História Soonyoung, o amigo da minha mãe. - Capítulo 5


Escrita por:

Postado
Categorias Seventeen
Personagens Boo Seungkwan, Hansol "Vernon" Chwe, Hong Jisoo "Joshua", Junghan "Jeonghan", Lee Chan "Dino", Lee Jihun "Woozi", Personagens Originais, Seungcheol "S.Coups", Soonyoung "Hoshi", Wen Junhui "JUN", Xu Ming Hao "THE8"
Tags Hozi, Junhao, Seunghansoo, Verkwan
Visualizações 39
Palavras 1.453
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção Adolescente, Fluffy, Lemon, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Genteeeen SOADMM saiu de Hiatus eeeeeeeeeeeeee
But
As aulas voltaram ent vai demorar pra sair sksksksk
Acontece

Sorry se tiver mt pequeno acabei de terminar de escrever pq tive ideia sendo q na vdd era pra eu estar dormindo, masokay


Eu tbm n revisei mochis sorry se tiver algum erro :'/

Capítulo 5 - Explique-se




                               Woozi on


Entro no carro do Soonyoung ainda um pouco constrangido pelo o que acabara de acontecer.

- Quando minha Omma vai poder voltar a me buscar como antigamente?

- Não é mais ela que vai te buscar todos os dias Woozi. Agora serei eu.- Dá um sorriso ladino e me olhou de canto de olho.

- Então quer dizer que agora eu tenho um motorista particular?- Rio.

- Prefiro dizer que eu estou fazendo um favor para uma amiga, e não que agora estou trabalhando para você.- Diz seriamente mas logo depois olha pra mim e sorri, acho que foi para quebrar o clima que iria se instalar já que mesmo não querendo, suas palavras saíram um pouco pesadas e admito que fiquei um pouco assustado e cheguei a me encolher no banco.


(...)


- Então...- Começo a batucar a ponta dos meus dedos no copo de vidro que estava na minha mão com um restinho do que um dia foi um suco de morango.- É...- Procuro algum assunto na minha mente, mas minha habilidade social me impende de achar um que se encaixe com o momento que estamos.- Você...- Tento pensar em algo qur o Boo diria nessa situação.- Tava lembrando daquela bolsa da Gucci que a gente viu na vitrine daquela loja quando ficamos parado no semáforo. Você vai me dar ela de presente?- Me dou um tapa mentalmente por ter falado isso.

Por tudo que é mais santo nessa vida, me lembrem de nunca mais usar assuntos que o Seungkwan alguma vez já usou com o Vernon.

- Que bolsa que você está falando? A gente não viu nenhuma bolsa... Ou será que viu?- Fala meio confuso.

- Ahn? Que? Que bolsa Soonyoung? Falei nada não. Acho que você está ouvindo de mais.- Falo um pouco rápido e acabo rindo de nervoso, fingindo que nunca tinha falado aquilo.- Eu já venho.- Me levanto com o copo em mãos e começo a andar para a cozinha, porém sou interrompido de minha ação ao sentir meu pulso ser puxado pelo Soonyoung.

- O que foi?- Ele continua me puxando me fazendo sentar em seu colo.- O-O que você e-está fazendo?- Sinto minhas bochechas esquentarem e ele tira o copo de vidro da minha mão o colocando na mesinha que havia na frente do sofá.


                Soonyoung on


Eu não sabia bem o que eu estava fazendo, eu estava apenas fazendo o que eu queria fazer há um tempo.

- Sabia que você com vergonha é extremamente fofo?- Falo próximo ao seu ouvido e ponho minhas mãos sobre as suas coxas fazendo um pequeno carinho ali.

- S-Soonyoung o que v-você- O interrompo.

- Seja meu Jihoon.- Beijo seu pescoço.- Apenas meu.

- D-do que você está falando?- Pergunta e solta um gemido quando eu dou um chupão em sua clavícula.


                     Woozi on


- Eu quer- Foi interrompido pelo toque de seu celular, bufou e eu me levantei um pouco apressado com o copo em mãos e as bochechas ainda quentes.

Apoiei meus braços na pia após colocar o copo na mesma. Deixa eu ver se eu entendi, o Soonyoung, Hoshi, Kwon Soonyoung, pediu para que eu seja dele?! Isso pode não ser exatamente uma declaração, mas é como se fosse uma né?


Meu deusinho eu to muito confuso.


Tipo, não é como se eu não queira ficar com ele -até porque, pelo amor de Deus gente já viram o corpo e o sorriso de Kwon Soonyoung? É pra matar-, mas e se ele não sentir o que meu coraçãozinho confuso e ingênuo sente? E se ele apenas queira brincar com meus sentimentos?

Ao pensar nessa possibilidade, o sorriso involuntário que eu continha no rosto sumiu e eu senti meu coraçãozinho se despedaçar. Tudo bem que eu não sei o que ele sente -ou se ele sente-, mas só de pensar que isso é uma probabilidade eu fico morrendo de vontade de chorar.

