História Soprattutto - Capítulo 49


Escrita por:

Postado
Categorias B.A.P, EXO, Got7
Personagens Baekhyun, BamBam, Bang Yongguk, Chanyeol, Chen, D.O, Daehyun, Himchan, Jackson, JB, Jinyoung, Kai, Kris Wu, Lay, Lu Han, Mark, Personagens Originais, Sehun, Suho, Tao, Xiumin, Youngjae, Youngjae, Yugyeom
Tags 3some, Abo, Kaisoo, Políamor, Sekai, Sekaisoo, Sesoo, Side!2jae, Side!chanbaeklu, Side!markjin, Side!sulay, Side!taoris, Side!xiuchen, Yugyeom
Visualizações 4.142
Palavras 1.714
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Crossover, Fluffy, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shonen-Ai, Shoujo (Romântico), Universo Alternativo, Yaoi (Gay)
Avisos: Cross-dresser, Gravidez Masculina (MPreg), Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Pansexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi oi capítulo pequeno só pra fechar essa parte e depois só dia 25

Capítulo 49 - Quarantanove


JongIn acordou cedo, de tão acostumado a levantar neste horário que nem havia como relutar contra o seu próprio corpo, olhou para o lado e viu o irmão de olhos abertos olhando para o teto, suspirou se levantando e foi tomar um banho e escovar os dentes, quando saiu Sehun continuava na mesma posição. O alfa mais velho se aproximou e passou a mão pelo rosto do irmão que o encarou. 


— Vá lavar esse rosto, comer alguma coisa e conversar com o KyungSoo. — JongIn disse. — Eu vou na empresa hoje oficialmente deixar tudo nas mãos do Jongdae e você vai tentar ajuda-lo, não precisa ficar indo todos os dias, se foque no seu estúdio de dança com o Yixing também. 


— Me desculpa, JongIn. 


— Meu amor, não precisa pedir desculpas pra mim e sim para o KyungSoo. — JongIn beijou o rosto do irmão. — Você é novo Sehun, tente se controlar, eu sei que o amor é forte, eu já te disse isso ontem, se eu não estivesse ali ou se o KyungSoo não tivesse batido de frente com você, você teria ido atrás do nosso pai e acabaria tudo numa briga enorme. 


— Mas entende o meu lado. — Sehun suspirou. — Eu errei, eu sei, mas me entende, você e o KyungSoo são importantes. 


— Você é importante para nós dois, por isso tomamos conta de você e por isso não vamos passar a mão na sua cabeça quando errar, você tem quase 25 anos, precisa aprender a controlar sua emoções, Sehun. Eu te entendo eu já fiz isso uma vez, o KyungSoo te entende, mas o foco é no susto dele e como você continuou mesmo depois que falamos para se acalmar e esquecer. — JongIn disse baixinho. — Meu amor, ontem você estava ao máximo e quase avançou no KyungSoo, se ele não tivesse saído da sala eu nem sei o que aconteceria, até porque eu estava fraco demais para te segurar. 


— Eu sei, não é fácil Kai. 


— Eu sei que não, por isso eu e KyungSoo estamos aqui, ele vai conversar com você com calma. — JongIn beijou a testa do mais novo. — Você e ele erraram, você gritou, ele gritou também, mas você sabe que no caso ele ficou magoado. 


— Eu sei, nunca o tratei assim. — suspirou fechando os olhos. — Ele chorou, Kai. 


— Eu sei, dormiu no quarto de hospedes, não foi? — Sehun assentiu. — Deve ainda estar dormindo, ontem ele disse que pegou folga, passe o dia com ele enquanto eu resolvo as coisas na empresa. 


— Ele vai ficar preocupado com você. 


— Luhan vai estar tomando conta de mim. — JongIn riu. — É rápido, e depois eu vou pegar o Yugyeom para dormir aqui, o que acha? 


— Ótimo. 



-x-



— Tô saindo. — Luhan disse beijando BaekHyun e Chanyeol logo em seguida. — Até mais tarde. 


— Ele foi cedo, por quê? — Chanyeol perguntou e Baekhyun deu de ombros. — Minhas férias estão chegando, o que acha de viajarmos para fora? 


— Sério? — O ômega perguntou animado. — Eu e o Lu adoraríamos, Chan. 


— Vou preparar tudo com calma, vamos ter nossa segunda lua de mel.— Chanyeol disse se levantando. — Vou pegar minhas coisas e já vou, hoje Kris tem uma reunião e precisa da minha ajuda lá. 


