História Sorry For Being Stupid - 2nd Season (SFBS) - Camren - Capítulo 37


Escrita por: ~

Postado
Categorias Barbara Palvin, Camila Cabello, Fifth Harmony, Maia Mitchell
Personagens Ally Brooke, Barbara Palvin, Camila Cabello, Dinah Jane Hansen, Lauren Jauregui, Maia Mitchell, Normani Hamilton
Tags Camren
Visualizações 478
Palavras 1.481
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Ficção, Musical (Songfic), Poesias, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


🌚🌝

Capítulo 37 - "For you I am capable of everything."


POV Lauren


Continuação


Assim que colquei os olhos no bebê, comecei a chorar.

Ele se parecia muito com ela, os traços, a corzinha do cabelo... até que ele abriu os olhos: verdes.

É um menino, Laur.- Ally disse e eu sorri.

E-eu... ele se parece tanto com ela.- falei.

No momento em que eu o peguei no colo, automaticamente me senti como se estivesse abraçando ela.

Eu não tinha mais notícias do estado dela, eu acabei focando somente no bebê em minha frente, no meu filho.

Gente... acho que eu não quero quebrar o momento familiar, mas...- Dinah disse e vimos que sua bolsa tinha estourado.

Ally sorriu, e calma, chamou os enfermeiros.

Eu vou ligar pra Mani.- falei.

Eu seguro o Pequeno Cabello Jauregui.- ela disse e eu sorri.

Se naquela noite o Dave não tivesse aparecido, era pra eu ser uma "Cabello Jauregui".

Afastei os pensamentos e liguei pra Mani.


LIGAÇÃO ON


Alô?- ela perguntou.

Mani? É a Laur, se arruma que eu to indo te buscar.- falei.

Por que?- ela perguntou.

A DJ tá tendo o bebê.- falei.

MEU DEUS!- ela disse e eu sorri.

Tô indo.- falei.


LIGAÇÃO OFF


Baixinha, eu vou buscar ela.- falei e ela assentiu.

Dei um beijo nela e no meu filho.

Era estranho falar assim...

MEU FILHO.

Saí dali e corri com o carro.

Após nós voltarmos ao hospital, fomos informadas que Dinah ainda estava na preparação, de qualquer jeito, a Mani foi ficar com ela.

Me sentindo uma merda incapaz. Isso responde?- perguntei triste.

Ela teve uma insuficiência respiratória...- ela disse e eu a olhei-... ele não sabem se a falta de oxigênio provocou algum dano ao cérebro...- ela disse e eu deixei algumas lágrimas saírem.

Era tão grave assim?- perguntei.

Ah, toda gravidez tem algum risco... mas a dela era toda de risco, sabe? O bebê nasceu num parto de emergência, ele poderia não ter sobrevivido, assim como ela.- Ally disse e eu me senti mal.

Eu fui tão egoísta com ela, eu só pensei em mim, de novo.- falei nervosa.

Lauren, se você for ficar se martirizando, eu não vou permitir que você passe por aquele corredor, vire à esquerda, entre o quarto 708 e fale com a Camila enquanto ela amamenta o seu filho... E ele precisa de um nome, ta?- ela disse sorrindo e eu demorei à assimilar.

Assim que meu cérebro pegou, eu não falei nada, simplesmente sai correndo.

No meio do caminho, o choro já havia me tomado, eu soluçava muito, tive que dar uma paradinha pra respirar.

708... é esse...- falei assim que encarei a porta do quarto.


POV Camila


No momento em que vi Lauren, senti meu corpo fraco, mas eu estava feliz, feliz por ela estar comigo num momento tão importante quanto o nascimento do nosso filho...

Mas nada durou muito, novamente, eu estava fraca.

Tudo ficou preto, eu perdi meus sentidos, minha audição se foi, tudo pareceu sair de mim.

Não era eu naquela maca... não era.

De um sonho eu acordei, sem entender nada.

Assim que analisei as paredes, constatei estar num hospital.

