1. Spirit Fanfics >
  2. Sonic Smile Tale >
  3. A Princesa e o Monstro, Confronto no Mercado Central

História Sonic Smile Tale - Capítulo 5


Escrita por:


Notas do Autor


Gente , tudo bom ?
Ai tem até o desenho de capa , foi o Kami que fez . O cara manja demais, credo
O pai tá on-line

Capítulo 5 - A Princesa e o Monstro, Confronto no Mercado Central


Fanfic / Fanfiction Sonic Smile Tale - Capítulo 5 - A Princesa e o Monstro, Confronto no Mercado Central

   (*****Jax*****)

Após vencermos os porcos tomamos sua casa e seu território , acolhemos quem quis servi a mim junto aos outros e as coisas se esgotaram por um tempo. Desci as escadas até a entrada e olhando em volta eu percebi que tudo em volta de mim tinha livros em cima , cadeiras , mesas , estantes e até no chão. Jackie me disse uma vez o que era um livro ," um monte de informações" foi o que ela disse, conhecimento comprimido em um masso de papel , isso como tudo nesse mundo atiçou minha curiosidade.

Caminhando entre as estantes e entre os livros , a maior estante da casa estava bem lá para o fundo , empoeirada e esquecida, como se não tivesse recebido atenção alguma. Mais do que querer conhecer algo que é adorado também queria saber por que algo era esquecido , e chegando perto eu vi , escrito em uma fita , " filosofia" , e vi que dessa estante isolada vinha todas as outras depois dela, " física" , " química", " biologia " , "geografia" e assim por diante.
- interessante - pensei , puxando um livro da estante, o primeiro livro da primeira fileira - então ok conhecimento- me sentei no chão de frente a estante- me mostre o que você tem a oferecer - foi o que eu disse , mal sabia eu.

Horas e horas se passaram , estava tão imerso em meus pensamentos e na leitura que mal notei o que acontecia em minha volta , voltei a si quando a raposa que junto aos lobos servia mim caiu em cima de mim , cruzando seus braços por cima dos meus ombros.
- Jax - a voz dela pareceu baixa e lenta - tá fazendo o que ? - ainda espreitava por ela estar tão próxima assim , ainda com os braços em volta do meu pescoço- lendo livros ? Você ?
- sim ,por que ? - já tinha lido mais de 5 livros nessas poucas horas em que fiquei sentado , e ainda enquanto ela falava eu ainda lia
- bom , eu não achei que você seria do tipo que lê livro. Tipo você é grande e forte- ela passou levemente as mãos pelos meus braços - e violento desse jeito. - ela passou a mãos pelo meu peito, acariciando minha cicatriz
- entendo- falei e ela puxou meu rosto pelo queixo e não sei bem por que ela encostou os lábios dela nos meus , por instinto eu afastei o rosto dela e a olhei perguntando o que ela fez. - o que foi isso?
- o que? - ela foi me puxando de novo e novamente encostando seus lábios nos meus. Me lembrei que quando era mais jovem , as mulheres do exército rebelde faziam essas coisa comigo em troca de comida , mais não entendi o por que dela fazer isso logo agora - você não gosta ? - puxou minha cabeça para perto e passou a língua por dentro da minha boca e se sentou no meu colo ficando de frente para mim e continuou, e a afastei segurando ela pelos ombros
- como se acham isso ? - perguntei
- como é que é?
- tenho quase certeza que isso tem nome aqui, as mulheres do exército chamavam de "brincar" como chama aqui ? - ela suspirou com uma risada frouxa
- se chama beijar Jax. É o que...- ela aliava meu rosto e o meu peito enquanto falava- um homem e uma mulher fazem quando se encontram- falava de maneira mansa e afável, passando bem de leve a mão na cicatriz do meu olho.-vai me contar como conseguiu essa cicatriz?
- não.
- Aowwn - ela se sentou para trás e fez um beiço com a boca
- eu não me lembro de como consegui essa cicatriz no meu olho , não me recordo de nada até certo ponto... na minha cabeça. - ela foi chegando mais perto , e mais perto e abraçou meu corpo juntando as mãos atrás de mim aproximou o rosto de mim
- Jax , lembrar do que eu te disse sobre o Kairô?
- sim eu me lembro .- havia dito que melhor seria conquistar essa terra de pouco a pouco que isso chamará a atenção dele e ele vai vir até mim.
- então , perto da estação de Trem tem um grupo , de ursos, ele são um MotorClube chamado Bearbest , ele são conhecidos por serem transportadores de armas para o Kairô, se você acabar com a raça deles- ela me puxou para perto, colou o corpo no meu e sorriu para mim dizendo - eles vão vir até você.
O que ela disse era interessante , fazia sentindo nessa tática de guerra de maneira mais palpável para um lugar mais pacífico, porém era um bom plano.
- concordo. Qual o seu nome ?
- Fiona meu Rei- disse me olhando bem nos olhos e com um sorriso no rosto.
- Fiona. Sim , Fiona.
Quando virei meu rosto ela me virou de volta para o outro lado e me " beijou" de novo , já entendendo o que ela queria, o mesmo que fazia quando era criança. Eu a segurei e comecei a "beijar" ela também, minha cabeça foi ficando leve e meu peito ficar quente. Ela foi me deitando no chão e eu virei ficando por cima dela e ela continua a me " beijar" , ouvi o som de uma porta se abrindo e era os Lobos que disseram assustados
- Iiii chefe foi mal mal aí- ele voltaram e fecharam a porta com bastante rapidez e ela apenas riu votando a me " beijar"
- quer mesmo fazer isso ? - Falei enquanto passava a mão no seu cabelo.
Eu estava cobrindo ela toda com meu corpo , era o dobro do tamanho dela e o dobro do peso, quanto mais eu a apalpava mais ela me parecia frágil e suave , como um pássaro(aprendeu lendo os livros).
- a sim , eu quero- disse Fiona , abraçando seu desejo e ainda me beijando disse - eu quero muito.