— Diga a ele que qualquer dia desses vamos passar o dia com o Tao lá naquela casa. — Baekhyun disse e Chanyeol assentiu beijando sua testa antes de sair. 


O ômega escutou a porta sendo fechada, suspirou um pouco contente, as coisas estavam voltando a ativa pouco a pouco, Chanyeol voltando a trata-los como antes e até melhor se preocupando como deve se preocupar, Baekhyun e Luhan estavam bem com aquilo, o casamento não era perfeito e nunca seria, mas estavam caminhando graças a vontade de cada um; principalmente de Chanyeol. 

Baekhyun escutou baterem na porta enquanto limpava a mesa, só iria para o trabalho depois do almoço, limpou as mãos e foi ver quem estava batendo, quando abriu acabou rindo. 


— Bom dia senhora Park, quanto tempo querida. — Baekhyun disse sorrindo. — São quase sete e meia e você na porta da minha casa, capeta você ama infernizar minha vida. 


— Chanyeol já saiu e seu irmão também, vamos conversar cobra. — Yuna disse e Baekhyun riu dando espaço para a sogra entrar.— Nem para fazer uma decoração decente você serve, menino. 


— Ah tá bom. — Baekhyun fechou a porta. — Senta no chão já que não gosta da decoração da minha sala, o sofá está incluído na decoração sabe. 


— Me respeite. 


— Você está na minha casa, começamos com esse respeito, por favor. — Baekhyun sentou no sofá e Yuna fez o mesmo. — Olha ela sentou no sofá, tenho que desinfetar mais tarde.


— Vamos parar de graça, eu estou aqui querendo saber que lavagem você fez no Chanyeol porque ontem ele foi até minha casa dizendo várias coisas além de não querer falar comigo! Eu sou a mãe dele e muito mais importante na vida dele do que você e seu irmão. 


— A senhora é mesmo importante, pariu ele e cuidou, na real quem cuidou mais foi o pai e os avós do Chanyeol, mas isso não vem ao caso a senhora continua sendo mãe, porém ele é casado e tem dois maridos, e talvez, só talvez a senhora não seja assim de tanta importância agora na vida adulta dele. — BaekHyun disse e Yuna bufou. — Por favor, nos deixe em paz por mais que me odeie. 


— Chanyeol teria um futuro tão bonito sem vocês dois. 


— Tá bom. — suspirou. — Essa frase já é tão antiga. 


— Saiba que Chanyeol ainda vai se divorciar. 


— Senhora Park, por acaso a senhora ama romanticamente seu próprio filho? 


— O que? Claro que não. 


— É estranho sabe, a senhora quer ele para a senhora. — BaekHyun murmurou. — Ou talvez a senhora seja aquele tipo que nenhuma pessoa vai ser melhor para o Chanyeol se não for igual a senhora, acho que entendi. 


 — Como sempre falando besteira. — ela bufou. — Eu só quero o melhor para o meu filho. 


— Que já tem quase 30 anos e que sabe cuidar do próprio rabo, pare com isso. — BaekHyun se levantou e foi até a porta abrindo. — Minha mãe me ensinou a tratar bem minha sogra e que ela seria como minha segunda mãe, pena que a senhora tá mais pra encosto. Se retire da minha casa e por favor, vá viver sua vida ao invés de se preocupar com o casamento do seu filho, quando não há nada de anormal nele. 


Yuna se levantou e foi embora, BaekHyun bufou passando as mãos pelo rosto. 



-x- 


Sehun entrou na cozinha e viu KyungSoo a mesa se servindo, JongIn já havia saído então só seria ele e KyungSoo. 


— Tem suco na geladeira, Sehun. — KyungSoo disse. — Não tirei porque achei que iria demorar a descer. 


— Soo...


— Tome seu café, amor. — o ômega murmurou. — JongIn foi resolver as coisas na empresa, vamos conversar depois, ok? Mas se alimente, me conte sobre a viagem. 


— KyungSoo, por favor. 


— Vamos conversar depois, não precisa disso tudo. — o ômega olhou para o alfa e sorriu pequeno. — Vamos tomar nosso café e depois conversar, eu não estou fingindo que nada aconteceu, apenas quero ter um bom desjejum com meu marido. 


Sehun obedeceu. Após terminarem de comer, Sehun lavou o que sujaram enquanto KyungSoo guardava as coisas, no fim o ômega puxou o alfa para a sala e suspirou. 


