História S.o.s. - Capítulo 19


Escrita por:

Postado
Categorias Originais
Tags Drama, Escola, Revelaçoes, Romance
Visualizações 5
Palavras 3.669
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Ação, Aventura, Comédia, Drama (Tragédia), Famí­lia, Festa, Ficção, Ficção Adolescente, Luta, Mistério, Romance e Novela, Violência
Avisos: Adultério, Álcool, Bissexualidade, Drogas, Estupro, Heterossexualidade, Homossexualidade, Incesto, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Nudez, Sexo, Suicídio, Tortura, Transsexualidade, Violência
Aviso legal
Todos os personagens desta história são de minha propriedade intelectual.

Notas do Autor


HELLO
MAIS
UM
BEIJO NA BUNDA
É NOIS
UHULES!
Música do capítulo: 18 da 1D<3

Capítulo 19 - Medicine


Tomo banho naquele banheiro bonito, me troco com a roupa que Helen tinha trago. 

O estranho é porque tinham me trago aqui pra ficar com meu irmão? 

 

A roupa era uma calça boca de sino bege, uma blusa branca apertada, e uma sapatilha de salto médio. 

 

Olho para meu braço sangrando e lavo o mesmo de novo. Droga! 

-Matt!- digo e ele aparece no banheiro preocupado 

-Aconteceu algum..- ele olha para meu braço e balança a cabeça -Meu Deus! Onde fez isso?- ele pergunta vindo até mim 

Ele pega uma toalha e enrola a mesma em volta do meu braço, sinto algo se mexendo dentro de minha pele e reprimo um grito. 

-Eu cai com um copo na mão..-digo segurando a toalha 

-Com vodka eu presumo..- ele diz sorrindo e me levando até o quarto 

-Acertou..- digo sentando na cama 

-Altas emoções justo quando eu não estou..- ele diz 

-Emoções?- reviro os olhos- Eu fui até uma boate, quase me drogaram, quase me estrupam, foram na nossa escola “tirar sangue “ das pessoas, mataram o diretor, fui perseguida, James beijou Megan de novo, fui a uma festa chique, Megan foi raptada, andei sobre uma tora de madeira a mais de 7 metros de altura, fui empurrada para dentro de uma van, carregada para uma sala escura, beijei o Mark, James socou o Mark, cai no chão cortei meu braço.. bem acho que isso serve como fortes emoções né?- ele me olha surpreso 

-Pera você ficou com o Mark de novo?- ele pergunta e eu reviro os olhos 

-Me desculpa por não estar lá em nenhum desses momentos..-ele diz se sentando do meu lado

-A culpa não foi sua, você só estava em coma num hospital..-digo e ele ri -Matt me desculpa, eu não consegui te achar antes..- digo e ele me abraça 

-Mas agora estamos juntos!-ele diz sorrindo -E vamos conseguir sair daqui!-sorrio 

 

A porta se abre e Helen entra no quarto 

-Está na hora do almoço.. -ela sorri e olha para meu braço -Olha você está sangrando.. vamos te levar para a enfermaria. Matthew pode indo na frente..- ela diz para Matt 

-Não precisa, estou bem!- digo me levantando e ficando na frente de Matt 

Não vão nos separar de novo! 

-Posso ir junto..- Matt diz 

-Não vejo necessidade disso..- Helen diz

-Eu vejo!- digo encarando a mesma 

-Matt vá até o refeitório..- ela diz sorrindo para o mesmo 

-Quero ficar junto de minha irmã!- ele diz ficando perto de mim 

Dois homens aparecem, um fica do lado do Matt e outro do meu lado. Eles estavam usando ternos pretos, primeira vez que não usavam coisas tampando suas caras. 

-Vocês não vão ser separados de novo..- ela diz 

-Não posso confiar em vocês! Ou posso? Matt está bem em casa!?- grito-Ele não está!-digo e sinto as mãos do homem  em meu braço, me levando pro lado.

-Só queremos cuidar de você Katherine..- ela diz 

-Me solta!- escuto Matt gritando 

Olho pra trás e vejo o outro homem segurando Matt, na hora meu sangue ferve e eu não consigo pensar mais em nada além da segurança dele! 