Mas por que?

Essa pergunta não durou muito, eu me lembrei.

Em desespero, pedi que chamasse a Ally, que rapidamente chegou.

Oi...- ela se aproximou.

E-u...- minha voz era falha.

Não fala muito agora, okay? Eu vou...- ela disse e saiu.

Assim que ela voltou, percebi o "pacote" em seus braços.

Meu choro foi instantâneo.

Ela sorriu e me entregou o meu filho.

Eu consegui...- falei e ela sorriu.

Sim, meu amor, você conseguiu. Agora você tem que alimentar o coitado.- ela disse.

Meu filho abriu os olhos: verdes.

Cadê a Lo?- perguntei aflita.

Ela não está aqui- ela disse e eu quis chorar.

Como ela não estava aqui?

Será que...?

Não é nada disso, ela foi buscar a Mani.- ela disse e eu a olhei- A Dinah também está tendo bebê.- ela disse e eu sorri.

Jura? Meu deus...- falei sorrindo.

Eu já volto, ta?- ela disse.

Uhum.- falei.

Depois de uns 5 minutos, tudo o que eu mais queria aconteceu.

C-amz...- ela disse chorando e a aproximou, passando a mão pela minha perna, até chegar em minha mão, que ela pegou, apertando.

Ela encostou as nossas testas, ainda chorando, e colocou uma das mãos em minha cabeça.

Eu quis te matar... não to brincando.- ela disse e eu ri.

Desculpa.- falei e senti minha garganta fechar por causa do choro.

Desculpa por que? Olha isso...- ela disse e eu olhei pra baixo, sorrindo- Camz, eu tenho uma coisa um pouco séria pra te falar.- ela disse e eu fiquei tensa, ela derrubou a chave do carro- Olha só... eu achei aqui e gostaria de saber se é seu.- ela disse rindo com uma caixinha na mão- Por favor, não nega por causa dessa cena tosca.- ela disse e eu comecei a rir, e chorar.

Lauren... deixa ele comer primeiro...- falei ao lembrar que meu filho ainda mamava.

Falando nisso, acho que ele precisa de um nome.- ela disse e eu sorri.

E qual é a sua ideia?- perguntei.

Hmmm, Frank?- ela perguntou e eu ri.

Por favor, não.- falei.

Hm... Ed?- ela perguntou e eu sorri.

Ed... gostei, mas Ed de Ed ou Ed de algum nome?- perguntei e ela riu.

Ed de Edward.- ela disse e sorriu- Ou Edgar.- ela disse.

Edward, por favor.- falei e ela riu.

E se ele namorar uma Bella?- ela disse e eu ri, um pouco alto.

Sem momento fã...- falei e ela riu.

Srta...- um médico chegou- Temos que levar o Pequeno...- ele disse.

Claro...- falei.

Ele já tem nome?- ele perguntou.

Ed, Edward.- Lauren disse e eu ri.

Exatamente...- falei.

É um belo nome, Edward Cabello.- ele disse.

Oh não, Jauregui, Edward Cabello Jauregui.- corriji e Lauren sorriu largamente.

Me perdoe, eu não sabia.- ele disse.

Tudo bem.- sorri.

Ele saiu, deixando somente Lauren e eu.

Então, senhorita, Cabello... Eu ainda tenho que receber uma resposta...- ela disse com um carinha fofa.

É que eu não lembro a pergunta.- falei sorrindo cínica.

Ela se aproximou e sussurrou baixo bem perto da minha boca.

Porventura eu gostaria de saber... por obséquio, sabe? Queria saber se vossa senhoria gostaria de retornar a ser minha...- ela se aproximou mais- ...esposa...?- ela perguntou.

Eu acho que não...- falei e ela se afastou.

O que?- ela perguntou começando a ficar desesperada.

Posso terminar?- perguntei.

Pode...- ela disse.

Eu não seria louca de dizer não...- falei e ela sorriu.

