História Sorte pra nós - Capítulo 35


Escrita por: ~

Postado
Categorias Depois das Onze
Personagens Gabie Fernandes, Thalita Meneghim
Tags Dd11, Depoisdas11, Depoisdasonze, Gabie, Thalita
Visualizações 115
Palavras 937
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 35 - Desentendimentos


Fanfic / Fanfiction Sorte pra nós - Capítulo 35 - Desentendimentos

P.O.V (Gabie)

Acordei e estranhei que a Thalita não estava ao meu lado, mas aí comecei a ouvi-la tagarelando com minha cunhada na cozinha. Levantei, me arrumei e quando cheguei na sala a minha mãe já foi logo me passando uma lista de compras que eu teria que fazer pra ela preparar um almoço diferente para a nova nora, eu percebia no sorriso da Thali que ela estava muito feliz com aquilo tudo. A voz da minha mãe me trouxe pra realidade.

- Ouviu Gabriela? Não se esqueça dos ovos, é necessário na receita. – minha mãe disse.

- Ta bom, pode deixar! Posso pelo menos, tomar café? – perguntei.

Ela concordou, tomei café e fiquei conversando com a Ediana enquanto a Thalita se arrumava, ela apareceu na sala e estava linda.

- Thali, cada dia que passa você fica mais linda. – falei sem perceber que estava todo mundo na sala.

- Que elogio, hein? – minha cunhada disse.

- Vamos logo, Gabie. – ela disse envergonhada.

. Fomos apenas nós duas no supermercado, para adiantar eu fui pegar os frios e deixei a Thali no hortifruti. Quando voltei pude notar que ela estava conversando com um cara, me aproximei e ela ficou vermelha. Me apresentou um tal de Augusto e depois me disse que ele era apenas um antigo colega da emissora onde ela trabalhava. Fomos pra fila do mercado e percebi que esse tal de Augusto não tirava os olhos dela.

- Esse babaca não tira os olhos de você. – falei e a puxei para um abraço.

- Isso é coisa da sua cabeça! – ela disse e se afastou de mim.

Aquela sensação de não poder tocar na minha namorada na frente de todos era irritante. Fizemos as compras e estávamos no carro em silencio quando ela começou a falar.

- Ta chateada comigo? – ela me perguntou.

- Não. – falei.

- Gabriela tu tem que me dizer. – ela insistiu.

- Eu não posso tocar na minha namorada. – falei.

- Nós estamos namorando? – ela perguntou.

- Quê? – eu disse revoltada.

- Achei que tínhamos combinado de ir devagar. Não sei por que você ta tão chateada. – ela me disse.

- Certo Thalita. Desculpa você tem razão! Sempre confundo as coisas... – falei tentando me controlar.

Ela até tentou continuar a discussão, mas eu estava muito irritada pra poder conversar com ela. Quando voltamos pra minha casa sentei no sofá e ela sentou ao meu lado, a minha mãe foi desfazer as compras.

- Você esqueceu o ovo. – minha mãe gritou da cozinha.

- Vou comprar. – falei levantando do sofá.

- Vou contigo. – Thalita falou.

- Pode deixar que eu vou sozinha! – falei.

Fui até o quarto do Emmanuel e peguei a chave do carro dele emprestado, ele até disse que poderia ir comprar no meu lugar, mas eu precisava muito ficar sozinha por algum tempinho. Quando cheguei no carro comecei a tremer, odeio dirigir! Mesmo assim consegui chegar no mercado, comprei os ovos. Já estava voltando pra casa quando um maldito motorista bateu no meu carro.

- Merda, merda, merda! Os ovos. – olhei para o lado e notei que estavam todos inteiros.

Soltei do carro, liguei pro Emmanuel e em poucos minutos estava ele, Thalita, Ediana e minha mãe.

P.O.V (Thali)

Estava na sala esperando a Gabie voltar do mercado quando o Emmanuel me avisou que tinha acontecido um acidente com a Gabie. Estava tão nervosa que não consegui dirigir, o Emmanuel foi guiando o meu carro. Não acredito que isso tudo voltou a acontecer, não pode ser. Chegamos no local do acidente e Gabie estava lá, notei que ela estava bem e meu coração tranquilizou, me aproximei.

- O que aconteceu? – perguntei enquanto a abracei.

- Nada, só um louco que bateu no carro do Emmanuel. – ela disse e se soltou do abraço.

O Emmanuel me pediu para que eu levasse a tia Juci, a Gabie e a Ediana para casa enquanto ele resolveria o problema, já que não era nada grave. Então nós fomos no meu carro, quando chegamos no prédio eu estacionei, esperei que tia Juci e Ediana descem e pedi pra Gabie permanecer no carro.

- Você vai realmente agir dessa forma? – perguntei.

- Ta tudo bem, amiga. – ela me respondeu.

- Ok. Avisa pra sua mãe que não vou ficar para o almoço. – falei com raiva.

Ela desceu do carro e me deixou ir embora. Fiquei estacionada na esquina esperando que ela me ligasse pedindo para voltar, mas ela não ligou. Então resolvi voltar para casa!

P.O.V (Gabie)

Passei o resto do dia sem trocar uma mensagem com a Thalita. Recebi mensagem do Rafa avisando da comemoração do noivado dele que seria em sua própria casa, me arrumei e fui. Chegando lá encontrei com os nossos amigos e ficamos conversando. Até que a Thalita me puxou pelo braço e me levou até o quarto do Rafa.

- Mais cedo você me deixou ir embora e agora ta de papo com a Deds? – ela disse com raiva.

- Você foi embora porque quis. Você viu que ali tinha a Deds e mais cinco pessoas? E pelos meus cálculos eu estou solteira. – falei provocando ela.

- Poxa, Gabie! A gente nunca teve uma conversa sobre o nosso relacionamento. – ela disse chorando.

Confesso que quando a Thali começou a chorar o meu coração amoleceu, eu a abracei, pedi desculpa e nos beijamos. Ficamos conversando no quarto do Rafa por um tempo, a Thali ficou o tempo inteiro me enchendo de carinhos e eu logo esqueci da raiva que estava dela. Depois voltamos para a comemoração e a Thali fez questão de me manter o tempo inteiro longe da Deds.  



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...