Chuto as bolas do homem que me segurava e corro até Matt, dou um soco no homem que o segurava com o braço machucado e grito ao mesmo tempo. Pego Matt pela mão e logo sinto algo gelado e fino furando minha pele. 

Sinto meu corpo ficando mole e eu ir perdendo a força. 

Olho pro lado e vejo Helen segurando uma seringa.

-Tudo vai ficar bem..- ouço a voz dela com eco 

Sinto meu corpo caindo e alguém me segurando e logo meus olhos se fecham deixando apenas a escuridão. 

 

Rose POV 

Levanto da minha confortável cama e olho para o relógio. Eram 10:00.

Me espreguiço e sinto algo preso em meu cabelo. 

Era um papel, abro o mesmo e leio. Logo depois releio. 

Droga! 

-Kath!- digo levantando da cama e indo até seu quarto, não tinha ninguém. A cama estava arrumada. 

Minha respiração desregulada. Não não não! 

Primeiro o Matt, depois a Megan e agora a Kath? Não! 

Saio correndo do quarto e entro no quarto de hóspedes. Ryan dormia na cama, vou até o mesmo e o chacoalho. 

-Ryan acorda!- digo e o mesmo pula da cama assustado 

-Sai daqui Darth Vader!- ele diz e logo abre os olhos me vendo-Era só um sonho..- ele diz 

-Não era um sonho!- digo sentindo lágrimas em meus olhos 

-Darth Vader é real?- ele pergunta e eu taco o papel em cima do mesmo 

Saio correndo do quarto e entro no quarto de minha mãe, ela dormia em cima do sofá.

-Mãe!- grito e ela acorda assustada 

-Desculpa..-digo e ela levanta 

-O que foi Rosalinda pra que me assustar desse jeito?!-ela diz arrumando seu cabelo 

-Mãe é a Kath!- digo e ela para na mesma hora 

-O que tem a Kath?- ela pergunta se aproximando 

-Ela sumiu! Liga pro Paul! Está na hora de fazermos alguma coisa!- digo e ela assente começando a chorar-Mãe não é hora de chorar! Vamos achar eles!- digo saindo do quarto 

 

Desço as escadas correndo e chamo James que estava dormindo no sofá da sala. 

-Meu Deus que susto!- ele diz se sentando e passando as mãos pelo rosto 

Sinto uma lágrima descendo pelo meu rosto.

Ele olha pra mim e levanta vindo até mim 

-O que foi?- ele diz limpando a lágrima de meu rosto 

Minha mãe desce as escadas correndo, seguida por Ryan. 

-Vou até a delegacia!- ela diz pegando sua bolsa em cima da mesa de centro e caminhando até a garagem 

Ele olha para todos confuso 

-O que foi!?- ele diz mais alto 

-A Kath..- digo e ele parece ter levado um tiro 

Ele perde o equilíbrio e senta no braço do sofá. 

-Ela pegou meu carro!-mamãe grita e entra em casa de novo com o celular na mão e subindo as escadas de novo.

-Ela foi pega?-James pergunta com a voz rouca 

-Acho que dessa vez ela se entregou..- digo e ele me olha com os olhos marejados 

-Porque ela faria isso?- ele diz balançando a cabeça 

-Pra salvar Matt talvez?- Ryan diz se sentando ao lado de James 

 

Ouço uma batida na porta. 

Vou até a mesma e olho pelo olho mágico. Não vejo ninguém, abro a porta.

-O qu..- olho para baixo e vejo Megan sentada encostada na parede, sangrando. -Meu Deus do céu!- digo 

-Oi vadia ..- ela diz sorrindo fraco 

-Meninos me ajudem aqui!- digo e eles vêm correndo até ela, eles pegam a mesma no colo e a colocam em cima do sofá. Fecho a porta imediatamente. 

