História S.O.S Imagine Seokjin - Capítulo 3


Escrita por:

Postado
Categorias Bangtan Boys (BTS)
Tags Seokjin
Visualizações 7
Palavras 1.709
Terminada Não
NÃO RECOMENDADO PARA MENORES DE 18 ANOS
Gêneros: Comédia, Drama (Tragédia), Festa, Ficção Adolescente, Hentai, Luta, Romance e Novela, Violência
Avisos: Álcool, Insinuação de sexo, Mutilação, Nudez, Sexo, Violência
Aviso legal
Os personagens encontrados nesta história são apenas alusões a pessoas reais e nenhuma das situações e personalidades aqui encontradas refletem a realidade, tratando-se esta obra, de uma ficção. Os eventuais personagens originais desta história são de minha propriedade intelectual. História sem fins lucrativos, feita apenas de fã para fã sem o objetivo de denegrir ou violar as imagens dos artistas.

Capítulo 3 - Gafes alheias


Fanfic / Fanfiction S.O.S Imagine Seokjin - Capítulo 3 - Gafes alheias

Um dia eu ainda vou jogar esse despertador na parede.
Acordei mais uma vez com o barilho infernal do despertador, me levantei preguisosa e fui até o banheiro e me acordei por completo com um banho gelado. Assim que terminei meu banho fui até meu guarda-roupas e peguei meu uniforme, decidi usar ele da maneira correta e coloquei uma botinha preta encima da meia preta que ia até meu joelho, fiz um coque frouxo no cabelo e fiz uma maquiagem que seria: rimel, batom matte marrom e lapis de olho. Tenho sorte de não precisar usar base.
Terminei e desci até a cozinha, logo avistei mamãe e papai tomando seu cafê da manha.
- Onde está o pirralho?- perguntei me referido ao meu irmão.
- Seu irmão!- disse mamãe me repreendendo- ele já foi para o colegio.
- Ele não gosta de estudar tanto assim- disse me sentando à mesa e bebendo um pouco de suco de laranja- qual o motivo dele ir tão cedo para o colegio?.
- Também estranhei- disse papai- mas ele não disse o por que.
- Deve ter ido encontrar algum amiguinho- disse mamãe fazendo woffols.
- Ou alguma amiguinha em?- disse papai sorrindo malicioso e arquiando as sombrancelhas- meu filhão tá virando homem- eu e mamãe rimos.
Olhei as horas no relogio da cozinha, estava atrasada , bebi o resto do meu suco e peguei uma maça.
- Tenho que ir- beijei o rosto de mamãe e papai- tchau, amo vocês- sai da cozinha e escutei um "também te amo" antes de sair de casa.
Andei rapido até o colegio, assim que cheguei Seokjin veio até mim.
- Quero pedir descul...- o interrompi.
- Obrigada, Seokjin- disse sorrindo para o mesmo, ele me olhou sem entender.
- Não estava brava?- ele perguntou
- Na verdade, sim- disse simples- mais depois vi o tão fofo você foi de se preocupar comigo- disse e novamnete sorri- por isso agradeço, por se preocupar.
- Denada!?- ele falou quase como uma pergunta e com o rosto corado coçando a nuca.
- Já se resolveram?- Mi-Cha disse assim que chegou perto de nós.
- Sim- dissemos, eu e Seokjin, em unisom.
- Otimo- ela disse é logo depois o sinal bateu.
- Vamos, a aula já irá começar- disse Bruno já indo para a sala.
Fomos para sala de aula e eu fui até meu lugar e logo uma loira de farmacia- se não era agora é- veio até mim.
- Saiba que eu vou me vingar- ela disse batendo a mão na mesa.
- Posso saber do que está falando?- disse simplista.
- Ontém, tive que pintar meu cabelo vadia- ela disse alterada.
- O que é que eu tenho haver com isso?- perguntei com tedio.
- Foi você- gritou novamente.
- Já disse que não, que coisa- assim que falei o professor entrou na sala.
