História Sorte pra nós - Capítulo 89


Escrita por:

Postado
Categorias Depois das Onze
Personagens Gabie Fernandes, Thalita Meneghim
Tags Dd11, Depoisdas11, Depoisdasonze, Gabie, Thalita
Visualizações 123
Palavras 1.108
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Drama (Tragédia), Romance e Novela
Avisos: Heterossexualidade, Homossexualidade, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 89 - O que?


Fanfic / Fanfiction Sorte pra nós - Capítulo 89 - O que?

SEIS MESES DEPOIS

P.O.V (Gabie)

Durante toda minha vida ouvi diversas mulheres afirmarem a incrível missão que era ser mãe, e eu sempre imaginei o quão bom era, mas só fui capaz de compreender este sentimento com o passar dos meses, com essa vida crescendo dentro de mim e me preenchendo de tanto amor e alegria. Estava sentada ao lado da Thalita na sala de espera para podermos descobrir o sexo do nosso filho, a ansiedade, o nervosismo e a emoção já tomavam conta de nós há alguns dias, mas hoje a situação estava pior. Meus pensamentos foram interrompidos quando o nosso médico anunciou o meu nome e logo após adentramos juntas no consultório...

- Então, meninas, estão prontas? Será que dessa vez nós vamos poder descobrir? – ele perguntou enquanto passava o aparelho sobre a minha barriga.

- Vai sim, doutor. Nós precisamos saber isso ou a Thali morre de curiosidade. – falei enquanto a mesma segurava minha mão e encarava aflita a pequena imagem da ultrassom.

Fazia cerca de dois meses que estávamos na luta para descobrir o sexo, ele estava sempre escondido e bastante quietinho, nós aqui fora já estávamos impacientes e bastante ansiosos. As apostas entre os amigos e familiares já tinham tomado proporções alarmantes, até os bacanas já participavam delas. Enquanto o doutor buscava com o aparelho por uma melhor posição, senti um chute.

- Doutor, o bebê ta chutando muito. – falei enquanto observava a pequena televisão que transmitia as imagens.

- Impossível, Gabriela. Ele ta dormindo profundamente. – o médico afirmou com toda certeza.

Ignorei aquela sensação e me perdi em meio aos pensamentos, enquanto a Thali estava completamente focada no exame.

P.O.V (Thali)

Sem duvida alguma estava vivendo os melhores seis meses da minha vida, durante este tempo o sorriso dominou a nossa casa e a nossa relação. A gravidez da Gabie só trouxe mais força e maturidade para nosso casamento, e aquilo nos fazia tão bem. Estava tão focada na ultrassom e nas palavras do Doutor Acácio que pude perceber quando o seu rosto transpareceu surpresa.

- O que aconteceu? – perguntei preocupada.

- Vamos saber se a mamãe conhece bem o seu neném. – ele falou sorridente. – O que é isso aqui? – o doutor apontou para algo na televisão e me perguntou.

- Uma perna? – respondi com a maior duvida.

- De jeito nenhum. – ele disse e gargalhou pela minha resposta. – Isso aqui é o pênis do seu filho... Vocês vão receber um menino.  – anunciou feliz.

- Não acredito! – a Gabie falou pausadamente e começou a chorar.

- Calma, mamãe. As surpresas não param por aí. – Acácio falou sorrindo. – Thalita pode me ajudar aqui? – mais uma vez me perguntou.

- Claro. – respondi de imediato.

- Vamos contar comigo, certo? – ele disse e eu balancei a cabeça positivamente. – Isso aqui que são pernas, ok? – ele perguntou e novamente balancei a cabeça.

- Uma, duas. – contei enquanto ele passava o pequeno aparelho pela barriga da ruiva.

- Só um momentinho que você vai continuar a contar. – ele disse sorridente – Agora, achei você! Continue. – ele ordenava gargalhando.

- Três, Quatro. – contei sem notar o absurdo que tinha dito. – Quatro pernas? – gritei assustada.