(*****Scourge*****)

Mais tarde, enquanto eu estava sentado no sofá junto com a Rose depois de nos brincamos um pouco, o guarda costas do Kairô, o Ruut um ratel adulto que tem a recompensa de 175.000£ sendo a segunda maior da cidade, só ficando para trás da minha é claro, que vale 210.000£ vivo ou morto. Ele apareceu abrindo a porta e pousando a sua espada gigante no ombro e dizendo para mim.
- Aí Scourge- eu levantei do sofá quando ele apareceu - ele quer falar com você, agora
Explicando para Rose que eu precisava ir e deixando ela me esperando na sala e fui junto com o Ruut(pronuncia Ruts). Entrando no elevador eu subi até o último andar e sai direto de frente para porta da sala dele, o Ruut parou vigiando a porta e eu entrei abrindo a porta na presença do Kairô, o chefe.
Na real ele era só uma Tartaruga velha, mais ele era o topo da pirâmide do crime da cidade. Eu cheguei sentando na cadeira e pondo os pés na mesa, ele girou a cadeira acendendo um charuto com um fósforo
- Scourge, tá tudo bem garoto? - trago o charuto e soltou a fumaça para o lado - diz aí .
- tá tá tudo suave meu velho, o que que você precisa ? Dá ideia.
- Scourge meu garoto, eu quero que você mate alguém para mim, simples assim garoto. - ele falava balançando as mãos, usava um respirador na cara, usava uma bengala para conseguir andar , era depressivo olhar para ele mais ele era o bandido mais poderoso de Mobius - tem um cara novo aí fazendo bagunça Scourge, tomando território pouco a pouco chegando cada vez mais perto daqui , entendeu ? - tussiu de repente para cima de mim e eu levantei me afastando
- tá tá legal, onde que ele tá?
- eu sei la , ele tá em algum lugar no lado oeste da cidade vai lá e tenta achar ele - tussiu de novo
- tá bom velho calma aí, sua pressão vai subir calma aí. Vish- eu caminhei em direção a porta para sair, querendo ficar ali o menos tempo possível, porém ele assobiu me chamando a atenção e disse
- eu quero ele morto, entendeu? Sem chamar a atenção.- apontou para mim enquanto segurava o charuto
- sem chamar a atenção.
Eu saí pela porta já irritado por tudo isso, o bom era que eu ia quebrar a cara de algum vagabundo novo que chegou na cidade. Eu não via a Fiona a 2 dois dias , não sabia onde ela estava e isso ai só almentou minha raiva quando eu lembrei . Com o pessoal todo no bar eu assobiei bem alto e todos olharam para mim.
- aí galera , eu vou para o lado oeste procurar um cara novo que tá fazendo merda, alguém quer ir ?
- lado oeste ? - disse Miles pensando- ei, o Crocoline disse que a Sally ia voltar da Fazenda hoje, na estação que fica no lado oeste - ele apontou para mim e eu me inclenei a ouvir o que ele tinha em mente- você devia ir até lá Scourge, se você não achar esse cara pelo menos você vai dar uma surra na líder Dos LL.
- você é idiota Miles? Só podemos ficar nessa cidade se não chamarmos a atenção, esqueceu disso ?
- ele quis dizer para você fazer isso na maciota entendeu? No sapatinho . - disse Alice acertando um dardo na parede- a Sally sozinha não é oponente para você.
- é tem razão não é. Mais primeiro esse cara , eu tenho saber como ele é... quem é o maior do lado oeste ?
- os SmallPigs eu acho , os gângsters da livraria Nõus.
- é lá mesmo, depois eu vou na estação de Trem.
- você quer que a gente vá?- perguntou Rose
- não não gata. Eu quero fazer essa sozinho agora.- botei meu óculos no rosto e sai para chutar a bunda desse tau cara novo e ver onde a Fiona tá, ela ainda ela do grupo , ela ainda era minha namorada.