Mamãe desce a escada correndo e solta um grito ao ver Megan no sofá 

-Megs o que aconteceu?- mamãe diz se abaixando ao lado da mesma 

Faço o mesmo, assim como os outros 

-Ontem quando me levaram..- ela para e tosse- fizeram testes de sangue em mim, mas disseram que meu sangue era inútil. Me cortaram e desperdiçaram meu sangue. Mas hoje de manhã, Kath apareceu no galpão onde eu estava. Ela me tirou de lá! Aquela vadia me soltou e me ajudou!- ouço James suspirar -Logo depois ela me levou até o carro, me trancou no mesmo e disse para eu vir até aqui.. uns homens chegaram em uma van e a jogaram dentro da mesma..- ela diz deixando uma lágrima solitária cair 

-Megs não foi sua culpa!- digo para a mesma -Você vai ficar bem e nós vamos achar eles!- digo sorrindo fraco 

-Lembra o rosto de quem fez isso M?- mamãe pergunta 

Droga ela não sabia disso ainda! 

-Não.. eles usam máscaras..- ela responde rouca 

-Vou ligar para seu pai!- ela diz se levantando -Bun vá buscar medicamentos para ajudar nas feridas dela!- assinto 

-Ryan liga pro Tyler por favor.. fala pra ele vir até aqui!- digo e ele assente correndo escadas acima 

 

Saio correndo até o banheiro de baixo e pego o kit de primeiros socorros, pomadas, álcool, faixas e mais remédio. Corro até a sala e deixo as coisas em cima da mesinha de centro.

-James pega uma toalha no banheiro por favor..- ele assente e sai correndo 

-Opa Rosalinda médica..- ela diz e eu reviro os olhos 

-Vou tirar sua roupa..- digo começando a tirar seu vestido e suas botas devagar para não machucar.

-Sempre desconfiei de certos sentimentos seus por minha pessoa..- ela diz e eu rio 

Coloco seu vestido encharcado de sangue de lado. 

Seu sutiã vermelho estava encharcado do mesmo jeito mas não ficava no caminho para fazer os curativos. 

James chega correndo com a toalha e me entrega a mesma 

Eu começo a molhar a mesma com álcool. 

Ryan chega e fica olhando pra Megan. 

-O que ele disse?- digo para R que olha para mim 

-É.. ele disse que já está vindo! Junto com seus pais! Ele disse que é melhor ficarmos todos juntos!- assinto 

-Pervertido senhor Velvet..- Megan diz sorrindo fraco 

-R segura a mão dela..- digo e o mesmo faz 

-Er Bun vou até minha casa correndo para buscar minha irmã e minhas avós okay?- James diz coçando a cabeça 

-Vai lá..- digo e ele começo a sair de casa com a chave na mão -James?- chamo o mesmo que para na porta-Cuidado tá?-ele sorri e assente 

-Cuida delas..- Jay diz para Ryan que assente com a cabeça 

Logo depois que J sai eu pego a toalha e começo a passar na região ferida. Megan solta um berro de dor  e minha mãe desce correndo.

-Paul está vindo correndo junto com alguns policiais..- ela diz vindo até nós 

-R quer dar uma olhada no seu pai?-digo a ele passando a toalha no ferimento da barriga, sinto ela se encolhendo 

-Posso?- assinto -Já volto!- ele diz e sai correndo

Minha mãe pega um pano molhado e coloca na testa da mesma. 

Pego uma pomada e passo em todos os ferimentos que já tinham sido limpos. Logo depois coloco os curativos em todos os ferimentos. 

-Já estou parecendo uma múmia ambulante?-Megan diz sorrindo fraco e eu rio segurando a mão da mesma 

-Está parecendo uma princesa arábica.-digo e ela ri fraco 

-Tenho certeza que mesmo eu parecendo isso você ainda me acha maravilhosa..- ela diz e minha mãe ri 

-Não disse que tenho um crush forte por você..?- digo e ela ri logo depois tossindo 

-Vou buscar água..- Mãe Mel diz indo até a cozinha 

-Hey Rose?- Meg diz com a voz fraca, olho pra ela- Eu juro que assim que eu sair dessa merda de sofá eu vou quebrar a cara de quem está fazendo isso!- ela diz e eu sorrio 

-Eu também!- digo 

Ouço uma batida forte na porta e assusto com aquela bosta! E se forem eles? 

