1. Spirit Fanfics >
  2. Sorte absoluta >
  3. Capítulo 03

História Sorte absoluta - Capítulo 3


Escrita por:


Capítulo 3 - Capítulo 03


Fanfic / Fanfiction Sorte absoluta - Capítulo 3 - Capítulo 03

Depois de ter invadido um cassino,ele vai até um bar com várias motos de motoqueiros e alguns estavam conversando juntos em cima delas. Dante se aproxima de uma delas,ele agarra o motoqueiro que estava em cima dela e o joga a vários metros de distância.

Dante: foi mal,mas eu preciso dela mais do que você.

Ele sobre na moto e ela instantaneamente liga mesmo sem a chave. Um dos motoqueiros pega um arma e aponta para a cabeça de Dante,mas a arma não funciona e Dante empurra o motoqueiro que é jogado contra a parede do bar e o atravessa.

Dante: desculpa,a minha mão escorregou.

Ele vai embora com a moto deixando os outros bem irritados.

Dante: vamos ver,atirar em mim não vai dar certo,as brancas não funciona,então eu só tenho mais uma única opção,mas como eu vou completa-lá eu não sei. Dane -se! Eu vou dar um jeito.

Ele vai direto para nova York e compra alguns produtos químicos e os mistura em um frasco grande. Ele sobre no maior prédio e bebe o líquido que continha os 5 produtos químicos mais letais para os humanos do mundo.

Dante: eu espero que isso funcione.

Ele olha para baixo e não havia nada que pudesse estragar a sua queda,ele se joga de cima do prédio,mas enquanto ele caia ele viu um caminhão perder o controle e bater em um poste fazendo a mercadoria sair voando para todos os lados.

Dante: isso não pode ser real.

Uma grande caixa cai bem abaixo de Dante e de alguma forma ela se abre dando espaço para um pula pula inflável que amortece a queda de Dante.

Dante: sorte,eu te odeio.

Ele sai do pula pula e vai embora,o líquido de antes deveria estar fazendo efeito,mas Dante não sentia nada,nem sequer um formigamento.

Dante: não funcionou! É melhor eu desistir de uma vez,não! Ainda não.

Ele vai até um zoológico e fica olhando para a jaula dos leões.

Dante: sério,se isso não funcionar eu vou desistir.

Ele pula na jaula dos leões e os animais ficam em volta dele.

Dante: o que estão esperando? Me ataquem!

Os animais ficam olhando para ele e se aproximam,mas eles não atacam e ficam se esfregando nele como se fossem gatos.

Dante: legal,mas não era o que eu esperava.

Ele vai até as barras de ferro sentindo uma grande raiva,ele puxa as barras de ferro e as arrebenta com força bruta.

Dante: não tem jeito,eu nunca vou conseguir morrer ou me livrar desse poder.

Ele olha para um jornal e o pega do chão.

Dante: não,ainda tem uma chance de superar a minha sorte.

Ele corre em direção a Washington e invade a Nasa e entra em uma nave espacial.

Dante: foi mal,Nasa. Nas eu preciso disso mais do que você.

Ele começa a apertar vários botões enquanto até que a nave espacial ativa e começa a voar.

Dante: eu espero que eu não encontre um alien que sai do peito.

A nave começa a sair da estratosfera,ele continua o seu caminho até chegar na exosfera.

Dante: pronto. Agora,qual é mais poderoso,a física ou a minha sorte? Façam as suas apostas!

Ele sai da nave e voa em direção a terra.

Dante: eu consigo respirar no espaço? Isso não é possível! Bem,isso não importa agora.

Ele vai voando lentamente em direção a terra,mas ele sente um calor atrás dele e quando ele olha para trás,a nave estava indo direto em direção a um meteoro gigante que estava passando pela terra.

Dante: mas que merda! Eu espero que isso não cause problemas.

A nave bate no meteoro e ela muda de direção fazendo ela ir em direção a terra.

Dante: ah, não!

Por estar indo mais rápido que o meteoro,Dante começa a atravessar as camadas da atmosfera e cai de costas na terra causando uma enorme explosão no meio de Washington. Dante abre os olhos e ele estava intacto,ele se levanta no meio de uma cratera e sai de lá como se não tivesse acontecido nada.

Dante: eu não queria que isso acontecesse.

O meteoro de antes cai há alguns km e causa uma explosão enorme e uma onda de energia passa devastando tudo em seu caminho,como: edifícios e veículos. Dante ficou parado para receber todo o impacto,mas nenhum objeto ou onda de energia atingiu ele.