(*****Fiona*****)

Foi melhor do que eu pensei. Do início ao fim , tudo foi selvagem e intenso como eu pensei que seria , não teve um só momento de tedio o tempo todo. Até depois que terminamos ele continuou deitado do meu lado enquanto eu , estava deitada em cima de seu peito. Não pareceu forçado ou com raiva como era com o Scourge, em aspecto nenhum ele era que nem o Scourge.
Eu levantei a cabeça do peito dele olhando para o seu rosto e perguntei me deitando de novo
- e aí? - o pelo dele era firme e o peito dele parecia de pedra , mais assim era gostoso de se deitar - Jax.
- o que ? - disse. Ainda que a voz dele fosse calma e fria , não parecendo transparecer qualquer sentimento eu sei que ele senti algo por mim , eu do meu jeito fazia um cara selvagem e forte como ele sentir como o amor deve ser sentido.
- você quer sair ? - perguntei, mais se possível eu queria ter ficado lá deitada com ele no chão da biblioteca- comer alguma coisa ? Ou beber alguma coisa ?
- beber ? Tipo O que ? Água ? - essa inocência dele era adorável- tem água por aqui não tem ?
- não, não foi o que eu quis dizer - levantei o rosto olhando para ele - você tá com fome?
- é... Eu não como a dois dias então, sim... Eu estou com fome sim. - ele se levantou me carregando no braço e quando ficou de pé, me pôs no chão, indo em direção a porta
- aí- eu vesti minha blusa , já tinha vestido minha calça e vesti minhas luvas que eu tinha tirado , que estavam em cima de uma das estantes- me espera.
- muito bem , vamos. - ele abriu a porta e todos os lobos que estavam esperando do lado de fora, que estavam sentados no chão, limpando as armas e fumando , pularam de susto quando viram ele e ficaram em fileira para que ele passasse- o que foi ? - perguntou a um deles que só disse
- nada senhor- parecia um soldadinho perto dele.
- hahahaha, aí aí- eu caminhei logo atrás dele e eles também me olhavam e prestávam seu respeito a mim , a braço direito do Rei- nos vamos por um estante, tomem conta do lugar , nos voltamos daqui algumas horas - visto que faltava poucas horas para anoitecer.

(*****Sally*****)

Horas depois , depois de dormir a viagem inteira eu acordei chegando em Mobius, já percebendo uma pequena multidão do lado de fora do trem.
- viu Sally? - disse Bonnie olhando pela janela - esse é o amor que você deveria estar preocupada, você é uma princesa- vendo aquela multidão aplaudindo e jogando elogios e gritando meu nome (por amor), eu vi que esse meu poder como princesa, futura rainha era só o que importava.