— Você é o meu bebê, sabe disso, não é? Pode ser mais velho, porém é o meu bebê. — KyungSoo disse e Sehun assentiu. — Eu não vou dizer que tudo bem, e passar a mão na sua cabeça e no fim vamos sorrir, não vou. Eu vou expor o meu lado e o que quero, fique a vontade para falar o seu.


— Eu sei que não. — Sehun apertou suas coxas. — Eu não tenho muito o que falar, só pedir desculpas. 


— Você é humano Sehun, eu também, cometemos erros e muitos ainda vamos cometer, mas muitas das vezes pode ser revertido. — suspirou. — O que me deixou magoado? O seu tom de voz, eu entendo sua raiva, mas você poderia ter se segurado, entendo também que é novo, mas isso não pode servir como desculpa. 


— Eu preciso me controlar, eu sei disso. — Sehun encarou o marido. — Me perdoe Soo, eu não gritei por querer, você sabe. 


— Eu sei, mas aquilo me doeu amor, eu sou ômega se você fala mais grosso meus ouvidos e meu corpo reagem ao medo. — KyungSoo passou a mão no rosto do alfa. — Eu peço desculpas por ter gritado de volta com você, também não foi certo falar o que falei e deixar a raiva também tomar conta de mim. 


— Eu fiquei irado com o Taeho. — Sehun fechou os olhos já sentindo a raiva novamente. — Por ter batido no JongIn, falado de v-


— Shh, calma Sehun. — KyungSoo selou os lábios do marido. — Calma amor, é disso que você precisa calma e saber controlar suas emoções. O que aconteceu ontem foi uma prova de que eu também sinto medo, mas que você precisa me escutar assim como eu preciso te entender muito melhor ainda. 


— Você me desculpa? — Sehun perguntou fazendo um bico e KyungSoo sorriu. 


— Não grite comigo de novo, não me mande calar a boca de novo, somos maridos, somos amigos, parceiros, almas gêmeas e tudo isso envolve respeito meu para com você assim como seu para comigo, e de nós para com o JongIn. — KyungSoo disse. — Eu te amo Sehun, sempre se lembre disso quando a raiva chegar, eu te amo e amo ver você sorrindo e não com raiva. 


Sehun assentiu puxando o menor para um beijo, sabia que teria que melhorar sua raiva porque sabia que ainda iria bater de frente com o pai, querendo ou não. E não deixaria KyungSoo triste, seria forte e controlaria suas emoções. 




Notas Finais


vamos aqui, como eu falei, prestem atenção no Sehun pq mesmo com tudo aquilo ele não estava certo, não era justificativa gritar. Primeiro o KyungSoo falou e o Sehun não deu importância, JongIn falou e ele respondeu e quando o KyungSoo falou de novo ele gritou e aí os dois erraram.
O que eu queria era que focassem em duas coisas, primeiro no KyungSoo que não abaixou a cabeça e bateu de frente porque ele é marido e ele merece respeito, segundo no Sehun que pra quem não lembra sempre foi mais levado a fazer coisas sem pensar, mais novo e tal, ele iria atrás do pai mesmo quando JongIn pediu para esquecer ao menos naquele momento. Eu queria que entendessem que o Sehun é novo e todos fazem bostas, mas passar a mão na cabeça não é o certo, ele errou e mesmo que os maridos entendessem não iam chegar na hora e falar "ah eu entendo Sehun, não grita mais tá" é como educar criança, você precisa tirar na hora aquilo para não se repetir no futuro. Sehun ainda tem muito que se controlar e ele vai aprender mais com os maridos. O foco é, Sehun nunca teve menos amor nisso tudo, ele sempre teve o ideal para ele, deu e recebeu porque é assim um relacionamento.
Os dois erraram, os dois se desculparam, é assim a vida, nada de sair batendo ou gritando ou fazendo ceninha e indo embora pq brigou ou pq um ama mais que o outro, eles estão juntos eles se amam e vão aprendendo, se passou apenas 4 anos já fic, 4 anos de casamento você ainda nem conhece seu parceiro direito e nem o seu casamento, precisa de mais anos para transformar tudo em um bom relacionamento forte.

Ah e sobre o que o BaekHyun falou da mãe do Chanyeol, há mães que vêem em si mesmas uma esposa para o filho, acham que a mulher perfeita para ele seria uma pessoa igual a ela ou até mesmo ela realmente. Não é o caso da mãe do Chanyeol, ela só tem birra mesmo com LuBaek.

Até mais, obrigada 💕


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...