Dante: isso só pode ser brincadeira.

Ele olha em volta e tudo virou lava derretida menos a parte onde ele estava parado.

Dante: nada está funcionando! Nada funciona. Eu caí diretamente do espaço e eu nem senti o impacto,eu realmente quero morrer. A humanidade se foi por causa da minha burrada,agora que a minha raiva aumentou a minha vontade de morrer só aumentou e me fez eu me lembrar o motivo da minha falta de vontade.

Ela se joga no chão fervente e fica olhando para o céu que estava vermelho por causa do calor. O motivo de sua raiva e de seus pensamentos suicidas era que ele não se considerava humano,sorte não era o seu único poder,ele tinha literalmente infinitos poderes que lidava com qualquer situação,mas ele finge não saber disso para para ser o mais humano possível.

Dante: o que eu sou? Humano? Anjo? Demonio? Ou apenas um monstro? Eu queria ter uma resposta. Eu tenho um segredo que ninguém sabe,eu não contei para ninguém,eu deveria ter contado para o Jack ao invés de ter brigado com ele.

Ele levanta a mão para o alto e algumas gotas de lava cai dela,mas não cai em cima de Dante que apenas fica olhando para ela.

Dante: nada que eu faça vai funcionar,então a minha única escolha é aceitar esses poderes e seguir em frente.

Ele se levanta e estende o dedo para frente,ele faz um grande círculo negro e um tipo de buraco se abre dando a imagem de uma floresta que claramente é um outro mundo,mas na verdade Dante abriu um portal graças a umas das suas infinitas habilidades.

Dante: bem,vamos indo.

Ele passa pelo portal e o portal se fecha.

20 anos depois

Dante estava sentado em um poltrona em um grande salão. Ele estava bem diferente,ele tinha um auréola negra com uma aura vermelha e asas de corvo nas costas. Depois que ele passou pelo portal,ele mudou a sua aparência para a de uma demônio e virou um tipo de comandante do rei demônio e sua função é deter o avanço do herói no castelo do rei demônio.

Dante: lá vamos nós.

Nesse momento um grupo entra na sala e Dante se levanta e da um suspiro pesado.

Dante: olá,eu sou um dos comandantes do rei demônio,o meu nome é Dante Venturi.

O jovem genérico de cabelos loiros que estende até o pescoço e olhos azuis,ele se chama yuga. Ele se aproxima dando alguns passos a frente e aponta a sua espada para Dante.

Yuga: eu sou o herói yuga,viemos aqui para derrotar o rei demônio!

Dante: sei! Eu sou o primeiro comandante,depois de mim tem mais 3 que vocês terão que derrotar,mas vocês não irão passar daqui.

Yuga: não seja arrogante!

Dante olha para o herói que tinha uma aparência bem suspeita,o rosto dele não tinha nenhum traço masculino e Dante não poderia saber se era homem ou mulher por conta da armadura que cobre o seu corpo deixando somente a sua cabeça.

Dante: vamos começar logo.

O herói prepara a sua espada e Dante usa a sua avaliação para poder ver as informações da espada.

Dante: a espada sagrada caladbolg,a única arma que pode matar seres divinos.

O herói desfere um golpe que corta tudo em seu caminho,mas dante desviou com facilidade.

Dante: errou!

Uma garota se aproxima de yuga e lança uma magia de reforço. A garota é a maga do grupo,ela tinha roupas de bruxa,ela tem cabelos longos e negros e seus olhos eram escuros,ela se chama mika.

Mika: ele é muito forte,lutar contra ele não vai ser fácil.

Yuga: eu sei! Mas eu não vou desistir.

Mika da um grito estranho ao ver a cara de determinação de yuga e Dante da um suspiro.

Dante: então,vocês desistem?

Yuga: é claro que não!

Dante aponta o dedo em direção a yuga e algo super rápido passar pelo rosto dele causando uma grande explosão atrás do grupo. Eles olham para trás e vêem um enorme buraco que levava até o lado de fora do castelo.

Dante: "projétil de ar" é um habilide assustadora,pois é muito difícil ver algo transparente e que viaja mais rápido que o som. Se esse ataque tivesse acertado um de vocês, com certeza vocês teriam virado carne moida.

Yuga: você está brincando com a gente?

Dante: talvez.

Ele se abaixa e uma lâmina passa por cima de Dante.

Dante: um samurai sorrateiro? Essa é nova.