(*****Jax*****)

Aparentemente as pessoas não cobram a comida por aqui. A Fiona disse que isso era ao que eles deviam a mim , não sei muito bem o por que que eles deviam algo a mim (por medo). Andando pelas ruas todos me olhavam e baixavam a cabeça , abriam o caminho para que eu passasse , depois de tanto ler na esperança de entender esse mundo eu percebeu algo...
- viu só Jax ? Todos eles têm medo de você- disse ela , de novo sem motivo algum, abraçando meu braço - sabe por que ?
Milhões de respostas passaram pela minha cabeça, agora eu era o Rei, todos aqueles seres fracos se curvavam diante de mim com medo da morte.
- por que eu sou o Rei. - Falei, olhando em volta , vendo que aquele mundo era diferente do que eu vivia - ei, o mundo é assim ? - ela riu da minha pergunta , percebi que ela era a única ali que não sentia medo de mim, e disse depois rir...

(*****Sally*****)

Abraçei a todos quando sai do trem, todos todos , os velhos , as crianças , todos.
- logo logo você será nossa rainha - disse um velho morcego apoiado em sua bengala
- é eu sei - sempre sem jeito quando me falam isso - mais eu sei que o povo de mobius precusa de mim , e vocês merecem o melhor que eu posso ser, o mundo merece.-ate um garotinho chegar pegando minha blusa e perguntando
- que tipo de mundo você quer , princesa Sally ? - disse

(*****Jax*****)
- ue Jax, que tipo de mundo você quer? -foi o que ela me perguntou.

(*****Sally*****)
- um mundo melhor garotinho - respondi acariciando seu cabelo e voltando a falar com os outros.

(*****Jax*****)
- eu não faço ideia. - respondi , por um estante sentindo um sentimento estranho no meu peito, não sabendo o que era, nem de onde vinha.

(*****Sally*****)

Após isso , meu Cell vibrando com uma ligação me fez afastar da multidão e quando eu disse "alô" meu peito gelou na hora
- alô?
- alô Sally é o Sonic. - foi aí que eu por dentro me apavorei
- So...Sonic ? Oi , o que foi ? - eu coscei minha cabeça inteira , andando agitada , o povo até percebeu minha estranheza- o que foi ?
- eu e o Shadow voltamos da ilha Frisck, nos achamos a última esmeralda do caos lá. Por.. por isso que nós voltamos tão rápido, sabe né? Voando- no modo super os dois podiam voar , eu tava tão nervosa que nem prestei atenção no que ele disse depois e só concordei - nos... am... - até ele estava sem jeito na ligação , só provando o quanto isso era estranho - eu vou direto para o laboratório no castelo tá? Era só para avisar para você que eu cheguei...
- am...- minha cara ficou um pouco quente eu admito - ok , eu te vejo lá.
- espera Sally !- quando eu ia desligar - eu preciso falar com você depois entendeu? É muito importante - aí ele desligou , eu guardei meu Cell e respirei fundo, segurando a onda , voltei até a Bonnie por que tinha trabalho para fazer.

(*****Jax*****)

Ainda andando pela rua , ela me puxava pela mão e me levava de um lugar para outro, me fazendo reparar, pela primeira vez na cidade onde eu estava , o lugar que eu fui parar. Até eu ver ao longe uma gigante máquina de ferro , cuspindo fumaça e fazendo muito barulho.
- ai - puxei ela apontando para a máquina e perguntei - o que é aquilo ?
- um Trem , é feito para viajar , sabe ? Você sabe o que viajar Jax?
- não , o que que é? - ela só riu sem me responder e me puxou indo em direção a uma ponte por cima de uma rua enorme, lotada de pessoas e " Barracas" que foi como a Fiona disse que se chamavam.

(*****Sally*****)

Ligando para a nicole , andando com pressa enquanto a Bonnie me seguia com minha pressa.
- Nicole! Manda uma mensagem para laboratório e avisa que o Sonic é o Shadow conseguiram todas as Esmeraldas, avisem o Knuckles e o Tails também, ele voltou para a cidade hoje. - eu virei puxando o corrimão da escada e subi em direção a ponte que passa por cima da Rua do Mercado Central da cidade.

