1. Spirit Fanfics >
  2. Sorveteria >
  3. Capítulo Único

História Sorveteria - Capítulo 1


Escrita por: e Guixxs


Notas do Autor


Oi oi pessoal, como vocês estão? Espero que estejam bem <3

Boa leitura ❤

Capítulo 1 - Capítulo Único


 

 Deidara esperava ansioso pelos seus amigos na frente da escola. A aula já tinha acabado a alguns minutos e eles pediram que o loiro fosse para o local, e logo eles chegariam. Acontece que, ele já estava há meia-hora sentado na calçada e nada de alguém aparecer, já estava irritado, e jurou para si mesmo que explodiria todos os seus amigos quando chegassem. Mas a verdade é que não era culpa deles que o loiro de cabelos longos estava assim. Não queria admitir para si mesmo que o motivo de estar tão irritado era por culpa de Obito.  

 Seu melhor amigo virtual não mandava mensagens há três dias. Obito o avisou que iria fazer uma viagem importante e que não poderia falar tanto com Deidara durante esses dias, mas poxa, "mandar uma mensagem não iria o matar" era o que Deidara pensava.

 

— Droga, Obito — Deidara falou irritado, olhando para o seu celular e não vendo nenhuma notificação de mensagens do Uchiha. — Eu vou te matar quando te conhecer pessoalmente! 

— Com quem estava falando? 

— Aí, Konan, não me assuste assim! — O loiro falou assustado, olhando para a garota de cabelos roxos que estava logo atrás de si. 

— Pensando no Obito de novo? 

— E- Eu não… como você sabia? — Deidara perguntou virando seu rosto para o outro lado, a fim de esconder o tom avermelhado que o mesmo tomou. 

— Por que eu sou sua melhor amiga, e te conheço o bastante para saber o que você está pensando. 

— Não fala esse tipo de coisa em voz alta, Konan! O que você pensa que as pessoas vão pensar de você? — Nagato falou quase colocando sua mão na boca da garota. 

 

 Konan sempre foi a melhor amiga de Deidara, eles se conheciam desde a infância e ela era a pessoa que ele mais confiava. Mas ela sempre teve um grande problema, falava alto demais. 

 Deu uma pequena risada vendo seus amigos brigando, eles combinavam em tudo, até nas brigas idiotas que eram constantes, tinha certeza que havia um sentimento a mais por trás de todas essas brigas, só o que restava era eles descobrirem. 

 Levantou e saiu correndo vendo que seus amigos já estavam bem longe dele. 

 

— Ei! Para onde nós vamos? 

 

                                [...]

 

— Por que não me falaram que a gente ia para a sorveteria? Eu teria vindo direto para cá, ao invés de ficar esperando vocês na porta da escola. Afinal, o que vocês estavam fazendo? 

 

 Os dois amigos ficaram um pouco envergonhados com a pergunta, tentaram ao máximo esconder seus rostos que tomaram um tom avermelhado. A única coisa que Deidara pensou era que finalmente os dois estavam tendo algo, mas estava longe de ser isso.

 

— Não vão me contar? — Deidara falou, dando algumas risadas e cutucando sua melhor amiga com uma risada maliciosa nos lábios. 

— O que você está pensando, Deidara? A gente não estava fazendo nada! Agora vamos entrar logo. — Konan puxou os dois garotos para a pequena sorveteria do local. 

 

 Quando entraram, trataram logo de pedir os seus sorvetes, Konan pediu um de morango com calda de chocolate, Nagato pediu um de menta e Deidara pediu um de chocolate branco.  

 Sentaram na mesa do fundo e começaram a conversar sobre assuntos aleatórios. O dia estava bem movimentado, então o entra e sai de pessoas na loja era constante. 

 Ninguém chamava a atenção de Deidara, já haviam terminado seus sorvetes, mas seus amigos continuaram conversando e enrolando o moreno. 

 Já iria se levantar para ir embora e deixar os outros dois sozinhos no pequeno e lotado estabelecimento, mas seus olhos bateram em um homem. Um moreno alto, com cabelos um pouco repicados e negros, por algum motivo ele usava uma máscara de espiral, achou estranho de início, mas logo quando olhou para trás e viu um outro homem usando uma máscara parecida com a dele, percebeu que era algum tipo de evento que estava tendo na cidade, pois não eram os primeiros naquele dia que ele viu usando aquela máscara. 

 

 Não conseguia tirar os olhos daquele garoto que aparentava ser apenas uns dois anos mais velho que ele. Sentia que já havia o visto, mas foi só quando o moreno direcionou seu olhar para o loiro que ele teve certeza. 

— K-Konan — Deidara chamou sua amiga de uma forma nervosa. Konan olhou assustada para ele, mas logo quando lembrou de sua conversa com Nagato antes de sair da escola, ela entendeu o que estava acontecendo. 

— O — A língua de Deidara travou quando viu que o moreno estava tentando sair da sorveteria — O Obito, o Obito! — falou de uma forma desesperada levantando da mesa onde estava e saiu correndo dali. Nagato e Konan apenas sorriam do entusiasmo do amigo, afinal, eles eram cúmplices de tudo aquilo. 

