História S.O.S Cupid - Capítulo 1


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Personagens Jeon Jungkook (Jungkook), Jung Hoseok (J-Hope), Kim Namjoon (RM), Kim Seokjin (Jin), Kim Taehyung (V), Min Yoongi (Suga), Park Jimin (Jimin), Personagens Originais
Tags Améliexjungkook, Jikook, Lilaxjungkook, Namjin, Sugamin, Vhope, Yoonmin
Visualizações 108
Palavras 276
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Ficção, Ficção Adolescente, LGBT, Romance e Novela, Sobrenatural, Yaoi (Gay)
Avisos: Bissexualidade, Heterossexualidade, Homossexualidade, Insinuação de sexo, Linguagem Imprópria, Sexo
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Notas do Autor


Oi!
Bom, faz muito tempo desde que eu postei uma fanfic e resolvi voltar com essa de BTS.
Espero que gostem.
Boa leitura ^^

Capítulo 1 - Prologue




Um jovem casal dirigia animadamente pela perigosa estrada de Busan; mesmo sendo tarde da noite e estando cansados, encarar a situação com alegria fazia tudo parecer melhor. Haviam se casado há pouco tempo e, aproveitando que ainda não tinham crianças para cuidar, resolveram relaxar numa pousada famosa de Busan.
Agora, voltando para casa em Seul, ficarem aborrecidos ou tristes não parecia uma opção. Assim que chegassem na capital, receberiam um presente e tanto.
Então aconteceu.
Fora tudo muito rápido.
Um motorista embriagado esbarrou com brutalidade seu carro no do casal. O veículo capotou pelo que pareceram horas. Infelizmente, o homem morreu no mesmo instante, ao quebrar o pescoço com o impacto. A mulher, entretanto, permanecera viva. Mesmo que os estilhaços do vidro da janela tivessem penetrado sua delicada pele, mesmo que o airbag a sufocasse e mesmo que sentisse ossos quebrados, não poderia partir tão facilmente.
Não queria.
Olhando para o lado, viu o marido morto e, com dor no coração, decidiu que não iria perder mais ninguém naquela noite. Assim, bravamente, lutou contra a vontade de apenas fechar os olhos e morrer. Respirando fundo e gastando o pouco de sua energia que restava, abriu a boca para pedir ajuda, num sussurro quase inaudível.
Desolada e aborrecida com o volume de sua voz, pensou estar tudo perdido e já se preparava para seu último suspiro, quando seus olhos focalizaram uma silhueta se aproximando do carro.
Arquejou.
Buscou forças dentro de si e, pela última vez naquela noite, seus lábios se moveram, soltando um suave e sofrido:
-Salve...
E mesmo não tendo terminado a frase, partiu, sua alma sentindo que havia cumprido sua última função com sucesso.


Notas Finais


É só o prólogo, não diz muita coisa... pelo menos não ainda.
Se você leu até aqui, obrigada.


Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...