História S.O.S. - No one knows where this will stop - Capítulo 30


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags August D, Bangtan Boys, Bts, Drama, Jimin, Min Yoongi, Romance, Suga, Taehyung
Visualizações 35
Palavras 2.312
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Crossover, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Luta, Policial, Romance e Novela, Shoujo (Romântico), Suspense, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Mutilação, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Olá pessoal..
Mais um capítulo para vocês..
Espero seus comentários.. 😉
Desculpem qualquer erro..
Boa leitura!!
💜

Capítulo 30 - Deixe esta cidade se encher de amor


Fanfic / Fanfiction S.O.S. - No one knows where this will stop - Capítulo 30 - Deixe esta cidade se encher de amor

______'s pov

Yoongi está muito empenhado em reconstruir toda a parte do bar que foi danificada. Acho que ele está me evitando também. Tudo o que tenho dele são as fotos da sessão de fotos daquele dia.

Sorri ao ver as fotos de Yoongi e Jimin. E aquele outro rapaz mais ao fundo. Engraçado, pois sinto que já o vi antes, só não me lembro onde foi.

- Sabe do Park Jimin?

Fechei a tela do notebook e olhei para Li So Phe que adentrou a minha sala sem bater.

- Sei que a minha porta está aberta, mas podia bater, não?

- Desculpe ir entrando assim. - ela disse entredentes e eu dei de ombros.

- Não sei do Jimin. - recostei-me a cadeira.

- O que aconteceu? Vocês brigaram? - ela parecia preocupada, preocupada demais.

- Não. - peguei o meu celular e vi uma mensagem do Jimin.

- Conte-me tudo! - ela exigiu a verdade.

- Não há nada para contar. - levantei-me da cadeira e dei a volta na mesa.

- O amor pode resolver todos os problemas de uma mulher em um relacionamento. - disse ela. - Eu realmente estou preocupada com o Park e você está ai vendo a sessão de fotos e os vídeos do Min Yoongi.

- Eu não. - menti deixando a sala.

- Sabia que eu teria que ligar para ele eu mesma! - disse ela vindo atrás de mim. - Se ao menos ele me atendesse. - completou frustada.

- Não vai perguntar aonde estou indo? - prendi um sorriso e ela nem deu ideia para o que eu disse. - Até a mais forte e feroz das mulheres fica distraída quando está apaixonada.

- Chefe,.. - disse Do Soon. - .. finalmente está admitindo ser a encarnação do capeta?

- Aish! - virei para Do Soon e dei um tapa no ombro dele. - Onde está o seu respeito?! Cadê o profissionalismo?

- Desculpe, chefe. - ele levou a mão sobre o ombro e prendeu um sorriso.

Fui para o terraço e encontrei-me com o Jimin, sorri ao me aproximar dele.

- Recebi seu recado. - parei próximo a ele que estava com o braço apoiado ao peitoril. - Está tudo bem?

Jimin sorriu em resposta e olhou em volta. O dia estava claro e sem nuvens. Um bom dia.

- Basicamente, já estive na cobertura de todos os arranha-céus dessa cidade. - aproximei-me do peitoril e apoiei o meu cotovelo, levando a mão na parte de trás da nuca. - Testemunhamos todos os altos e baixos um do outro. Sinto que somos mais do que...

- Jimin.. - o interrompi. - Penso em você como um amigo de alma. - ele estreitou os olhos. - Sabe o que é amigo de alma?

- Somos muito próximos e sabemos muito um do outro. - ele suspirou. - Mas nossos corações não estão próximos.

- Um amigo de alma é o tipo de amigo que posso contar tudo o que não posso dizer a pessoa de quem gosto.

- Então, está dizendo que diz coisas para mim que não pode dizer para a pessoa de que gosta? - ele arqueou uma sobrancelha e prendeu um sorriso. - Não é ruim. - ele olhou em volta e eu sorri simples. - Exceto pelo fato de eu não poder tomar o lugar dessa pessoa em seu coração.

- Verdade. - disse prendendo um lábio no outro.

- Não se preocupe. Está tudo bem. - ele deu de ombros. - Eu anda vou proteger você e apoiá-la.

- Eu não deixarei ninguém falar mal de você. - disse séria o encarando. - E como sempre.. - sorri. - Sou a única que posso rir de você.

Jimin riu.

- Então, em seu coração, eu só sirvo para você rir de mim?

- Eu digo de como sempre você está comigo em todos os problemas.

- Fala de um jeito como se fôssemos dois delinquentes. - ele prendeu um sorriso.

- Você sabe que o meu cérebro para quando se trata dessas coisas. - disse tentando não rir. - Você sempre foi tão difícil de agradar. Por quê?

- Eu não. - ele deu de ombros e olhou em volta.

- Sabe que eu te amo, não sabe? - meu olhar para ele era triste.