- O que? – Gabie tentou levantar, mas o doutor a manteve deitada.

- Calma, meninas. Parabéns pelos bebês porque são lindos gêmeos. – ele anunciou acabando com todo o segredo.

Lancei pra Gabie o olhar mais desesperado da minha vida e também o mais feliz. Nós não estávamos esperando apenas uma estrelinha, nós receberíamos duas. Definitivamente eu estava vivendo o dia mais feliz da minha vida... Durante todo o resto da consulta a ruiva era só lagrima e eu me mantive firme para receber todas as indicações do médico.

- Foi por isso que não conseguimos descobrir o sexo do bebê. O nº1 preguiçoso escondia completamente o pequeno nº2 que era o agitado, que a Gabie tanto reclamava que chutava bastante. – ele me explicava tudo mostrando a ultrassom.

Eu ouvi atentamente a todas as ordens do médico e saímos juntas do consultório. No caminho até o estacionamento a Gabie contou para todas as pessoas que passavam por nós que estava grávida de gêmeos, a alegria dela conseguia ser sentida de longe.

P.O.V (Gabie)

Tinha acabado de viver o momento mais feliz da minha vida com a pessoa mais importante dela. Nós duas aguardávamos ansiosas por dois seres que vinham para trazer sentido para nossas vidas. Não consegui parar de chorar porque lembrava o quanto lutei contra a ideia de tê-los e agora já não conseguia mais viver sem eles. Thali apertou firme minha mão quando entramos no estacionamento do hospital e eu só percebi o motivo quando vi a Luiza passar ligeiramente por nós.

- Lu! – gritei impulsivamente a fazendo parar e me encarar. – São dois meninos gêmeos, você acredita? – gritei e pude vê-la exibir um grande sorriso.

Thalita possuída pelo seu ciúme bobo saiu me arrastando até o nosso carro. O clima que antes era de alegria foi substituído pela tensão, fomos em silêncio até o prédio da Dia, gravamos alguns vídeos em um clima nada agradável e depois reunimos toda a equipe para anunciarmos.

- Resultado do bolão! Venham... – Thalita gritava empolgada no corredor.

Já estavam todos ao nosso redor, iniciamos uma live e o Leo filmava de longe para dividirmos aquela alegria com os bacanas. A morena segurou firme minha mão, me encarou e sorriu.

- São meninos! São gêmeos! – anunciamos em uma só voz.

O choque de todos me fizeram gargalhar, alguns esperavam que falássemos que era piada, outros vieram nos parabenizar ainda chocados e o Rafa estava aos prantos no canto mais distante do corredor. Corremos em direção a ele e o abraçamos.

- É, somos obrigadas a concordar que será uma tarefa difícil pra você, padrinho. – Thali disse e o fez chorar ainda mais.

Os dois chorando abraçados e sobrou pra eu finalizar a live para os bacanas. Afastei-me dos dois, finalizei a gravação e fiquei de longe observando aquele momento incrível que estava vivendo. Conseguia me sentir em um filme no qual o final basicamente já estava escrito e sendo gravado, me sentia feliz por casar com uma pessoa tão incrível, parceira e apaixonante como a Thalita, me sentia feliz por construir uma família ao lado dela, me sentia feliz em juntas termos conseguido realizar nosso sonho de sermos um grande canal e mudarmos vidas, me sentia feliz pela presença do Rafa em nossas vidas, pois sabia que ele jamais nos abandonaria. Só não conseguia me sentir mais completa porque eu sentia falta da pessoa que mais me incentivou a lutar por aquilo tudo, sentia falta da amizade da Luiza e da sua companhia nos dias tristes e alegres...


Notas Finais


Espero que tenham gostado do capitulo. Muito obrigada pelos comentários e elogios. Vocês são incríveis...

1) Quero dicas de nomes para os meninos.

2) O que vocês acham da Luiza? HAHAHA


Até o próximo capitulo!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...