(*****Scourge*****)

Eu ainda estava a camimho do Oeste para procurar o tau cara novo. Não tinha achado a Fiona em lugar nenhum e também a cidade inteira estava meio tensa perto do mercado.
Os boatos eram que o cara novo , acabou com a raca do Berus, e depois do Gundlheus sozinho, a fofoca era que esse cara era muito perigoso. Eu prensei um vagabundo no beco e ele me disse como os caras estavam chamando ele, eu só consegui rir quando ouvi o que ele disse , mais todo indicava que esse cara não era pouca bosta.
Ninguém me disse como ele era , a aparência dele , a cor , a raça, só sei que ele deve no mínimo ter uma cicatriz, por causa do apelido do cretino.
Subindo as escadas para a ponte do mercado, eu vi de longe e Fiona
- aí oh! - assobiei bem alto e quando eu ia gritar seu nome eu vi a piranha de mãos dadas com um outro cara , um Lobo preto , alto pra cacete e todo linchado - filho da pu...

(*****Jax*****)

Eu soltei minha mão dela e comecei a andar na frente, de tanto que minha cabeça começava a me irritar com tantos pensamentos.
- ei, Jax espera aí- disse Fiona

(*****Sally*****)

Eu estava tão concentrada no meu Cell enquanto falava com a nicole que quase não prestei a atenção no caminho.
- Sally é óbvio que o Sonic quer voltar com você, o que mais pode ser ?! - ela tava toda animadinha com a notícia que o Sonic queria falar comigo- isso é tão fofo Sally
- que fofo o que Nicole acorda ! E se não der certo de novo? Ele continua a mesma pessoa e eu também! Aaahh por que eu tô discutindo isso com você? - eu nem sei como a gente chegou nesse papo- você nem nunca namorou ninguém não é?
- não, nunca . Mais eu sei mais sobre relacionamentos que você, eu tenho mais 11.734 livros sobre relacionamentos, casamento , ou até namoros ,arquivados na minha memória.
- bom argumento... não é isso- eu passei bem na beirada da ponte quase caindo - eu...

(*****Jax*****)
Eu só estava imerso na minha cabeça, andando para frente de cabeça baixa, bem vi que eu estava a beira de cair de cair da ponte.

(*****Sally*****)
- eu só queria namorar alguém legal entendeu ? Que amadureça com o tempo-foi o que eu disse , mais aí como eu sou lerda eu esbarrei num cara que estava passando.
Eu senti eu esbarra e cair bem devagar para o lado , minha perna batendo num paralelepípedo bem pequenininho na beirada da ponte , da altura meu tornozelo e eu só senti eu caindo para morte.
- Sally !!- eu até ouvi a Bonnie gritar , mais ela estava longe demais , por eu ter saindo na frente com pressa.

(*****Jax *****)
Sem perceber , andando sem ver e sem pensar , eu esbarrei em uma criatura que vinha no meu caminho e quando passei eu vi que ela foi caindo na direção da morte.
Na minha cabeça eu não dava a mínima, mais um ser fraco que ia morrer por ser fraco demais, pensei que se pudesse dizer alguma coisa para aquele ser eu diria " se irrite com si mesmo por ser tão fraco " e os isso eu me virei indo embora enquanto ela caia.

(*****Sally*****)
Meu corpo inteiro gelou por uma segundo, tudo aconteceu tão rápido, e tudo que eu consegui pensar foi " é assim que vai acabar ?" , eu ia morrer caindo de uma ponte, sem ajudar ou salvar ninguém e por um segundo , uma lágrima minha caindo, eu nunca me senti tão triste na minha vida.
Mais aí eu senti algo segurando minha blusa e eu fiquei pendurada no ar , balançando como uma gato pego pelas costas. Quando eu abri os olhos e vi do outro lado a Bonnie em choque olhando para cima de mim e eu me virei olhando para onde ela estava olhando e um lobo gigante e preto estava me segurando pela minha jaqueta, salvando minha vida , e juro que meu coração acelerou quando eu o olhei nos olhos pela primeira vez.

