História Sonic: The Birth of a God - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Sonic The Hedgehog
Personagens Dr. Ivo "Eggman" Robotnik, Miles "Tails" Prower, Personagens Originais, Shadow the Hedgehog, Sonic The Hedgehog
Tags Ação, Aventura, Fantasia, Luta, Shounen, Sonic
Visualizações 15
Palavras 2.206
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 14 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Fantasia, Ficção, Luta, Romance e Novela, Shounen, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Violência
Aviso legal
Alguns dos personagens encontrados nesta história e/ou universo não me pertencem, mas são de propriedade intelectual de seus respectivos autores. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos criada de fã e para fã sem comprometer a obra original.

Notas do Autor


Outro capítulo fresquinho... Posso sentir até o cheirinho de capítulo saindo do forno...

Espero que todos curtam!

Novamente... Eu não pretendia que o capítulo ficasse curto, mas terei que separar novamente os capítulos para não ficar grande demais... Espero que entendam...

Enfim...

Boa leitura!

Capítulo 3 - Visitantes de outro mundo! - Parte 2


Muito bem... Aqui é o Tails falando, e eu vim relembrá-los do que aconteceu no último capítulo.

Após eu, junto de Sonic e Knuckles termos chegado até o local onde aquela nave aterrissou, nós entramos dentro da cratera e nos deparamos com com dois seres misteriosos, sendo um conhecido como Nadrik, enquanto a outra nós ainda não conhecemos.

Depois, ainda teve a chegada de um robô estranho que parecia procurar por umas safiras parecidas com as Esmeraldas do Caos. Acho que ele as chamos de "Safiras do Caos", se eu não me engano. Ele teria quem sabe fugido se Shadow não tivesse chegado no local logo após o robô. Os dois começaram o que parecia ser uma grande batalha.

Eu não acredito que vou dizer isso, mas eu quero saber o resultado desse combate...

 

– Então... O que pretende fazer agora? – Perguntou o robô, olhando para onde Shadow tinha caído com tanta força para formar um enorme buraco no chão.

Shadow, logo em seguida, saí de dentro do buraco e fica em pé logo ao lado de onde tinha caído. O mesmo olha para cima com uma expressão muito irritada.

– Chaos... – Um de seus golpes clássicos. Uma enorme quantidade de energia do caos começou a se formar em suas mãos. – Spear! – Continuou o mesmo, lançando um Chaos Spear no robô.

O robô, antes de fazer qualquer coisa a respeito do golpe, tem o seus sensores piscando. Sem nenhum problema, conseguiu segurar o golpe de Shadow e lançá-lo de volta para o ouriço negro. Shadow, para não ser acertado pelo próprio golpe, sai do caminho, começando a deslizar, se distanciando do robô. [Quebra de quarta parede: Lembre-se de que o Shadow não corre e sim desliza.]

– Aonde pensa que vai? – Perguntou o robô, indo atrás de Shadow.

O robô, com uma incrível velocidade, em poucos segundos já estava na cola de Shadow. Shadow aproveita a chance para se teletransportar para a frente de robô e começa a golpeá-lo sem dó. Muitos chutes e socos foram dados, com Shadow logo em seguida dando um soco no robô que o manda para trás e finalmente enviando uma esfera com energia do caos em direção ao robô, que é acertado em cheio. Por fim, Shadow volta ao chão e fica parado, esperando para ver o que aconteceu, visto que o seu último golpe formou uma enorme curtina de fumaça ao redor do robô.

– E então?! É só isso que tem a oferecer?! – Perguntou Shadow, irritado.

– Chaos... – A curtina de fumaça finalmente some, revelando o robô, que estava carregando um Chaos Spear, deixando Shadow confuso. – Spear! – Continuou o robô, lançando o golpe em Shadow.

Shadow até tentou segurar o Chaos Spear, mas este tinha muito mais energia e poder que o seu, fazendo a esfera de energia explodir nele e o ouriço negro cair no chão alguns metros a frente. Shadow se levanta do Chaos Spear, não só com dores devido ao golpe, mas também muito confuso.

– C-Como você fez isso?! – Perguntou Shadow, sem saber como o robô conseguiu reproduzir o seu golpe.

