História Sorte no azar--(Vkook, Namjin, Yoonmin) - Capítulo 15


Escrita por: e parkCakeJimin

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Crossover, Drama, Lemon, Namjin, Shoujo, Vkook, Yaoi, Yoonmin
Visualizações 142
Palavras 1.046
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Bishounen, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Fantasia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Lemon, LGBT, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Violência, Yaoi (Gay)
Avisos: Álcool, Cross-dresser, Drogas, Gravidez Masculina (MPreg), Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oiieee demorei muito? Postei e vazei flw vlw 💙😡


*Obs:. Leiam escutando moans kkkk 🌚*

Capítulo 15 - Longa noite


Fanfic / Fanfiction Sorte no azar--(Vkook, Namjin, Yoonmin) - Capítulo 15 - Longa noite


          Kim Namjoon p.o.v




 Saímos brevemente da cozinha, continuamos a dar pequenos selares enquanto tentava nos guiar para o quarto, mas numa tentativa quase falha encostei Jin na parede mais próximo para então retornarmos o ar perdido, ainda de olhos fechados pude imaginar sua feição de desejo nesse exato momento, e foi o que aconteceu quando me permiti abrir os olhos e através de pequenos feixes de luz que se dava através da janela com a cortina agitada ao vento, pude ver seu lindo rosto e lábios entreabertos tentando recuperar o ar que estava a falhar, então antes que pudesse reagir outro selar de lábios vindo da parte do mesmo.


  — Por que parou?– Ouvi quase num sussurro Jin silabar tais palavras pra me fazer voltar da onde paramos.

   

   Ajeitei Jin no meu colo sentido a fricção de seu membro ao meu abdômen lhe fazendo soltar um gemido arrastado, andei em passos largos até a escada enquanto Jin já depositava chupões por entre meu ombro e pescoço. Suspirei ao tentar subir a escada quase falho por conta do breu e ainda sim por conta dos chupões bem dados por Jin. Tropecei no último degradou pela falta de estabilidade que o mesmo causava em mim, agora eu pude ver um Jin quase diferente por outro lado, mais entregue talvez, talvez soubesse que pelo fato de ouvir aquela voz angelical pela primeira vez, já sabia que estaria me metendo numa tremenda encrenca, e claro essa encrenca se chama Jin, o suposto dono do meu coração. Claro que um relacionamento não se baseia só em sexo mas em minha mente já criava altas expectativas, que tomara a Deus não seja em vão.

  Andei mais alguns centímetros até ir de encontro a porta do quarto, girei a maçaneta e chutei a porta para se abrir, para que pudesse segurar com firmeza Jin. Fechei a mesma num estrondo que fizera Jin dar um solavanco em meu colo que se apertou ainda mais em meu corpo. Caminhei até a cama ainda esbarrando em algumas coisas e me sentei na beirada da cama, Jin afrouxou um pouco os braços, e mesmo no escuro, a pouca luz que tentava adentrar pela janela iluminava sua pele branca a deixando brilhosa, olhei atentamente os seus olhos e quebrei a distância já o beijando e pedindo passagem com a língua, e em meio a escuridão só se ouvia os estalos dos beijos e ambas respirações ofegantes para deixar o clima ainda mais pornográfico. O mesmo adentrou sua mão por debaixo de minha camiseta a puxando e tirando de uma só vez, senti o mesmo rebolar um pouco em meu colo que num ato me fizera agarrar sua cintura e pressionar ainda mais suas nádegas em meu membro ainda coberto que já criara volume, e poderia dizer o mesmo de Jin.

 Ajudei o mesmo a tirar sua camisa enquanto se ajoelhava em minha frente desabotoando a minha calça. Meu membro já expelia pré gozo e foi o cúmulo sentir sua mão levemente fria em contato a barra da calça puxando a mesma para baixo liberando meu pênis me fazendo arfar o suficiente para deixar Jin louco por contato. Ele já me bombeava lentamente para me provocar e apertava minha glande usando o pré gozo como lubrificante até enfiar sua boca por completo em meu pênis me fazendo gemer rouco. Que boquinha maravilhosa!


 — Aah Jin!


  Ele já subia e descia tão rápido que já sentira o líquido querer sair. Enfiei meus dedos por entre seus fios de cabelo o dando suporte para não perder o ritmo se é que era possível. Sua boca é tão quente e por um momento pensei que o mesmo era banguelo mas depois de algumas arrastadas de dentes já era o suficiente para me lembrar e me deixar completamente louco, poucas estocadas em sua linda boca finalmente me desfiz e tive a bela visão de Jin empinado e engolindo todo líquido em sua boca e lambendo o restante.  Simplesmente o melhor boquete.


  — Onde está as camisinhas?Apontei para a gaveta do armário um pouco distante, o mesmo levantara e andará em direção a mesma retornando com camisinhas e um tubo de lubrificante. Observei sua imagem atentamente tirando suas peças de roupa enquanto supostamente me seduzia o que estava surtindo efeito em meu baixo ventre. Puxei o mesmo pela cintura e selei nossos lábios quebrando a distância, mordi sua boca e joguei o mesmo contra a cama e logo subi em cima do mesmo depositando chupões até seu membro que enfiei até a garganta e comecei a chupar ouvindo logo os gemidos cortados do mesmo, em alguns segundos Jin já havia se desfeito em minha boca e tratei de engolir. Subo até a sua boca chupando-a antes de beijá-lo, peguei o lubrificante em suas mãos e abri o mesmo esparramando nas mãos e lubrificando sua entrada enquanto a outra passava em meu membro e colocava a camisinha. Introduzi um dedo ouvindo um gemido rouco e logo enfiando outro fazendo movimentos de tesoura para o mesmo se acostumar, sem nem menos esperar tirei meus dedos e enfiei meu pênis de uma só vez fazendo o mesmo gemer alto.


 — Desculpa, vou ser mais cuidadoso.– Digo baixo próximo ao seu ouvido e beijando sua face para tentar amenizar a dor.


 Alguns segundos depois Jin já estava a rebolar e pedindo por mais então comecei as estocadas fundas tentando encontrar o local exato para te dar mais prazer. Nossos gemidos saiam quase em uníssono até chegar num momento em que encontro o ponto certo em sua próstata e foco em estocar só ali, só se ouvia nossos gemidos –principalmente de Jin– e a cama a bater contra a parede. Não demoramos muito até chegar o êxtase e Jin de desfazer em nossos abdomens e eu na camisinha.


 — Aah d-daddy!– Jin gemeu alto e rouco.

 Me joguei ao seu lado ofegante enquanto puxava o mesmo para se deitar em meu peito nu, e nos cobrimos com um pequeno lençol o suficiente para nos manter na temperatura exata. Acariciei seus cabelos grudados por conta do suor e esperei o mesmo dormir, depositei um beijo em sua testa dando uma última olhada, e finalmente fechei meus olhos, apagando por conta do cansaço.



   “ Você coisou meu coração! ”– Desconhecido.


 


Notas Finais


Desperdiçamos comida galera 🌚 por uma boa causa....talvez


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...