Corro até a mesma e a abro

-Ela está bem?!- Xerife Paul diz pedindo licença e entrando 

Fecho a porta logo atrás dele. 

-Pai?- Megan diz sorrindo 

-Meu Deus!- Xerife diz indo até a mesma e a abraçando -Quem fez isso filha?- ele diz a apertando

-Wow vá devagar querido!- ela diz e ele se desculpa 

-Meu Deus do céu Paul!- Minha mãe vem correndo da cozinha com um copo de água-Cuidado com os curativos..- ela diz cumprimentando o mesmo 

É Kath estava certa, o jeito que ele olhou pra minha mãe é meio suspeito. 

Pego o copo, que tinha canudo e era rosa e meu, e entrego para a mesma que com a ajuda de seu pai se senta devagar e reclamando de dor. Confesso que era muito difícil ver todos que eu amo sendo levados e machucados! 

Ela começa a tomar a água muito rápido

-Quer comer alguma coisa querida?- Mamãe pergunta a ela 

-Não precisa Mel, Kath deixou donut e café no carro. Pra mim!- Megan diz com o semblante triste 

-Filha você precisa dizer a mim quem fez isso!- Paul diz olhando para ela

Sento no braço do sofá e minha mãe senta no braço do sofá do lado do Paul, emoji safadinho. 

-Eles usavam máscaras! Não dava para ver seus rostos!-ela diz tomando mais um gole de água 

-Você lembra o endereço?- ele pergunta e ela assente 

Ela passa o endereço e logo ele levanta indo fazer uma ligação, para que outros policiais vão investigar o lugar. 

 

A campainha toca e eu abro a porta. 

Era Ryan, com um homem atrás do mesmo. O homem tinha os mesmos olhos cor de mel, e o mesmo desenho da boca. 

-Hey..- R diz, ele estava todo corado, que fofo! 

-Entrem..- digo e eles o fazem 

-Esse é meu pai! Ele veio ficar aqui, pois é mais seguro!- Ryan diz 

-Eu tenho boca pivete..-seu pai diz e ele assente o levando até o quarto que minha mãe falou que ele poderia ficar. 

 

-Tudo bem?- pergunto para R depois que ele volta

-Meu pai, tem o primeiro estágio do 

alzheimer..- ele diz olhando para Megan que conversava com seu pai e sorria 

-Oh sinto muito..- digo e ele sorri me olhando em seguida 

-Depois que minha mãe morreu, ele começou a pirar.. e eu tive que cuidar dele, não é um fardo, mas é difícil. Essa doença o deixa agressivo..- arregalo os olhos. Será que ele já o agrediu? -Mas acho que ele está indo bem..- sorrio e abraço o mesmo 

 

A porta se abre com tudo e eu pulo do sofá assustada! 

-Eu tenho a chave!- era Tyler entrando com seus pais

Ele fecha a porta e vem correndo me abraçar, ele tinha lágrimas nos olhos. Porra, ele nunca ficou assim.. 

-Quando isso vai acabar?- ele diz 

-Quando a gente chutar a bunda dos desgraçados para fora da cidade..- digo e ele me olha sorrindo 

 

Cumprimento seus pais, com abraços demorados e logo me sento de novo 

 

Alguém bate na porta DE NOVO.. e eu levanto para ir abrir a mesma.

-Hey!- era James -Trouxe minhas avós e minha irmãzinha se não tiver problema..- ele diz segurando sua irmã que era basicamente uma cópia dele, com diferença apenas nos cabelos. 

-Claro que não!- digo deixando eles entrarem 

Suas avós são uns amores! Logo levo elas até a sala para se acomodarem, elas conhecem Ryan que começa a conversar com elas. Rio e olho para James que falava com sua irmã, que estava sentada em seu colo, e o mesmo sentado no degrau da escada. 

-A Kath vai ficar bem?- ela pergunta com voz de choro e ele tenta se manter forte 

-Você sabe como ela é osso duro de roer né?-ele diz e ela sorri- Ela vai conseguir sair dessa.. desde que a gente ajude a encontrar ela..- ele diz sorrindo para a mesma 

Sorrio, era tão lindo ver o amor tão puro que eles tinham um pelo outro. Fico imaginando James sendo pai um dia.. eita que paizão..