O samurai se afasta é Dante olha para ele. O samurai estava usando um tipo de roupas americanas como sobretudo e ele estava usando uma katana,o seu cabelo era negro e seus olhos eram meio marrons,mas parecia vinho.

Dante: você é bem rápido,mas eu te vi usando as minhas habilidades sensoriais. Aquela sua invisibilidade é uma magia sua? Não,é bem provável que tenha sido aquela garotinha ali.

Ele olha para uma garota de roupas brancas de sacerdote,ela tinha cabelos azuis claros e olhos esmeraldas.

Dante: eu já ouvi falar de vocês. O samurai do Oriente, stiff e a clériga Liza,o trabalho de vocês na cidade de bulgar foi impressionante.

Liza: por culpa de vocês demônios muitas pessoas inocentes morreram.

Dante: e isso deveria significar alguma coisa? O forte prevalece sobre o mais fraco,isso é uma regra absoluta nesse mundo.

Yuga: eu me recuso a aceitar essa regra,eu vou derrotar o rei demônio e toda essa besteira vai acabar.

Dante: boa sorte.

Em poucos segundos,Dante nocauteia todo o grupo com uma grande facilidade.

Dante: bem,o que eu faço com vocês?

Ele tem uma ideia e os teletransporta para uma aldeia humana de onde eles vieram.

Dante: pronto! Agora eu vou continuar o meu trabalho.

Ele se senta em sua poltrona e fica esperando os invasores enquanto lê alguns livros.

1 mês depois

Durante 1 mês,os heróis ficaram tentando invadir o castelo,mas todas as vezes eles eram derrotados por Dante que sempre derrotada eles com uma extrema facilidade. Dante estava começando a perder a paciência com os heróis até que ele tem uma ideia para acabar com isso.

Dante: me ataque com todas as suas forças,herói!

Yuga vai em direção a Dante que estava sorrindo de forma estranha,mas yuga continua a sua investida e perfura o coração de Dante que não se movia.

Dante: certo,você finalmente venceu.

Ele cospe uma grande quantidade de sangue e cai no chão morto.

Mika: ele morreu? Finalmente derrotamos ele!

Ela agarra yuga e fica comemorando junto de stiff e Liza,mas yuga estava com uma cara fechada.

(Yuga: o que foi isso? Eu sinto como se tivesse acertado o nada,mas eu sinto o sangue dele no meu rosto.)

Mika: yuga,vamos indo! Precisamos derrotar o rei demonio. Liza,nos dê uma poção de mana.

Liza pega um frasco com um líquido azul e yuga bebe ele,logo em seguida eles seguem em frente. Nesse momento o cadáver de Dante desaparece como fogo e ele aparece encostado na parede.

Dante: vamos ver o que eu vou fazer,eu acho que eu tenho a opção de viver com os humanos.

O corpo de Dante começa a soltar uma névoa negra e se transforma em uma criança de 12 anos humano,mas a cor de seu cabelo ficou escuro.

Dante: agora eu vou começar a minha jornada.

Ele se teletransporta para um beco em uma cidade que ficava a centenas de km de distância do Reino dos demônios.

Dante: aqui está.

Ele pega uma espada de sua bolsa mágica e a coloca em sua cintura.

Dante: isso parece um jogo de rpg.

Ele entra na cidade sem ter passado pelo portão e vai ate a guilda de aventureiros que estava repleto de pessoas. Mas Dante ficou mais empolgado com os elfos,anões e Demi humanos.

Dante: isso é bem empolgante.

Ele vai até uma fila que levava até um balcão que era atendido por uma mulher loira e muito bonita. Dante fica por mais de 2 horas esperando na fila até que chega a sua vez.

Gatota: olá,você veio para se registrar como um aventureiro?

Dante: sim,eu me chamo Dante Venturi.

Garota: o meu nome é mia,eu sou uma das atendentes da guilda,eu vou registra-lo.

Ela pega um tipo de contrato e Dante assina.

Mia: você tem uma escrita muito bonita.

Ela pega um pequeno cartão e entrega para Dante.

Mia: esse é o seu cartão de aventureiro,não o perca.

Dante: eu sou um rank G.

Mia: sim,o segundo rank mais alto é o rank A,o rank mais alto é S e são bem raros no mundo inteiro.

Dante: entendo,obrigado por tudo.

Ele vai embora e ao invés de pegar uma missão,ele vai até a biblioteca da guilda para comprar alguns livros sobre monstros e de vários outros tipos.

Continua.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...