 

 Já fazia algum tempo que Obito pensava em viajar para a cidade de Deidara para declarar seus sentimentos para o loiro. 

 

 Sem pensar muito, e sem se importar com o movimento da rua, Deidara resolveu tirar a certeza. 

— Obito! — ouvir o loiro pessoalmente chamando seu nome era algo sem explicação. Não conseguiu segurar suas lágrimas

— Oi, Deidara-senpai. — Obito já sem a máscara, deu seu melhor sorriso para o loiro que saiu correndo para seus braços. 

 

 Deidara pulou nos braços de Obito que agora só sabia sorrir como um bobo ao sentir o cheiro do loiro que tanto amava. 

 Ficaram um bom tempo abraçados sem ligar para os olhares estranhos que recebiam, até Deidara cair em si. 

— O que diabos você 'tá fazendo aqui, seu idiota?  — Obito fez uma cara feia com a atitude repentina do amigo. 

— Eu vim te ver! O que mais acha que seria?!  

— Você não me manda mensagens há dois dias! Por que você resolveu sumir do nada? 

— Porque eu estava vindo para cá te conhecer pessoalmente! Queria que fosse surpresa, mas acho que você não me quer aqui.

 

 A mudança repentina da voz do garoto fez arrepiar todos os pelos do seu corpo, a voz de Obito ficava com a voz mais grave quando estava irritado, e ficava com a voz mais melosa quando triste, e nesse momento ele estava com os dois.

— Obito… eu não disse que não te queria aqui, eu só fiquei surpreso. É que tipo, é estranho ter você tão perto de mim. — Deidara falou tímido e logo Obito o abraçou novamente.

— Se eu pudesse, ficaria para sempre assim com você — O moreno falou perto do ouvido do loiro que ficou corado no mesmo momento. Aquele sentimento havia ficado mais forte, desde quando descobriu que estava apaixonado por Obito, Deidara sempre tentou disfarçar seus sentimentos, isso é até fácil, mas agora que o Uchiha estava tão perto de si, era difícil saber como agir. 

— Deidara-senpai…

— Por que ainda me chama de senpai se você é mais velho que eu? 

— Eu te amo! — os olhos de Deidara se arregalaram, ele tinha mesmo ouvido isso? 

— Obi…

— Eu te amo, senpai. Por favor, diga que me ama também. 

— Eu…

 

 Obito não queria se arrepender de ter ido até lá para receber um fora, teve que passar dois dias aguentando as chatices de Sasuke e Itachi que eram seus primos. Tinha esquecido como morar com eles podia ser tão problemático. 

 Apesar de tudo, não queria receber um "não'' de Deidara, a única pessoa que ele tinha certeza de que amava de verdade. Além de que seria uma vergonha, já que Itachi, Sasuke, Konan e Nagato haviam o ajudado. 

 Estava pronto para chorar novamente e sair correndo dali depois do "não" que receberia, mas ao ouvir o fungado perto de seu peito ele abriu os olhos. 

— Eu… eu também te amo, Obito, seu idiota! 

 

 Ele tinha mesmo ouvido isso? 

 

— Você, você me ama? 

— Sim…

— Hoje é o melhor dia da minha vida! — Obito levantou Deidara em seus braços. Não conseguia parar de sorrir, a pessoa que ele amou em segredo por três anos também o amava. 

— Deidara-senpai, namore comigo e eu te farei o homem mais feliz do mundo, você aceita? 

 

 O loiro amava isso, por mais que o moreno parecesse ser um homem frio, mas, na verdade, ele era uma criança no corpo de um adulto.

 

— Claro que eu aceito, eu te amo muito. 

 

 Obito segurou o rosto de Deidara, tinha muitas pessoas ali para ele fazer isso, mas não se importou. Tomou os lábios de seu amado em um beijo calmo, foi apenas um selinho demorado, pois era o primeiro beijo deles juntos, mas não havia nada que acabaria com a importância dele. 

 

— Vamos, está acontecendo um festival, né? Vamos andar juntos! — Obito segurou a mão de seu loiro o puxando para andar junto dele. Konan e Nagato se aproximaram do casal, prontos para falar o quando os dois eram fofos juntos. 

 

—  Antes disso, eu preciso falar com vocês dois — Deidara olhou com um olhar assassino para seus amigos — Desde quando vocês andam tramando pelas minhas costas? 

 

— Eu não tenho nada a ver com isso — os dois falaram em uníssono. 

 

 O resto do dia foi com os quatro jovens andando juntos, parceria um sonho para Obito e Deidara, eles estavam juntos, agora sabiam que seus sentimentos eram recíprocos. 

 E caso isso fosse realmente um sonho, eles iriam aproveitar até o último segundo. 



 


Notas Finais


Quero agradecer a capa linda feita pelo @AlexLuv e a betagem perfeita feita pelo @YonseiBr.


É isso, espero que tenham gostado ❤❤


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...