 

Katherine POV 

Abro os olhos que pareciam estar colados e vou me lembrando de tudo aos poucos.

Droga! 

Olho em volta e percebo estar em uma sala de enfermaria ou hospital.  

Olho para meu braço machucado que agora tinha uma tala no mesmo. 

Olho para meu outro braço e vejo uma agulha no mesmo, vejo meu sangue saindo pela agulha. Mas que diabos está acontecendo? 

ELES PRECISAM DO MEU SANGUE?! 

AQUI NÃO BANDO DE RETARDADOS! 

Tiro a agulha de meu braço devagar e a solto, pingando meu sangue no chão. 

Estico meu braço devagar até a mesinha e coloco um algodão no meu braço para limpar o sangue. 

Olho em direção do tubo e da agulha que estavam em meu braço e vejo que eles estavam indo para uma bolsinha de sangue. 

Estão doando meu sangue sem eu nem saber!? 

Levanto da cama devagar, meu corpo inteiro doía. 

Levanto da cama e percebo estar com roupas diferentes. Quem me trocou nessa caralha? 

Estava com uma calça boca de sino cinza claro e uma blusa branca apertada com mangas medianas.

Vou até a cômoda a procura de um celular mas a única coisa que acho são mais bolsinhas de sangue. 

MEU DEUS ESPERO QUE NÃO SEJA MEU! 

Esses doidos mosquitos da dengue estão me irritando! 

 

Percebo a porta se abrindo e corro para a cama deitando na mesma. 

Helen entra no quarto com um vestido branco que ia até o joelho. 

-Que bom que já acordou..- ela diz sorrindo 

-Que pena que acordei olhando pra sua cara..- digo sorrindo irônica pra ela que continua inabalável 

-Como está se sentindo?- ela diz indo até a agulha e a tampando e pegando a bolsinha de sangue e a colocando na gaveta 

-Estou parecida com a sua cara.. um lixo..- digo me espreguiçando 

-Olha sei que não é fácil ficar aqui mas entenda que é para o bem de todos..- ela diz sorrindo fraco 

-Bem? Me deixar aqui contra a minha vontade é pro bem?- rio -Só se for pro bem de vocês mosquitos! Eu não deixei pegarem sangue meu!- digo e ela assente 

-Desculpa por isso só tiramos alguns litros..-ela sorri 

-ALGUNS LITROS?- digo e ela assente sorrindo. PARA DE SORRIR VAGABUNDA! Ela tirou “Litros” de sangue meu! 

-Tome esse comprimido..- ela pega um comprimido pequeno e branco-Vai fazer você se sentir melhor, e vai tirar as dores no seu corpo..- ela diz me entregando o comprimido junto com um copinho de água 

-Não vou tomar..- digo segurando o mesmo na mão 

-A escolha é sua.. ficar com dor em uma cama, ou se sentir melhor.- reviro os olhos 

-Vou poder bater em todo mundo?- digo e ela revira os olhos -Não vou dormir de novo com esse comprimido?- ela nega com a cabeça -Juro que se eu apagar de novo, quando eu acordar eu vou fazer você engolir todos os comprimidos que eu conseguir achar até ter uma hemorragia interna! E que todos os seus órgãos se dissolvam..- digo sorrindo 

-Justo..- ela diz 

Suspiro e tomo o remédio

-Estou com fome!- digo me levantando da cama 

-Já está na hora da janta aqui. Acho justo você já ir comer com o resto das pessoas..-ela diz sorrindo 

Me olho no espelho grande e eu estava até que nada mal, essas roupas valorizavam minhas curvas. DROGA KATHERINE! Você está presa e está pensando no seu corpo! 

Coloco a sapatilha do saltos que ela havia me dado 

-O Pete vai te acompanhar até o refeitório.. eu preciso resolver algumas coisas..- ela diz saindo do quarto 

Saio e vejo um homem do lado de fora. Ele era bonito, musculoso, tinha olhos e cabelos castanhos claros. Ele vestia uma calça bege que parecia um jeans, e uma camiseta preta colada. 

Porque diabos você está encarando o homem que faz parte disso tudo? 