– Não fique surpreso... Não é o primeiro a ter uma habilidade copiada por mim... – A fala do robô surpreendeu Shadow. Ele era capaz de copiar habilidades. – Mas não é só poderes que posso copiar... Veja só! – Continuou o robô, transformando seu braço direito em um lança-mísseis e apontando o mesmo para Shadow. – Consegue aguentar? – Perguntou o mesmo, lançando 5 mísseis em direção ao ouriço negro.

Shadow não podia ficar parado. Ele começa a deslizar para longe dos mísseis, enquanto carregava energia para destruir os mesmos. Após estar totalmente carregado, o ouriço negro lança poderosas rajadas de energia nos mísseis destruindo todos, além de parar logo em seguida.

– Estou ficando curioso... Seria esse o único truque que tem? – Perguntou o robô, voando em altíssima velocidade em direção a Shadow.

– Não me subestime! – Exclamou Shadow, ativando um Chaos Control para diminuir a velocidade do tempo e partindo para cima do robô.

Como Shadow estava sem uma Esmeralda do Caos, ele não poderia manter o tempo paralisado constantemente, então aproveitou o pouco tempo que tinha de tempo paralisado para atacar o robô de maneira insana, o golpeando por todos os lados e preparando mais um Chaos Spear, o lançando no exato momento que o tempo volta ao normal, acertando o robô, que foi jogado longe e por fim sendo acertado por uma explosão de energia, após os Chaos Spear se descepar, com a explosão criando outra cortina de fumaça.

– Então?! Está satisfeito com o meu poder?! – Perguntou Shadow, ainda bastante irritado.

– Acho que não... – Disse o robô, com a cortina de fumaça saindo do caminho. – Eu diria que você é o segundo mais forte que já enfrentei... Mas com esse nível de poder... – Continuou o robô, desaparecendo e reaparecendo num instante na frente de Shadow. – Você não tem chances... – Continuou o robô, acertando um chute no ouriço negro, que faz o mesmo ser novamente lançado no ar e depois criando um Chaos Spear, com o triplo de energia que tinha o anterior, lançando o mesmo no Shadow, que voa longe devido ao golpe. – Acho que exagerei... Pelo visto, nem preciso utilizar as Safiras do Caos para me livrar de insetos tão fracos. Agora é a vez da Hinphel... – Terminou o robô, saindo voando dali, a procura de uma tal Hinphel.

 

No avião Tornado...

– Tails! Falta quanto até chegarmos em Mystic Ruins? – Perguntou Sonic. – Estou ficando cansado de ter que segurar a Esmeralda Mestre... – Continuou o mesmo.

– Não se preocupe Sonic... Estamos quase chegando. – Respondeu Tails. – Aliás, tá na hora de descermos... Segurem-se! – Exclamou o mesmo.

Sonic e Nadrik, além de segurarem de forma ainda mais firme o que já estavam segurando, se ajoelham e se seguram nas asas, para evitar de caírem. Logo em seguida, Tails inicia a descida e conforme o avião se aproximava cada vez mais do solo, ficava claro, que eles já estavam se aproximando de seu destino. Como o avião Tornado havia decolado do local mais cedo, a pista em frente a oficina do Tails ainda estava ativada, permitindo o pouso tranquilo.

Após o Tornado finalmente parar, todos saem do avião, com Sonic segurando a Esmeralda Mestre, Nadrik segurando aquela ser e Tails segurando Knuckles e as Esmeraldas do Caos.

– Essa foi uma viagem e tanto... – Disse Sonic, colocando a Esmeralda Mestre no chão.

– Então... É aqui? – Perguntou Nadrik, ainda segurando a outra ser.

– Exatamente... – Respondeu Tails, segurando Knuckles e as Esmeraldas do Caos. – Sigam-me! – Exclamou o mesmo, indo em direção à oficina, sendo seguido de Sonic e Nadrik, com Sonic pegando novamente a Esmeralda Mestre.

Após todos entrarem na oficina, Sonic coloca a Esmeralda Mestre num canto, enquanto Nadrik coloca a ser que carregava num sofá e Tails colocava Knuckles num outro sofá, além das Esmeraldas do Caos ao lado da Esmeralda Mestre.