(*****Jax*****)
Eu só acordei quando eu já  tinha salvado ela , meu corpo se mexeu sozinho, sem que eu fizesse nada , a peguei no ar e a puxei para cima com o rosto dela na minha frente. O rosto dela de alívio, a lágrima caindo do rosto dela transpareceu o sentimento que deve ser de ter sua vida salva desse jeito. Isso me assustou um pouco, mais definitivamente eu senti algo quando nos olhares se encontraram por um momento.
- Por que eu deveria me importa com a vida de alguém ? O que que eu... quais são meus sentimentos por alguém assim ? Fraco , pequeno e teria morrido naquela queda por que algo assim importava de repente para mim ?- eu a pus no chão e uma outra criatura veio ao amparo da que eu salvei.
- você está bem ? Tá legal? - disse a com partes robóticas
- tô tô bem , me solta- disse. Eu olhava para minha mãos, sentindo uma raiva enorme por não entender o que aconteceu, nada nunca tinha me dado tanta raiva por não saber de alguma coisa
- aí senhor? - ela ainda falou comigo , minha mão se fechou com força, pensando em matar ela ali mesmos com um só golpe - obrigada por salvar a minha vida , uuuiii, - ela limpou os olhos e suspirou bem - nossa , se não fosse por você eu tinha morrido ali mesmo - eu sabia que com um golpe que a matava , mais alguma coisa não me deixava fazer isso.
- ai ! - Falei alto pela minha raiva e cheguei bem perto dela - qual o seu... - foi nesse momento que meus instintos me avisaram e quando eu virei o rosto, eu levei um golpe que me arremessou para longe da ponte , caindo pela rua e arrastando a minha cara no chão.
- ei - eu ouvi ela gritar e quando eu levantei do chão, fervendo de ódio eu vi na ponte um bicho verde de jaqueta que tirou um objeto vermelho da cabeça (os óculos) levantou o punho para mim.
- eu vou matar você.
- Scourge ? - disse ela , e lá no fundo a Fiona também gritou
- o que que você tá fazendo ? Scourge!
- você cala a boca Fiona. - ele olhou para a garota que ajudei e sorriu - Sally , o que você tá fazendo?
Explodindo de raiva, eu pulei dali mesmo agarrando seu rosto ,daquele maldito verde e bati ele contra o chão arrastando seu rosto pela rua e jogando ele em um dos prédios.
- vocês aí- falei para elas - sumam daqui. - naquela raiva , eu tinha deixado de lado tudo aquilo que aconteceu mais definitivamente eu não me esqueci.

Eu vi o verde levantar cambaleando dos escombros da parede do prédio e limpar o sangue do seu nariz com o braço, enquanto sorria estralando os dedos. Eu só balançei as duas mãos
- vem - disse chamando ele para a luta.


(*****Sally*****)

O choque tinha que ficar para depois , o Scourge apareceu do nada e bateu no cara que me salvou. Eu nunca tinha visto aquele cara antes, com certeza era o irmão da Jackie , um Lobo, gigante , e todo cheio dd cicatrizes, com certeza era ele.
- mais ela disse que ele era cinza, não preto. - disse Bonnie depois que eu falei disso.
- ela deve confundido sei la ! - eu puxei o Cell de novo - Nicole! Eu preciso que você teletransporte todo mundo na parte Oeste da cidade para a área de segurança, está havendo um conflito nessa area
- ok Sally . O conflito é de grau A ou B ?
- B - mais quando eu vi um carro na nossa direção eu mudei de ideia - A , é grau A , anda rápido!
Eu vi os cidadãos da cidade sumindo aos poucos, sendo teletransportados para a área de segurança para que não se machucassem.