Ele é muito bonito! 

Percebo um celular em seu bolso e ele me olhava, bem para os meus peitos pra ser mais exata. 

JÁ SEI O QUE FAZER! 

-Você é o Pete?- pergunto pra ele 

-Sim Senhorita Katherine..- ele diz engolindo em seco. 

Começamos a andar reto e devagar em direção a sei lá onde pelo corredor grande e branco.

-Porque você faz isso Pete?- pergunto olhando o mesmo 

-Isso o que?- ele diz olhando para mim 

-Isso..- aponto para mim-Manter segredo, disso tudo!- ele olha pra baixo 

-Faço isso pelo meu filho.. tenho um filho pequeno. Sou sozinho e não tenho dinheiro pra pagar nada..- ele diz e eu olho pra ele sorrindo para o mesmo 

-Não podia arrumar um trabalho melhor.. tipo sei lá mecânico?- ele ri fraco 

-Podia.. -ele suspira-Sei que tudo isso é errado mas o dinheiro é bom.- ele diz olhando pra mim 

Será que ele tem uma namorada? 

PARA KATHERINE!

-Já parou pra pensar em quantas vidas eles estão arriscando aqui dentro?- ele assente suspirando

-Você não sabe nem metade..- ele diz e entramos e um outro corredor 

-Você tem que me ajudar..- digo olhando para frente tentando disfarçar das câmeras 

-Acredite eu quero muito ajudar todos daqui! Mas eu posso acabar morto!- ele diz 

-Por favor.. só me diz o endereço daqui e me empresta o celular no seu bolso..- digo e ele nega 

-Não posso perder esse emprego Katherine..- ele diz negando com a cabeça 

-Você sabe onde tem algum lugar daqui que não tem câmeras?- pergunto olhando disfarçadamente pra ele 

-Bem..- ele pensa um pouco- tem uma sala no terceiro andar..- ele diz 

-Perfeito!- digo sorrindo 

-Não tem como ir pra lá sem perceberem..- ele diz 

-Você acha que consegue um carrinho ou um lixo grande?- ele pensa 

-Acho que consigo pegar com o Garrit..- ele diz -Mas como você vai entrar dentro de um lixo sem que percebam?- droga!

-Vou falar com o meu irmão. Ele vai nos ajudar..- ele assente e abre uma porta cinza com o cartão de acesso dele 

-O Endereço é Rua Fallswire na esquina da avenida 15. No número 356 atrás do prédio abandonado..- ele diz 

E eu sorrio para o mesmo 

-Muito obrigada!- digo-Passa no meu quarto depois da janta com o carrinho..- digo e ele assente 

Entro dentro do recinto gelado que ele tinha aberto a porta 

Era gigante e estava cheio de gente, a maioria da minha idade tinham alguns mais velhos. Tinha vários guardas, acho que uns 7. Vou até onde tinha comida e pego uma bandeja, coloco uma batata frita, um negócio que parecia gelatina e uma lata de refrigerante. 

Cativeiro chique e com comida boa, estranho? Sim mas minha fome fala mais alto. 

-Kath!- escuto meu nome e vejo meu irmão em pé 

Vou andando rápido até onde ele estava sentado e vejo que era uma mesa grande com 10 pessoas sentadas na mesma. 

-Senta aqui..- ele diz apontando para seu lado e sento no lugar apontado 

Abraço o mesmo 

-Eles te machucaram?- ele pergunta 

-Só tiraram litros de sangue meu.. e colocaram uma tala em meu braço..- digo e ele sorri 

-Esses são meus amigos.. que eu fiz aqui..- ele diz apontando para todos da mesa 

Olho para a mesma. MEU DEUS! A Jess! Ela era da escola! Ela e sua irmã gêmea Lauren estavam aqui! 

-Droga! Tem muita gente aqui..- digo comendo uma batata 

-Temos um plano..- Matt diz e eu olho pra ele 

-Eu também..- ele me olha estranhando 

 


Notas Finais


ESPERO QUE TENHAM GOSTADO
DESCULPA ALGUM ERRO
ATE O PRÓXIMO
BJO
PEACE!


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...