1. Spirit Fanfics >
  2. Sou Independente, Sou Guerreira! >
  3. Briga Entre Irmãos

História Sou Independente, Sou Guerreira! - Capítulo 34


Escrita por:


Capítulo 34 - Briga Entre Irmãos



Na hora de ir embora, vejo South na entrada do colégio esperando pelo seu irmão.

Logo vejo Japão e China se beijando?......

Meu! Os dois já estão namorando?! Finalmente!!! 

Mas agora estou querendo falar com South, vou até ele e falo:

- South.

- Uh, oi Brasil.

- Você está bem? 

- Claro, por quê?

- Porque você anda meio estranho.

- Uh, não está acontecendo nada, mas obrigado por se preocupar.

Sorrio.

- Okay.

- Meu irmão está demorando, parece que vou sair mais tarde. - Ele fala um pouco cabisbaixo.

- ....Bom, podemos ir na praça do bairro Continente América do Sul.

- Porquê não.





Na praça do bairro Continente América do Sul On✓


Estamos sentados juntos em um banco de baixo da árvore de cerejeira.

- South...

- Sim.

- Percebi que seu irmão anda meio estressado.

- .... - South olha para baixo. - Sim....mas não quero falar muito sobre isso...

- Oh, desculpa...

- Tudo bem. - ele volta á me olhar com um sorriso.

- Bem, você percebeu que Japão e China já estão namorando?

- Estão? - ele parecia surpreso. - Finalmente.

- Verdade.

- Mas... falando disso, por que você não aceita namorar?

- Com quem?

- B-bem... - suas bochechas ruborizam. - ...tem muita gente querendo namorar você...

Desvio os olhos nele.

- ....E-eu tenho medo, tenho medo de me machucar, porque as pessoas são más e podem machucar seus sentimentos.

- ... você tem razão, mas nem todas são más... - sua mão foi levada perto da minha, enquanto estive distraída. Ele ainda estava com as bochechas vermelhas, tentado ganhar coragem para tocar na minha mão.

- Como assim? - encarei-o 

- ...Cof, Cof... - ele tosse falsamente para mudar de assunto. - melhor a gente falar de outra coisa...

- Okay?...

South fecha os olhos e começa á escutar k-pop no celular com fone de ouvido.

Suspirei.

- Posso escutar? - pergunto.

Ele assente e entrega um fone, colho e coloco no meu ouvido.

- Bombaya...Yah, Yah, Bombaya... - canto baixo. O coreano ouça minha voz e fica surpreso ao ouvi-la.

- Nossa.

- O que foi?

- V-você canta muito bem.

Sorrio.

- Obrigada. 

Logo South recebe uma notificação, ele verifica.

North: Cadê você? 

South: Estou no parque.

North: Claro, com a Brasil.

South: Como soube?

North: Passei por perto e te vi sentado com a Brasil. Venha para casa imediatamente!

South: Okay...

- Brasil, precisa ir.

- Oh, claro. - entrego o seu fone.

Logo ele se despedi e foi embora, mas ele tinha esquecido sua pulseira k-pop.

Colho e começa á segui-lo.



Quebra de tempo.


Chego em casa e subo as escadas, logo encontro North no corredor.

- O que você quer agora? - pergunto.

- Você tinha duas escolhas, mas você tinha escolhido ficar ao lado da Brasil, mas eu digo que mesmo você estando ao lado dela eu sempre vou impedi-lo.

- Você não se cansa mesmo, né.

Ele caminha até mim.

- Você sempre será um tonto.

- Não fala assim.

- Tenho certeza que você não liga tanto para a liberdade.

- Eu ligo sim! Mas eu nunca vou abaixar a cabeça pra você, mesmo escolhendo opções idiotas.

- Você não passa de um idiota e tóxico por músicas escrotas.

- E você não se cansa de me bater?!

Começamos á brigar feio.


BrasilOn✓



Ao chegar na porta bato duas vezes, mas ninguém atendeu, logo entro.

- South? - caminho pela sala de estar á procura de ambos, mas neste instante escuto vozes sendo discutidas no andar de cima. - C.S? - subo vagarosamente as escadas.


- CALA A BOCA SEU MULEQUE INFELIZ!

- NÃO! ESTOU CANSADO DE SER MALTRADADO POR TANTA IGNORÂNCIA! POR QUE NÃO ENXERGA O SEU LADO?! VOCÊ ESTÁ MACHUCANDO A ÚNICA PESSOA QUE SEMPRE ESTA PRESENTE AO SEU LADO! POR QUE NÃO PARA?!

- South? - encontro os dois um de frente ao outro, mas logo me encaram surpresos pela minha aparição.

- B-Brasil?...

- E-eu vim lhe entregar sua pulseira....

North ainda estava furioso, que sem perder tempo me garra pelo pulso e descemos as escadas juntos, South foi logo atrás para impedi-lo de fazer algo comigo.

- NORTH SOLTA ELA!

- VOCÊ GOSTA TANTO DELA ASSIM?! POIS BEM, VERÁ O QUE IREI FAZER.

South avança encima do North, e ambos caíram no chão.

- PARA!

- PARA VOCÊ.

North acaba empurrando South, e logo levantou-se.

- O....o que v-você.... - gaguejo ainda pasma.

North me leva para um outro corredor e logo me prende contra a parede, segurando meus pulsos.

- N-North por que está fazendo isso?....

Ele não responde, e logo começa a me beijar. Um beijo selvagem, tentei recuar mas falho. Neste instante, consigo me libertar e empurro para longe de mim.

North tinha uma expressão cabisbaixa e ao mesmo tempo raiva.

South se aproxima de mim.

- Você está bem?

- S-sim. - respondo.

- Venha. - ele me leva até a porta. - E-eu sinto muito pelo meu irmão, as vezes ele tem um temperamento explosivo.

Fiquei olhando para baixo pensando que South deve estar certo.

- Você precisa vim comigo. - falo.

- Para onde?

- Na minha casa, ele pode te machucar, South.

- N-não está tudo bem, eu sei lidar com isso.

- Tem certeza?

- Tenho.

Sorrio fraco.

- Okay...


Então me despedi dele e fui embora.






Gostou da Fanfic? Compartilhe!

Gostou? Deixe seu Comentário!

Muitos usuários deixam de postar por falta de comentários, estimule o trabalho deles, deixando um comentário.

Para comentar e incentivar o autor, Cadastre-se ou Acesse sua Conta.


Carregando...