1. Spirit Fanfics >
  2. Sonho ou Realidade ? >
  3. Capítulo Único - Paranormal !

História Sonho ou Realidade ? - Capítulo 1


Escrita por:


Notas do Autor


Oya oya Oya! Olha eu aqui com a primeira fic de Boku no Hero! Kkkskk se não estiver tão boa, desculpem-me, eu fiz tudo e sem chegar a revisar. ( meu cell é foda ) Mas desde ja peço desculpas pelos erros eventuais ao decorrer da história!

~ Boa Leitura!

Capítulo 1 - Capítulo Único - Paranormal !



Capítulo 1 - Paranormal ! 

Estava Uraraka Ochako uma estudante de medicina totalmente "derrotada" em sua pequena casa, estressada após um semestre cansativo da faculdade. Ela não sabia como iria aguentar mais um ano nesse curso, pois já tinha perdido as contas de quantas vezes pensou em desistir por puro esgotamento físico e mental. Mas a moça com os seus poucos mais de 26 anos era teimosa e com toda certeza passaria por aquilo, ela era determinada!

E uma das formas que a jovem procurava encontrar para relaxar em suas horas vagas, seria de ficar jogando aqueles joguinhos "bestas" ou um tanto juvenis que as adolescentes adoravam. Sim, isso mesmo, rs jogos de relacionamentos, na qual você se depara com inúmeras possibilidades de encontros e fantasias com os mais belos rostinhos 2D.

Uraraka jogava o tão aclamado " Castle of love", na qual se simulava paqueras e encontros com os príncipes modernos do "Reino de Silvia". Um reino onde 5 príncipes viviam em busca de um amor, que ao final tornaria-se sua princesa real. Era uma história clichê, mas mesmo sendo como é rs, Uraraka acabou por interessar-se no Príncipe III dos cabelos esverdeados e face gentil, o fato era que o terceiro príncipe do "Castle of love" era um sonho de namorado, hihi.

A jovem era bem romântica...então hora ou outra pegava-se sonhando acordada com o dia que poderia encontrar-se com um rapaz como Midoriya Izuku, seu príncipe virtual!

Adormecendo em cima de seus livros de fisiologia humana ela mais uma vez vai-se a sonhar com aquele que lhe tirava risos bobos e muitos momentos bons, ela estava sonhando com o príncipe de sua vida...Porém seu gatinho Saiki' a acorda, tentando chamar sua atenção, pois já era a hora do gatuno comer rs.

A Ochako acordava sentindo uma pontada de tristeza, afinal teria perdido a chance de ficar mais tempo sonhando com o seu amor do jogo. Ela levanta, coloca a comida de Saiki e volta para a sala, mas algo estala de repente em sua mente!

- Droga, esqueci as compras no mercado do Ukai! - Ela bate a mão na testa, desacreditando no que acabara de esquecer. - Aff, vou ter que ir agora mesmo lá. Espero que ele ainda não tenha fechado o mercado. Saiki fica aqui!

- Miau... - O gatinho mia à medida que mexia nas coisas de sua dona. -

- Não bagunçe, Saiki! Deixa eu ajeitar sua tiara. Pronto. - Ela tira a tiara de Saiki que fica irritado, mas ela não dá bola e logo preparava-se para sair. -

Com cara de sono e um cabelo um tanto desarrumado espertava-se para ir ao estabelecimento que ficava à 3 esquinas de sua pequena casinha. E lá vai a moça em plena 22:00 horas da noite buscar suas compras da semana de bicicleta! Uraraka pedalava e torcia pra que Ukai tivesse guardado sua coisas, ela era muito distraída e tinha que parar com isso.

Passando uns minutos notou algo muito estranho ao longo de todo o percurso. Não conseguia enxergar as ruas direito, tudo estava tão deserto e em sua volta as casas tinham sumido, ela literalmente estava sozinha diante aquelas ruas e nada mais existia ao seu derredor... Então de repente sentiu seus pelos eriçarem, calafrios subiram por seu corpo e um medo repentino a tomou, ao passo que não sabia se dava meia volta, ou continuava prosseguindo um caminho tão escuro e estreito.

