História Sorriso Bonito. - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Kim Taehyung (V)
Tags Bromance, Drama, Suícidio, Taekook, Vkook
Visualizações 11
Palavras 637
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 16 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Drama (Tragédia), Ecchi, Romance e Novela, Suspense, Universo Alternativo, Violência
Avisos: Linguagem Imprópria, Mutilação, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


wellcome back guys

aproveitem o capítulo

boa leitura!

Capítulo 3 - Three.


Os dedos de Jungkook se encontravam agitados, batucando de forma descompassada a madeira clara da mesa daquela cafeteria já tão conhecida por si. Não pedira nada, não sentia fome e nem sequer o vício que tinha por café se fez presente naquele momento.

tlim! tlim!

Seus olhos deslizaram rapidamente à porta do local quando o sino indicando visitas tocou, e logo teve um olhar de dúvida plantado em seu rosto.

Taehyung adentrara o local com uma máscara no rosto, mas não havia o porquê, não estava resfriado, nem estava tão frio assim. Meio atordoado fora andando de encontro com Jungkook assim que seus olhos se encontraram com o dele.

Se sentou na cadeira acolchoada de forma robótica:

Oi...” Soltou friamente, retirando a máscara e a colocando sob a mesa.

Jungkook rapidamente entendeu o motivo dela estar cobrindo parte do rosto do outro garoto segundos antes.

Taehyung estava destruído, seu nariz estava arroxeado e os lábios cortados, sem contar os cortes que ganhara no maxilar.

Hyung....” Soltou num fio de voz, entristecido.

Sim?”

Por que?” Perguntou, com os olhos tristes e lábios torcidos, em desgosto

A mesma coisa de sempre, ele acha que sou culpado...” Riu sem humor, colocando as mãos sobre a mesa e começando a brincar com os próprios dedos. “E eu tô começando a achar que eu sou mesmo, eu provoquei aquilo, não é?” Perguntou, com um sorriso fraco nos lábios.

Obvio que não Tae, aquilo não foi culpa sua, nem nunca seria, você sabe, foi culpa do tempo.” Disse calmamente, enquanto alcançou a mão do mais velho, como consolo. “O tempo estava ruim aquele dia.”

Taehyung parecia pensar, o olhar estava perdido, encarando as próprias mãos que agora estavam sendo acolhidas pelo mais novo.

Demorou alguns segundos para que começasse a negar com a cabeça;

Não!” Explodiu de repente, puxando suas mãos para longe das de Jeon. “A culpa é minha! Eu sou realmente um assassino e eu matei meus pais, porque eu sou um merda!” Disse um pouco alto, atraindo a atenção dos outros clientes presentes naquela cafeteria.

Taehyung, deixa disso, você sabe que não é bem assim.” Jungkook tentou continuar calmo.

Se eu nunca tivesse nascido nada disso teria acontecido, Jungkook...” Abaixou a cabeça, colocando a mão nos próprios cabelos, os puxando lentamente. Começando a chorar.

Um choro simples, sem soluços, sem som algum, porém tão doloroso que qualquer um conseguia perceber isso, até mesmo Jeon Jungkook, o garoto mais lerdo de Seul toda.

Eu sinto tanta falta deles, Kookie.” Susurrou em meio às lágrimas. “Eu quero voltar, eu quero ter treze anos novamente e fazer tudo diferente.”

Tae...”

Eu quero poder viver com os meus pais todos os dias, eu quero saber o que é ser amado e quero poder chegar na minha casa sem medo de ser espancado até a morte.” E finalmente soltou seu primeiro soluço, puxando seus fios agora com mais força. “Eu quero viver, Jungkook, eu quero concluir uma faculdade e terminar a escola que eu fui obrigado a parar de frequentar.”

E Jeon começava a sentir dificuldade de processar tudo.

Me desculpem senhores.” Foram interrompidos pela garçonete. “Vocês poderiam conversar lá fora? Os nossos clientes estão desconfortáveis com a situação.” Pediu educadamente, e Taehyung sabia que não era da vontade da mulher o fazer quando observou os olhos azuis que transmitiam a ele certa pena.

E Taehyung fez o que sabia de melhor: sorriu lindamente e acenou positivamente com a cabeça.

Já estou de saída, perdão.” Se levantou e curvou-se respeitosamente para a garota.

Saiu do local amadeirado rapidamente, deixando novamente Jungkook sem explicações.

Dessa vez, ao menos, lhe enviará uma mensagem.

Hoje, eu quero passar a noite com você em sua casa na árvore ;) {08h23}

E fora respondido.

Tudo bem, Hyung. Nos vemos no horário de sempre ✓✓ {08h24}


Notas Finais


Por hoje é isto.
Me desculpem pela má qualidade do capítulo de hoje, achei que ficou ruim por motivos de (???)

com amor e dedicação. 𝓓𝓐𝓝.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...