História Sortuda. - Capítulo 19


Escrita por:

Postado
Categorias Lionel Messi, Luis Suárez, Neymar, Rafael "Rafinha" Alcântara, Sergi Roberto
Personagens Neymar, Personagens Originais
Visualizações 190
Palavras 1.482
Terminada Sim
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Crossover, Esporte, Ficção, Romance e Novela
Avisos: Insinuação de sexo, Nudez, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Hey Cupcakes aqui vai mais um capítulo,nos vemos lá embaixo...

Capítulo 19 - Balada.


Marissa estava animada já eu não podia me comparar a nada perto disso,ainda não me sentia cem por cento apesar de já me sentir bem melhor em comparação a essa semana que passei doente,ela tinha decidido que iria sair para dançar em alguma balada por perto,suspirei quando pela milésima vez ela tentou me convencer a ir.
-Você vai passar o resto da sua vida trancada dentro desse apartamento?-ela questionou colocando as mãos nos quadris injuriada.-Sua vida acabou por acaso?Nem mesmo as senhorinhas de hoje em dia escapam de uma boa hora de dança.-ela completou e eu revirei os olhos rindo.-Luíza,você tem 23 anos garota,precisa viver,respirar ar puro,dançar,ser jovem enquanto pode e não é o Neymar que vai te privar disso.-ela falou séria e eu mordi o lábio ao escutar o nome dele,ela suspirou exausta.-Vamos Lú?-chamou.
-Marissa isso não é culpa do Neymar,é minha,eu escolhi voltar para o Brasil e deixá-lo para trás mesmo quando ele me pediu que ficasse porque estava preocupada com ele mas a escolha foi minha e a culpa também é então por favor...-respirei fundo com a voz falhando.-Só por favor,não culpa ele.-pedi baixo sentindo os olhos marejarem e logo as lágrimas caírem.
-Você está chorando?-questionou num tom culpado e eu bufei tentando enxugar o rosto em vão já que várias outras deviam atrás.
-Eu não sei o que está acontecendo comigo,devo estar de TPM.-confirmei enxugando as lágrimas antes de suspirar e me sentar no sofá escondendo o rosto nas mãos com os cotovelos apoiados nos joelhos.
-Mais um motivo para não ficar jogada dentro de casa.-Marissa afirmou com certeza.-Vem se divertir um pouco.-ela pediu e eu suspirei outra vez enxugando os resquícios das lágrimas.
-Tudo bem,está bem,eu vou.-concordei por fim,ela comemorou dançando e me abraçou,sorri retribuindo o abraço.Cerca de uma hora antes do horário que Marissa combinou que queria sair eu comecei a me arrumar,vesti um vestido preto de couro com mangas curtas e saia rodada,nos pés eu coloquei um salto fino preto que tinha uma fita amarrada aos meus tornozelos de um jeito delicado,deixei os meus cabelos soltos jogados sobre um dos ombros e fiz uma maquiagem leve marcando os olhos esverdeados com bastante preto de um jeito que o destacasse,quando acabei olhei satisfeita e suspirei antes de arriscar um sorriso para o espelho,peguei uma bolsinha preta com brilho e coloquei dento meu gloss e o celular,então voltei pronta para a sala onde Marissa estava mexendo no celular.-Falando com?-questionei curiosa e ela sorriu erguendo o rosto para mim olhando com aprovação.
-Rafaela,ela estava perguntando se você realmente foi ao medico como disse a elas ou se fugiu de lá antes de fazer os exames.-ela disse rindo e eu revirei os olhos.
-A cara dela perguntar isso pra você ao invés de para mim.-afirmei bufando e Marissa riu alto.
-Vamos.-ela chamou,descemos e pegamos um táxi para ir até a balada,pelo que pude ver pelas pessoas indo em direção dela era uma balada bem badalada,Marissa disse que era bem famosa porque várias celebridades costumam ir,ergui a sobrancelha.
-Você quer fisgar um ator ou logo do tipo?-questionei e ela riu revirando os olhos antes de descer do carro comigo a seguindo.
-A balada só tem uma boa fama,apenas.-ela falou rindo enquanto eu a seguia até a entrada,a música já era audível desde ali.-Além disso foi Rafaela que indicou.-garantiu erguendo a mão num gesto de ok.
-Rafaela é tão baladeira que deve ter te dado uns dez nomes diferentes e dito que todas eram ótimas.-eu afirmei revirando meus olhos e gritando perto dela ao finalmente entrar no recinto,a música alta e ritmada comandava as batidas do meu coração que pulava junto da música.
-Na verdade foram nove.-Marissa disse erguendo nove dedos da mão e rindo alto enquanto eu batia na testa,ela foi imediatamente para a pista já eu sentei em alguma das mesas que ficavam ao redor da pista e fiquei ali com um copo de refrigerante na mão olhando as pessoas dançando ao redor do lugar,sorri ao ver a animação no rosto das pessoas e abaixei o rosto,senti que alguém me olhava mas apesar de olhar ao redor não encontrei a fonte do tal olhar,franzi a testa e decidi que era melhor ir ao banheiro secar um pouco do suor que acumulava em minha pele pelo bando de corpos dançantes ao meu redor que tornavam o lugar quase claustrofóbico,chegando ao banheiro peguei um pedaço de papel toalha e pressionei suavemente pelo rosto e pescoço,suspirei e me abanei com as mãos de leve antes de tomar coragem para voltar,fui ao bar e pedi uma água e a sensação de olhar voltou no momento em que virei de costas para pegar a água dada pelo barman,franzi a testa bebendo ela em goles devagar,caminhei em direção a mesa novamente passando pelos corpos que dançavam e sendo empurrada de um lado para o outro enquanto pedia licença para poder atravessar a pista até que senti uma mão em meu braço me puxando com força,já me virei pronta para começar a reclamar mas engoli as palavras antes mesmo que elas se formassem em minha boca,meu queixo caiu e eu fiquei olhando paralisada,o cabelo estava arrumado de um jeito diferente do que eu tinha me acostumado a ver,a roupa era aquela comum mistura do casual e de algo mais alinhado,camisa preta de botões e calça jeans com um sapatênis mas ali estava aquilo que eu nunca esqueceria nem em um milhão de anos,aqueles olhos esverdeados e profundos que agora me olhavam com confusão,engoli em seco e senti minha respiração começar a acelerar drasticamente,meu coração perdeu a batida da música e agora parecia querer fazer música sozinho usando uma batida mais forte do que a da música ao redor,meu estômago deu um salto.