- O que ta acontece-ndo, meu Deu-s?- Ela falava consigo mesma ja sentindo suas pernas cansarem, pois quanto mais ela pedalava, mais distante tudo ficava de si. A sensação era de que ela não saía do lugar!. -

Sonidos ecoavam calmamente, pareciam uma valsa aterrorizante no meio do nada e para o nada. A moça ja encontrava-se respirando desesperadamente com o coração acelerado, aquilo não parecia real, não parecia! Ela parou a bicicleta enquanto caminhava a pé olhando para os cantos, amemdrotada, chegou em frente à um portão gigantesco...onde continham escrituras marcadas como um aviso?

- Céus, como vim parar aqui ? Que lugar é esse? Aqui deveria ser o mercadinho do Ukai! - Ela começa a sentir um frio subir por suas pernas, enquanto sua boca ficava seca. - E-eu quero ir pra casa... - Murmurava já sentindo as lágrimas encherem-se em seus olhinhos. - Saiki... me salve, por favor...


Chamava por seu gatinho, até que uma mão toca-lhe sutilmente no ombro, o que a deixou totalmente paralisada. A pessoa era um pouco mais alta que si, até que o mesmo se pronuncia:

- Tudo bem, moça ? - Ele a olhava com uma feição preocupada. -

- A-a... - Uraraka tremia, não estava acreditando no que os seus olhos enxergavam! Como era possível??? Seu Deku, ali na sua frente! ELE ERA IRREAL! NÃO FAZIA SENTIDO. -

- Você está perdida ? Quer que eu lhe ajude em alguma coisa ? - O III filho dos Silvia parecia querer ajudá-la de fato. Era bondoso e gentil, diferentemente do seu irmão mais velho, o Príncipe Bakugou. -

E a valsa continuava à ecoar por todo ambiente, enquanto o príncipe a olhava confuso.

- Vo-você... você...

- Sim? Eu?

- Vo-cê...você é de um jogo, você não pode ser real, não mesmo! - Ela ia se afastando a medida que pensava em como sairia dali. -

- Jogo? Me desculpe, senhorita, mas não a compreendo. Eu vou chamar os meus outros irmãos talvez eles tenham alguma ideia do que a senhorita fale, um segundo. - Deku saira de sua frente retornando ao Castelo, enquanto Uraraka tentava sair dali o mais depressa possível, mas para o seu desespero a bicicleta não saiu um cm sequer do lugar!-

- Que mundo bizarro é esse???? - Ela já não sabia mais o que fazer. Quando deparou-se com os cinco príncipes de Castle of love! - Isso so pode ser um sonho, não é possível...

- Olá, senhorita, no que podemos ajuda-la ??? - Príncipe IV Kirishima lhe dirige a palavra de forma gentil. Enquanto o Príncipe II, Shoto lhe lançava um olhar neutro sem quaisquer feição de preocupação. O Príncipe I o mais irritadiço ja lhe coloca sobre pressão. -

- O que você quer, hein? - De príncipe so o título, porquê Bakugou parecia um Ogro. -

- Hey, how my lady, se estiveres precisando de algo pode falar com o Kaminari aqui, a sua total disposição. - O Príncipe Kaminari ja beijava sua mão como um verdadeiro lorde, so que um pouco mais energético. Uraraka corou ao deparar-se com todos em sua frente. Era como no jogo. -

- Ach-o...que eu estou alucinando... - Ela fala baixinho, ficando com a vista turva. Até cair nos braços de Midoriya que a chama pelo nome inúmeras vezes, mas sem retorno. Todos então decidem levá-la para o Castelo. -

- Senhorita, tomara que estejas bem... - Izuku proferia com tamanha preocupação ao carrega-la em seus braços ate a sala central do Castelo. Os outros irmãos o seguiam. Apenas ele, Kirishima e Kaminari pareciam preocupados com a situação da moça perdida. -

- Ela é tão linda...parece um bolinho - Kaminari diz, enquanto Bakugou ta irritado por trazerem uma forasteira pro castelo. -

- Bakugou-san, não sejas tão cruel. Ela está perdida, e com certeza com medo. - Izuku chama sua atenção a medida que a colocava no sofá gentilmente. Ela parecia uma boneca de tão linda e delicada. -

- O problema não é meu!

- Você é um saco, Bakugou, tsc. - Shoto diz ao cruzar os braços. -

- Cala boca, seu merda!