- Sentados, em silêncio- ele disse e assim todos fizeram.
- Toma cuidado- Seokjin disse preocupado.
- Pode deixar- disse sorrindo e olhando para o quadro a minha frente.
[...]
A aula finalmente acabou, estava eu, Mi-Cha, Bruno e Seokjin na porta da sala.
- S/n, quer estudar um pouco na biblioteca, percebi que não entendeu nada do que o prfessor de quimica falou- Seokjin disse sujestivo.
- Posso ir também?- Mi-Cha perguntou- também não entendi nada- disse ela sorrindo.
- Vamos sim- disse sorrindo e indo para a biblioteca
Mas, antes tive que ver a loira do banheiro vindo raivosa na minha direção.
- Mamãe nunca te disse para não correr de salto, você pode torcer o pé- disse rindo divertida.
- Cuidado?! Eu?!, você que fica ai andando com um gordo- se referiu ao Bruno- uma esquizitinha alegre- agora foi a fez de Mi-Cha- e um nerd viado- o ultimo a ser mencionado foi Seokjin- e eu que tenho que ter cuidade- ela riu debochada- querida, e você que tem que ter cuidado para não fazerem bulling com você e seus amigos esquisitos.
- Vamos seguir nosso rumo S/n- disse Seokjin me puxando pelo braço
- Espera- disse raivosa escutando a risada fina da garota- primeiro: as pessoas podem emagrecer, mas as pessoas não podem deixar sua personalidade de merda- passei a lingua nos labios para umidesselos- segundo: alegre sim, esquizitinha não, afinal, de esquizitona, só vejo você- ri da sua cara- e por ultimo: não é nerd, é inteligente, coisa que você não é nem de longe, e gay, bom, talvez você apenas queira o gay aqui para você, sabe? namorar você, só que advinha, ele não se interessa por pessoas futeis como você- recupero o ar- então, olhe seus defeito antes de apontar os "defeitos" dos outros- pego na mão de Seokjin e o puxo- vamos para a biblioteca.
Chegando lá Mi-Cha me abraçou com lagrimas nos olhos.
- Obrigada por nos defender- disse ainda me abraçando- ela sempre nos humilhou na frente de toda da escola, mas agora quem foi huminhada foi ela- ela sorriu me soltando- obrigada.
- Eu ainda não humilhei ela- digo rindo e me sentando em uma das mesas da biblioteca.
- Vai ser um ano letivo longo- diz Seokjin rindo e se senta ao meu lado.
- Vai mesmo- Mi-Cha diz rindo fazendo todos nós rirmos.
Seokjin pegou seu livro de quimica e eu peguei o meu de dentro da mochila. Algo ainda martelava minha cabeça: Seokjin é realmente gay?
-JIN- uma garoto de sorriso quadrado veio até nos e se sentou ao lado de bruno e Mi-Cha que era a unica cadeira vazia- fazia um tempo que eu não te vejo.
- O que está fazendo na biblioteca Taehyung? se perdeu novamente?- Seokjin disse rindo.
- Engraçadinho- disse o tal de Taehyung sorrindo ironico- isso aconteceu só uma vez- Seokjin o olha com as sombrancelhas erguidas- Tá, três vezes, mas foi a muito tempo.
- Tae, isso foi ano passado- Seokjin disse e todos da mesa começaram a rir.
- Eu lembro do Jin desesperando vindo até mim dizendo: Mi-Cha, Mi-Cha, o Tae sumiu, você viu ele em algum lugar?- ela disse imitando uma voz de homem dessesperado- ai depois o Kook oppa veio até nós e disse: o Nam encontrou ele perdido na sala dos professores- todos agora riam, inclusive eu- foi engraçado.
Taehyung agora estava com as bochechas vermelhas, não de vergonha, mas sim, de raiva. E eu, bom, eu só conseguia rir.
- Achou essa engraçada?- Taehyung disse para mim com um sorriso sapeca no rosto, e eu acenei- bom, como não lembrar do primeiro beijo do Jin Hyung?- taehyung disse olhando Seokjin ainda com aquele sorriso sapeca no rosto.