-Luíza.-ele murmurou antes de cambalear um pouco para mais perto,eu o segurei com os braços em sua cintura,ele passou o dele pelos meus ombros e quase tombou enquanto eu cambaleei com o seu peso.
-Neymar,você está bêbado.-eu afirmei confusa e ele continuou olhando para o meu rosto como se ele de repente tivesse encontrado a resposta da sua existência,eu suspirei olhando ao redor e entendi que provavelmente era ele que estava me olhando antes,as pessoas ao nosso redor começavam a se virar para olhar.-Vamos sair daqui,você está atraindo atenção.-murmurei e comecei a cambalear com ele para fora da pista até o lugar mais afastado da boate,apoiei ele na parede e me escorei ao seu lado suspirando de cansaço,ele cambaleava tanto que eu tinha precisado me esforçar para carregá-lo até ali,fechei os olhos respirando fundo e quando abri ele ainda me olhava com a cabeça tombada de lado.
-Você está aqui mesmo?-ele questionou baixo piscando vagarosamente.
-Com quem você veio?-questionei ansiosa.
-Sergi.-ele disse murmurando e e eu suspirei.
-Onde ele está?-questionei olhando ao redor em busca de ajuda,essa aproximação repentina com Neymar não estava fazendo bem ao meu coração.
-Eu não sei...Acho que está com uma garota.-ele murmurou de um jeito arrastado.-Mas como você está aqui?-murmurou como se falasse consigo mesmo e com a mão livre coçou os olhos como se eu por acaso fosse uma miragem,mordi o lábio respirando fundo.-Devo estar ficando louco de vez.-ele completou e eu olhei ao redor.
-A Rafaela está aqui?-questionei e ele negou vagarosamente outra vez e riu.
-Eu amo você mas não posso te ter,que brincadeira do destino não é?-ele disse de repente em meio ao riso.-Aquilo que eu mais quis e eu não pude ter.-murmurou por fim e eu senti os olhos marejarem enquanto piscava e as lágrimas escorriam.
-Eu vou te levar para casa.-afirmei com a voz embargada e enxuguei o rosto com a mão antes de arrastá-lo dali,falei com o gerente do lugar porque na frente estava cheio de fotógrafos esperando por Neymar,o gerente me mostrou a saída e acreditou que eu era amiga de Rafaela quando mostrei o número dela no celular assim como o de Neymar e Carol,tive sorte por isso,Neymar estava começando a parecer mais inconsciente do que sóbrio e tombava com facilidade enquanto eu o apoiava de lado,consegui chegar até o carro de Neymar junto do gerente e agradeci por sua ajuda,ele se despediu e entrou,ajudei Neymar a entrar no carro e coloquei o cinto ao redor dele que estava quase dormindo,suspirei e esfreguei a testa confusa.
-Marissa?-chamei assim que ela atendeu.-Preciso ir embora agora,é urgente.-avisei mas ela mal me ouvia apenas concordou gritando por causa da música,entrei no carro de Neymar e olhei para ele.-A chave Neymar.-pedi e ele murmurou baixo algo que não entendi.-Neymar preciso da chave para dirigir.
-Luíza.-ele murmurou e eu senti meu coração saltar ao ouvi-lo me chamando depois de tanto tempo.
-Onde está a chave?-me foquei mordendo o lábio inferior,ele apontou para o bolso e eu peguei dali antes de ligar o GPS para dirigir já que eu não conhecia muito bem as ruas de Barcelona ainda,mesmo assim dirigi até a casa dele tentando ignorar o que estava fazendo e quem estava ao meu lado.

Notas Finais


Espero que tenham gostado do capitulo,como me sai?
Até mais Cupcakes!!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...