Estava com medo de ele não saber disso. Jimin olhou para baixo e respirou fundo voltando a me encarar.

- Queria que isso fosse o suficiente. - disse ele e comprimiu os lábios, o que fez o meu coração apertar.

- Me sinto tão sufocada às vezes. - suspirei e olhei para o horizonte de arranha-céus. - Antes era tão fácil me concentrar no trabalho. - suspirei. - Agora tem sido tão... difícil.

- Isso é por que você caiu no resplendor de se apaixonar. - ele me encarou atentamente.

- Não pode ser óbvio isso. - disse franzindo o cenho.

- Você nunca foi assim antes. - disse ele engolindo em seco. - Com o Seokjin.

- Não tinha como você saber. - sorri confusa com as palavras dele. - Nem estava aqui.

- Talvez o meu erro foi ter se afastando da primeira vez. - ele disse entredentes. - Perdi você novamente.

- Você não me perdeu. - disse com veemência. - Sempre estarei aqui para você. - comprimi os lábios. - Claro que como amiga.

- Amiga. - ele afirmou com a cabeça.

- O que você acha que eu devo fazer?

Ele prendeu um sorriso.

- A ______ que eu conheço é bem deslocada. - ele estreitou os olhos. - Então o amor dela deveria ser também deslocado. - ele se aproximou e ficamos cara a cara. - E ela não deveria estar tão obcecada por isso como os meros mortais.

- Quem está obcecada? - sorri de nervoso. - Eu não estou obcecada. Eu nunca me deixaria levar por outra pessoa. E sim vou lutar pelo que eu gosto e pelas pessoas.

- É mais fácil para uma garota correr atrás de um homem. - ele deu de ombros. - Boa sorte.

Peguei o meu celular.

- Você anda falando muito com a So Phe. - o encarei de soslaio.

- Uma amiga de alma como você disse antes. - ele retrucou. - Um amigo para desabafar sobre qualquer coisa e que te ajuda a criar esquemas malucos tudo em nome do amor.

Mensagem para Min Yoongi: "Encontro você na escalada no ginásio do clube em uma hora."

- Do tipo de amigo que dá a vida por você por 24 horas por dia? - arqueei uma sobrancelha e encarei Jimin.

- Basicamente. - ele afirmou com a cabeça.

- Então, a partir de agora, preparesse para dar a vida por mim 24 horas por dia. - sorri largo e Jimin sorriu.

- Sim, senhora! - ele bateu continência.

Gargalhei sendo acompanhado por ele.

(...)

Adentrei a sala de reuniões e lá estava Ya Woon e Li Hun. Esses dois...

- Combine dois para um, entendeu? - disse ele para a loira.

- Entendi. - ela estava concentrado ao computador. Os dois me encarar quando me aproximei e sentei na minha cadeira. - Ah, chefe, bem na hora. - ela sorriu animada.

- Vamos rever o plano B para a apresentação de amanhã. - disse Li Hun.

- Por que um plano B? - aproximei-me da mesa, segurando na lateral da mesma.

- Devemos sempre ter um plano B, chefe. - ele retrucou.

- Eu não faço planos B. - disse descontente. - Gosto de acertar de primeira. - encarei a loira ali ao lado, sentada na cadeira. - Ya Woon passe a agenda de amanhã com o Li Hun, está bem?

- Não quero. - ela disse e eu esteitei os olhos.

- Por quê? - perguntei amarga.

- Trabalhamos juntos por muito tempo. - ela dei de ombros. - É aborrecedor.

- Qual é o problema entre vocês? - disse os encarando. - Está se fazendo de difícil, por quê, Ya Woon?

- Eu não. - ela se encolheu na cadeira.

- Escute, não desperdice o seu tempo em se fazendo de difícil com artimanhas inúteis.

- Chefe, o que há de errado? - disse ela.

- Acabou de admitir que está se fazendo difícil. - disse Li Hun.

- Não há nada de errado comigo. - disse estreitando os olhos. - Perder oportunidades não é bom. Elas não levam ao seu destino. Chega de papo e vamos trabalhar. - disse rude a última parte. - Mostrem o vídeo promocional.

- Claro. - disse Li Hun e o vídeo logo se fez presente no telão.

- Ainda há problemas. - disse atenta ao vídeo. - A imagem está um pouco tremida e há muita claridade. Por favor, Li Hun tenta melhorar isso ai.

- Pode deixar, chefe!

- E o outro vídeo? - disse levando a mão na orelha direita. O vídeo da sessão de fotos apareceu no telão. - Corte isso. Min Yoongi está se sobressaindo dos outros dois modelos.

- Ouviu isso?! - disse Li Hun. - Pare com isso, Ya Woon. - encarei Ya Woon que estava toda derretida pelo Min Yoongi. - Mantenha sentimentos pessoais fora do trabalho. - advertiu ele.