O Scourge assim como o Sonic era incrívelmente rápido, os dois estavam lutando na ponte com um verdadeiro enfrentamento de monstros . De novo o Jax pegou o Scourge e o acertou contra o chão e é o socou poupará dentro do concreto que rachou a ponte inteira.
- é tudo que tem ?- cuspiu no chão um pouco de sangue e o quando o Jax ia dar mais um golpe dele o Scourge deu cabeçada não seu rosto e uma ajoelhada nas suas costelas e puxou ele para o lado , ficando por cima dele no chão e começou a socar o rosto dele contra o concreto puro da ponte, entrando cada vez mais no chão.
O Jax o agarrou pelo rosto e o jogou para o lado ficando por cima dele e o socou de novo , e Scourge repitiu o movimento ficando por cima dele e acertou mais um soco e o Jax fez de novo o movimento e levantou agarrando a perna do Scourge, o levantando e acertando ele contra o chão com tanta força que a ponte inteira tremeu .
- eu só não entendi o que que o Scourge tá fazendo aqui- foi lá ue eu falei , a resposta veio sozinha quando eu vi a Fiona logo atrás assistindo a luta de longe- nossa , ela de novo não...
- Sally olha ! Ele tá acabando com o Scourge- Bonnie apontou para briga e realmente era o que estava acontecendo.
Scourge tentou levantar e foi farm um soco mais o Jax desviou e acertou um só no seu queixo e foi dando vários socos pelo corpo dele e o segurou pelo ombro e puxou o punho para trás acertou um socasso na cara do Scourge que foi jogado para longe , quicando pelo chão até bater na parede do mesmo prédio.
- hum- ele cuspiu uma gota se sangue no chão e se virou andando até nos , dando de que já tinha vencido.
- aí! Aonde vai ? - gritou Scourge
No chão, a sua volta um círculo de energia se formou e ele se transformou em super, absorvendo o Belirio da Anarquia que é emitido por tudo a sua volta, foi por isso que eu mandei a Nicole isolar a cidade. Ele agarrou um carro com uma das mãos e arremessou para cima do Jax que o parou com um soco e deu com o pé no carro o jogando de volta para o Scourge mais o Scourge apareceu voando atravessado o carro com a energia do modo super e ele bateu de frente com o Jax, os foi ficando com as mãos frente a frente, vendo quem era o mais forte.
Quando os dois pararam e o baque das duas forças se encontraram a rua inteira tremeu, a ponte tremia como num terremoto por que a força dos dois disputando estava quase separando ao meio a ponte do mercado central.
- aí cara... Eu não sei que é você... nem por que você é forte desse jeito mais... Eu vou acabar com sua raça- percebendo disso que o Jax fez alguma coisa pro Scourge e por isso os dois lutavam. - Aah!
O Scourge largou a mão primeiro e acertou um soco no rosto do Jax que já abriu um corte na sua bochecha e o Scourge o pegou pelo ombro e acertou um soco para cima em sua barriga que ele foi arremessado para cima e o Scourge foi voando atrás dele , o pegou no e o Jax segurou o Scourge pelo rosto e bateu contra o seu joelho, revisando o Scourge o agarrou e desceu com toda força, empurrando o Jax para o chão.
- iss, foge Bonnie- nos corremos , porquê quando eles desceram , atravessaram a ponte e ainda bateram contra o chão e subiu uma nuvem de fumaça e poeira voando estilhaços por todo lado.

Ainda de pé, o Jax levantou dos escombros da ponte , sujo de sangue e de poeira, e quando se virou o Scourge o agarrou de novo e foi voando com ele até atravessarem um prédio e a luta continuar do lado de lá. Aproveitando o pouco tempo antes que voltassem, eu corri em direção a Fiona.
Eu peguei ela de costas e dei um chute nas suas pernas derrubando ela no chão e a imobilizei com os braços para trás, já gritando
- o que você tá fazendo aqui Fiona ? Por que o Scourge tá lutando com o irmão da Jackie ?
- eu sei la Sally ! Me solta- ela tentou se livrar , mais eu torçi mais os braços dela e ela se acalmou- eu juro que eu não sei , o Scourge é um cretino maluco... - foi interrompida quando o Scourge atravessou o prédio caiu no chão e batendo as cotas em cima de um carro, com o som bem alto de um Uivo o Jax saltou do meio da poeira indo para cima do Scourge.
- cacete... ele tá lutando com o modo super do Scourge, de igual para igual - disse Bonnie me dando um tapinha para que eu olhasse para eles - ala.
Eu só olhei para ela e ela entendeu que não era para fazer aquilo, torçi o braço da Fiona e levantei a cabeça dela
- o que você sabe do Jax ? Ele não estava com você ,tava ?
- Estava ! Eu tava junto com ele , eu e ele estamos juntos.
- o que?
- o que ? - juro que essa eu não entendi- juntos juntos ? Como assim juntos?
- eu e ele estamos ficando entendeu? Eu terminei com o Scourge.
A Bonnie até riu , mais eu fiquei é com raiva, decepcionado por aquele cara ter junto de alguém igual a Fiona.
- ele tá junto com você ? - torçi o seu pulso 
- é, isso mesmo.- foi o que ela disse , e a minha vontade era quebrar o braço dela ali mesmo.

