História SORRY - Justin Bieber Fanfic - Capítulo 6


Escrita por: ~

Postado
Categorias Cara Delevingne, Justin Bieber
Personagens Cara Delevingne, Justin Bieber
Tags Cara Delevingne, Fanfic, Justin Bieber
Visualizações 182
Palavras 1.218
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 6 - Six


Termino minha refeição e vou ao banheiro, faço minhas necessidades, e quando me olho no espelho vejo uma garota que não via à 6 anos atrás, uma garota cheia de olheiras, com os cabelos presos em coques, de moletom, o rosto pálido e péssima aparência, jogo uma água no rosto e passo água também nos cabelos para não ficarem arrepiados, saio do banheiro e vejo a doutora que cuida da minha mãe procurando alguém. Quando estou me aproximando ela vem até mim.

- Molly, tenho notícias! - ela diz.

- Sério? Quais? - pergunto.

- Sua mãe entrará em estagio 3 de observação para a cirurgia, e se tudo ocorrer bem durante, até 07:00 ela já terá feito a cirurgia.

- Que notícia fantástica! E minha mãe acordou?

- Essa é a outra noticia, sim, ela acordou, pode ir vê-la.

- Até. Obrigada. - Não exito em sorrir.

- Obrigada Molly. - ela diz indo em direção oposta do quarto da minha mãe. Agora são meia noite, pego no celular e tem duas mensagens, todas de Justin.

Justin: Boa noite e se cuida.

Justin: Noticias da sua mãe?

Molly: Minha mãe está em observação pré-cirúrgica. Se tudo ocorrer bem, até meio dia ela faz a cirurgia. Vou ficar aqui. - Respondo, mesmo sabendo que ele está dormindo.

Justin: Que bom! Quer que eu fique aí com você? - Passado alguns segundos ele responde.

Molly: Não precisa amanhã tem ensaio pra ti. Eu estou bem. Tomando muito café.

Justin: Como sempre. Vou dormir agora.

Molly: E estava fazendo o que acordado?

Justin: Estava preocupado com você e sua mãe. Bem, vou indo, Até mais ;)

Molly: Até ;)

Assisto televisão. Café. Subo até onde as crianças recém-nascidas ficam, e fico lá observando vários bebês. Café. Volto para a sala. Ando o hospital inteiro. Café. Uma hora depois e eu estou quase dormindo, decido dormir um pouco, afinal vou ser avisada sobre minha mãe como sempre. Escolho uma posição confortável para dormir e fecho meus olhos, apagando logo em seguida. 

Acabaram de me acordar, agora são 06:00 e minha mãe já está acordada. Chego no seu novo quarto e ela está olhando para o teto quando abro a porta e ela percebi olhando e sorrindo para mim.

- Oi filha! Já está pronta pro seu ensaio? Não vai se arrumar? E essas olheiras? Você vai assim? - ela diz com uma cara meia assustada me encarando.

- Mãe, eu não vou para o ensaio.

- Mas por que?

- Por você! Vou ficar aqui com a senhora!

- Mas minha filha, é uma oportunidade única, você acha que a Sr. Green acha modelos, iguais ela te achou, todos os dias? Mas é claro que não! Olhe para você! É linda, tem um corpo e um rosto perfeito. Não se preocupa comigo, eu vou estar aqui e vou fazer a cirurgia, vai estar tudo bem! Agora vai se arrumar, ficar linda, porque tem um garoto lindo, um fotógrafo, sua melhor amiga e uma carreira inteira pela frente te esperando! Se a sorte bater na sua porta à receba de coração aberto, oportunidades na nossa vida não repetem.

- Mas mãe, a senhora é mais importante que um ensaio.

- Não me deixa levantar dessa cama e ir até aí te agredir! Vai logo! Por mim, por favor. - ela diz como se estivesse implorando para eu ir.

- Ok, se cuida, te amo! - digo e vou até ela, dando um quase-abraço e um beijo na testa dela, que retribui o ato.

Saio, afinal, é minha mãe, tenho que ir de apé para casa se eu for correndo chego mais rápido, aproveito o trajeto e passo num mercado 24hrs que é o mesmo mercado que eu e o Justin viemos aqui dias atrás, e pensando agora, é como se tivesse passado meses, aqueles momentos que tivemos juntos, cada abraço que ele me deu, cada forma de me animar, de fazer sentir melhor, cada gesto que ele fazia e meu coração chegava à pular.

Pego numas bolachas recheadas e num energético e levo pro caixa, ela me informa o valor, eu pago e ela coloca numa sacolinha, agradeço e volto à correr tomando o energético. Chego em casa passado 20 minutos e estou morta de cansaço, sento no sofá e fico lá, lembrando novamente dos momentos que o Justin esteve ali comigo, assistindo filmes e lembro da nossa "briga" de ontem, aquela "briga" me destruiu. Literalmente.

Subo para o quarto, tiro minhas roupas sujas e suadas, jogando num canto qualquer do quarto e correndo para o banheiro, ligo a água quente e já entro debaixo me relaxando e lavando meus cabelos, passando sabonete em meu corpo, passo o creme no cabelo e enxáguo tudo junto, torço o meu cabelo com as mãos e tiro um pouco do excesso de água, pego numa toalha grande e seco meu corpo e enrolo ela no mesmo.

Agora a parte mais difícil, escolher a roupa. Como devo ir? De vestido? Saia? Depois de pensar bastante decido pegar uma roupa simples. Afinal eu vou trocar de roupa lá. Pego num Body preto, fechado na frente e atrás ele é trançado, pego numa calça de cós alto jeans, e uma alpargata também preta. Visto e me olho no espelho. Ótimo.

Corro para o banheiro com a maleta de maquiagem, pego no corretivo e passo sobre as olheiras escondendo elas, passo base no rosto, faço um delineado gatinho com delineador preto, passo rímel, blush rosinha, e um batom rosa que seca rapidamente. Seco os meus cabelos com a ajuda do secador e enrolo eles com o babyliss, fazendo cachos "frouxos" e desfazendo com os dedos para parecer natural.

Termino e olho no relógio, são 07:30 da manhã. Pego numa bolsa azul de alça compridas para ombro, e coloco meu carregador, meu gloss que passei, o rímel, o blush, minha carteira. Fico com o celular e a chave de casa na mão.

Vou ligar para o Justin me buscar, porque afinal: não tenho carro e a agência está longe. Ele atende entre o primeiro e o segundo toque.

- Alô Molly. - ele atende com uma voz angelical.

- E aí ? Quando vem me buscar para o ensaio? - eu não posso ver, mas pela risada que ele deu, um sorriso enorme se abriu em seu rosto.

- Sério? Eu tava saindo de casa e passo aí em 5 minutos.

- Obrigada, até. - digo desligando a chamada.

Tranco a casa e decido ir esperar lá fora. sento numa " namoradeira " que tem na entrada de casa e imagino o Justin sentado aqui comigo, acariciando meu rosto. Espera. Opa. Por que imaginei isso? Respira fundo - digo á mim mesmaTenho que respirar mesmo. Uma buzina ecoa pelos meus ouvidos e um sorriso aparece em meu rosto e no de Justin quando nossos olhares se encontram, desço as escadas e a porta do carro dele já está aberta.

- Olá. - Digo entrando no carro.

- Você está linda anjo. - ele diz e eu sorrio levemente para ele, tentando segurar meu coração para não pular fora de seu lugar. 

- Obrigada Justin. Agora anda, temos um ensaio para fazer. - digo e ele acelera indo para o ensaio. O ensaio pelo qual estou fazendo pela minha mãe. 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...