- Mas você disse que não tinha nada a ver sentimentos e trabalhos? - ela o encarava. - Não pode me proibir de sentir algo por quem quer que seja.

- Depende da pessoa, suas investidas são tão voláteis. - Li Hun cruzou os braços. - Primeiro, Park Jimin e agora Min Yoongi.

Com quem ele está falando?! Isso foi uma indireta?! Não! Não é possível!

- O que está dizendo?! - ela retrucou.

- Min Yoongi é demais para o seu caminhãozinho. - disse ele em tom rude.

- E quem é do tamanho do meu caminhãozinho? - ela franziu o cenho.

- Eu! - disse ele sem pensar e eu arregalei os olhos. Ele limpou a garganta. - Digo, qualquer um de nós, pode ser, pessoas normais!

- Vocês querem parar com essa conversinha dispersa! - adverti. - Faça os retoques, Li Hun. Ya Woon, passe a agenda com ele mais tarde. - levantei-me da cadeira e deixei a sala de reuniões indo para a minha sala. Lá sentei-me na cadeira junto a mesa, pensativa. - Mas o que está acontecendo com eles dois? - levei a mão ao queixo.

- Eu não entendo o que está dizendo. - disse a assistente Hina.

- Ya Woon idólatra Min Yoongi?! - estreitei os olhos. - Mas antes era o Park Jimin?! O que a fez idolatrar, Min Yoongi?

- Ligando para Min Yoongi.

- Não. - disse para a assistente Hina.

- Ligação cancelada.

- A única razão de Li Hun estar tão bravo é o fato de ele gostar dela. - virei a cabeça de lado. - Com certeza! É isso o deixa aborrecido... O fato de Ya Woon idolatrar Min Yoongi.

- Devo ligar para Min Yoongi novamente?

- Não, pare de me irritar! - que assistente chata! - Por isso se fazer de difícil não é um bom caminho. - fechei as mãos em punhos em frente a minha boca com os cotovelos apoiados a mesa. - No final você é quem se ferra. Ah, nos pessoas da tecnologia corremos atrás dos outros. Mas Ya Woon gostava de Park Jimin?! O que a fez gostar de Min Yoongi?!

- Ligando para Min Yoongi.

- Eu já disse que não! - esbravejei. - Pare de me encher! Desligando!

- Desligando.

Yoongi's pov

Estava saindo de casa e Jungkook veio atrás de mim.

- Pode me dar uma carona?

- Claro. - disse simples. Meu telefone tocou e eu atendi. - Alô?

- Alô? Senhor Min? - disse a voz que reconheci bem. É a loira, Ya Woon da Ona Tec. - É a Ya Woon. A assistente mais modesta de Kim _______.

- Sim, claro. O que foi, Ya Woon? - prendi um sorriso.

- Eu queria dizer que eu gosto de você!

- Que audácia é essa! - disse alguém do outro lado da linha, mas não reconheço a voz do homem.

- Ah.. - pensei em que deveria dizer. - Ya Woon, encontrei-me no ginásio do clube. - disse sério. - Estou indo para lá agora.

- Está bem. Estou a caminho. - ela disse e desligou em seguida.

Jungkook e eu entramos no carro, e eu dei a partida deixando a garagem do apartamento em seguida.

- Espere, o que foi isso? - ele me questionou. - Você chamou a Ya Woon para ir ao ginásio? - ele parecia chocado.

- Foi.

- Explique-se! - ele exigiu. - Por que eu não entendi.

- Ela não gosta de mim. - dei ombros. - Ela gosta do Li Hun. - disse com os olhos atentos ao trânsito.

- O que isso tem a ver com você?

- O que isso tem a ver com você? - o encarei. - Você não entenderia mesmo se eu explicasse.

- Você disse que ia ao ginásio do clube para encontrar com a ______. - Jungkook estreitou os olhos. - Pense com cuidado. Você não quer ver uma briga de mulheres por você.

Sorri soprado.

- Eu vou ter um encontro com a Ya Woon. Ya Woon! - afirmei.

- Claro, eu entendi que essa é a sua desculpa para ver a Kim ______. - ele sorriu largo.

- Só posso vê-la de longe até lidar com a Wen Di. - afirmei com a cabeça. - Uma olhada é suficiente.

- Você deve tomar cuidado, Yoongi. - o encarei brevemente. - As pessoas podem confundir o seu olhar de longe com o clichê de "se fazer de difícil". - ele gesticulou com as mãos.

- Uma artimanha... - gargalhei. - Isso tem mais a minha cara, não acha? 


Notas Finais


Então??
O que acharam deste capítulo??
Deixem comentários.. sua opinião é muito importante para mim.. 😊😊
Vejo vocês em breve..
XX #Kathy


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...