- Ah, meu Deus, aonde eu estou? - Uraraka acordava sentindo sua cabeça dar voltas e mais voltas. Quando finalmente se dar conta de que estava dentro do Castelo dos príncipes, abriu os olhos espantada. -

- Vocês não podem ser reais... por favor eu quero ir pra casa... - Ela murmurava ja querendo sair correndo dali. -

- Senhorita... - Deku a olha sem saber o que falar ou fazer. Estavas entristecido por ver uma moça tão angustiada. -

- De-deku-kun... - Ela parecia não se ligar ainda de que o namorado virtual dela do jogo de romances estava ali...bem na sua frente. Sua face se torna rubra a medida que todos os meninos ( com a exceção de Midoriya) somem. -

- Então...aqui é como no jogo?

- Eu não faço ideia... nãos lembras como viestes parar aqui ? - Ele pergunta sentando ao seu lado calmamente. -

- Nã-o não...sei, eu só estava querendo ir no mercado do Ukai pra pegar minhas compras que tinha esquecido. - Ela diz tentando entender tudo o que se passava, mas não havia nada de bizarro. -

- Mercado do Ukai ? - Ele indagou confuso.-

- Simmm! Eu estava indo pra la de bicicleta! E Bum! Eu vi você, né, então estou aqui...e caramba isso não faz o menor sentido! - Ela diz expressando-se com as mãos, deixando Midoriya risonho. Ela era divertida, pensou ele. -

- Certo, senhorita rs, mil perdões, mas eu não entendo o que se passa. Realmente queria lhe ajudar mais... - Ele diz coçando a nuca sem graça. E aquilo pra Uraraka foi algo tão bonitinho de se ver. Ela tinha que admitir que apesar de impossível e mais louco que fosse...estava gostando da presença do príncipe de seus sonhos.-

- Que belo... - Uraraka se perdera na face angelical do homem. Ele apenas sorria para si. E se antes ela estava morrendo de medo, agora com toda certeza não sentia-se mais em perigo, não era como se quisesse fugir dele. E ela não queria. -

- Queres dar uma volta no jardim ? Pra espairecer um pouco, quem sabe a senhorita lembres de algo. E nessa noite as flores da lua irão florescer! - ele diz animado, levantando-se e em sequência estendendo sua mão para a moça que já sorria abobalhada. Ela era apaixonada naquele jeito cavalheiro e fofo de Izuku, não tinha como negar qualquer coisa a ele. Rs. -

- Vamos, Deku-kun... - Ela diz timidamente, ao colocar sua mão sobre a do homem que corava um pouco. -

E por muitos minutos Uraraka parecia estar vivendo em um conto de fadas. Era tão incrível e maravilhoso sentir o perfume marcante do príncipe perto de si, suas mãos macias e gentis e seu sorriso perfeito que fazia seu coração palpitar intensamente. Era tudo muito mágico, ela sabia que ele viera de um jogo...talvez estivesse ficando louca ou morrido...

Eles dançavam uma valsa à luz do luar, mesmo ela sendo um pouco desengonçada... Izuku a conduziu perfeitamente. Ele a entregou as flores da Lua, na qual uma o príncipe fizera questão de colocar atras de sua orelha. Ela era sua princesa, e ele ja sabia disso a muito tempo.

Pareciam inertes ao mundo...à tudo que não estivesse ligados aos dois. Uraraka sorria ao brincar de pega-pega no labirinto do Jardim, pedindo aos céus que aquele sonho não chegasse ao fim.

Ela não entendia como um ser irreal, um personagem poderia transformar-se real diante à seus olhos. O que era vida afinal? Sonho? Realidade ? Ela estava vivendo em uma confusão, mas ao mesmo tempo aproveitando a irrealidade que tornou-se realidade, mesmo que por um curto período de tempo.