- Kim Taehyung, você prometeu não contar essa historia nunca- Seokjin disse bravo.
- Mas hyung, a garota vai ficar curiosa agora- Taehyung disse apontando para mim, e eu só sabia rir-Bom, imagine a cena- ele disse olhando para cima- era um dia ensolarado e a garota que o Hyung gostava tinha falado que gostava dele também, então o Hyung dessidiu que ia beijar ela- Seokjin estava ficando com raiva- ai, ele falou para a menina que queria conversar com ela no final da aula. Aula vai, aula vem, e o sinal da saida toca, ele e a menina ficaram na sala conversando.
- Taehyung, cala a boca- Seokjin já estava com raiva.
- AI- Taehyung apenas olhou para Seokjin e continuou a historia- ele tascou o beijo na garota sem mais nem menos- Seokjin bufou- ai a garota deu um tapa na cara dele e saiu da sala com raiva.
- Taehyung, já chega- falei antes que Seokjin matasse o menino.
- Pera, agora que é a melhor parte- ele disse e contiuou a contar a historia- ai, quando o Hyung foi na escola de novo, ele ouviu a menina falando com as amigas- ele coçou a garganta e começou a imitar uma voz de menia- Ele é louco, me beijou a força, e acreditam que ele ainda por cima tinha bafo?- ele disse rindo- quando o hyung disse isso todos nós começamos a rir.
- Idiota- Seokjin disse bufando.
- Seokjin, você fala como se nimguem cometesse gafes na vida- digo rindo.
-É, mas nimguem tem que saber das suas gafes- ele disse olhando raivoso para Taehyung.
- Agora sabemos uma gafe do Taehyung e do Seokjin, ta na hora de saberem da minha gafe- digo sorrindo- uma vez, tinha o passeio escolar da escola, e nós fomos ao museu. Naquela epoca eu aind era doce e indefessa.
- Você? Indefessa e doce?- Mi-Cha disse rindo- certeza que estamos pensando na mesmo S/n.
- Sim- digo rindo- ai, tinha varios dinosauros lá e eu estava morrendo de medo- continuei minha historia- uns garoos retardados começaram a brincar com os ossos do dinosauro, e o cranio do dinosauro quase caiu na minha cabeça, eu estava com tanto medo que fui para tras caindo em cima do lixo que tinha lá- disse rindo e todos também começaram a rir- só sei que eu fiquei fedendo até o final do passeio.
Todos riram. O resto do dia foi assim, Bruno e Mi-Cha também contaram suas gafes, e eu descobri que uma garota já beijou a Mi-Cha na boca em frente ao cara que ela gostava. Já estava escurecendo e o Seokjin me levou para casa e o Bruno levou a Mi-Cha, sendo que Taehyung foi sozinho.
-Obrigado por fazer todos esquecerem meu desastroso primeiro beijo- Seokjin disse assim que chegamos em frente a minha casa.
- Não tenha vergonha do seu primeiro beijo- rio- o meu foi sem duvidas pior.
- Como foi?- ele perguntou curioso.
- Ei! Já contei uma gafe, me conte outra gafe sua que eu te conto como foi meu primeiro beijo- disso rindo fazendo o Seokjin rir também.
- Esquece- ele disse- tchau S/n.
- Tchau Seokjin- disse e entrei em casa
- Onde estava?- meu irmão perguntou para mim assim que eu entrei em casa.
- Me conte por que foi mais cedo para a escola que eu te conto onde eu estava- disse e o olhei desafiadora.
- Não é nada demais- ele disse corado.
- Onde eu estava também não é nada demais- disse e subi as escadas indo para meu quarto.
Hojé foi, sem duvidas, um dia muito divertido.

 

 



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...