– Agora é só esperar até eles acordarem... – Disse Sonic, encostado num canto do cômodo onde estavam.

– É provável que isso demore... Knuckles foi esmagado pelo robô do Eggman, enquanto ela... Bom... O que aconteceu exatamente? – Perguntou Tails.

– O combustível de nossa nave acabou no meio do caminho, nos fazendo perder o controle da nave e cairmos aqui... – Respondeu Nadrik.

– Por que vocês estavam numa nave, exatamente? – Perguntou Sonic.

– Estávamos fugindo... – Respondeu Nadrik, um tanto cabisbaixo.

– Fugindo? Vocês são procurados ao algo do tipo? – Perguntou Tails.

– Estamos sendo perseguidos, mas não por causa de crimes... Nós apenas não queremos morrer... – Respondeu Nadrik, fechando os olhos.

– Alguém está perseguindo vocês? – Perguntou Sonic, num tom mais sério que antes.

– Sim... Estamos sendo perseguidos a cerca de uma semana... Por um robô que se autonomeou Wexon (lê-se vekson)... – Respondeu Nadrik, também num tom sério.

– Wexon? O que isso significa? – Perguntou Tails.

– No meu mundo, essa palavra é utilizada para denominar pura destruição... O fim dos tempos... – Respondeu Nadrik.

– Não gostei de como isso soa... – Disse Sonic, um tanto aborrecido pelo que acabou de ouvir.

– O que eu posso dizer já foi dito... Não posso ficar revelando mais detalhes... – Disse Nadrik, voltando a ficar de olhos abertos.

– Espera... O que você pretende fazer então? – Perguntou Tails.

– O que for preciso para não ser capturado... E principalmente para a princesa não ser capturada... – Respondeu Nadrik.

– Princesa? – Perguntou tanto Sonic quanto Tails.

– Por que vocês acham que eu estive tão atencioso com a pessoa que levava junto comigo? – Perguntou Nadrik.

– Então... Aquela que estava com você... – Disse Sonic, apontando para a ser, além de ser interrompido.

– É uma princesa? Sim... Agora se puderem me fazer o favor, parem com as perguntas. Não estou com humor para ficar respondendo... – Disse Nadrik, saindo de onde estava e indo para fora da oficina.

Após Nadrik sair, Knuckles finalmente começa a acordar, sentindo fortes dores de cabeça.

– Argh! Eu juro que da próxima vez que eu ver o Eggman ele não ficará vivo para contar história... – Disse Knuckles, levantando o seu tronco.

– Calma, Knuckles! O robô do Eggman te acertou com muita força... Você não deve ficar de pé ainda... – Disse Tails, pedindo para que Knuckles continuasse deitado.

– Um guardião da Esmeralda Mestre que não pode proteger a Esmeralda Mestre é inútil... – Disse Knuckles, se levantando totalmente.

– Então... Você está voltando para Angel Island? – Perguntou Sonic.

– Sim... – Respondeu Knuckles. – Como a Esmeralda Mestre ficou um tempo fora do templo, a Angel Island deve ter caído do céu e... – Knuckles iria continuar falando, até que percebe estar em um local completamente diferente de antes. – Ahn... Onde estamos? – Perguntou o mesmo.

– Estamos na minha oficina, em Mystic Ruins... – Respondeu Tails.

– Mystic Ruins? Ótimo! – Exclamou Knuckles. – A Angel Island deve estar bem aqui do lado... Então estou indo... – Continuou o mesmo.

– Bom, Knuckles... Já que você pretende realmente voltar, poderia pelo menos pedir para a Esmeralda Mestre retornar com a energia das Esmeraldas do Caos? – Perguntou Sonic, apontando para onde Tails colocou as Esmeraldas do Caos.

– Ah... Claro. – Respondeu Knuckles, indo até a Esmeralda Mestre e levantando seus braços em direção a mesma. – Esmeralda Mestre! Por favor, retorne com as energias das Esmeraldas do Caos! – Exclamou o mesmo, fazendo a Esmeralda Mestre brilhar e retornar com as energias das Esmeraldas do Caos.

