Ei, Sonic não está em casa, ele está aí com vocês?

- Shadow...- Tails começou. – O Sonic...

- O que? – Ouriço negro olhou com os olhos arregalados.

- Ele... Sumiu...


Sonic acordou meio atordoado. Se lembrava mais ou menos do que houve. Estava se afastando da sua casa e começou a andar pela praia. Escutou um barulho vindo do mato e instintivamente se aproximou. Foi aí que sentiu uma pancada em sua cabeça e simplesmente adormeceu.

Quando seus olhos se acostumaram com as coisas aos arredores, percebeu que estavam num quarto simples. Havia uma escrivaninha cheia de livros, uma única janela, duas portas – provavelmente uma delas levava ao corredor e a outra banheiro. – e viu que estava deitado na cama.

Quando conseguiu se sentar, viu que havia uma corrente em um de seus tornozelos. Ele era diferenciado. Parecia que o mecanismo conseguia dar choque.

Quando a porta abriu, viu a criatura que menos viria :

- Metal, Sonic?

- É, sou eu.- Sua voz metálica soou como uma música robótica sombria.

- O-onde estou?

- Olhe por si mesmo.

Sonic percebeu que alcançava a vista da janela mesmo sentado na cama. Percebeu ao fundo da vista que existiam prédios enormes que nunca viu na vida.

Uma coisa que percebeu também era que o ar parecia mais seco e ruim de se respirar.

- Eu não sei o que você quer comigo mas... Shadow e os meus amigos vão me encontrar!

- Não conte com isso, eles nunca vão nos achar ouriço.

- Como tem certeza? Por que não vão nos achar?

  - Porque estamos em outra dimensão.


Notas Finais


Espero que tenham gostado!
Desculpe qualquer erro!
Até mais,
Bjs de Tidori!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...