1. Spirit Fanfics >
  2. Sossega, Soobin! >
  3. Prólogo

História Sossega, Soobin! - Capítulo 1


Escrita por:


Capítulo 1 - Prólogo


Soobin sempre foi muito namoradeiro. Desde que chegamos nessa fase do "namoro, beijo e etc" — ou adolescência, como preferir —, ele nunca ficou solteiro por mais de dois meses. Sempre partia pra outra muito rápido, era quase como se fosse assim que relacionamentos funcionassem.

É um caso complicado... Mas, pra ser sincero, sinto que ele só se apaixona rápido demais, confunde os sentimentos e acaba se entregando de uma vez só pra alguém que... Não está na mesma situação, vamos dizer assim. E aí ele se derrete todo e quebra a cara no final, ouvindo sempre um "não vai rolar" ou um "não é você, sou eu" como resposta. Foram poucas as vezes que isso não aconteceu, mas até quando tinha tudo pra dar certo alguma coisa vinha de fora pra atrapalhar e tudo dava errado de novo, como uma mudança repentina de cidade ou a desaprovação dos pais. Eu diria que Soobin é a pessoa mais azarada em questão de relacionamentos que eu conheço.

Um exemplo disso é que ainda estamos em maio e essa é a terceira desilusão amorosa que tenho que lidar. Não é tão simples quanto parece, falando assim. Soobin é muito manhoso e lamenta demais quando é rejeitado. Ele sempre começa dizendo "Tínhamos tudo pra dar certo! Mas..." e depois termina chorando, como um bebê ranhento. Já que somos vizinhos, às vezes eu chamo ele pra vir pra minha casa — mesmo ele ensopando todos os meus travesseiros com lágrimas, o que me deixa muito irritado —, ou eu vou pra casa dele, e aí ele se permite transbordar e eu o consolo com palmadinhas nas costas e o famoso "vai ficar tudo bem...". No dia seguinte ele sempre aparenta estar realmente bem.

— Yeonjun! Ela disse que não vai dar certo. Comprei flores e tudo, mas mesmo assim... Ela disse que eu sou muito apressado. Você acha que eu sou apressado, Yeonjun? — ele dizia no telefone, a voz parecia embargada e dava pra ouvir seu nariz sendo assoado pela terceira ou quarta vez.

— Como é que eu vou saber, Soobin? Eu nunca namorei... Não entendo dessas coisas.

— Mas...! Ah, quer saber?! Eu não vou mais fazer nada disso. Nada de flores, nem de anéis, nem de cartas no primeiro encontro! Vou ser mais pé no chão e nada disso vai acontecer de novo... É.

Não consegui segurar a risada. Soobin, pé no chão... Ele sempre fazia o mesmo discurso quando algo assim acontecia. E, pelo visto, ele não conseguiu colocar em prática como havia dito da última vez. Não sei se poderia acreditar nele agora... Não tinha como acreditar em Soobin quando tratava desses assuntos.

— O que foi, hein? É verdade! Não quero mais nada disso! Vou refletir mais sobre minhas escolhas... — ele parecia pensativo, sua respiração de repente se tornara um tanto audível, seu nariz sendo assoado de novo — Yeonjun, posso dar um pulo na sua casa?

— Pode, só cuidado pra não fazer barulho, tá? Meus pais estão dormindo.

— Tá.

E desligou.

E era assim que vivíamos juntos. Soobin chorando por uma garota, se consolando com minha ajuda e "partindo pra outra" de repente, como um loop sem saída.

Mas, pra falar a verdade, eu nunca gostei de nada disso. Nunca gostei do modo como Soobin procura relacionamentos, quase como uma necessidade. Sinto que isso não é nada saudável e, principalmente... Sinto... Algo estranho. Algo que não consigo definir bem com palavras. Acho que me sinto incomodado. Me sinto incomodado quando vejo ele com outras pessoas.

Porque eu gosto de Soobin. Mas eu sei que ele nunca gostaria de mim de volta.

Somos só amigos, afinal.

E amigos desse jeito nunca poderiam ficar juntos.



Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...