(*****Scourge*****)

Quando nos batemos os punhos destruindo o mercado inteiro com impacto , eu comecei a sentir os efeitos do que eu achava que era só coisa da minha cabeça. Quando mais perto daquele desgraçado, mais minha energia ia embora.
Eu via que quanto mais perto , mais minha energia era absorvido, e o pior , aquele lobo retardado na minha frente, sangrando pelo nariz e pela boca, com várias costelas quebradas, ficava cada vez mais forte.
- aí cara... - ele me agarrou por trás e curvou o corpo de uma vez me batendo contra o chão, e subiu em cima de mim socando meu rosto contra o chão, que começava a doer muito - ei cara me escuta !!
Eu sabia que quando meu modo Super acabasse eu não ia conseguir nem me mexer de cansaço, e lutando contra aquele monstro descontrolado, quando minha energia acabasse eu ia morrer. Eu segurei pelo pescoço e dei um soco no seu rosto, para ele sair de cima de mim e ele quando caiu ainda assim veio atrás de mim de novo.
Eu vi esse cara apanhar ,como nunca vi ninguém apanhar antes e ele continuou indo para cima de mim, e nem um segundo ele tinha hesitação quando vinha para lutar comigo , o que me fez hesitar é desanimar minha vontade de lutar é que, aquele cara , não tinha medo de mim.
- aí cara, se você quer ficar com Fiona pode ficar - Falei, mais ele ainda me socou no rosto e me deu um chute no chão. Quando eu levantei do chão e olhei para ele caminhando na minha direção e eu vi , vi que ele não tinha intenção de conversar ou negociar uma trégua, ele ao queria lutar , só queria a descontrolada e infame violência, transparecendo bem quê no olhar dele que ele nunca viveu na paz nem por um segundo.
Minha raiva se acumulou naquele último momento e usei toda minha energia no último golpe. Eu voei batendo ele na parede de um dos prédios da cidade e juntei minhas ultimas energias nas minhas mãos e eu dei um golpe para o lado , cortando o prédio ao meio e voei contra ele , jogando o prédio por cima daquele maldito.
Mais ao custo que eu caí rolando pelo chão , totalmente esgotado, meus músculos estavam tremendo e meu corpo todo doia, mais eu sabia que tinha vencido.
- aí! Seu namoradinho tá morto agora Fiona - eu não era alguém para falar, mais ver ela com ele me deixou muito irritado na hora- pode ficar com ele agora - eu só tinha força para gritar , mais nada.
- você é patetico Scourge- disse uma voz atrás de mim, e reconhecendo a voz e já cerrei os dentes de raiva- vai pro inferno Sonic.
E lá estava ele , junto do Shadow, eu não tinha visto quando os dois chegaram, a Sally estava lá em cima na parte que restou da ponte, segurando a Fiona presa com um par de algemas. 

- acho que eu dancei dessa vez não é ? - meu maxilar doia muito mesmo.

Olhando a destruição em volta, o Shadow disse me agarrando pela jaqueta 

- quem fez isso tudo ? Foi você? Responde- para me ameaçar ele faz na sua mão uma lança de energia e a apontou para o meu rosto
- é, mais ou menos- falei, ele me jogou no chão e eu tentando levantar igual um retardado, todo mole e fraco - vocês chegaram um pouco tarde - acho que ele vieram por causa de toda a destruição , seria estranho se eles não tivessem vindo.
- e cade o outro ? Ou você tava lutando com você mesmo? - ele chutou uma das pedras e foi até mim perto do chão
- virou comediante agora oh filho da puta? - e ele me jogou no chão de novo
- para alguém que paga de durão , você tá bem detonado - disse Shadow- quem fez isso com você?
- ele tá ali oh - eu apontei para o cadáver dele debaixo do prédio, pelo menus era o que eu pensava .

Um impacto no chao tremeu tudo em volta de onde estávamos, eu nem acreditei quando me virei para trás com o chão tremendo e o barulho das pedras quicando pelo chão e a poeira se levantando com a força do vento.
-A não fode- eu nem acreditei quando eu vi , aquele desgraçado levantando o prédio inteiro nas costas.
Até o Sonic e o Shadow foram para trás e ficaram prontos pra lutar, por que a cena dele aparecendo por debaixo de um prédio , deixou brm claro que aquilo ali era um monstro e que ia tentar nos matar. 


Notas Finais


Catapimbas galerinha, até o próximo capítulo.
Vai ser todo mundo contra o Jax , finalmente o Sonic apareceu, e ele vai ser importantíssimo nessa história.
Até o próximo gente
Beijos ♡


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...