Suspirei fundo e voltei pra sala lentamente, encarando os meus pézinhos. Estava tão perdis nos meus pensamentos e questionamentos que nem percebi um Soonyoung em pé, parado, olhando pro nada, e também só notei que ele estava ali após trombar com seu corpo, que ao contrário do meu, não quase se colidiu ao chão, e só não se colidiu porque Soonyoung segurou minha cintura.

- Eu preciso ir Woozi.- Falou e após se certificar que eu estava bem, saiu as pressas pela porta da sala.



No dia seguinte, fui para faculdade todo dark e talvez com olheiras, porque só talvez eu tenha chorado a noite toda. 

Só talvez.

- Morreu?- Jeonghan se aproximou de mim com o Seungkwan.

- Não, mas eu queria.- Murmurei tão baixinho que se eles não estivessem do meu lado não teriam escutado.

- Para de ser emo Woozi.- Seungkwan bufou e eu formei um bico, olhando pro chão.- Tá, você não virou um gótico das trevas trevosas por que simplesmente quis, sinto que tem um quê de Soonyoung nisso. To certo ou to certo?

- Infelizmente você acertou em cheio.- Quando chegamos na sala em que teríamos a primeira aula, me joguei na urina carteira com o Jeonghan se sentando em minha frente e o Seungkwan ao meu lado.

- Diga.- Jeonghan falou.

- Hoshi, meio que se declarou pra mim de uma forma meio estranha, me beijou e pediu para eu ser dele. E... Eu tava muito confuso tipo, por que ele queria que eu fosse dele? Eu sou só o Jihoon, o garoto estranho de poucos amigos da faculdade.- Dei uma pase para respirar.- No fim disso, o celular dele tocou, eu me levantei e fui pra cozinha tentando raciocionar o que tinha acabado de acontecer, eu voltei trombei nele e ele me segurou e tals, aí falou que tinha que ir e ele foi.- Começei a brincar com a manga do meu moletom.

- Meu Deus, é muita informação, calma deixa eu processar.- Seungkwan falou olhando pro teto e fez uma careta ao perceber o quão na merda eu estava, soltando um pequeno murmúrio.

- Meu amigo, você tá na merda.- Jeonghan pôs a mão em meu ombro.

- Obrigada por me dizer o óbvio, Jeonghan. Sua ajuda foi muito útil.- Senti um tapa na minha nuca.

- Calma aê caralho, eu tava pensando em como te aconselhar, não tinha terminado minha fala. Bom, se pensarmos bem você não ta tão na merda. É bem simples a solução, você só tem que falar com ele e perguntar o que ele realmente sente por você. Pelo que eu entendi você ficou com medo dele poder estar brincando com seus sentimentos, certo?- Prosseguiu após eu assentir com a cabeça.- Então, converse com ele. Tenho certeza que se ele realmente gostar de você, vai te ouvir e vai dizer toda a verdade.- Sorriu ao final do conselho e eu retribui minimamente.

- Ah, e se o boy assumir que gosta de você, só se joga e da a bundinha.- Seungkwan piscou pra mim e eu corei com a sua fala.

- Meu Deus menino, apaga esse fogo no cu.- Jeonghan deu um tapinha no seu braço.- Vai apagar com o Hansol.

- To de greve.- Seungkwan respondeu e eles começaram a conversar sobre como está o relacionamento deles e eu começei a pensar no que Jeonghan dissera.

Irei mandar uma mensagen, e quer saber? Vai ser agora mesmo.


(...)


6 dias.

Mandei a mensagem há 6 dias e ele nem se quer se deu o trabalho de ler, começou a deixar de me buscar do colégio alegando para minha mãe estar muito ocupado com o trabalho e que não teria tempo para me buscar. E minha mãe, linda e maravilhosa do jeito que é, me forçou a ir andando pra casa, com a desculpa de que eu já sabia o caminho.

Ela mal parava em casa, e eu passava o dia todo embolado no cobertor chorando, nem me dava o trabalho de comer. E isso me fez perder muito peso e ficar mais magro do que deveria, minha mãe nem percebeu isso e eu agradeço já que não saberia como explicar o por que de estar assim.

Já estava na minha terceira caixa de lencinhos quando alguém apertou a campanhia. Até tenteu fingir que não havia ninguém em casa, mas a pessia era tão insistente que a cada 2 segundos apertava a campanhia. Com muito desgosto eu fui abrir a porta, e meus olhos se arregalaram deixando uma última lágrima cair ao ver quem era pessoa.

- Pode começar a se explicar, agora!- Puxei a blusa do maior e o fiz entrar em casa e bati a porta atrás de sí.

- Jihoon, eu preciso conversar sério com você.- Hoshi me encarou seriamente e eu engoli em seco.


Notas Finais


Vou tentar escrever amanhã bolinhos

2bj na bunda
Eh isso
Não tem mais jeito
Acabou
Mentira

Aaaaaa e eu não tenho certeza ainda, mas eu acho que SOADMM ta acabando... Sla eu n sei se eu só faço os doia ficarem juntos e pá acabou, ou se eu ponho drama
Qq ceis acham??


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...