Nunca comece uma frase assim, quer me matar?- ela perguntou e se aproximou.

Eu quero te matar sim... mas de... felicidade? Amor? Essas coisas melosinhas ai.- falei e ela riu.

Sabia que eu te amo?- ela perguntou.

Não pareceu muito mas eu acredito.- falei e ela me encarou.

É assim que você trata o amor da sua vida?- ela perguntou e eu ri.

Tô brincando.- falei.

Sabe que... eu não te beijo há... 1 semana? Mais? Não sei como to aguentando.- ela disse e se aproximou.

Então por que você não faz algo mais interessante? Tipo matar essa saudade...?- perguntei e ela se aproximou.

Hey, sem pornolice no hospital.- Dinah Brothers do além.

Ela estva numa cadeira de rodas, com...

Meu deus! Olha isso, Camz.- Lauren disse e se afastou de mim.

Essa aqui é a Alice.- ela disse e eu ri.

Vocês por acaso assistiram Crepúsculo antes de vir?- perguntei e ela riram.

Cala a boca ai.- Dinah disse e eu ri.

Cadê a Mani?- Lauren perguntou e Ally brotou, ofegante.

G...en...te... A Mani... Vem...- ela disse sorrindo.

Mas que porra? É todo mundo seguido mesmo?- Dinah disse e eu ri.

Não posso sair.- falei.

Eu vou levar ela.- Lauren disse.

Pera, deixa a Alice com a Chan.- Dinah disse e eu peguei ela.

Boa sorte lá.- falei e elas saíram.


2 dias depois


Assim que chegamos em casa, Lauren fez uma surpresa.

Como você montou um quarto em 2 dias?- perguntei maravilhada.

Tenho meus dotes.- ela disse convencida.

Eu coloquei o Ed no berço, e nós saímos abraçadas do quarto dele.

A campainha tocou e ela atendeu.

Oi, Lern.- MAS QUE PORRA.

Oi, Dave... entra.- ela disse.

Tudo bem? Não te vi nesses dias.- ele disse e a aproximou dela.

É mesmo... mas...- antes que ela falasse eu me aproximei.

Hey, Dave.- falei e abracei ela de lado.

Oi, Camila, tudo bem?- ele perguntou e nos ouvimos Ed chorar.

Quem vai?- olhei Lauren.

Pode deixar que eu vou.- ela disse sorrindo muito e saiu.

Dave ficou com uma cara de confuso.

Nosso filho.- falei sorrindo.

Bem cínica.

Que nem ele.

O que?- ele perguntou.

Você quer vê-lo?- perguntei.

Tudo bem...- ele disse e nós fomos até o quarto, onde Lauren estava com ele no colo.

Linda a minha futura esposa, né?- perguntei.

Vocês vão...- ele me olhou.

Ela pediu...- falei e Lauren nos olhou.

Eu tenho que ir.- ele disse e saiu.

Lauren colocou Ed no berço e veio até mim.

O que deu nele?- ela perguntou.

Não sei, acho que descobrir que você tem um filho e que vai se casar de novo... será que foi demais?- perguntei e ela riu.

Como você é!- ela dise rindo.

Então...- falei e peguei ela pela cintura.

Então...- ela disse disse colocou as amor em meu rosto- Sabe que... a Ally me ligou as 3 da manhã?- ela disse e eu a encarei.

Que que ela disse?- perguntei.

Nada, ela me mandou ir até lá antes de me dar uma informação útil.- ela fez bico.

Desculpa, ta? Eu ia te contar antes... ia mesmo, mas...- falei.

Não faz mal, porque nesse exato momento, tem um serzinho lá no quarto.- ela disse e eu me emocionei- Não disse que você era capaz?- ela disse e eu a abracei.

Por você eu sou capaz de tudo.- falei.


Notas Finais


Vocês acharam mesmo que eu ia matar?

COMENTEM SOBRE ESSA FASE AMORZINHO (será?) DELAS <3

Preguiça de colocar o link do grupo :)


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...