– Até que isso foi rápido... – Disse Tails, um tanto impressionado com o quão rápido foi o processo.

– Com o poder da Esmeralda Mestre, isso era o esperado... – Disse Knuckles, pegando a Esmeralda Mestre. – Muito bem... Estou de saída... – Continuou o mesmo, saindo da oficina logo em seguida.

Knuckles, após sair da oficina, percebe Nadrik observando o horizonte, próximo da colina que separa Mystic Ruins do mar.

– Ei! Não acha meio perigoso ficar aí? – Perguntou Knuckles.

– Já enfrentei perigos muito maiores que uma colina... – Disse Nadrik, sem olhar para Knuckles.

Knuckles, não sabendo de quem se tratava, além do fato de estar ocupado, decidi ignorá-lo e vai em direção à Angel Island, deixando os outros.

– *Será que estamos presos aqui? Seria esse o fim de nossa jornada?* – Ficou pensando Nadrik, enquanto continuava a olhar para o horizonte.

 

Com Shadow...

Shadow tinha caído longe, no meio de uma floresta qualquer. Ele tinha recebido um golpe tão poderoso que fez o mesmo ficar com dificuldades até para se levantar.

– Agente Shadow! Na escuta? – Perguntou alguém, vindo do comunicador de Shadow.

Shadow, com dificuldades, aproxima o seu pulso esquerdo de seu rosto, onde estava o comunicador.

– S-Sim... – Respondeu Shadow, com dificuldades.

– Agente Shadow! Algum problema? – Perguntou esse alguém.

– A-Avise o comando da G.U.N. que e-eu ficarei fora de missões por enquanto... – Respondeu Shadow.

– Fora de missões? Explique isso direito! – Exclamou esse alguém.

– C-Câmbio e desligo... – Disse Shadow, aproximando sua mão direita de seu pulso esquerdo, para desligar o comunicado.

– Espera! Agente Shadow! Está escutando?! – Perguntou esse alguém, até que Shadow finalmente desliga o comunicador.

– Eu não sei q-quem ele é... Mas não p-posso deixar uma humilhação dessa p-passar... – Disse Shadow para si mesmo, caindo no chão logo em seguida.

 

Com o robô...

O robô, que tinha a pouco tempo derrotado Shadow, estava voando ao redor da Terra, procurando pela tal de Hinphel. Ele poderia parar, mas antes que pensasse nisso, ele começa a se aproximar de um local. Não conseguia ver exatamente onde estava pela distância, mas sabia que era ali que tinha que estar, pois seus sensores indicavam a existência de dois seres que procurava.

– Achei eles... – Disse o robô para si mesmo. – Agora é a hora deles morrerem! – Exclamou o mesmo.

 

Com Nadrik...

Nadrik continuou olhando o horizonte por algum tempo, até que percebe a presença de alguém vindo, se assustando logo em seguida.

– Não... Ele nos achou... – Disse Nadrik para si mesmo, assustado.

Nadrik, sem muita escolha, corre para dentro da oficina. Sua entrada repentina chega a assustar Sonic e Tails, que estava vigiando a ser que estava desmaiada.

– ELE ESTÁ AQUI!! – Grita Nadrik, parecendo desesperado.

– Quem?! – Perguntaram Sonic e Tails, espantados.

– WEXON!! – Respondeu Nadrik. – TEMOS QUE FUGIR!! – Gritou o mesmo.

– Nada disso... – Disse Sonic. – Se tem um robô maluco atrás de vocês por aí, então temos que dar uma surra nele... – Continuou o mesmo.

– VOCÊ É LOUCO POR ACASO?! ELE É FORTE DEMAIS!!! – Gritou Nadrik.

– E eu quero ver isso com os meus próprios olhos... – Disse Sonic, indo em direção à saída da oficina.

– VOCÊ NÃO ENTENDE?! VOCÊ VAI MORRER ENFRENTANDO ELE!!! – Gritou Nadrik.

– Não se preocupe! Eu sei o que estou fazendo... – Disse Sonic.

 

Continua...


Notas Finais


E concluído! Espero mesmo que tenham curtido mais esse capítulo e...

Até a próxima!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...