- Vo-cê...nem parece real ... - Ela sussurra ao descansar a cabeça no peito de seu amado. Ele a abraçava enquanto a ouvia com toda paciência e calma do mundo. -

- O que seria a realidade... querida? - Ele diz sorrindo, a medida que dava um beijinho no topo de sua cabeça. -

- Um mundo na qual você não existe...- Susurra sem ao mesmo pensar duas vezes. Ela parecia um tanto triste. -

- Eu estou aqui...olhe, rs. - Ele levanta seu queixo gentilmente a fazendo olhar para si. As orbes esverdeadas encontraram-se com as amendoadas e as coisas pareciam fazer mais sentido. Ela sorriu entendendo tudo. -

- Eu te amo em qualquer realidade...- Ela o abraçava forte, sentindo-se feliz. Ele era de verdade, não era mentira. -

- Prometo-te que também a amarei em qualquer realidade existente... - Ele diz beijando suas mãos. Era tão confortante ouvir aquilo. -

Até que uma luz muito forte os atinge e Uraraka sente seu mundo desabar na velocidade da luz?

Ziiiim m m m m..... . . . . .

- IZUKUUUUUU !!! - Ela gritara seu nome , enquanto caía em um abismo sem fim...-

Uraraka parecia estar fazendo uma viagem dimensional sem nem mesmo saber como. Ela já não tinha mais consciência, seu corpo apenas fora puxado pela gravidade de algum outro corpo cósmico... Era como se estivesse sendo sugada por algum tipo de "buraco de minhoca" enquanto permanecia desmaiada...No entanto alguma coisa parecia lhe acompanhar nessa jornada!

Que? Como assim... Saiki estava a carregando no colo! Mas ele não era o seu gatinho de estimação ?


" Minutos atrás...antes da Uraraka sair de sua casa para ir ao mercado do Ukai... "

"- Miau... - O gatinho mia à medida que mexia nas coisas de sua dona. -"

"- Não bagunçe, Saiki! Deixa eu ajeitar sua tiara. Pronto. - Ela tira a tiara de Saiki que fica irritado, mas ela não dá bola e logo preparava-se para sair. -" 

" - Fudeu. - Saiki seu gatinho paranormal estava sem sua tiara e agora seus poderes estavam saindo de seu controle.- "


"Seu poder estava passando dos limites, ele rapidamente recolocada sua tiara que limitava seus poderes, depois o mesmo utilizou-se de velocidade da luz para conter uma tempestade de raios que começou a cair pela cidade. Usou seu controle mental para mandar mensagens de alerta para todos ficarem nas suas casas e qualquer ferimento que estivessem seria prontamente curado. E antes do caos assolar o lugar, Uraraka ja estava em outra dimensão, visto que isso fora resultado das somatórias dos poderes descontrolados de Saiki, seu gatinho paranormal."

E a dimensão que Uraraka fora teria sido de seu último sonho! Sim, isso mesmo a dimensão de Castle of Love! O gatinho teve que esperar um pouco ate conseguir resgatar sua dona daquela dimensão, pois se ela continuasse ali iria ser destruída como se fosse de fato parte de um jogo fictício . Mas de volta a sua realidade e seu mundo o gatuno encontrava-se esgotado, havia usado de mais seus poderes, mas finalmente tinha concertado tudo e Uraraka estava em casa... desacordada no sofá achando que ficou sonhando esse tempo todo.

" - yare yare, que dor de cabeça. " - Saiki pensa ao se jogar no chão perto dos pés de Uraraka. -

- A-ai ... minha cabeçazz...- Uraraka estava zonza sentindo seu corpo enfraquecido. -

" - Vou fingir que to dormindo...- Saiki pensa ao fechar os olhos. - "

- Como ? Com-o assim? Foi um sonho? Mas... Mas eu tava indo pro mercado do Ukai e ... Que? - Ela parecia estar embebada, não entendia porra nenhuma. -

Levantou-se cambaleando ate a cozinha pra tomar um copo d'água. Suspirou ao notar que tudo não passou de um sonho.. Mas algo estava estranho, ela sentia isso.

"- Não tem nada de estranho. Va dormir.- Saiki pensa ao olhar pra sua dona."

- Saiki! E as compras que eu fiz mais cedo? - Ela se pergunta ao passo que constatava que não estava louca. Ela havia ido sim ao mercado do Ukai. -


" - yare yare...mais problemas. "



Notas Finais


~ er kKKKkKK foi isso kkk não sei se ficou bom, mas okay! Obg a todos que chegaram até aqui! E me desculpem mais uma vez por qualquer erro...rss

> E só quem manja dos poderes de Saiki sabe o quanto ele é poderoso hahaha e nessa fic ele é só um gatinho muito fofo e paranormal:3

Bjs de cerejaaa🌸


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...